Aqui é a caixa de pandora das dúvidas antigas ou resolvidas.
Imagem
Lembre-se de agradecer se alguém realmente te ajudou. Membros que não agradecem são INSTRUÍDOS a não ajudarem mais o membro.

Criador do tópico

25ruca

Veterano - nível 3

#1056214 Eu tenho um irmão mais novo de sete anos e quero o ajudar a não se tornar um ''beta''. Já que crianças são facilmente influenciadas pelo condicionamento social e é nesse tempo em que o condicionamento social e ''instalado''. Eu não quero lhe tornar um PUA essencialmente mas quero lhe ajudar com essa coisa de Inner game ou manter o inner game dele que pelo menos não tenha problemas na sua vida social ou em relação a mulheres (algo que ele também da sinais de ser mau).

E também como ajudo e motivo os meus amigos a abordar ou a tornar o PUA em uma coisa séria. Eu vejo que eles sabem do pua
e ainda dizem estar com medo e ainda assim vem me pedir dicas com mulheres, e mesmo assim continuam com as mesmas crenças limitantes.

ANÚNCIOS

Avatar pua
eric-mendes

Veterano - nível 9

#1056254 Essa é uma dúvida que também tenho (o da criança, não dos amigos).

Eu já apresentei o PUA para amigos, mas nenhum seguiu à diante. Na minha experiência, as pessoas que ficam MUITO boas em PU chegam na comunidade por conta própria e DEPOIS fazem amizade e crescem junto com o WING.

Agora criança eu já não sei. Estou começando a procurar informações sobre isso também.

Mas acredito que deve funcionar da mesma forma quando falamos sobre dinheiro. Se você ler "pai rico pai pobre" e diversos outros livros nesta vertente, vai ver que eles falam como RICOS ensinam MINDSET sobre dinheiro de forma diferente dos POBRES.

Mas os RICOS não falam para seus filhos que eles devem pensar diferente. Eles apenas ensinam. Como se fosse a ÚNICA forma de pensar. Da mesma forma que os pobres ensinam seus filhos sobre dinheiro como se fosse a ÚNICA forma de pensar.

Então deve ser assim também com PU...

:legal
Buuuh - MEMBRO EXCLUSIVO
#1056256 Uma vez li sobre como funcionam os ensinamentos parentais, o que funciona para irmão mais velho também. Muitos responsáveis reclamam que as crianças não fazem o que eles dizem para fazer e acabam por culpá-las. Um exemplo é a leitura de livros. Após a pesquisa por um economista, acho que li em Freakonomics, as crianças que mais liam livros anuais eram as que menos eram "obrigadas" a ler, ou seja, os pais não ficavam insistindo para que elas fizessem isso. Por quê, então, as crianças tinham esse hábito? Espelhamento. As crianças que mais liam eram justamente asquais tinham pais que possuíam muitos livros e liam muito, que não necessariamente ficavam no discurso, puramente.

Acredito que para ensinar inner, você deve ter um inner foda, fazer exercicios, meditar, ser positivo, se dar bem com a vida. E seu irmão irá espelhar.

Eu vejo isso com meu proprio irmão, fui na casa dos meus pais passar as férias e estava na pilha de exercícios físicos. E oque aconteceu? Ele levantou sua bunda mole e fez junto!
Boa sorte.

Criador do tópico

25ruca

Veterano - nível 3

#1056282 Obrigado por todos os comentários. Eu acho que o comentario do eric-mendes e o do Buuuh estão de alguma forma relacionada. Também ouvi no youtube que as pessoas serem moldadas o comortamento espelhando a forma que os pais se comportam e também sobre um truque de dar a opção de algo que já foi predeterminado, imagine que você queira que a criança pegue uma maçã. Você não diz ''vai levar a maçã'', você diz ''vai levar a maçã agora ou levar daqui a alguns minutos'' (o engraçado é que a criança sempre ''escolhe'' ir no momento).

É algo muito interressante porque a maioria dos naturais que conhesso não teve uma visão de relacionamento do pai e mãe para lhe mostrar o que é ''amor'' ou um ''relacionamento'', então não teve essa parte da vida moldada e saiu um natural (a palavra natural fita perfeitamente essa situação). E a maioria das pessoas tendem a emular o comportamento dos pais consoante a representasão de um relacionamento do pai e da mãe. É por isso que temos mulheres que levam porrada e continuam no relacionamento porque viram a mesma coisa a acontecer com os pais, é por isso que temos kojacs/vacuo de validação (e existem cojack masculinos, é só ver a relação do Mystery com o pai no livro ''The Game''), é por isso que tem filhos que vêem os pais a se odiarem e a morderem os pescoços um dos outros por causa de um divorso, e começam se a casar e a se divorciarem constantemente.

Eu tive o erro de lhe ensinar como se houvesse outra escolha, de esinar como se o que eu dissésse estivesse seria o correto enquanto anda a ser martelado por uma tonelada de pessoas e outros meios sobre o errado (é assim que o condionamento social nasce). Acho que agora o que devo fazer é fazer um re-frame desse mindset e me tornar um modelo a seguir (agora vou ter uma coisa que ''avalie'' a minha situação. Aceito esse desafio).

E agora eu perdi muito tempo escrevendo isto enquanto ainda tenho que escrever meu próximo relato de campo diário.

25ruca