Membros normais não podem criar tópicos mas podem responder tópicos dos veteranos.


Ao atingir mais de 1 ano de cadastro ou envio de mais de 200 mensagens você automáticamente se torna membro veterano e pode postar nessa área.
Match

Veterano - nível 9

#736590 Big Dog,

aconteceu uma coisa muito estranha quando tava lendo seu artigo, parece até coisa do destino.

Meu tio chegou em mim agora e perguntou: "Quantos homens tem aqui em casa?" Eu: "Am?" "Quantos homens tem aqui em casa, diz?" "Um."
"Então, quando tem algo escangalhado, o que tu tem que fazer? Consertar."

Ele me fez consertar o vaso aqui de casa que ja tava escangalhado a um tempo e deu um esporro moralista do tipo:
"Tu tem que ser mais curioso! Ja tem 18 anos. Só tem você aqui em casa, tu que tem que tomar ATITUDE, e consertar. Se não, quando tu ter sua própria casa, vão te fazer de bobo e te fazer pagar por consertar uma merdinha dessas(se referindo ao vaso sanitário). Outra coisa, toda noite, estou vendo que só sua vó está jogando o lixo fora, vê se ajuda tambem."

Ou seja, me senti uma bixinha por deixar o vaso escangalhado esse tempo todo, enquanto ficava no facebook.
E o pior que quando ele me chamou, estava na metade do seu artigo, auto-afirmando a mim mesmo: "Ah, eu sou homem. Não sou que nem esses adolescentezinhos que reclamam de tudo..."

SUAHSUAHSUHAUSHAUHSUAHSHAUSH!

Off topic:
Meu tio mora na casa embaixo, por isso sou o unico homem da casa.

ANÚNCIOS

Avatar pua
Riker.T - MEMBRO EXCLUSIVO
#736668 Mais um artigo de primeira, parabéns Big Dog.

Na escola, minha geração também resolvia a coisa na "porrada", não sabia o que era Bulling, já fui p/ diretoria e fiquei ajoelhado no canto da sala por bater no "coleguinha", já tomei umas palmadas na diretoria, (minha mãe era a diretora....rs) e quando entrei no "ginásio", este termo nem existe mais, já "fervi na porrada" no "recreio", mais um termo antigo, fui p/ diretoria e tomei suspensão. Cheguei em casa e tomei umas correadas do meu pai e fiquei sem sair de casa por 30 dias, nem ver televisão podia. Hoje tem inquérito policial e os pais podem ser presos pelas ações dos filhos e os professores demitidos, mas os "meninos", nem umas palmadinhas podem levar.

Quando era aborrecente, tínhamos a nossa TURMA, mexeu com um, tinha que encarar todos, mas haviam as outras turmas também, observe que estou chamando de TURMA, não de GANG. As coisas se resolviam no mesmo dia, mas nunca passou de alguns socos, olhos roxos e inimizade temporária, nunca houve facada, tiros ou morte de ninguém. Nos vivíamos na quadra, futebol de salão, vólei, pelada no campinho de várzea, andávamos de bicicleta a cidade toda, depois da chuva fazíamos trilha e chegávamos em casa como estatuas de barro, ou passávamos no ribeirão e caiamos dentro com bicicleta e tudo.(Saudade)
Hoje, as interações pessoais são quase nulas, os jovens ficam em casa,nos seus quartos na frente do notebook interagindo virtualmente pelo MSN ou Facebook, ou mesmo aqui no PUABASE, quando surgem alguma desavença qualquer com alguém de carne e osso, elas são resolvidas no tiro, na facada ou em emboscadas.

A preocupação dos meus pais era colocar comida na mesa, roupas p/ vestirmos e sapatos para calçarmos, fornecer o básico para sobrevivermos. Estudei em escola publica, isso mesmo, escolas da comunidade e estaduais, só entrei em colégio particular p/ fazer o técnico e tive que me mudar p/ BH e morar em republica, com amigos.O ensino era de qualidade, décadas de 70 e 80, não o "empurra, empurra" que é hoje, tomava-mo "recuperação" ou "bomba", se não soubesse interpretar textos....PAU...BUM.
Hoje os pais estão preocupados em dar Celular, Tablet e notebook de ultima geração e brigam com os professores e as escolas porque o "menino" esta sofrendo bullyng ou levou um safanão de algum outro aluno, querem processar a escola e não aceitam que o "menino" seja reprovado porque não soube interpretar um texto qualquer.

Eu e alguns amigos, saímos da casa dos pais aos 18, 19, 20 anos, moramos em republicas para trabalhar e estudar na capital, voltávamos no fim de semana. Trocávamos lanches e saquinhos de biscoito a noite para não dormirmos com fome, usávamos livros uns dos outros e estudávamos juntos p/ provas, quem tinha facilidade ajudava os com dificuldade, criamos uma amizade que se estende até hoje, mais de 30 anos de amizade. Hoje, alguns destes amigos enfrentam problemas com seus filhos, pois sempre deram tudo do bom e do melhor, agora que isso custa muito caro, pois querem uma moto ou carro, um apartamento p/ morarem sozinhos, estudar em uma faculdade particular cara e continuarem de pernas para o ar, na casinha do papai e da mamãe.

Big Dog, vou parar por aqui, tenho muitos outros exemplos a citar, pois a "geração de mariquinhas" que o Clint define, é culpa da minha geração, a geração X, que desejou polpar os filhos dos rigores da vida, dando o conforto, abundancia e facilidades que não tiveram, mas esqueceram-se que a necessidade é que forja o HOMEM, não o conforto e a soberba.

Espero ter contribuído com teu artigo, grande abraço e sucesso, na vida e no jogo.
LeoMiranda - MEMBRO EXCLUSIVO
#736689 Esses tipos de homem são como animais criados em cativeiro que é criado com regalias e sem sentir a dureza da sobrevivência. Se forem colocados na selva dificilmente vão se virar sozinhos, por que já estão acostumados a ter tudo na boquinha. Minha mãe por exemplo, não a culpo de ter me protegido tanto, pois ela é uma ótima mulher, digo MULHER, batalhadora e digna e me orgulho muito de ser filho dela, mas por ter me protegido tanto cabei virando não um marica, mas um garoto tímido e medroso socialmente. Mas sempre tive algo dentro de mim que era como uma chama que com o tempo foi crescendo e consumindo todos meus medos e me dando uma personalidade forte e reverti completamente o que a superproteção dela me causou. É claro que coisas positivas frutos da criação dela como meu caráter ainda permaneceram. Hoje sou uma boa pessoa e um HOMEM! Com atitude, opinião própria, senso crítico um bom círculo de amizades, enfim.

É faca na caveira. No mariquismo! :legal
Avatar pua
Klausius - MEMBRO EXCLUSIVO
#736703 Ótimo texto, realmente.....acho que o maior problema que nós homens podemos ter na criação é de não aprender a ter a atitude de correr atrás daquilo que desejamos. E aprender depois, fica muito mais dificil.....
Avatar pua

Criador do tópico

Big Dog

Entusiasta

#736717
OMCM escreveu:Aooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooow
Que artigo lindo meu amigo.

PARABENS..
METEU A REAL..
hahahaha

Issu memo \o/

VIDEO | PUA | BASE



E aeeeeeeeeee! Melocro! Cara! Valeu! Mas esse fórum está precisando cheirar a testosterona!

Muita reclamação, muita choradeira! Pega muito mau homem reclamão, caras assim quando consegue uma namorado, quando mesmo consegue, vai ser um relacionamento tipo de uma mãe cuidando do filho!

Tá na hora de aqui voltar a encher de relatos com KCs, FCs, menages! Chega de dúvidas e teorias sem fundamento pratico! Bora tudo transar com as gatas por ai! Tudo mundo sendo feliz! Hahahahahah! Falei bonito!

Abração, valeu pelo feed!
Avatar pua

Criador do tópico

Big Dog

Entusiasta

#736727
williamxd17 escreveu:cara muito bomm esse topico meu vo falando esses dias nao tão fazendo mais homens como antigamente aqui na minha rua 2 viado cara de maos dada que coisa nojenta mermãoo


E ai Willian, tranquilo?!

Cara, não entendeu o sentido correto do artigo, não é criticando os gays, não tenho nada contra a homossexualidade. Cada um faz o que quer com o que é seu. Eu falo dos garotinhos mimados, totalmente diferente!

Para melhor interpretar uma fala do cara fodão que leva o nome nesse artigo:

Imagem

Abraço!
Avatar pua

Criador do tópico

Big Dog

Entusiasta

#736800
Match escreveu:Big Dog,

aconteceu uma coisa muito estranha quando tava lendo seu artigo, parece até coisa do destino.

Meu tio chegou em mim agora e perguntou: "Quantos homens tem aqui em casa?" Eu: "Am?" "Quantos homens tem aqui em casa, diz?" "Um."
"Então, quando tem algo escangalhado, o que tu tem que fazer? Consertar."

Ele me fez consertar o vaso aqui de casa que ja tava escangalhado a um tempo e deu um esporro moralista do tipo:
"Tu tem que ser mais curioso! Ja tem 18 anos. Só tem você aqui em casa, tu que tem que tomar ATITUDE, e consertar. Se não, quando tu ter sua própria casa, vão te fazer de bobo e te fazer pagar por consertar uma merdinha dessas(se referindo ao vaso sanitário). Outra coisa, toda noite, estou vendo que só sua vó está jogando o lixo fora, vê se ajuda tambem."

Ou seja, me senti uma bixinha por deixar o vaso escangalhado esse tempo todo, enquanto ficava no facebook.
E o pior que quando ele me chamou, estava na metade do seu artigo, auto-afirmando a mim mesmo: "Ah, eu sou homem. Não sou que nem esses adolescentezinhos que reclamam de tudo..."

SUAHSUAHSUHAUSHAUHSUAHSHAUSH!

Off topic:
Meu tio mora na casa embaixo, por isso sou o unico homem da casa.



E ai Match, tranquilo?

Cara e sabe o pior? Ele está muito certo. São nessas horas que se mostra quem é homem ou não... Não precisamos estar toda hora salvando o mundo. Não, não precisamos. São as pequenas atitudes no dia-a-dia que tem faz homem.

Isso me lembra uma frase: O homem muda de vida quando deixa de fazer o que tem vontade e começa a fazer o que tem que ser feito.

Belo feed e exemplo que deu! Valeu Match!

Abraço e sucesso!
Avatar pua

Criador do tópico

Big Dog

Entusiasta

#736807 Riker! Como sempre um ótimo feed!

Eu posso dizer que sou um homem de sorte, eu vivi muito disso também, claro que com mais restrições... Meus pais já começavam a achar que tudo está violento demais, realmente está mas nos deixar trancados dentro de casa não resolve nada.
Sinto falta disso, tive uma boa infância, aprontei demais.

Hoje essa geração que está vindo está bem mariquinha, coisas de ficar de indiretinhas no face e no PB, fora as coisas idiotas que acontecem. Um bom exemplo foi a criança mimada que mandou uma mensagem para a namorada do Instigante falando merda do que ele fazia.

Analisando essa situação melhor: O que leva uma pessoa a fazer essa? Não é uma criança mimada?

Eu quando soube disso e vi ele falando fiquei no minimo muito fudido, não por ele ser o que era. Pouco falava com ele, era mais pela falta de ética e respeito. Não existe coisa pior que isso, podemos considerar traição. Até o grande amigo dele, o C. Rico também abandonar o fórum por isso. Perdemos grandes sedutores e amigos.

Bom, mas a vida se encarrega de tudo. O que ele fez, terá de volta. Pelo menos deve estar sabendo que tem uma boa rapazeada que quer ter uma conversinha particular com ele.


Enfim meu amigo, é triste ver tudo isso. Inclusive é triste ver pessoas da minha faixa etária se comportando como se fosse o bebê da mamãe. Hoje tenho me desvencilhando cada vez mais da dependência dos meus pais, vejo que eles se sentem meio mau com isso, eu não aceitar ajuda em muita coisa, inclusive ter que tomar café com pão duro pra economizar grana. Mas eles vão saber no final das contas que isso é por eles terem orgulho do homem que criaram.

Riker, é sempre ótimo ter a sua visão. Ainda mais nesse tema, alguém que nasceu numa época que pessoa mimada era sinônimo de gente rica e fresca.

Valeu pelo ótimo feed!

Abraço e sucesso!
Avatar pua
(w) - MEMBRO EXCLUSIVO
#736811 Grande Dog, confesso que embora muito serio eu ri muito no seu artigo!

Infelizmente essa é a realidade de hoje, não posso dizer que fico ( ou ficava, estou melhorando e todos temos que fazer isso!) atrás da descrição que você deu.

Lendo isso eu me recordo de uma aula que tive com uma professora muito querida, era uma aula sobre arquétipos de Jung na qual ela falou sobre os arquétipos dos homens: O rei, o caçador, o cavaleiro, o herói e o velho sábio e depois de explicar sobre todos eles e seus significados na sociedade ao longo da historia, ele comenta que é interessante em que em toda a historia eles funcionaram menos nos dias atuais e isso por que a essência do que é ser homem nos foi retirada. O homem hoje em dia não sabe qual seu lugar e qual seu papel.

Não vou discorrer sobre os motivos que possam ter nos levados a isso, você já o fez e muitos de nos sabemos no fundo o que é...

Agora o que nos resta é aceitar este fato, aceitar muitas vezes que crescemos como fracos e levar um belo tapa na cara para começar a honrar nossos culhões!

No mais esse foi um grande tópico!

Abraço do (w)
Avatar pua

Criador do tópico

Big Dog

Entusiasta

#736814
LeoMiranda escreveu:Esses tipos de homem são como animais criados em cativeiro que é criado com regalias e sem sentir a dureza da sobrevivência. Se forem colocados na selva dificilmente vão se virar sozinhos, por que já estão acostumados a ter tudo na boquinha. Minha mãe por exemplo, não a culpo de ter me protegido tanto, pois ela é uma ótima mulher, digo MULHER, batalhadora e digna e me orgulho muito de ser filho dela, mas por ter me protegido tanto cabei virando não um marica, mas um garoto tímido e medroso socialmente. Mas sempre tive algo dentro de mim que era como uma chama que com o tempo foi crescendo e consumindo todos meus medos e me dando uma personalidade forte e reverti completamente o que a superproteção dela me causou. É claro que coisas positivas frutos da criação dela como meu caráter ainda permaneceram. Hoje sou uma boa pessoa e um HOMEM! Com atitude, opinião própria, senso crítico um bom círculo de amizades, enfim.

É faca na caveira. No mariquismo! :legal



Ai sim! Gostei desse feed Leo! Mandou bem! Um ótimo exemplo!

É que as vezes já reparei, a ausência do pai na criação pois tem que trabalho o dia todo fora e quando chega só quer descansar, e a mãe tem mais contato com a criança e acontece isso. Fica da força de vontade do rapaz muda isso, e no seu caso aconteceu. Hoje é um homem e está aqui no PB para continuar crescendo. Leo, continue assim!

Valeu pelo feed!

Abraço e sucesso!