Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!

Criador do tópico

Jacob Finch

Aprendiz

#923044 Bem, galera... Voltei ao PB há pouco tempo. Tenho andado ocupado com minha vida social e acadêmica, não tenho tido tempo pra administrar todas as rmlps e as farras, junto à academia e faculdade, daí acabei me afastando do PB, depois de ver que o fórum tem se desvirtuado um pouco, mas falarei disso num outro tópico, com mais tempo, vcs devem me ver mais por aqui esse mês, em virtude das minhas férias, porém ainda terei muitas rmlps, estudos e academia pra administrar, porém decidi criar alguns tópicos pra tentar ajudar um pouco, e pra começar decidi escrever sobre algo que nunca é escrito, que é tabu e pelo qual muita gente passa, e é algo que li alguém pedindo dicas sobre hoje. Então vamos lá.

Primeiro uma confissão: já brochei sim, e pior... Com 6 mulheres diferentes, sabe o que é isso, meu amigo? Hahaha
Já passei por muita paranóia devido a isso, já fui a urologista, já fiz exames de sangue, e nada. Sabiam que era tudo questão de psicológico, pra mim é um pouco pior, pois meu corpo produz mais adrenalina que o comum quando em estado de nervosismo ou pressão, isso faz com que meu coração bata mais rápido, e o sangue corra mais rápido, atrapalhando no sexo, porém sempre soube que era questão de psicológico.
Minha primeira parceira sexual foi minha ex, já com meus 18 anos, e ela com seus 23 muito bem vividos. Brochei na primeira, na segunda, brochei por 4 dias em que tentamos. No último dia ela chorou, e estava prestes a terminar tudo, e apesar de só estarmos ficando há poucos dias, o conforto já era grande o suficiente pra que ela aguentasse as pontas. E então o meu conforto foi aumentando, até que o sexo sexo se tornou excepcional, ao ponto de eu saber que era capaz de coisas que pouquíssimos homens são capazes de fazer. Ela, com seus 23 anos, muitas farras, dois pedidos de casamento, chegou a dizer pra mim que era o melhor sexo de sua vida. E como sei que é verdade? Resumindo: ela tatuou meu nome em seu corpo 6 meses depois de eu ter terminado, e ainda hoje corre atrás, me oferece o mundo.
E depois dessa, já brochei com muitas outras, e apenas com uma delas não me recompensei, pois essa é meio problemática, digamos. E com todas as outras, foi sucesso, e as tenho até hoje no nível que mesmo depois de anos, se eu quiser, as tenho em minha cama, mesmo elas estando compromissadas.
Hoje atingi um nível em que mesmo com desconhecidas consigo ter um desempenho de uns 60%, digamos. Pois os 100 pra mim são no mínimo 3 numa noite, de 25 a 40 minutos cada, que costumo atingir apenas com alguns dias de conforto com a mulher. Então mesmo com desconhecidas atinjo 2 na noite, com sucesso.
Então minha dica é: Não se apavore, todos os homens passam por isso, mesmo que não admitam. E pensamentos como "tem algo errado comigo", "preciso de remédio" só te levarão mais pro fundo do poço. Brochou? Ria, não invente desculpas. Em todas as vezes, eu ri, nunca inventei desculpas, e pra falar a verdade, fazia muita piada com as mulheres sobre isso...
Então o segredo é relaxar, não se importar com isso. Foco nos estudos e no trabalho também ajudam bastante, pois evitam que vc fique pensando demais naquilo, e que crie pontes negativas em sua mente.
Então é isso... Eu brochei, muitas vezes. E foi mais difícil pra mim superar esse nervosismo que qualquer aa, mas hoje posso dizer: sou uma máquina do sexo, nenhuma mulher que ficou comigo não pediu bis ou comentou com as amigas (sim, já ouvi histórias de amigas em comum)

Brochou? Relaaaaaxa!

ANÚNCIOS