Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!
Avatar pua

Criador do tópico

Mr. Fisher

Veterano - nível 4

#1059023 Salve, rapazes e Ases.

Aqui vai mais uma reflexão minha para vocês.
Tudo começou um dia desses, quando eu estava com uma moça aqui em casa, assistindo a um filme nacional chamado "Uma Loucura de Mulher". Embora seja mais voltado para o público feminino, o filme tem várias lições importantes para os homens. Ele ensina coisas sobre as mulheres das quais o conhecimento só tem a acrescentar em todo Ás da sedução. Foi então que decidi fazer uma análise do filme sob a perspectiva de um PUA para compartilhar toda a sabedoria desta obra cinematográfica com vocês.

Link do filme:

Abaixo vocês podem ler as lições mais importantes do filme. Também escrevi um pequeno resumo introdutório para quem não assistiu e nem vai assistir.


ALERTA DE SPOILER
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
O filme é uma comédia sobre uma mulher que tenta se reencontrar na vida de solteira após a separação de um marido abusivo que a desrespeitava de diversas formas, inclusive em mídia nacional (ele é político). Essa moça, a Lúcia, só ficou com dois caras na vida. O marido e um ex namorado que teve quando mais nova. E só fez sexo com o marido. Assim, ela se encaixa perfeitamente no perfil de mulher "santinha". Apesar desse frame inicial, o filme logo nos mostra que não existe tal coisa em seu decorrer. Ele mostra que a personagem principal, bem como todas as mulheres, se comporta em função da emoção que sente no momento e das situações, pessoas e frames com que se depera. Podendo ir de uma solteira bêbada tendo sexo casual com um desconhecido até uma garotinha romântica que quer colo e carinho de um velho conhecido em questão de horas sem que isso deixe de fazer sentido. É tudo uma questão de feedback da mulher para com o ambiente ao seu redor.

É importante que nós vejamos esse comportamento feminino como simples manifestação da condição humana e respeitemos essa característica das mulheres. Não falo de respeito no sentido de aceitar que uma garota vacile com você enquanto recebe tudo que você pode dar de si. Falo de respeito no sentido de entender e aceitar que se sua namorada/esposa, esse ser tão perfeito e puro, não receber o carinho e atenção de que precisa ou não se sentir dominada por um macho alfa, pode se tornar uma depravada sedenta por sexo com outros caras. E não há nada que você possa fazer para mudar essa particularidade dela.

Obs: quando me referir a "o ex", estarei falando do ex namorado da moça, o Paulo, não do marido que ela deixou.

Lições:

1- Desrespeite uma mulher algumas vezes e ela vai ter raiva de você. Mas se a desrespeitar muito, você irá simplesmente se tornar indiferente para ela, um inseto insignificante por quem ela nem se dá mais o trabalho de ter raiva, apenas despreza. Assim foi com o marido da Lúcia.


2- Se você fizer uma mulher desistir de um sonho por você, ela viverá se sentindo incompleta e se esse sonho for um trabalho, ela se sentirá inútil também, como se fosse apenas um adorno para você. No filme, ela desiste de ser bailarina para ser apenas primeira dama do marido que é deputado. Quando ela vê que não tem valor para o marido e nem tem perspectiva de crescer, ela volta 1 casa no tabuleiro da vida dela e decide ir atrás de um cara que a valorize mais e com quem ela talvez possa voltar a crescer. Isso tem relação com a próxima lição:


3- Elas sempre voltam para os fantasmas do passado. Mesmo que momentaneamente, as mulheres sempre retornam ao hall sombrio de lembranças do passado alguma vez na vida. Um dos mecanismos de defesa da mente humana quando sob stress é a regressão. Assim, após se separar do marido, Lúcia volta para o antigo apartamento onde morava com o ex e sai a procura do mesmo.



4- Elas não voltam ao jogo enferrujadas. Lúcia jura que não sabe mais ser solteira, mas isso só dura até encontrar uma amiga para sair com ela. Às vezes nem disso elas precisam.


5- Entenda como é uma vida amorosa frustrada com o personagem mais beta do filme, o ex namorado cirurgião plástico. Típico provedor.

A) Lúcia vai até o consultório de seu ex para reencontra-lo. É uma cena grotesca. Noivo de outra mulher, uma HB9/10, Paulo parece se esquecer completamente disso quando revê Lúcia e ao mesmo tempo em que fica de queixo caído por ela, não toma nenhuma uma atitude.

Nessa cena ele faz 1 coisa certa, entretanto. O único acerto dele o filme todo: dá um neg na Lúcia! Sim, ele fez isso. Sem querer, claro. Ele pergunta o motivo da vinda dela ao Rio e completa com "Veio com algum espetáculo de dança?" Nesse momento ela suspira fundo e diz que parou de dançar porque casou. Meu amigo, você tem noção do que é isso? Ela deu um DVI de graça e de presente para ele. Estava lá basicamente dizendo que a vida dela foi destruída e pedindo socorro, clamando por aventura. Implorando para receber valor, para ter um homem que lhe acrescentasse algo e ajudasse a crescer. Mas, como eu disse antes, ele não fez nada.

B) Mais tarde, ele se encontra com ela no antigo apartamento deles, os dois pombinhos relembram os bons tempos e ele tem a oportunidade perfeita para reconquista-la. Ainda assim, ele não toma jeito e continua sem agir.

C) Por fim, ele tenta algo! Mas antes tivesse ficado em casa do que feito o que fez. O mocinho desperdiça outra chance recorrendo a uma típica tática beta: decide servir de ombro amigo após ela descobrir que era traída pelo marido. A Lúcia aproveita a companhia dele e da amiga para se curar emocionalmente enquanto toma umas e outras, fica bêbada e até diz que ele é um homem bonito. Mas ele, pela terceira vez, nada faz.

D) No outro dia, ela sai com a amiga, conhece um malandro bom de pala e dá para ele no mesmo dia.

E) Após descobrir isso, o ex dela fica com ciúmes do cara, pega briga com ele e é nocauteado.

F) Depois, ele se declara para ela, novamente. Ela o rejeita mais uma vez e faz ele se esconder do marido dela no banheiro. Após isso ela ainda diz à amiga que planeja voltar para o marido e por muito pouco isso não se concretiza.

G) Em seguida, ele toma um pé na bunda da noiva com ciúmes da Lúcia.

H) Chega uma hora do filme na qual ele tem a oportunidade de pegar a melhor amiga da Lúcia, uma gostosa do caralho e gata também... Mas ele simplesmente não faz isso :l

I) Após uma cena de perseguição a qual termina com todos os personagens juntos em uma grande confusão, Lúcia se isola e manda todos embora, inclusive seu Ex, que não havia feito nada de errado. A lição aqui é que se você fica perto do fogo e não for dos bombeiros, meu filho, você vai se queimar!

Se você não tiver muita intimidade com uma mulher, não queira estar junto na hora que o bicho tá pegando e você não pode fazer nada para ajudar. Se você não pode fazer nada e sua presença não é importante para ela, não é em um momento desses que isso vai mudar. Você parado no meio da confusão só vai gerar mais pressão e fazê-la associar a sua presença com aquele problema (PNL explica). Fora que você parece um pateta: parado, olhando tudo sem fazer nada e sem ter nada a ver com a história. Esse tipo de comportamento demonstra supervalorização de quem não te valoriza tanto assim, o que pode se traduzir em: falta de confiança, falta de tato social, círculo social pequeno, carência e tantas outras coisas.

- Parabéns, Dr. Paulo. Você acaba de dar um DVI dos bons e ainda ganhou uma ancoragem negativa de brinde. Quem mandou ser beta?

Estar perto para o que der e vier é algo que você deve fazer com sua mãe, sua esposa, sua filha, sua avó, sua namorada... E ex namorada não é namorada, é conhecida. Com uma conhecida, apareça quando a poeira estiver baixando e você passará a ser uma luz no fim do túnel em vez de mais escuridão, passará a ser uma solução em vez de parte do problema. E quanto maior o sufoco, mais ela vai querer você depois. Então, mesmo que possa ajudar uma conhecida, considere a possibilidade de apenas ficar observando se o caso não for muito grave, pois oferecer valor a troco de nada só vai te transformar em um "amigão". Espere ela estar em mínimas condições de te oferecer valor para que você possa oferecer a ela também.

J) Finalmente, ele consegue....... um KC. :rolf Mas é no fim do filme e só fica nisso. Pelo visto, a espera de VINTE ANOS dele para comer a Lúcia vai continuar :p


Essa é a típica ilustração da vida amorosa de um beta e a mensagem passada é clara: Você pode ter um trabalho foda, um carro pika, ser bonito, forte, inteligente, a porra toda. Mas se você for beta, vai tomar no cu de todo jeito.


6- Exemplos de atitudes a serem seguidas com o personagem mais alfa do filme: O Michê. Típico amante.

A) Antes de tudo, esse cara foi pago pela amiga da Lúcia para comer ela sem que a mesma tivesse qualquer conhecimento do esquema.

B) Esse cara executou o que chamo de a supremacia do jogo direto: Chegou, pegou. Sem muitas palavras. Para isso, ele usou uma técnica de Forçar IDIs que eu testei 2 vezes depois de assistir o filme e cujos resultados foram dois KCs quase que instantâneos também. Eis a técnica: enquanto dançava com outra mulher, ele estabeleceu contato visual com a Lúcia e sorriu para ela, que respondeu da mesma maneira. Após isso, chegou nela falando qualquer besteira e pegou. Sério, ele não disse nada com nada.

Atenção: Não vão pensar que o que você fala não importa!!! Tem neguinho dizendo isso por aqui. Não é assim, galera! Os fatores determinantes para o KC nesse caso foram:

- Os DVSs que o Michê deu por dançar com outra nega e por manter um contato visual com o alvo enquanto fazia isso. Assim, ele transmitiu pré-seleção, confiança e deu a ideia de que estava em posição de escolher a mulher que quisesse.

- Os IDIs de sorriso e contato visual que ele transmitiu e que recebeu de volta permitiram criar uma pequena conexão e sensação de familiaridade entre os dois.

Ele conseguiu criar atração e conforto a distância, por isso que não precisou falar muito para pegar ela.

C) Fez uso de uma linguagem corporal alfa, gingado de malandro, risada de cafajeste e tom de voz sexual enquanto a olhava de cima a baixo. Um C&F corporal.

D) Na cena dessa interação, percebe-se que o Michê segura uma rosa atrás das costas. A cena termina aí e não temos como saber exatamente o que aconteceu, mas fica claro que esse cara sabia bem o que tava fazendo.

Uma vez tentei algo parecido, alguns meses antes de ver o filme. Eu estava em uma festa de 15 anos interagindo com uma HB na pista de dança quando a amiga dela a chamou para conversar algo. Nessa hora que meu alvo não estava me olhando, passou um garçom do meu lado com uma bandeja carregada de louça suja e uma rosa branca das que faziam parte da decoração da festa. Não tive dúvidas: Peguei a rosa e quando a HB se virou novamente, dei para ela e disse "Pra você :)". Pouco depois foi KC.


E) Comeu ela logo em seguida. Fez em um dia o que o ex dela não conseguiu fazer em 20 anos.

F) Mesmo sendo baixinho, peitou o Paulo, aguentou um soco dele e devolveu com outro que o colocou pra dormir. Ou seja: ele é tanker e ainda dá ataque crítico. Esse cara é o bichão mesmo.

G) Sumiu. Depois dessa briga, ele não aparece mais no filme. Muita sabedoria da parte dele em ficar longe de uma mulher-encrenca como a Lúcia.

PS: A controvérsia desse personagem é que na cena antes da briga ele está sentado com um cara gay em um banco da boate na qual trabalha como stripper e está bastante, vamos dizer, aconchegado. Então fica a dúvida: Será que ele também faz serviço de acompanhante sexual para homens ou só estava querendo agradar o cliente do estabelecimento para conseguir uma gorjeta?

Em todo caso, é triste que o personagem mais alfa do filme seja stripper de uma boate LGBT. Bem vindos ao mundo moderno.



Concluindo:

O engraçado é que dificilmente uma mulher que assistir esse filme vai pensar que o Michê se deu bem e o Paulo se deu mal. Provavelmente ela irá dizer que, apesar de tudo, ficou tudo certo, terminou tudo bem.

O que escrevi aqui para vocês eu também contei à garota que assistiu ao filme comigo e ela achou um absurdo.
Disse que o Michê foi só um objeto enquanto que o Paulo era o amor da vida dela.

Desse comentário dela tiro outra lição: As mulheres não precisam te considerar um objeto para te tratar mal e não precisam te amar para te dar o que não dão nem a quem elas amam.

Mulheres são máquinas biológicas de imitação social. Assim, a maior parte do tratamento que elas te dão é apenas uma mimetização do tratamento que você se dá, são como um espelho. É tudo uma questão de frame. Se você apresenta um frame de provedor, vão te tratar como provedor. Se você apresenta um frame de amante, vão te tratar como amante.

E aí, quem você quer ser?


Slan

Mr. Fisher
Editado pela última vez por Mr. Fisher em 19 Set 2017, 18:19, no total de 6 vez

ANÚNCIOS

Avatar pua
eric-mendes

Veterano - nível 9

#1059025 Muito bom review hein!!

Vou assistir o filme!

Eu lembro bem de algo que o Tyler havia dito: seja sempre o amante. Mesmo quando vc quiser ser o provedor, seja amante PRIMEIRO... o "provedor" deve vir DEPOIS.

:legal