Membros normais não podem criar tópicos mas podem responder tópicos dos veteranos.


Ao atingir mais de 1 ano de cadastro ou envio de mais de 200 mensagens você automáticamente se torna membro veterano e pode postar nessa área.
Avatar pua
>>Psychokiller<<

Entusiasta

#883257 Esta ideia não é nova na comunidade de sedução, LoGun e Soprano já a difundiam a anos atrás, e talvez alguns Pua's antes deles. Eu também considero desnecessária, e mesmo nociva a ideia de classificar as mulheres num ranking de notas como normalmente é feito na comunidade de sedução, e a muito tempo expresso minha opinião de crítica sobre esta atitude vigente.

Este artigo do Soprano traduzido pelo membro nome00 do fórum "Sedução e comportamento" com comentários meus e do próprio nome00 pode ser um ótimo complemento a este artigo A maneira 'Natural" para classificares as mulheres.
Avatar pua
Exception - MEMBRO EXCLUSIVO
#883263 Concordo, escala binária é o que há, hahaha. Tudo que você falou é pura verdade, eu nunca fui muito de classificar garotas, justamente por saber como isso é tóxico. Antes mesmo de entrar no PUA, eu assistia videos de um PUA que há um tempo encerrou seu canal no youtube, esse foi um dos primeiros conceitos que me foi apresentado.

Ótimo post, abraço.
Avatar pua
Pierry

Veterano - nível 4

#883281 Em certa parte , o que você falou tem ate lógica, mais discordo da ideia de querer acabar com a classificação numérica , pois a classificação serve para que outros usuários saibam que tipo de hb eu estou falando, pois se você acha que não tem diferença entre uma 5 e uma 10, vai lá jogar com uma gordinha feinha e uma modelo superstar, qual você acha que vai se sentir atraída primeiro? Qual será mais fácil de fazer uma aproximação? ...então como não tem diferença entre uma 6 ou uma 9... E porque se preocupar de chegar em uma 10 se eu SOU um 11 :legal.
Eu ate entendi o pensamento que você quis passar ,mais querer acabar com classificação acho que não rola pois isso serve para uma melhor comunicação e entendimento entre nos.

Taí cara essa é apenas minha forma de pensar, espero que tenha me compreendido, e independente se você classifica ou não bons jogos :ae Abraço!!!
Avatar pua
Higher!!

PUA Avançado

#883333
alemeirelles escreveu:
O outro problema de tratar mulheres de forma diferente com base nas classificações é simplesmente que ele não funciona . Você vai conhecer a HB10 que pensa que é uma 5 e uma 5 que se acha a 10. Para não falar que a sua 6 poderia ser minha 8 e minha HB5 poderia ser a sua 9. No final do dia, o comportamento dela é mais determinado em como ela se vê do que como os outros vêem ela. Portanto, é inútil.


E caso você não tenha entendido: A escala de avaliação é um pedestal. O conceito de "alto valor" é um pedestal. Chegar com openers especiais é um pedestal. A maioria da teoria de Pickup é um pedestal.


Acreditar que você tem que tratá-la de forma diferente por causa de como ela aparenta é um pedestal. Eu recomendo vocês mudarem para um sistema binário de 1 ou 0."1" é uma mulher que você se sente atraído. "0" é uma mulher que não te atrai. Porque você quer estar com ela ou não, como ela olha , se ela é apenas OK ou parece a mulher mais bonita do planeta – não me importa. Ou você está interessado ou não. O resto não importa.



Nunca fui de utilizar esse tipo de classificação exatamente por ter o mesmo pensamento que o seu.
Aliás, o assunto foi muito bem explanado. Ficou bem claro e objetivo!

"A atração não é uma escolha!"

O que me atrai, pode não atrair você...
Então por que ainda preciso tentar provar qual a classificação daquela HB do FC de ontem à noite?
Isso para mim não passa de busca por aprovação de ambas as partes (tanto do sexo feminino, quanto do sexo masculino).

Viver à mercê de máscaras criadas pela sociedade em relação à beleza, só irá nos limitar cada vez mais :ae
Avatar pua
pheonaodinha

Veterano - nível 1

#966811 Sim cara, valeu!!
Sempre tenho dificuldades quando se trata de uma "HB10", elas sempre geram mais tensão, e isso acaba atrapalhando. Muitas vezes não consig o lidar com uma HB10 mas com uma 8- parece ser uma tarefa normal, pq essas 8- não intimidam igual as "tops" e isso acaba se tornando em um medo de interagir com elas. Essa parte do 1 - me atrai e 0 - Não atrai é uma boa dica, assim podemos colocar as que nos interessam, todas, em um nível só, e não distinguindo como "NOSSA, uma HB10" o que causa aquele AA, ou simplesmente pensar muito no jeito de agir pelo fato de a mulher ser linda.

Valeu, abraço!
Avatar pua
the Sir

Aprendiz

#966935 acho bem válido o que o amigo diz sobre saber se você está atraído ou não, ou é hb1 ou é hb0. De facto sem percebermos acabamos trazendo ao pua algo que sempre levamos na vida, o "fator beta", o fator beta é aquele que faz você se sentir de duas maneiras diferentes com duas garotas que você se sente atraído, tipo uma hb7,5 e uma hb10 (utilizando o modo de classificar que vem sendo usado). Realmente amigo, devemos nos sentir da mesma maneira em ambos os casos, porém há maneiras diferentes de abordar, uma hb que é considerada 10(sempre considerando a beleza nessa classificação) em sua maioria, sempre irão se comportar de maneira que se acham as soberanas e que elas sabem que têm um poder de escolha tremendo, já no caso das hbs 6 ou 6,5 por exemplo em sua maioria são bem abertas a "novas amizades" pois sabem que não tem tanto poder de escolha. O mesmo ocorre conosco, só que somando beleza e poder, quanto mais beleza e poder, mais poder de escolha sabemos que temos, e as mulheres também sabem disso.
Então acho que de fato pra o inner é bom classificarmos como "hb1"(atraente para mim) e "hb0"(não atraente), mas pro jogo é bom sabermos que há sim uma hb10, uma hb7, uma hb5, uma hb9, enfim, diferentes padrões de beleza, diferentes abordagens, claro que isso não é algo absoluto, nada é absoluto, mas em sua maioria sabemos que é assim.
Se eu entrar em um lugar e não reparar numa hb10, ela pode achar bem intrigante pelo fato de eu não demonstrar interesse. Ao passo que em uma mesma situação com uma hb7, ela nem repararia, enquanto uma hb3 por exemplo poderia se sentir depressiva por achar que nenhum homem na terra olharia pra ela.