Aqui é a caixa de pandora das dúvidas antigas ou resolvidas.
Imagem
Lembre-se de agradecer se alguém realmente te ajudou. Membros que não agradecem são INSTRUÍDOS a não ajudarem mais o membro.
dattodasilva

Aprendiz

#1072229 Não vem ao ponto a opinião política. Não sei que meio você anda, porque o exemplo de pessoas que tenho como bem sucedidas comem as melhores mulheres possíveis. Mulher inteligente, com dinheiro e cultura não ficam com "Zé droguinha". Isso é coisa de mulher sem perspectiva, acesso a cultura e provavelmente bem ignorante.

ANÚNCIOS

Avatar pua

Criador do tópico

gameplayer - DOADOR

PUA Avançado

#1072230
dattodasilva escreveu:Não vem ao ponto a opinião política. Não sei que meio você anda, porque o exemplo de pessoas que tenho como bem sucedidas comem as melhores mulheres possíveis. Mulher inteligente, com dinheiro e cultura não ficam com "Zé droguinha". Isso é coisa de mulher sem perspectiva, acesso a cultura e provavelmente bem ignorante.


Depende da idade também, tenho 20 anos. Uma mulher de 20 anos não tem tanta perspectiva quanto uma de 30 por exemplo. Nessa idade (18-25) elas só quererm zoar, já nos 30+ elas buscam um relacionamento mais estável e um possível casamento
Avatar pua
bigbagual

MEMBRO PROFISSIONAL

#1072232 Tu vai perder a vergonha, parar de pensar "o que os outros vão pensar se eu fizer isso?", sem contar que é uma diversão, talvez melhore no improviso, se torna mais sagaz. Não custa tentar, faz um tempo e se gostar continua. Não vejo nada demais, quem não gosta de teatro imagino que também não goste de filmes e seriados.. é lá que surgem os grandes atores.
kbza - MEMBRO EXCLUSIVO
#1072233
gameplayer escreveu:Pô cara, valeu pelo seu feed, me fez refletir bastante. Acabei de chegar na raiz do problema, era isso que estava procurando. Percebi que quase todas as vezes que não me deram atenção é porque não estava numa vibe boa, simplesmente estava “fingindo estar”. Esse negócio de ser monótono entedia as pessoas querendo ou não, e aqueles que falam com emoção, as pessoas querem por perto. Mas tem um outro porém, muitas vezes estava com energia altíssima e não conseguia prender a atenção das pessoas porque minha voz simplesmente saia baixa demais ou descalibrada, nesse caso, você acha que teatro poderia ajudar ou seria melhor um curso de dicção?


O teatro é diferente dos cursos de oratória. No dois você aprende a falar melhor e usar a respiração de forma mais adequada para que te TODOS te ouçam, a impostar intenções na voz, etc., mas a oratória baseia-se mais em utilizar da argumentação como forma de convencimento. Um bom professor irá te ensinar que não basta apenas comentar sobre suas ideias, mas que é preciso trazer dados, fazer demonstrações e até inserir o público em experências para captar sua atenção e convencê-los. Além do fato de você aprender a trazer o assunto sempre pra algo do qual você pode/sabe falar (algo, na minha opinião, de extremo valor).

O teatro, por outro lado, é relacionamento no qual você é mais visto do que ocorre interação em si. Mesmo quando você interage com o público, normalmente é algo muito pequeno de toda uma peça. Você aprende como impor a voz, como trabalhá-la no texto, como gestiular e ter movimentos visíveis de todo o público, como se distribuir no palco com os demais, etc. Aprende a deixar clara sua intenção sob vários aspectos. O convencimento se dá mais pelo que o PU chama de congruência do que por uma troca de ideias.

O feedback também é diferente. Na oratória, é só olhar pra pessoa que você já sabe se ela está ou não interessada no que você fala, e isso torna mais fácil se adaptar. No teatro, até a peça estar montada, você tem feedback só do diretor praticamente. Fora que precisa se ater ao que ele considera adequado. Se um diretor não gosta de algo que você criou, mesmo que todos os teus colegas tenham gostado, pode ter certeza, não estará na peça... Na oratória, você monta seu próprio discurso.

Resumindo: O teatro abrange tantos aspectos, e te põe muitas vezes sozinho no palco, que você aprende a ser o centro das atenções. E isso diminui MUITA timidez. A oratória trabalha mais com discurso e convencimento, logo, tu aprende a como prender a atenção em uma conversa, como trabalhar com os argumentos das outras pessoas, como ser menos prolixo.

Do ponto de vista lógico, a oratória parece mais adequado pro que você quer. Ainda assim, te aconselho a TAMBÉM procurar aulas de teatro. Se entregar e "viver" a vida de um personagem te faz reviver as próprias emoções... Te tira do estado letárgico e te dá vida novamente. Vi gente ali mudar completamente, por causa das emoções que voltou a experimentar. E SEMPRE foi pra melhor.

Aí, fiquei curioso sobre essa tua graduação maravilhosa... Qual curso tu tá fazendo?

Abraço
Avatar pua

Criador do tópico

gameplayer - DOADOR

PUA Avançado

#1072630
kbza escreveu:
gameplayer escreveu:Pô cara, valeu pelo seu feed, me fez refletir bastante. Acabei de chegar na raiz do problema, era isso que estava procurando. Percebi que quase todas as vezes que não me deram atenção é porque não estava numa vibe boa, simplesmente estava “fingindo estar”. Esse negócio de ser monótono entedia as pessoas querendo ou não, e aqueles que falam com emoção, as pessoas querem por perto. Mas tem um outro porém, muitas vezes estava com energia altíssima e não conseguia prender a atenção das pessoas porque minha voz simplesmente saia baixa demais ou descalibrada, nesse caso, você acha que teatro poderia ajudar ou seria melhor um curso de dicção?


O teatro é diferente dos cursos de oratória. No dois você aprende a falar melhor e usar a respiração de forma mais adequada para que te TODOS te ouçam, a impostar intenções na voz, etc., mas a oratória baseia-se mais em utilizar da argumentação como forma de convencimento. Um bom professor irá te ensinar que não basta apenas comentar sobre suas ideias, mas que é preciso trazer dados, fazer demonstrações e até inserir o público em experências para captar sua atenção e convencê-los. Além do fato de você aprender a trazer o assunto sempre pra algo do qual você pode/sabe falar (algo, na minha opinião, de extremo valor).

O teatro, por outro lado, é relacionamento no qual você é mais visto do que ocorre interação em si. Mesmo quando você interage com o público, normalmente é algo muito pequeno de toda uma peça. Você aprende como impor a voz, como trabalhá-la no texto, como gestiular e ter movimentos visíveis de todo o público, como se distribuir no palco com os demais, etc. Aprende a deixar clara sua intenção sob vários aspectos. O convencimento se dá mais pelo que o PU chama de congruência do que por uma troca de ideias.

O feedback também é diferente. Na oratória, é só olhar pra pessoa que você já sabe se ela está ou não interessada no que você fala, e isso torna mais fácil se adaptar. No teatro, até a peça estar montada, você tem feedback só do diretor praticamente. Fora que precisa se ater ao que ele considera adequado. Se um diretor não gosta de algo que você criou, mesmo que todos os teus colegas tenham gostado, pode ter certeza, não estará na peça... Na oratória, você monta seu próprio discurso.

Resumindo: O teatro abrange tantos aspectos, e te põe muitas vezes sozinho no palco, que você aprende a ser o centro das atenções. E isso diminui MUITA timidez. A oratória trabalha mais com discurso e convencimento, logo, tu aprende a como prender a atenção em uma conversa, como trabalhar com os argumentos das outras pessoas, como ser menos prolixo.

Do ponto de vista lógico, a oratória parece mais adequado pro que você quer. Ainda assim, te aconselho a TAMBÉM procurar aulas de teatro. Se entregar e "viver" a vida de um personagem te faz reviver as próprias emoções... Te tira do estado letárgico e te dá vida novamente. Vi gente ali mudar completamente, por causa das emoções que voltou a experimentar. E SEMPRE foi pra melhor.

Aí, fiquei curioso sobre essa tua graduação maravilhosa... Qual curso tu tá fazendo?

Abraço


Cara, muito obrigado pelo seu feed! Estou fazendo ciência da computação. Tentei aplicar essa técnica de colocar mais emoção nas falas, melhorou absurdamente. Era isso o que faltava em mim, sempre ficava tentando "falar bonito" mas esquecia de colocar emoção e me soltar, muito obrigado mesmo amigo!
Avatar pua
Arvelos

Aprendiz

#1072639 Fala aí cara, tudo bem?
Então, sou formado em teatro pela Universidade Federal de Minas Gerais então tenho prioridade nesse assunto kkkk

A resposta pra todas as perguntas é SIM!

O teatro vai te ajudar em tudo isso, mas o tempo em que vai demorar, depende de vc e de como as aulas são dadas. Os resultados podem aparecer de uma semana até meses. Cada um tem sua individualidade