Depoimentos de mudança com o PUABASE.
Avatar pua
Surf
#960438 Fala galera, beleza?

Estou aqui hoje para desabafar, espero que vocês tenham paciência para ler meu relato, vou começar do começo.

_______________________________________________________________________________________

Era meados de 2011 quando conheci o PUA. Na época pus em prática vários conceitos e técnicas, li e reli MM, PNL. Perdi AA. Saia para sargear em shoppings, e aos poucos comecei a ter sucesso na Arte de Ser PUA. Peguei algumas gatas, tinha umas 3 ou 4 na lista de peguetes.

Até que nesse meio tempo conheci minha ex. Foi algo imediato, ela era uma legitima HB10 - linda, gostosa, inteligente e engraçada. Nossa conexão foi algo instantaneo - eu tinha 21 anos, ela 19. No começo ela fugia de mim, mas logo deu pra ver que aquele sentimento que ela sentia na realidade era uma atração muito forte.

Ela tava no fim de um relacionamento, o então namorado dela tinha a traído duas vezes, e tavam brigando muito. Eu apareci na vida dela como um raio de sol. Nesse começo sempre demonstrei DVS.

Depois que ela terminou o namoro eu a chamei pra sair, ela topou. Conversamos, rimos, beijei ela e dois dias depois já dei FC. Como foi bom, em apenas uma noite comi ela 5 vezes. Era época de natal e, num misto de loucura de ambas as partes, passamos o reveillon juntos na praia na casa da família dela. Uma semana depois já estavamos namorando.

Não sei se foi esse o meu erro (pedir em namoro muito rápido), talvez devesse ter sumido por um tempo, mas a gente grudou e não se desgarrou mais.

Eu nunca tinha namorado antes. Confesso que meu sentimento por ela, no começo, era mais carnal. Ela não era minha paixonite, mas sim uma gata em que tudo fluiu naturalmente. A gente transava todo dia, umas 3 vezes por dia. Ficavamos no quarto o dia inteiro - transando, transando e transando.

E aqui eu me fodi. Comecei a me apaixonar. Era inseguro, achava que ia a perder. Foi meu primeiro namoro, eu não sabia como lidar (principalmente por não ter tido pai, nunca tive uma referência masculina).

Com 3 meses de namoro, veio nossa primeira grande briga. Era meu aniversário e eu fiquei puto com ela porque ela ficou conversando com um amigo meu. Sai da festa e na minha casa tive um acesso de ciúmes. Ela chorou. Cortei relações com meu amigo.

Com o tempo fiquei um cara ciumento e possessivo, e fui perdendo valor. Tiveram várias ocasiões em que ela demonstrou falta de respeito por mim - e eu fui reativo. Vou listar algumas delas:

[list=] - Teve uma vez que me mostrou uma foto de um cara bombado, cheio de tatuagens. A legenda da foto era do tipo "cuidado com o gato preto". Eu briguei com ela e pedi que me respeitasse.

- Outra vez ela sugeriu que fizessemos sexo a três: primeiro com duas mulheres, mas depois teria que ser com dois homens. Eu fiquei puto, briguei, ela disse que era só uma brincadeira para me testar.

- Ela gostava de dançar, mas não tinha paciência para me ensinar. Uma vez numa balada sertaneja eu tava bebendo e ela dançou com outro cara. Fiquei puto e novamente briguei com ela.

- Outro dia, depois de uma briga, ela foi na balada escondida com uma amiga. Eu descobri e quase terminamos, e tivemos uma briga muito feia. Ela mentia na cara dura. E eu sempre a pegava nas mentiras. [/list]

Enfim, ao mesmo tempo em que ela fazia essas atitudes para mim, eu ficava muito puto, mas não conseguia terminar. Sempre ameaçaca, ameaçava - e nada. Ao mesmo tempo, ela tinha atitudes amorosas, me mandava cartas e declarações. Isso me deixava confuso - o chamado reforçamento intermitente do Behaviorismo (ela é psicóloga :shii cuidado com psicólogas).

Enfim, passei a viver para ela, em função dela. Meus sentimentos e o que rolava na minha vida era em função dela. COMO PUDE SER TÃO BURRO????? :grump :grump

Com o tempo nossa relação desgastou. Eram muitas brigas. A fiz minha pior betisse: a trai. Comi uma guria que me ajudou no trabalho final da minha faculdade. Aquilo me deixou com um peso muito grande na minha consciência, e isso refletiu no nosso namoro. Fiquei estranho, nossa relação ficou pesada (toda ação tem uma reação, ainda que cosmica).

Na minha cabeça, era melhor eu trair antes do que ser traído. Cai na armadilha do ego, do orgulho, da insegurança. Agi como um patife. Se ela me traiu? Confesso que não sei, pode ser que sim, pode ser que não. Mas isso não importa - eu passei por cima dos meus principios, e a vida cobra mais cedo ou mais tarde.

Ano passado foi um ano muito atribulado. Era final de faculdade, tinha trocentas provas e trabalhos para fazer. Demos um tempo e nesse tempo ela foi pra balada com as amigas quase todo dia. Voltamos mas logo depois - quando descobri, vasculhando seu celular - eu terminei com ela.

Meu orgulho tava ferido: como ela podia me enganar, mentir para mim? Eu que sempre fazia de tudo para ela! (outra armadilha do ego, pois eu fazia as coisas esperando ser correspondido)

Logo depois que terminamos, ela passou 20 dias fora, viajando a trabalho. Esse tempo nos afastou. Era dezembro de 2014. Quando ela voltou, não fui falar com ela. Falamos apenas no dia do natal - e nos demos bem, até parecia que iriamos voltar.

Até que, chegando perto do reveillon, ela parou de falar comigo. Depois disse que iria passar o reveillon com a familia, em Florianopolis. Eu fui pra praia sozinho. Passei o reveillon sozinho, pensando nela.

Depois descobri que, na realidade, ela passou o reveillon com um cara que tinha conhecido num dos trabalhos dela. Aconteceu o mesmo que aconteceu comigo em 2011: trocou de namorado como trocou de roupa. E, mais uma vez, ela tinha mentido para mim.

Isso me abalou. Foi como se cinquenta facas entrassem no meu coração. Como pode? Menos de uma semana depois de terminar comigo já estava com outro?

Depois disso muitas coisas aconteceram. Nos quase voltamos. Brigamos mais uma trocentas vezes. Eu contei para ela que a tinha traido. Ela contou pra mim que estava firme com esse novo cara.

O fato é: me rebaixei. Esqueci tudo que aprendi aqui no PUA. Virei um cara inseguro, ciumento e possessivo. Aquele cara que demonstrava ser fodão, no fundo, virou um bosta, cheio de mimimi's e lamurios por não ter um amor correspondido.

Hoje sinto como se aquelas feridas das cinquentas facadas bem cicatrizadas. O problema é que parece que meu coração ficou duro, de tantas cicatrizes. Parece que o que era quente e umido virou seco e frio.

Hoje estou aqui, me recuperando de uma cirurgia e tentando recuperar meus amigos que deixei por causa dela. Estou aqui me analisando, recluso no meu quarto, pensando nos meus erros e em tudo que quero mudar. Vou ter que ficar seis meses sem fazer o que mais gosto: surfar. Ou seja: sem namorada, sem amigos, sem diversão. É sem dúvidas o momento mais dificil da minha vida.

Procuro pensar que tudo tem um motivo, e se está acontecendo era para eu aprender. Está na hora de eu virar homem de verdade, já tenho 25 anos.

Espero que esse relato abra os olhos: nunca mude por causa de uma mulher. Nunca esqueça de si proprio. Não deixe de amar, mas não viva para outra pessoa. Viva por si, para si, e para quem te respeita de verdade.

Imagem
Avatar pua
GriloSEP
#960457 Caramba que triste cara..

Sou novo aqui no PUA

Então me diz uma coisa cara , como você teria agido se tivesse conhecido essa mulher hoje ? sabendo de tudo que voce ja sabe ?

Eu sei la , as vezes penso que ou voce se entrega e vive bons e mals momentos ( comia ela e ela era fria contigo dps , te desesrrespeitava)

ou voce não se entrega e fica uma pessoa no seu pé.. e talvez voce não a ame...
Corvo Attano
#960459 Cara, na minha humilde opinião, você foi um TREMENDO REBOTE pra ela. Ela terminou um namoro e logo partiu pra você... Velho, NUNCA ache que isso é natural, porque não é.

Relacionamentos de Rebote podem dar certo? Sim, podem, mas andei lendo que apenas 25% deles dão certo... É muito pouco. A maioria dá errado. Sair de um relacionamento e pular pra outro em pouco tempo é considerado um Rebound Relationship. A sua ex tava com você nos primeiros dias pensando no outro, e te usando pra esquecer... Até que conseguiu e aí ela recuperou a auto-estima.

Você ERROU RUDE em algumas coisas, como ser reativo a uma simples fotinho de um homem musculoso e reagir mal ao fato de ela ter conversado com um amigo seu. Velho, era só uma conversa. Essa mulher era tão linda assim pra você achar que todos vão tentar roubar ela de você? E você era tão inseguro assim achando que os outros vão conseguir?

Cara, se você foi capaz de arrumar uma HB10 assim, você tinha que pensar que era capaz de arrumar outras assim, e bem melhores.

Tem coisas que não dá pra ficar se importando. Fotos de homens, falar que outro cara é bonito, conversar com outros homens... VOCÊ NÃO ERA O DONO DELA. E se tivesse conseguido colocar isso na sua cabeça, ela tava aí com você até hoje, loucamente apaixonada... Porque a própria mulher é mais emocional do que o homem e pensaria: "nossa, ele nem se importa, aposto que se ele chegasse com a foto de uma panicat eu ia ficar puta e ele nem se importou com a foto desse cara. E se ele ficasse de papinho com uma amiga gostosa minha eu também iria ficar puta, e ele nem se importou com o fato de eu conversar com o amigo dele..." E aí, mermão, você teria penetrado profundamente na mente dela. Quem iria ficar insegura era ELA.

Elas pensam logo "nossa, pra ele estar pouco se fodendo assim, é porque deve ter outra!". Aí elas se atraem por você de vez!

Eu sei que é difícil você gostar de uma pessoa, se apaixonar e amá-la... E mesmo assim não ter medo de perder, mas você tinha que ter se valorizado no decorrer do namoro, quando as coisas estavam boas, e não depois, quando você só tentou se valorizar pra recuperar o orgulho ferido.
Avatar pua
Victoreef
#960461 Pois é, amigo. Você acabou betando mesmo. E que bom que você sabe que errou e onde errou.
Gostar de uma mulher é realmente complicado. Quase sempre as emoções falam mais alto. E é difícil encontrar uma mulher que saiba se comportar.
Elas estão o tempo todo nos testando, fazendo joguinhos, chatagens emocionais, mentindo... São mais inteligentes e experientes que nós na arte da sedução.

Realmente é difícil suportar tudo isso, mas quem quer estar em um relacionamento tem que desenvolver essa área.
Praticamente toda mulher faz isso. Umas mais, outras menos.
Creio que o erro mais grave foi entrar nessa onda de ''termina e volta''.
É nessa que o homem perde todo seu valor.

Termine, suma, aceite que ela vai procurar outros caras, você vai procurar outras mulheres, viva a vida, sorria, faça coisas divertidas. Um belo dia ela irá voltar e aí você irá avaliar se realmente vale a pena ou não.
Nós homens temos que ter um sangue frio pra namorar. Sobreviver a todos os jogos femininos é difícil. Se impor a eles é uma guerra, mas, se quiser namorar e construir família, ela deve ser travada.

Boa sorte na sua recuperação! Sei que está impossibilitado de fazer o que gosta, mas tente ler livros. Todo e qualquer assunto voltado a relacionamentos e desenvolvimento pessoal. Vai te ajudar a atravessar essa fase.
Da próxima vez você terá uma experiencia foda e irá conseguir uma namorada muito melhor. Tenha fé.
Forte abraço!
Avatar pua
Surf
#960473
GriloSEP escreveu:Caramba que triste cara..

Sou novo aqui no PUA

Então me diz uma coisa cara , como você teria agido se tivesse conhecido essa mulher hoje ? sabendo de tudo que voce ja sabe ?

Eu sei la , as vezes penso que ou voce se entrega e vive bons e mals momentos ( comia ela e ela era fria contigo dps , te desesrrespeitava)

ou voce não se entrega e fica uma pessoa no seu pé.. e talvez voce não a ame...




Então, como eu teria agido, penso nisso praticamente todo dia...

A primeira coisa era ter ido com mais calma no começo. Ter dado tempo ao tempo. Eu logo depois que peguei ela a primeira vez, começamos a nos ver todo dia, e logo depois começamos a namorar. Eu estava ansioso para ter minha primeira namorada, ela estava ansiosa para esquecer o ex. Hoje eu teria esperado, ido com calma, ter dado à ela prazer a doses homeopáticas, até para que as coisas se alinhassem de uma forma com que a gente não grudasse muito e para eu não criar a dependência emocional que eu criei.

A segunda coisa que ira fazer diferente, como os irmãos disseram abaixo, era deixar de lado a reatividade perante os joguinhos dela. De fato, ela era (e é) uma jogadora - aprendeu com o antigo relacionamento, aprimorou com os conhecimentos em tecnologia. Eu, cego e apaixonado, respondi com reatividade. Agia muito no impulso, não pensava nas coisas que respondia para ela, e sempre me arrependia depois.

A terceira coisa é a (in) segurança. Eu sempre fui dependente emocionalmente das pessoas - talvez pelo medo da rejeição, o fato do meu pai ter me abandonado (vou trabalhar isso em psicoterapia). Isso fazia eu ter essas atitudes, que geravam mais conflitos, e que gerou um grande cíume da minha parte. Acabei isolando nós dois do mundo - terminei amizades, só saia com ela. Nós passamos a viver numa bolha. Hoje, eu dividiria meu tempo entre ela e meus amigos. Traria ela para meu mundo ao invés de isolá-la. Enfim... são muitas coisas que penso e repenso, mas acho essa as principais, que faria diferente.
Avatar pua
Surf
#960475
Corvo Attano escreveu:Cara, na minha humilde opinião, você foi um TREMENDO REBOTE pra ela. Ela terminou um namoro e logo partiu pra você... Velho, NUNCA ache que isso é natural, porque não é.

Relacionamentos de Rebote podem dar certo? Sim, podem, mas andei lendo que apenas 25% deles dão certo... É muito pouco. A maioria dá errado. Sair de um relacionamento e pular pra outro em pouco tempo é considerado um Rebound Relationship. A sua ex tava com você nos primeiros dias pensando no outro, e te usando pra esquecer... Até que conseguiu e aí ela recuperou a auto-estima.

Você ERROU RUDE em algumas coisas, como ser reativo a uma simples fotinho de um homem musculoso e reagir mal ao fato de ela ter conversado com um amigo seu. Velho, era só uma conversa. Essa mulher era tão linda assim pra você achar que todos vão tentar roubar ela de você? E você era tão inseguro assim achando que os outros vão conseguir?

Cara, se você foi capaz de arrumar uma HB10 assim, você tinha que pensar que era capaz de arrumar outras assim, e bem melhores.

Tem coisas que não dá pra ficar se importando. Fotos de homens, falar que outro cara é bonito, conversar com outros homens... VOCÊ NÃO ERA O DONO DELA. E se tivesse conseguido colocar isso na sua cabeça, ela tava aí com você até hoje, loucamente apaixonada... Porque a própria mulher é mais emocional do que o homem e pensaria: "nossa, ele nem se importa, aposto que se ele chegasse com a foto de uma panicat eu ia ficar puta e ele nem se importou com a foto desse cara. E se ele ficasse de papinho com uma amiga gostosa minha eu também iria ficar puta, e ele nem se importou com o fato de eu conversar com o amigo dele..." E aí, mermão, você teria penetrado profundamente na mente dela. Quem iria ficar insegura era ELA.

Elas pensam logo "nossa, pra ele estar pouco se fodendo assim, é porque deve ter outra!". Aí elas se atraem por você de vez!

Eu sei que é difícil você gostar de uma pessoa, se apaixonar e amá-la... E mesmo assim não ter medo de perder, mas você tinha que ter se valorizado no decorrer do namoro, quando as coisas estavam boas, e não depois, quando você só tentou se valorizar pra recuperar o orgulho ferido.


Corvo, valeu pelo feed :ae

Não conhecia esse conceito de REBOTE, e hoje vejo: faz todo sentido. Engraçado que ela fez exatamente a mesma coisa quando nós terminamos - arranjou outro com menos de uma semana. Acho que isso influiu, inclusive, para minha insegurança no relacionamento, afinal inconscientemente eu não confiava nela, pois quando as coisas estavam mal com o ex-dela, ela começou a dar bola para mim. Quando as coisas começaram a ficar mal entre a gente, ela passou a dar bola para esse cara. Acho que ela deve ser muito insegura também, não consegue ficar sozinha.

De fato, reconheço que me importei com muitas BESTEIRAS, e isso foi minha principal betisse. Agora relembrando, vejo que cometi muitas outras que não descrevi no texto. Cai nos shit tests dela. Preciso desenvolver meu lado FODA-SE, como eu disse, tenho um problema com dependencia emocional, mas isso está diminuindo na medida em que estou me conhecendo melhor. E, no fundo, ela me ajudou a aprender - afinal, do jeito que a gente terminou, fiquei muito ferido e isso acabou me abrindo os olhos.

O fato é que eu me apaixonei, e não conseguia enxergar que nosso relacionamento, desde o começo, estava fadado ao insucesso. Começou errado - eu sendo REBOTE - e logicamente terminaria errado, mas no fundo eu tinha aquela esperança tola de que todos os erros seriam esquecidos e a gente se daria bem. Estou tentando me valorizar agora, porque é só isso que restou. Só Deus sabe o quanto eu me humilhei por ela. Mas uma coisa é fato: do chão a gente não passa, e quando estamos caídos a única coisa que nos resta é nos levantar.
Avatar pua
Surf
#960476
Victoreef escreveu:Pois é, amigo. Você acabou betando mesmo. E que bom que você sabe que errou e onde errou.
Gostar de uma mulher é realmente complicado. Quase sempre as emoções falam mais alto. E é difícil encontrar uma mulher que saiba se comportar.
Elas estão o tempo todo nos testando, fazendo joguinhos, chatagens emocionais, mentindo... São mais inteligentes e experientes que nós na arte da sedução.

Realmente é difícil suportar tudo isso, mas quem quer estar em um relacionamento tem que desenvolver essa área.
Praticamente toda mulher faz isso. Umas mais, outras menos.
Creio que o erro mais grave foi entrar nessa onda de ''termina e volta''.
É nessa que o homem perde todo seu valor.

Termine, suma, aceite que ela vai procurar outros caras, você vai procurar outras mulheres, viva a vida, sorria, faça coisas divertidas. Um belo dia ela irá voltar e aí você irá avaliar se realmente vale a pena ou não.
Nós homens temos que ter um sangue frio pra namorar. Sobreviver a todos os jogos femininos é difícil. Se impor a eles é uma guerra, mas, se quiser namorar e construir família, ela deve ser travada.

Boa sorte na sua recuperação! Sei que está impossibilitado de fazer o que gosta, mas tente ler livros. Todo e qualquer assunto voltado a relacionamentos e desenvolvimento pessoal. Vai te ajudar a atravessar essa fase.
Da próxima vez você terá uma experiencia foda e irá conseguir uma namorada muito melhor. Tenha fé.
Forte abraço!


Fala VictorReef, valeu pelo feed e pelas palavras :ae

Eu sei que errei, errei muito, e estou trabalhando para identificar os pontos específicos dos meus erros. Como expliquei pro Grilo, meu primeiro erro foi ter entrado de cabeça no relacionamento com ela - mesmo ela tendo acabado de se separar do ex dela. Com certeza ela ainda pensava nele.

Acredito que se eu tivesse tido mais paciência, não agisse tanto por impulso, eu teria a conhecido melhor antes de entrar num relacionamento. Eu não tinha noção do que é se envolver com alguém, e do perigo de quebrar a cara. Hoje, com certeza, iria ter mais paciência e ter dado tempo ao tempo para conhecer melhor a mulher que viria a ser minha namorada.

Minha dependência dela era tão grande que somente hoje - quase um ano depois do término - é que estou desapegando dela. Só o fato de imaginar ela com outros caras me dava calafrios e me desesperava. Era uma imagem mental horrível, hoje não faz tanta diferença. Aos poucos vou conquistando o sangue frio.

Tenho certeza, estou aprendendo com os erros, hoje - apesar de estar quebrado e sozinho - me sinto mais integro e mais maduro. No fundo tudo isso me deu maturidade, e espero usá-la para ter uma história bonita com alguém.

Forte abraço!
JokerBsb
#960477 "Você pode até não perceber quando aconteceu, mas as vezes um pé na bunda é a melhor coisa do mundo que podia acontecer a você." (Walt Disney)

Cara, eu acredito que tudo o que acontece na nossa vida é para que a gente cresça.

Você sabe que errou e reconhece os seus erros. Acredito que tenha aprendido a lição.

Quando levei meu primeiro pé na bunda, estava na merda, triste e com a autoestima lá em baixo, um amigo me disse o seguinte: "Velho, a dor é o professor mais didático que existe. Aprenda."

Veja tudo o que aconteceu como um aprendizado que vai te tornar uma pessoa melhor, afinal de contas: "Dias chuvosos existem para valorizarmos os dias de sol."

Melhoras meu velho!
Forte abraço!
busso
#960478 Bom dia, meu amigo!


Cara passei exatamente pelo que vc passou, ela é uma HBVV (vacuo de validação), e realmente tava com vc so pra esquecer o ex. Sei como isso mexe no orgulho, realmente a paixão deixa o cara cego e faz betisses gigantescas. Por sorte logo depois do meu termino eu conheci o PUABASE, e NUNCA corri atras...dia 04 agora vai fazer 6 meses, e estou feliz por ter tirado esse mal da minha vida... Cara agora é hora de passar a borracha e viver a vida...essa recuperação é um processo meio longo, não se esquece do dia pra noite.... mas tudo passa irmão...
Essa experiencia vai mudar sua vida, seu modo de ver a vida...

Evolução.
O Hobbit
#960490 E ai Surf blz?

Então cara eu passei por coisas piores e fui um OTÁRIO,mudei totalmente por causa de uma pessoa que não me deu o devido valor,e mesmo ela pisando feio na bola eu ainda persisti no erro,tentando ficar com ela achando que ela ia mudar e adivinha?Ela não mudou,hoje quando lembro o quanto fui um bosta me da muita raiva...depois da uma olhada nos meu tópicos e veja a que ponto cheguei e como você mesmo disse:

"nunca mude por causa de uma mulher. Nunca esqueça de si proprio. Não deixe de amar, mas não viva para outra pessoa. Viva por si, para si, e para quem te respeita de verdade." É a mais pura verdade =) ,amor próprio em primeiro lugar.

Abraço