Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!

ANÚNCIOS

Avatar pua
>>Psychokiller<<

Entusiasta

#865819 Excelente contribuição, e como você mesmo havia sugerido no meu tópico sobre intensificadores, este outro criado por ti, é realmente um ótimo complemento.

Gostaria de falar sobre algumas curiosidades:

Sobre o último de seus exemplos, pude perceber que, em meio a sua afirmação, você utilizou truísmos e transições: "Você que esta ai SENTADO, OLHANDO PARA A TELA DO COMPUTADOR e LENDO ESSE ARTIGO, provavelmente vai PERCEBER de FORMA TOTALMENTE NATURAL....que[...]" Afirmações como essas, feitas em meio a truísmos e transições, ajudam a gerar empatia e um suave acompanhamento da narração pelo ouvinte. Isso pelo fato de serem constituídas de descrições que combinam com a experiência do interlocutor (truísmos), que por sua vez são interligadas por [font=Lucida Grande, Trebuchet MS, Verdana, Helvetica, Arial, sans-serif]conjunções (Transições) [/font]que oferecem uma passagem suave, que sem sobressaltar o ouvinte conectam uma sentença a outra.

Tudo isso fortalece o rapport e coloca o ouvinte em modo automático de concordância, facilitando que as afirmações seguintes (como ordens diretas ou indiretas), mesmo que não combinando com a experiência imediata dele, sejam prontamente aceitas como tal.

Uma outra curiosidade é que é comum aos intensificadores, como os utilizados por você, serem sempre seguidos de padrões de linguagem como pressupostos e equivalências complexas. Na continuação do teu último exemplo percebemos isso: "[...]e QUANTO MAIS VOCÊ PENSAR SOBRE ISSO, mais você se sentira FASCINADO e FORÇADO a criar suas próprias frases.." neste exemplo, a afirmação pressupõem-se que 'você' já estava a pensar sobre 'isso', e além disso é colocado que a quantidade de pensamentos sobre 'isso' é proporcionalmente equivalente a sensação de fascinação e obrigação sobre a ideia de criar as suas próprias frases.

Fica claro que nesta frase há a aplicação de um Intensificador, uma pressuposição e uma equivalência complexa, ou seja, três padrões hipnóticos de linguagem são usados na mesma sentença.

Agora, se pegarmos a sentença completa, desde o início, podemos perceber pelo menos 6 padrões de linguagem: Truísmos, transições, assinalação de análogos, intensificador, pressuposição e equivalência complexa são padrões de linguagem que constituem este, que é um excelente exemplo do uso dos intensificadores. Por tanto Parabéns!


Imagem
Avatar pua

Criador do tópico

fernandoTK

PUA EXPERT

#865828
>>Psychokiller<< escreveu:Excelente contribuição, e como você mesmo havia sugerido no meu tópico sobre intensificadores, este outro criado por ti, é realmente um ótimo complemento.

Gostaria de falar sobre algumas curiosidades:

Sobre o último de seus exemplos, pude perceber que, em meio a sua afirmação, você utilizou truísmos e transições: "Você que esta ai SENTADO, OLHANDO PARA A TELA DO COMPUTADOR e LENDO ESSE ARTIGO, provavelmente vai PERCEBER de FORMA TOTALMENTE NATURAL....que[...]" Afirmações como essas, feitas em meio a truísmos e transições, ajudam a gerar empatia e um suave acompanhamento da narração pelo ouvinte. Isso pelo fato de serem constituídas de descrições que combinam com a experiência do interlocutor (truísmos), que por sua vez são interligadas por [font=Lucida Grande, Trebuchet MS, Verdana, Helvetica, Arial, sans-serif]conjunções (Transições) [/font]que oferecem uma passagem suave, que sem sobressaltar o ouvinte conectam uma sentença a outra.

Tudo isso fortalece o rapport e coloca o ouvinte em modo automático de concordância, facilitando que as afirmações seguintes (como ordens diretas ou indiretas), mesmo que não combinando com a experiência imediata dele, sejam prontamente aceitas como tal.

Uma outra curiosidade é que é comum aos intensificadores, como os utilizados por você, serem sempre seguidos de padrões de linguagem como pressupostos e equivalências complexas. Na continuação do teu último exemplo percebemos isso: "[...]e QUANTO MAIS VOCÊ PENSAR SOBRE ISSO, mais você se sentira FASCINADO e FORÇADO a criar suas próprias frases.." neste exemplo, a afirmação pressupõem-se que 'você' já estava a pensar sobre 'isso', e além disso é colocado que a quantidade de pensamentos sobre 'isso' é proporcionalmente equivalente a sensação de fascinação e obrigação sobre a ideia de criar as suas próprias frases.

Fica claro que nesta frase há a aplicação de um Intensificador, uma pressuposição e uma equivalência complexa, ou seja, três padrões hipnóticos de linguagem são usados na mesma sentença.

Agora, se pegarmos a sentença completa, desde o início, podemos perceber pelo menos 6 padrões de linguagem: Truísmos, transições, assinalação de análogos, intensificador, pressuposição e equivalência complexa são padrões de linguagem que constituem este, que é um excelente exemplo do uso dos intensificadores. Por tanto Parabéns!


[ Imagem ]



Obrigado de verdade! Graças a você tive meus primeiros contatos com PNL e Hipnose, acho que grande parte do meu conhecimento vem do seus tópicos e recomendações de livros(Atravessando, A chave sexual etc..), por isso tenho muito que lé agradecer! Imagem
Avatar pua

Criador do tópico

fernandoTK

PUA EXPERT

#865834
Sedutor Alfa escreveu:Porra, que foda.É tão bom que não precisa decorar e pode usar em muitas situações.Vlw pelo post.



Parece que você entendeu a ideia!Se você sabe reconhecer os padrões de linguagem, você pode praticamente se livrar de enlatados e começar a ter uma interação "mais natural".
Avatar pua

Criador do tópico

fernandoTK

PUA EXPERT

#866846
roger.michels escreveu:Muito bom cara, vou passar a usar sempre essa técnica!



Caso alguém mais queira, eu posso ensinar muitas outras técnicas....

Basta pedir, obrigado e sucesso! Imagem