Membros normais não podem criar tópicos mas podem responder tópicos dos veteranos.


Ao atingir mais de 1 ano de cadastro ou envio de mais de 200 mensagens você automáticamente se torna membro veterano e pode postar nessa área.

Criador do tópico

KFGS - DOADOR

PUA EXPERT

#878152 Boa noite puas!!

Esses dias eu estava conversando com uma HB coroa uma conhecida minha,e ela começou a me contar sobre um relacionamento dela.O garoto é 20 anos mais novo que ela,e ela me disse que tinha levado o cara para morar em sua casa (uma boa casa confortavel),pagava sua faculdade ,e tinha colocado o cara para trabalhar numa empresa da familia dela,em troca ela me disse que ele dava sexo e levava ela para dançar(algo que ela adora).
Comecei a pensar....isso é amor??ou apenas uma troca ou como podemos dizer também,uma barganha!!

Não me recordo muito bem,mas...acho que foi ate aqui no forum que vi um topico dizendo que não amamos as pessoas e sim o prazer que elas nos proporcionam,ou algo que desejamos e seja interessante a nós.

De certa forma ate concordo com essa colocação,sempre que falo com HBs elas dizem que deixaram certos relacionamentos porque faltava algo que elas queriam e o cara não davam mais ou nunca deram.
Resumindo então o amor se torna uma barganha,temos que dar algo e esperar receber outro algo,senão ele se acaba...seria isso mesmo??

E vocês amigos da comunidade,o que acham ??Com voces é assim também?


ANÚNCIOS

beginner - DOADOR

PUA EXPERT

#878463 Discussão interessante. Eu acho que sempre é uma troca de valor. Poder ser algo sadio, ou não. Por exemplo:

Eu tenho algumas ficantes que me procuram de vez em quando. Por que elas me procuram? Porque eu proporciono bons momentos a elas. Ou seja, o valor que estou proporcionando são estes momentos agradáveis, elas me propiciam sexo e claro, momentos agradaveis também. (não dá pra ter momento agradavel com mulher chata)

Outro exemplo. Um cara que paga tudo pra mulher (ou uma coroa que banca um cara novo, como no exemplo citado por você). Ele fornece o sexo e a dança, ela entra com o resto. Ou seja, um dos lados não tem valor melhor pra oferecer que não seja suas possibilidades financeiras. Ou ainda, o outro lado está interessado apenas nesse tipo de valor.

Agora vamos pensar num relacionamento de dependência emocional. Ela pisa no cara, ele fica na merda. (Já fui esse cara) Funciona na mesma lógica, só que de uma forma doentia. Ela provê o tratamento autoritário, você provê aquele padrão de comportamento de ficar com pena de si mesmo.

Ah mas e o "amor verdadeiro", o felizes para sempre de hollywood? Eu defendo que isso não existe. Sim, é claro que num relacionamento um dos lados pode ficar desempregado, doente, em depressão, etc. E claro, existe um pouco de tolerãncia. Porque embora se deixe de prover valor um lado, pode-se estar provendo de outro, seja de companherismo, ou financeiro, ou qualquer outra coisa que restou. Mas se você perde todo o valor... Aí a chance de te trocarem é grande.

Ei, mas e aqueles casais de antigamente? Antigamente era uma vergonha muito grande a mulher se separar. Era aceitável legalmente matar sua mulher se ela fosse pega te traindo. Se aquelas mulheres tivessem as mesmas liberdade que as de hoje, creo que agiriam da mesma forma. Não o faziam por limitações do seu tempo.

E não é triste isso? Analisando friamente, creio que não. Este tipo de idealização de amor romantico é o que faz homens e mulheres ficarem presos em relacionamentos que já não os fazem mais felizes. Não se trata de abandonar o outro quando ele está mal. Se trata sim, de que no final cada um é responsável por si. Pode ter uma mão, mas a maior responsabilidade por se manter um "provedor de valor" é de cada um.

E para finalizar: se você não quer prover valor "comprando" mulheres (sim porque alguma se vendem por um volta num carro caro, por exemplo), aprenda a ter valor como homem. E claro busque as mulheres que valorizam isso, em detrimento das outras (que são popularmente conhecidas como periguetes rs)
Avatar pua
Dave Lovecraft

Aprendiz

#878466 Tem um video do Gi Joe da Social Arts que fala sobre isso: ''Não existe alma gêmea e nem cara metade''
E hoje em dia eu acredito mesmo nisso. Tudo é uma troca equivalente de valor, uma ''barganha'' mesmo. Será a sua experiência no jogo, bom senso e educação que poderá fazer com pareça ''amor''. Algo que nada mais é do quê uma reação química no nosso cérebro' ^^

Lovecraft
Avatar pua
>>Psychokiller<<

Entusiasta

#878680 Realmente uma pergunta interessante, eu acredito que em um relacionamento realmente há uma troca, onde cada pessoa espera proporcionar e receber do outro algo que faça este relacionamento valer a pena, o problema é quando aquilo que esperamos proporcionar ou receber não condiz com nossas expectativas.

Num relacionamento amoroso, duas coisas são fundamentais, o prazer sexual e o prazer da companhia de forma geral. Se eu estou com uma pessoa pelo fato de ela me proporcionar isso em primeiro lugar, espero que ela também esteja comigo pelos mesmos ganhos em primeiro lugar, e não por outros fatores que estão não relacionado ao prazer do amor, isso para mim não seria uma troca justa. Como por exemplo, um dar prazer e o outro dar vantagens materiais, por isso não frequento puteiros ou coisas do tipo.


Existem algumas citações que ilustram um pouco a maneira como vejo esta barganha do amor:

[sobre as mulheres darem prazer sexual em troca de bens materiais][font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif]Tomai como exemplos os animais desprovidos de razão:[/font]
[font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif][/font][font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif][/font][font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif]é uma vergonha que seja mais delicado o caráter das feras:[/font]
[font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif][/font][font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif][/font][font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif]não reclama a égua qualquer paga ao cavalo, nem ao boi a vaca[/font][font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif], não cativa o carneiro com recompensas a ovelha que é do seu agrado;

Só a mulher rejubila com os despojo que arrancou a um homem;
só ela aluga as noites; só ela se presta a alugar-se e vende aquilo que a um e outro dá prazer, aquilo que um e outro desejam, e estabelece o preço a medida do seu próprio gozo.

Se é certo que Vênus há de dar prazer igual aos dois, por que é que ela há de vender e ele de comprar?

Por que me há de dar prejuízo a mim, e a ti há de dar lucro o prazer que em ritmo emparceirado alcançam a mulher e o homem
?[/font]

[font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif][/font]
[font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif]Ovídio, Amores, I, X, 25-36.[/font]



[Sobre as prostitutas] Elas vendem o corpo; A vontade não pode ser posta a venda, é livre de mais e não pode ser posta a venda.


[sobre a conquista amorosa] É a vontade que devemos cortejar e convencer.


[...] Digo que amamos um corpo sem alma quando amamos um corpo sem seu consentimento e sem seu desejo.


[Sobre o amor sexual oferecido por uma mulher a um homem] Mil outras razões além do bem querer podem nos conceder este favor das damas. Isso não é prova suficiente de afeição.

Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, III, V.


Ela te abraça, mas seus suspiros vão para amores ausentes.

Tíbulo, I, VI, 35.