Assuntos não relacionados ao tema principal do fórum.

ANÚNCIOS

Action

Veterano - nível 6

#457834 Naada que você fizer vai ferir sua opção sexual ,pode raspar tudo,fazer unha,pintar cabelo e outras coisitas mais.


Só que EU acho modinha e fica uma "pegada" de GAY.
Avatar pua
Perigo

Aprendiz

#457838
"Questão de Higiene"


Até parece que alguns pelos debaixo do braço vão te transformar em um porco.

Eu não raspo, mas não tenho nada contra. Se sentirem necessidade de raspar então raspem. Agora os pelos das partes genitais deixo sempre bem aparados, afinal nenhuma HB gosta de chupar cabelos. Eu acho que pelos nas axilas deixa o homem bem mais macho.

Essa é a minha opinião.

Abraços Cafas.
cydros

Aprendiz

#457861 Eu não raspo, eu corto pq tbm ngm merec fica com os pelos caindo la no pé, não acho muito legal...estão por higiene eu corto, mas não teria nenhum problema em raspar...

Abraços
Avatar pua
Protagonista - MEMBRO EXCLUSIVO
#457862 Eu raspo, vou continuar raspando e tô pouco me fudendo pra opinião alheia. (Giletão na veia, ou melhor, nas axilas!)

Motivos? Higiene, beleza e autossatisfação (odeio a nova gramática), até!
Luke avelar

#457915 Meu caro, isso não é nada mais do que um ato normal, uma amiga minha diz que para ela esse tipo de costume é essencial em um homem.
Avatar pua
robsonferreira

PUA Avançado

#457938 ei raspo os pelos do corpo inteiro...
mais por causa da academia e talz
q alem de ser masi higienico...
a definiçao aparece bem mais

ou seja
q q adianta ter ''corpo'' e ser tudo peludo...
ter aquele abdomen tanquinho e ser tudo peludo
kkkkkk
Avatar pua
Baco. - MEMBRO EXCLUSIVO
#457954 Eu acho completamente normal, e é questão de higiene sim e não questão de moda!
Quando se tem muitos pelos o cheiro impregna no seu braço!
Agora quando se estão raspados/aparados a chance de ficar um CC são bem menores.

Acho que pensamentos como " Raspar é coisa de gay " , " Metrossexual é tudo viado! "
são todos pensamentos limitantes impostos pela sociedade,
assim como "Mulher Gosta de homem rico!"...

Vai de cada um parar, refletir sobre o assunto, verificar a veracidade do argumento, e ai tirar suas próprias conclusões
ou então aceitar como realidade aquilo que todos falam por ai!