Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!
Avatar pua

Criador do tópico

Chameleon - MEMBRO EXCLUSIVO
#677199 Galera, este ano que passei afastado do PU, tive sérios problemas com depressão... E gostaria de compartilhar convosco como foi e que conclusões tirei.

Aos 25 anos, descobri ter TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade) e também um ligeiro grau de depressão (advinda da minha dificuldade de integrar a sociedade sendo TDAH). Na época, me foi sugerido um tratamento medicamentoso de Ritalina (para TDAH) e também um anti-depressivo.

Como a Ritalina é um remédio que provoca euforia momentânea, reneguei o anti-depressivo e comecei a usar a Ritalina não só para estabilizar a atenção, mas também levantar o meu astral. Em outras palavras, fiz da Ritalina um anti-depressivo (e não é para isso que serve).

Como a depressão é uma doença muito traiçoeira e a vida é composta de altos e baixos, é comum que nos momentos de altos nós julguemos que esse mal tenha sido curado. Em setembro de 2011, um monte de coisa aconteceu e minha vida deu uma guinada de 180°. Primeiro, adentrei um novo relacionamento. Segundo, fui morar sozinho pela primeira vez. Terceiro, minha empresa começou a crescer (e por crescer, leia-se MUITO).

A solidão que comecei a sentir por morar sozinho (e só ter companhia nos finais de semana), as preocupações com o trabalho e a ânsia em fazer com que o novo relacionamento desse certo levaram a uma ansiedade tão grande que comecei a trocar os pés pelas mãos em tudo.... E com isso, a depressão ia avançando... E o consumo de Ritalina aumentando.

Em maio/junho deste ano, meu emocional estava completamente instável. Virei uma pessoa angustiada, egoísta, reclusa (não queria sair de casa), negativa e tristonha... Minha empresa havia estagnado o crescimento porque eu não tinha mais cabeça para pensar em inovações. Meu namoro estava marcado por brigas e cobranças (de minha parte). E minha casa, uma zona (pois havia perdido a vontade de cuidar da mesma). No final de junho, após uma briga severa com minha namorada (que quase culminou no término), decidi procurar o tratamento medicamentoso contra depressão e também fazer terapia.

Em cerca de um mês já apresentava sinais visíveis de melhoria. O consumo de Ritalina diminuiu e o humor estava cada dia que passava mais e mais estável. Aos poucos, voltei a cuidar da casa e até mesmo a sair mais. Cultivei novas amizades e havia voltado a sair à noite. Voltei a cuidar de minha aparência (o que eu tinha deixado de fazer).

No namoro, infelizmente, parece que eu fui buscar ajuda tarde demais. Minha namorada foi tão sugada pela minha depressão que preferiu terminar.

Aprendi, de uma forma dolorosa, que depressão não pode ser ignorado. O tratamento não pode ser adiado.

Hoje, estou melhor. Mas a que preço?

Acho importante que vocês não confundam depressão com betar. A depressão o faz ter atitudes que são mais fortes que vocês. O emocional vira uma caixinha de surpresa. Betar pode ser feito com ou sem depressão, é mais uma questão cultural/criação.

Se você estiver suspeitando de estar com depressão, não perca tempo e procure ajuda. Pois a depressão sem tratamento vira uma bola de neve que o faz destruir a própria vida. E é importante que vocês sempre conversem com amigos, familiares e namoradas. A minha, infelizmente não teve estrutura para estar ao meu lado quando eu estava na pior. Mas, isso não significa que a sua também não tenha.

Se você estiver namorando e passando por um processo depressivo, recomendo que converse com a namorada e diminua a frequência de encontros. Quanto menos ela estiver exposta a você durante a sua recuperação, melhor.

E, bola para a frente... ;-) Lição aprendida!!!

ANÚNCIOS

Gabriel1939

#677209 Muito bom cara, fico feliz de ver que vc diz estar melhor hoje
considerando isso uma experiencia cara... acho que fica bem melhor de levar as coisas, não é?
eu estive em uma situação bem parecida, não preciso falar aqui pq não é bom lembrar,
a minha deu um salto em um buraco na minha vida, tambem levou ao termino do meu namoro
mas consegui recuperar tudo aos poucos
como você mesmo diz, bola pra frente !
damiao39

Veterano - nível 5

#677229 Muito bom o seu relato, nos faz refletir sobre essa doença que poucos sabem que têm.

Tive um quadro depressivo bem severo quando da minha separação, juntou tudo,1) saudade dos meus filhos que eram bem pequenos à época, 2) problemas financeiros, e ainda por cima ter que 3) voltar pra casa dos Pais, foi barra, mas hoje está tudo bem, uma coisa eu posso dizer , quem passa por um quadro depressivo de moderado a severo e consegue se levantar, fica com uma força emocional incrível, pois pra quem já viveu o inferno de uma depressão, qualquer coisa é refresco.

Abraço a todos.
Avatar pua
Julio Cezar

PUA Avançado

#765207 Parabéns pelo relato parceiro !
As vezes parece que só nós
passamos por certos momentos
de ficiculdade , parece que
certais coisas só acontecem conosco.

Cada um têm uma historia diferente aqui dentro
e todos com uma meta de sermos melhores.
Tenho orgulho de estar aqui , se você está
lendo isso cara , você não chegou aqui por acaso.
Lute ! Abraço. :)


Julio.
Avatar pua
Cabral

Aprendiz

#765335 Já tive nessa também, não conseguia fazer nada direito, mas é isso ae, bola pra frente que a vida continua.
Avatar pua
Foxy

PUA EXPERT

#765337
PedroPoa escreveu:Depressão se cura IN FILD!
Entra num set que o foco dos sentimentos muda.
Bora sargear



Vixi cara não é bem assim não, o buraco é bem mais embaixo.
Você não tem vontade nem de pentear o cabelo quanto mais sair em campo, quando você sai fica bem pra baixo é dificil chegar com energia legal, na verdade sair em campo as vezes até piora, o melhor é pegar o problema pela raiz, como o chameleon fez, e não algo momentâneo.
Mas parabéns ai que bom que recuperou e agora bola pra frente sem ficar preso a ex. :rolf
Avatar pua
Tyler D. - MEMBRO EXCLUSIVO
#765416 Acredito que já tive um grau de depressão há um bom tempo atrás, e sou bem propenso a ter, pois é hereditário e na minha fámilia, 80 % já tiveram ou estão em tratamento atualmente. Realmente é algo inexplicável, só tendo pra saber o quão doloroso é e o quanto impotente a gente se sente. Hoje o meu problema é só a insônia, e que após a visita a um médico melhorei bastante atraves do medicamento que ele me receitou. Isso fica de lição, tem problemas que tem que ser tratados com profissionais, o fórum ajuda muito, mas tem coisas muitos sérias para apenas seguirmos teorias...