Avatar pua

Criador do tópico

Kenpashe - MEMBRO EXCLUSIVO
#784646
PNL : Pogramação Neurolinguística



A Programação Neurolinguística (ou simplesmente PNL) em suma sinifica: 'Como as palavras (Linguística) podem atingir a mente (neuro)e produzir uma ação (Programação). É baseada num conjunto de modelos, estratégias e crenças que seus praticantes utilizam visando uma comunicação positiva e eficiente entre as pessoas e consigo mesmo com o objetivo de conquistar a excelência e o desenvolvimento pessoal e profissional. É baseada na ideia de que a mente, o corpo e a linguagem interagem para criar a percepção que cada indivíduo tem do mundo, e tal percepção pode ser alterada pela aplicação de uma variedade de técnicas. A fonte que embasa tais técnicas, chamada de "modelagem", envolve a reprodução cuidadosa dos comportamentos e crenças daqueles que atingiram o "sucesso".

A Programação Neurolinguística surgiu na Universidade da Califórnia (EUA) no final dos anos 60 e início dos anos 70 com John Grinder e Richard Bandler. O foco original da PNL foi o estudo dos padrões fundamentais da linguagem e técnicas de três terapeutas renomados e bem-sucedidos Dr. Milton Erickson (hipnoterapia), Fritz Perls (gestalt) e Virginia Satir (terapia familiar sistêmica). Mais tarde, os padrões descobertos foram adaptados visando proporcionar uma capacidade pessoal de se comunicar de forma mais efetiva e também a realização de mudanças.



Para a maioria das pessoas, a PNL é uma forma de psicoterapia. E a maioria dos livros de PNL considerados mais "sérios" são, na verdade, de aplicações da PNL na mudança de comportamentos individuais, e, assim, apresentam descrições de resultados terapêuticos. No entanto os praticantes de PNL afirmam que a PNL não é terapia - é aprendizagem.

Por quê? A abordagem psicoterapêutica básica, ensinada nas faculdades, ainda é a clássica "descrição de sintomas - encaixe em um diagnóstico - preceituação de tratamento". Em contrapartida, a PNL seguiu o caminho que poderemos chamar de "Modelagem a partir de Sistemas Eficientes"[5]. Isto é, começou com a investigação do que dava certo, não no que estava errado.

Aquilo que a pessoa já sabe fazer bem

Nesta abordagem é, desde o princípio, posto em foco aquilo que a pessoa já sabe fazer bem, e aquilo que ela pode melhorar. São experimentados modelos novos, mudanças de pontos de vista, sejam cognitivos ou comportamentais (metaposição, ressignificação e remodelagem), e motiva-se o indivíduo - agora encarado como um aluno, e não como um paciente - a experimentar estratégias novas de pensar, sentir e agir (comportamento).

A Neurolinguística encara o aprendizado de duas formas:

o aprendizado pela cópia - a chamada Modelagem -
o aprendizado pela inovação - a chamada Ressignificação e Reestruturação/Reframing.
No primeiro tipo de Aprendizado, o indivíduo faz uma conexão com uma pessoa (que é chamada de "Modelo") ou uma descrição de pessoa, dotada de uma habilidade, comportamento ou estratégia de sucesso.

Esta conexão é chamada de "link neurológico" e, em essência, é um estado de focalização mental desencadeado pela atenção, interesse, motivação, envolvimento total. Neste estado é descrito que o indivíduo está "neurologicamente aberto ao aprendizado". É um estado chamado "pleno de recursos".

No segundo tipo de Aprendizagem, a pessoa faz uma síntese criativa e, utilizando descrições inusitadas advindas de outras áreas do conhecimento, refaz a percepção, modificando os filtros de percepção, as Crenças e Valores provenientes desta percepção. Um dos mecanismos que usa são as analogias e metáforas e o objetivo é que o significado da experiência seja modificado (Ressignificação) ou a estrutura ambiental ou contextual da experiência seja refeita ou, pelo menos, percebida de forma diferente (Reestruturação, reposicionamento ou reframing).

A hipnose Ericksoniana, assim denominada por ter sido criada pelo Dr. Milton Erickson, fundador da American Society of Clinical Hypnosis, surgiu como modernização da hipnose clássica.

Trata-se de um estado alterado de consciência e percepção, de profundo relaxamento, no qual, segundo Dr. Erickson, o consciente e o inconsciente podem ser focalizados por ficarem mais receptivos à sugestão terapêutica.

Também segundo ele, o trabalho hipnótico facilitaria a descoberta de novas opções na vida e a quebra de padrões de sentimentos e comportamentos indesejáveis

As pressuposições da PNL são princípios sobre os quais se fundamenta sua aplicação. São eles:

"As pessoas respondem a sua experiência, não à realidade em si.
Ter uma escolha ou opção é melhor do que não ter uma escolha ou opção.
As pessoas fazem a melhor escolha que podem no momento.
As pessoas funcionam perfeitamente.
Todas as ações têm um propósito.
Todo comportamento possui intenção positiva.
A mente inconsciente contrabalança a consciente; ela não é maliciosa.
O significado da comunicação não é simplesmente aquilo que você pretende, mas também a resposta que obtém.
Já temos todos os recursos de que necessitamos ou então podemos criá-los.
Mente e corpo formam um sistema. São expressões diferentes da mesma pessoa.
Processamos todas as informações através de nossos sentidos.
Modelar desempenho bem-sucedido leva à excelência.
Se quiser compreender, aja."

ANÚNCIOS

Raul

Aprendiz

#784657 Cara excelente post, acho que eu tenho uma tendencia natural ao aprendizado de copia, tanto que assisti um video do magaiver e estou falando de um modo parecido com ele e sempre tive essa tendencia.
Avatar pua

Criador do tópico

Kenpashe - MEMBRO EXCLUSIVO
#784783 Realmente isso acontece vou postar a cada dois dias um post relacionado com PNL que acontece na nossa vida e agente não percebe.