Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!
Avatar pua

Criador do tópico

Cyrax

Veterano - nível 3

#801718 [font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Pequenas mudanças para seu dia a dia
[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Aqui estão algumas coisas úteis muito simples que você pode incorporar ao seu dia a dia imediatamente.

Questões edificantes
[/font]

[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Quando você faz a si mesmo uma pergunta difícil, seu subconsciente trabalha para encontrar uma resposta, e ele sempre encontra algo - mesmo quando a pergunta é de auto derrota. Por exemplo, se você se pergunta, "porque eu não estou saindo com ninguém?", você vai ter uma resposta como "eu sou muito tímido", ou "eu sou um perdedor". Se você se perguntar "Porque as pessoas não gostam de mim?" você vai obter "eu devo ser muito feio ou não atraente" ou "eu não sou interessante o suficiente". Ou até pior, seu subconsciente pode procurar em seu banco de dados de referências e encontrar algumas que suportem essas idéias, fazendo com que se tornem crenças![/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Lembre-se, tudo que aconteceu com você está armazenado em sua memória. Você tem referências para dar suporte para virtualmente qualquer crença, mas uma vez que você tem uma crença, seu cérebro tende a ignorar referências que provem que a crença está errada.[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Provavelmente existiram muitas ocasiões em que você estava extrovertido, mas como você acredita em sua timidez, você não notou ou não se lembra disso - mas seu cérebro é rápido para apontar as vezes em que você falhou em uma situação social. Então o truque é se fazer perguntas edificantes.[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Você mesmo:[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]• O que é interessante em mim? O que é atraente?
• O que as pessoas gostam em mim?
• Por que qualidades e conquistas devo me orgulhar mais?
• O que deveria mudar em mim mesmo? Como eu faria essa mudança?[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Conversação:[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]• O que nós temos em comum que eu poderia trazer para a conversa?
• Existe algo interessante que me aconteceu ultimamente que eu posso contar?
• Existe algo interessante no ambiente que eu posso mencionar?
• Sobre quais aspectos da vida dele/dela eu posso perguntar?[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Levando fora do sexo oposto:[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]• Meu xaveco foi ruim? O que poderia fazer para melhorá-lo?
• O que foi bom no meu xaveco? Como posso amplificar isso?
• Se eu fosse ele/ela, o que eu gostaria que eu fizesse?[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Você entendeu.

Ancorando
[/font]

[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Agora que você sabe como âncoras são formadas, você pode criar sua própria âncora! Elas podem ser realmente úteis para mudar seu estado emocional quando você precisar. Aposto que você se sente realmente confiante quando você faz algo em que você realmente é bom, como praticar um esporte, um instrumento musical, ou um jogo de xadrez. Não seria ótimo se você pudesse sentir essa confiança quando você está em um evento social ou se aproximando de alguém interessante?[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]É assim que se cria uma âncora. Faça se sentir o sentimento que você quer ancorar, ou fazendo algo fisicamente ou criando a experiência em sua cabeça (confie em mim, mesmo assim funciona). Ao mesmo tempo, faça outra coisa, que vai ser o "gatilho" para o sentimento. O gatilho pode ser uma imagem, um som, um movimento ou um toque. Assim que você fizer isso um número suficiente de vezes, isso se tornará permanente. Tenha em mente que você vai estar usando as âncoras em situações sociais, você não quer que seu gatilho seja algo embaraçoso. Pode ser algo simples como tocar sua testa com o dedo, coçar o nariz, alisar o bigode, ou uma frase... Agora que você criou a âncora, quando você quiser a resposta emocional basta usar o gatilho, e se você fizer isso direito, seu estado emocional vai mudar como se fosse mágica.[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif][/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Interrupção de padrões[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Quando encontramos um comportamento que funciona, nós tendemos a ficar "presos" nele; nós o repetimos sempre que a mesma situação ocorre. Isto é chamado uma Estratégia ou Padrão. Evitar pessoas em situações sociais é um padrão, não mostrar seus sentimentos é um padrão, não chamar alguém para sair é um padrão e se sentir mal por não fazer nada é um padrão. Lembre-se, se seu sistema nervoso está direcionado para a timidez, seu subconsciente considera essas coisas boas, por isso eu disse que esses comportamentos "funcionam". Mas o que você pode fazer, sempre que se encontrar em um padrão improdutivo, é uma coisa chamada Interrupção de Padrões. Uma Interrupção de Padrões é qualquer coisa repentina e inesperada que desafia o padrão e logo quebra suas amarras com sua mente. Pode ser físico, como de repente gritar com todas as forças ou dançar selvagemente no salão. Estes são ótimos quando você está na privacidade de sua casa ou não se importa de parecer bobo. Se você precisa de algo mais discreto, você pode fazer a interrupção em sua cabeça, como por exemplo experimentando uma série de sons e imagens bizarras e totalmente não apropriadas.[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Aqui está um jeito em que utilizei isto com sucesso. Estava tentando chamar um garota para sair e estava falando um monte de "ummm... uhh..." e simplesmente me sentindo idiota e que estava fazendo tudo errado. De repente eu simplesmente disse "foda-se!", com força (ela era o tipo de garota que não se importa com palavrões). Instantaneamente minha voz interna foi de "Argh, o que eu falo, o que eu faço, e se eu levar um fora..." etc., para "Pare de adiar e FAÇA algo, idiota!!" e eu a convidei para sair. A gente não saiu junto, aliás, mas eu acho que isto aconteceu porque viemos de mundos muito diferentes e ela não tinha uma boa impressão sobre mim. Na verdade eu estava muito orgulhoso de mim mesmo por superar o medo e arriscar. Aqui está outro exemplo. Suponha que você realmente adorasse "A sociedade dos poetas mortos". Uma combinação âncora/interrupção poderia ser declarar "CARPE DIEM" ou "APROVEITE O DIA".[/font]

[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Alavanca[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Para todas as decisões que você faz, seu cérebro pesa os prazeres e sofrimentos de tomar ação contra não tomar ação, mas ele vai motivá-lo mais a evitar o sofrimento que procurar por prazer. E se você não está obtendo os resultados que quer, é provavelmente porque você associou muito sofrimento com a ação. Existem duas formas de você se livrar disto - ou encontrando uma forma de diminuir o sofrimento associado com a ação, ou associar ainda mais dor com o fato de não tomar a ação. Esta mudança de regras é chamada de Alavanca.[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Por exemplo, eu acho que todos associamos sofrimento com perda de dinheiro. Então o que você deve fazer é, quando você estiver em uma situação social, traga alguns amigos com você. Decida um objetivo que você é capaz de alcançar ("eu vou conhecer X pessoas" ou "eu vou pedir X telefones") e faça uma aposta com seus amigos que se você não atingir seu objetivo, você deve a eles, por exemplo, $20 ou $50. Tenha certeza de que sejam pessoas que farão você cumprir sua promessa. Agora provavelmente você vai associar muito sofrimento com conhecer gente nova, mas acho que o sofrimento de perder $50 seria maior![/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Se seu objetivo é conhecer cinco pessoas, você provavelmente se apresentaria para as primeiras cinco pessoas que encontrasse![/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Eu acredito que na verdade nós n ão associamos muita dor a nossa timidez. Se o fizéssemos, nós não teríamos este problema. Existe a solidão, mas á algo que sentimos a vida toda. Estamos acostumados a isto, não é nada novo. E evitando as pessoas nos sentimos seguros. Mudança é vista como uma ameaça; é perigoso porque demanda de nós coisas que podemos não conseguir fazer. Reverter este desequilíbrio pode nos ajudar muito a conseguir o que queremos.[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif][/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif][/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Fisiologia[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]É de conhecimento comum que o que você sente é refletido em seu corpo. Se você está deprimido, você se encolhe, seus ombros caem, suas costas ficas curvadas, você tende a olhar para o chão. Se você está feliz, você sorri, postura ereta, você olha para cima.[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]O que você pode não saber é que isto funciona ao contrário. Mudando seu corpo, você pode mudar o que você está sentindo. Se você não acredita nisto, experimente. Sorria e dê risadas sem razão alguma. Dance um pouco. Te faz sentir bem, não? Agora se encolha e encurve as costas. Esconda sua cabeça com as mãos. É uma droga, não?[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Um bom exemplo disto é quando um amigo me contou que eu andava de um "jeito nerd". Era verdade; eu costumava arrastar meus pés e eu olhava para baixo quando passava por pessoas. Então o que eu fiz foi descobrir como andar de um "jeito confiante" (e isto precisou de alguma prática...) e eu fiz o esforço de manter o olhar e fazer um pouco de contato visual com as pessoas. Com certeza, não apenas a mudança física me fez sentir mais confiante, mas a forma como as pessoas respondiam também aumentavam minha confiança. Comecei a receber sorrisos e olhares de algumas mulheres (ou talvez isto sempre acontecesse e eu nunca havia reparado antes), e isto me fez sentir MUITO BEM![/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Também, caso você já não esteja fazendo isto, exercitar-se regularmente melhora muito sua auto confiança.[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif][/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif][/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Vocabulário de Transformação[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Palavras podem ser maravilhosamente poderosas se você souber usá-las, Leia qualquer livro sobre a psicologia da linguística e sua influência sobre as pessoas e você vai ver o que quero dizer. Não vou entrar em muito detalhe aqui.[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Palavras podem ser âncoras, e muito efetivas para isso. Mas pessoas diferentes respondem dee formas diferentes para palavras diferentes. Por exemplo, diga a uma pessoa muito religiosa "Jesus Cristo, isso me deixa puto!" e veja o tipo de resposta que receberá! Diga a mesma coisa para algum vagabundo na rua e ele provavelmente responderá "é isso aí, cara!"[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Então se você consistentemente usa palavras que te fazem se sentir mal, tanto durante conversas ou quando está falando consigo mesmo, troque essa palavra por algo que gere uma resposta neutra, ou até uma âncora positiva. Exemplos:[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]• "Estou sozinho" ou "Estou deprimido" -> "Estou com pouca sorte" or “Estou no processo de encontrar alguém”
• "Sou tímido" -> "Sou reservado" ou "Sou um pouco introvertido"
• "Estou furioso" ou "Estou irado" -> "Estou irritado"[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Claro, isto é um pouco bobo, mas a bobeira disto pode até fazê-lo se sentir melhor. Você pode até mesmo criar uma resposta positiva onde não existia uma antes, ou melhorar uma resposta positiva da mesma forma - use palavras poderosas.[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Outra ideia...[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Sua linguagem, e seu comportamento em geral, não apenas servem de âncora para você, como para outras pessoas também. Não há como se desviar disto. Se você consistentemente cria um estado emocional em alguém, eles eventualmente ancoram este estado a você, mesmo que você nãop faça de propósito. Se você chora e reclama, se desvaloriza ou faz isso a outros, ou apenas fala sobre coisas inapropriadas e chocantes consistentemente quando está com alguém, eles vão definitivamente ficar ressentidos em algum nível, mesmo que eles não se deem conta.[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Então da próxima vez que estiver com alguém com quem você quer se envolver, se pergunte "que tipo de coisas esta pessoa acharia romântica/sexual?" e insira essas coisas na conversa, apenas para ver o que acontece.[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Metáfora[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Metáforas são uma poderosa extensão do Vocabulário Transformador. Lembre-se como eu disse que seu subconsciente trabalha com imagens, símbolos, e metáfora? Usando metáforas você podee às vezes se comunicar diretamente com seu subconsciente e alcançar resultados surpreendentes.[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Por exemplo, havia um cara que era obeso. Ele era muito espiritual; ele dizia "meu corpo é apenas um veículo; a alma é que importa". Ele foi persuadido a aceitar uma nova metáfora, "meu corpo é meu templo". Para uma pessoa religiosa, um templo é algo a ser venerado. Você nunca o danificaria ou trataria com indiferença. O que aconteceu? Ele emagreceu em poucos meses.[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Quais são sua metáforas? Preencha agora:[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]• Vida é …
• Eu sou …
• Pessoas são …
• Homens/mulheres são …[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Agora, como as metáforas deveriam ser? Para que funcione elas precisam ser coisas que possuem um significado poderoso, pessoal e significante para você. Você não escolheria um crucifixo ou um templo, por exemplo, se você não é muito religioso. Exemplos:[/font][font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]• Vida é um jogo/dança/palco/jardim do Éden
• Eu sou um rei/poeta/guerreiro/profeta/jóia/rosa
• Mulheres são um dom/benção/jóias[/font]
[font=Arial, Tahoma, Helvetica, FreeSans, sans-serif]Agora apenas adapte essas novas metáforas e veja o que você obtém. Às vezes apenas mudar isso em sua cabeça é suficiente, mas você pode ter que fazer um pouco de ancoramento e reforço para fazer com que isto se torne permanente.[/font]

ANÚNCIOS