Depoimentos de mudança com o PUABASE.
Conte nos nessa área um pouco da sua evolução atingida com os conhecimentos adquiridos no PUABASE. Adoraremos ler a evolução de um membro da nossa irmandade.

O primeiro é fazer você refletir sobre o seu desenvolvimento e o segundo é conhecer um pouco mais a evolução dos outros membros.
Avatar pua

Criador do tópico

delimas

Aprendiz

#947016 Fala rapaziada, tudo certo?

Infelizmente um dos meus primeiros tópicos nessa comunidade não será um relato bem sucedido com uma morena de olhos verdes maravilhosa, nem um artigo ensinando-lhes alguma coisa, mas vou contar um pouco da minha história e aproveitar esse anonimato que o fórum proporciona para desabafar sobre umas coisas que aconteceram na minha vida.

Primeiramente peço a moderação que movam esse tópico para a área certa caso eu esteja cometendo um engano em postar isso aqui, mas achei válido por se tratar de um depoimento, talvez vocês não. Gostaria de avisar à vocês que não se trata de algo muito belo, então caso você esteja passando por maus momentos, não leia.



Bom, vai ficar um pouco longo:


Desde o começo? Ok então, nasci Imagem. Fruto de uma relação entre dois jovens, não planejado, relação esta que ruiu com meu nascimento, assim como todos os planos profissionais da minha jovem mãe. Meu pai sempre foi ausente, e sinceramente não ligo nem me sinto inferior por isso, não mantenho contato com ele apesar das vezes que ele tentou.
Logo quando pequeno tive convulsões que fizeram com que minha avó, mulher da minha vida e que me criou na maior parte do tempo, arcasse com uma dívida de R$3000,00, há 18 anos atrás, isso era muito, mas muito dinheiro, principalmente pra minha família.

Cresci franzino, sempre fui um aluno excepcional estudando em escola particular à base do suado dinheiro de minhas senhoras, pois elas acreditavam que nada é mais importante à um homem que a educação. Aos 7 anos, INCRIVELMENTE, perdi o BV, fui "closado" ahhahaha, continuei, graças a Deus e à mim, inteligente, como vocês já podem imaginar, na adolescência me tornei um exímio nerdão, boas notas, MMORPG, meu grupinho na escola pequena, feliz com meus amigos.

Época de descobertas, minhas dinâmicas sociais foram evoluindo, sempre fui bom de falar lá na frente, tinha minhas amizades, fazia outras facilmente, mas não conseguia evoluir com as garotas, principalmente depois que ia ficar com uma, mas a escola toda decidiu ASSISTIR, sério, eles ficaram todos olhando mesmo, na expectativa e decidi que era minha hora de brilhar :legal : , amarelei lindamente, saí andando e deixei a minazinha lá, aí começaram as zoações hehehe. (Isso muito tempo de perder o BV)



Acho que foi por causa disso que desenvolvi uma espécie de beijofobia, quando eu superava a famigerada AA e conseguia atrair as minazinhas, apesar de ter sido magérrimo e baixinho, quando eu via que ia dar em algo eu simplesmente excluia ela da minha vida.

No terceiro ano do ensino médio, finalmente a voz de moça engrossou, finalmente engordei um pouquinho :louco e consegui meus 1,80 de altura, passei a ser considerado engraçado a ponto de pensar em virar comediante stand-up ou, na pior das hipóteses, ir pro Zorra, e com os hormônios à flor da pele a puberdade chegou, bem atrasada, mas estava lá, e eu louco pra enfiar o Johny em alguma gata tendo beijado só uma vez na vida.

Lembro-me de uma aula de filosofia onde meu professor, que tinha mania de se desviar da matéria (AINDA BEM), relatou um caso que ele hipnotizara um amigo dele, eu nem lembrava que isso existia, hm, hipnose, até parece, pesquisei e fiquei fascinado e estudei hipnose por um bom tempo, apliquei somente duas vezes, sendo uma bem sucedida, e enquanto eu pesquisava sobre o poder da voz na hipnose, dada que a minha se tornara bem marcante, pensei, deve ser uma ótima oportunidade pra deixar de ser um cabação, e decidi pesquisar os poderes da voz na atração, foi assim que cheguei até aqui.

Maravilhado, estudei sobre vários assuntos do PU, direct, indirect, rotinas, enlatados, lí o MM e o Desafio Stylelife cumprindo este até o 10º dia, me encantei com os assuntos relacionados a BL e leitura da mesma, mas eu estudava muito e abordava pouco, e não consegui nenhum beijo por causa daquela mesma fobiazinha, isso no ano passado, decidi me afastar, afinal, haviam algumas coisas contra os meus valores aqui, a necessidade de, para funcionar, ter que conhecer pessoas novas me incomodava, no fundo no fundo, mesmo que eu nunca admitisse isso.

Ganhando uma renda de um salário mínimo e sem condições de pagar a faculdade que eu queria, que é a melhor no meu curso na cidade, e bem salgadinha por causa disso, dei meu jeito e consegui entrar nela, arcando com uma dívida de mais de R$90.000,00 após formado, o FIES foi o único jeito de eu não deixar meu potencial morrer por aí, a vida era rosas no mundo acadêmico, mas na vida sexual, nada.

Na faculdade, várias mulheres LINDÍSSIMAS, e eu com meus traumas decidi que deveria voltar pra cá e dar um basta nisso, voltei a estudar sobre o PU e abordando um pouco nas baladas de sexta chegava cada vez mais perto, mas nada o suficiente do que eu achava que queria no momento, perder a virgindade, e mais uma vez por puro medo eu decidi que não podia perder com alguma mina da faculdade e transar igual à um coelho, medo de que ela espalhasse e eu viesse a ter uma sexofobia também, e decidi ser oldschool e perder com uma GP.

Lá se vão R$300,00, peguei uma de luxo, durante o momento tudo foi naquelas, broxei pelo nervosismo e pensei:

Nossa, ainda bem que não foi com uma mina da faculdade, já pensou que vergonha?


Após o ato estava tudo bem, até ela me confessar que recebia mais de 5 homens por dia, e eu lembrando que não usei a capa do batman nas preliminares e, pasmem, eu fui idiota o suficiente pra CHUPAR UMA PUTA, cara, isso é ser muito burro.

No caminho pra casa já vieram um turbilhão de lembranças sobre as inúmeras palestras sobre DSTs que eu havia tido na escola, sobre a minha cidade ser a que mais tem portadores de HIV em relação a população e eu claro, surtei, mandei msgs pra vagaba perguntando se ela fazia exames, ela se ofendeu e me disse que tinha HIV, sífilis, e que só tinha 6 meses de vida, bobinha, nessa hora eu já havia pesquisado o suficiente pra saber que havia uma expectativa de vida após o HIV bem maior que isso, entendi que ela tava querendo me apavorar, pelo menos eu espero HAHAHAHHA.

Apesar da chance de pegar HIV no sexo oral ser teórica, o que significa que nunca foi comprovada em toda a literatura médica, ela não é nula. Com o medo de tudo isso fui ao hospital especializado em DSTs na minha cidade e solicitei uma coisa chamada Profilaxia Pós-Exposição, onde você depois de uma situação de risco recebe gratuitamente retrovirais para evitar a soroconversão ao vírus do HIV, nenhum caso de soroconversão foi registrado durante o periodo de PPE, só que ela só funciona até 72 horas depois da suposta exposição, fui lá na última hora do prazo, no outro dia fiz testes rápidos para HIV e Sífilis, mesmo sabendo que não acusaria nada se eu estivesse com as doenças, mas pelo puro placebo.

Naturalmente me afastei das mulheres novamente, regredindo todas as melhoras que tive, com medo que viesse a passar algo pra elas durante esse período, fiquei de fazer os testes 3 meses depois quando eles valeriam de verdade. Não obtive nenhum sintoma físico: No pênis ou na boca (HPV, herpes genital, sífilis) pelos dois meses seguintes e superei o trauma, voltei a ter uma vida "normal" tomando aqueles remédios de efeitos colaterais horríveis que me deixavam enjoado só com o cheiro, me aproximei das mulheres novamente, à minha maneira, e consegui o segundo beijo da minha vida.

Decidi que iria parar de tomar os remédios faltando 10 comprimidos, decidi também que não refaria os testes no mês que vem, voltei a frequentar o fórum mais ativamente, me inspirei com um antigo membro, o jahpz, me identifiquei com a crença dele na excelência humana, em todas suas vertentes, e conheci a mudança de vida dele, atribuída por ele à PNL, me identifiquei com a ciência, comecei a estudá-la e trabalhar na minha mudança também, estava decidido, ia procurar me tornar um excelente comunicador.

Hoje, tomando banho, enquanto lavava o Johny descobri uma ferida semelhante ao câncro duro da sífilis, meu segundo maior medo após o HIV e que geralmente é curado após algumas semanas de superdose de benzetacil, sexta serei obrigado então a refazer os exames, estes exames cujo havia desistido de fazer mês que vem basicamente por medo, não vou pagar de macho e dizer que não temo os resultados, eu to morrendo de medo de descobrir algo pior, sem cura, e ter tudo o que eu planejei para o futuro arruinado, não por uma doença, mas pelo MEDO que me levou à me expor aos riscos dele.

Não sou muito de lamentar as situações ruins que todos nós temos que viver na vida, sou um defensor assíduo do contrário, mas eu precisava desabafar, já estava ficando louco, peço perdão caso tenha deprimido quem eventualmente possa ler isso daqui, mas o que resta agora é encarar as consequências, se os exames derem positivos, fazer o que? Terei que ser o soropositivo mais bem sucedido desse país.

Bom, tudo isso pra lhes dizer, senhores, que


não deixem, nunca, que o medo lhes domine.


Abraços, fiquem com Deus.
Avatar pua
HUAN - DOADOR

PUA Avançado

#947019 Sera que teremos um 'novo' 'neurolinguistico' no fórum ? , aids realmente é uma merda , vi meu tio morrendo por causa dela , espero que não de em nada esses exames.
Avatar pua

Criador do tópico

delimas

Aprendiz

#947023
comedordevagina escreveu:Sera que teremos um 'novo' 'neurolinguistico' no fórum ? , aids realmente é uma merda , vi meu tio morrendo por causa dela , espero que não de em nada esses exames.


Obrigado pela força. Quem dera chegar no nível do cara hahhaha, mas ele conta com a vantagem de os antepassados dele terem sido samurais.

A doença hoje em dia é controlável, mas não dá pra dizer que é feliz por ter HIV, principalmente com o preconceito.
O jeito é aguentar a tortura psicológica até sexta.
autodidata - MEMBRO EXCLUSIVO
#947040 Pow primeiramente te desejo boa sorte, e que dê tudo bem com a sua sáude nesses exames aí. Você é uma pessoa que busca conhecimento e isso com certeza vai ser útil na sua vida.
Uma sugestão que te dou, é que não fique preso a pnl, eu gosto muito de ler e tenho até alguns livros sobre pnl. Procure outras fontes e continue tentando, que concerteza você vai ter resultados.
No dia primeiro de junho de 2013, eu comecei uma mudança na minha vida, li vários livros, de vários assuntos e venho colocando em prática até hoje. Ainda não estou nem perto de conseguir tudo que eu quero, mas já consegui muita coisa e fiz muitas melhoras.
Continue procurando evoluir, procurande outras fontes além da pnl e pratique que com certeza as coisas vão melhorar....
Avatar pua
Hebert S.

Aprendiz

#947072 Cara, eu desejo que sua saúde esteja "íntegra" ou mais próximo disso. No caso de não estar você, realmente, terá de ser "o soro positivo mais foda do MUNDO". Aí, gostei da tua história! O carinha aqui à cima tem razão e a TV FUTURA também quando diz: o conhecimento é irresistível. Manolo, seja feliz! Te desejo realização!
Avatar pua
Hebert S.

Aprendiz

#947073
Hebert S. escreveu:Cara, eu desejo que sua saúde esteja "íntegra" ou mais próximo disso. No caso de não estar você, realmente, terá de ser "o soro positivo mais bem sucedido do MUNDO". Aí, gostei da tua história! O carinha aqui à cima tem razão e a TV FUTURA também quando diz: o conhecimento é irresistível. Manolo, seja feliz! Te desejo realização!
kaufman

Veterano - nível 5

#947089
delimas escreveu:Fala rapaziada, tudo certo?

Infelizmente um dos meus primeiros tópicos nessa comunidade não será um relato bem sucedido com uma morena de olhos verdes maravilhosa, nem um artigo ensinando-lhes alguma coisa, mas vou contar um pouco da minha história e aproveitar esse anonimato que o fórum proporciona para desabafar sobre umas coisas que aconteceram na minha vida.

Primeiramente peço a moderação que movam esse tópico para a área certa caso eu esteja cometendo um engano em postar isso aqui, mas achei válido por se tratar de um depoimento, talvez vocês não. Gostaria de avisar à vocês que não se trata de algo muito belo, então caso você esteja passando por maus momentos, não leia.



Bom, vai ficar um pouco longo:


Desde o começo? Ok então, nasci [ Imagem ]. Fruto de uma relação entre dois jovens, não planejado, relação esta que ruiu com meu nascimento, assim como todos os planos profissionais da minha jovem mãe. Meu pai sempre foi ausente, e sinceramente não ligo nem me sinto inferior por isso, não mantenho contato com ele apesar das vezes que ele tentou.
Logo quando pequeno tive convulsões que fizeram com que minha avó, mulher da minha vida e que me criou na maior parte do tempo, arcasse com uma dívida de R$3000,00, há 18 anos atrás, isso era muito, mas muito dinheiro, principalmente pra minha família.

Cresci franzino, sempre fui um aluno excepcional estudando em escola particular à base do suado dinheiro de minhas senhoras, pois elas acreditavam que nada é mais importante à um homem que a educação. Aos 7 anos, INCRIVELMENTE, perdi o BV, fui "closado" ahhahaha, continuei, graças a Deus e à mim, inteligente, como vocês já podem imaginar, na adolescência me tornei um exímio nerdão, boas notas, MMORPG, meu grupinho na escola pequena, feliz com meus amigos.

Época de descobertas, minhas dinâmicas sociais foram evoluindo, sempre fui bom de falar lá na frente, tinha minhas amizades, fazia outras facilmente, mas não conseguia evoluir com as garotas, principalmente depois que ia ficar com uma, mas a escola toda decidiu ASSISTIR, sério, eles ficaram todos olhando mesmo, na expectativa e decidi que era minha hora de brilhar :legal : , amarelei lindamente, saí andando e deixei a minazinha lá, aí começaram as zoações hehehe. (Isso muito tempo de perder o BV)



Acho que foi por causa disso que desenvolvi uma espécie de beijofobia, quando eu superava a famigerada AA e conseguia atrair as minazinhas, apesar de ter sido magérrimo e baixinho, quando eu via que ia dar em algo eu simplesmente excluia ela da minha vida.

No terceiro ano do ensino médio, finalmente a voz de moça engrossou, finalmente engordei um pouquinho :louco e consegui meus 1,80 de altura, passei a ser considerado engraçado a ponto de pensar em virar comediante stand-up ou, na pior das hipóteses, ir pro Zorra, e com os hormônios à flor da pele a puberdade chegou, bem atrasada, mas estava lá, e eu louco pra enfiar o Johny em alguma gata tendo beijado só uma vez na vida.

Lembro-me de uma aula de filosofia onde meu professor, que tinha mania de se desviar da matéria (AINDA BEM), relatou um caso que ele hipnotizara um amigo dele, eu nem lembrava que isso existia, hm, hipnose, até parece, pesquisei e fiquei fascinado e estudei hipnose por um bom tempo, apliquei somente duas vezes, sendo uma bem sucedida, e enquanto eu pesquisava sobre o poder da voz na hipnose, dada que a minha se tornara bem marcante, pensei, deve ser uma ótima oportunidade pra deixar de ser um cabação, e decidi pesquisar os poderes da voz na atração, foi assim que cheguei até aqui.

Maravilhado, estudei sobre vários assuntos do PU, direct, indirect, rotinas, enlatados, lí o MM e o Desafio Stylelife cumprindo este até o 10º dia, me encantei com os assuntos relacionados a BL e leitura da mesma, mas eu estudava muito e abordava pouco, e não consegui nenhum beijo por causa daquela mesma fobiazinha, isso no ano passado, decidi me afastar, afinal, haviam algumas coisas contra os meus valores aqui, a necessidade de, para funcionar, ter que conhecer pessoas novas me incomodava, no fundo no fundo, mesmo que eu nunca admitisse isso.

Ganhando uma renda de um salário mínimo e sem condições de pagar a faculdade que eu queria, que é a melhor no meu curso na cidade, e bem salgadinha por causa disso, dei meu jeito e consegui entrar nela, arcando com uma dívida de mais de R$90.000,00 após formado, o FIES foi o único jeito de eu não deixar meu potencial morrer por aí, a vida era rosas no mundo acadêmico, mas na vida sexual, nada.

Na faculdade, várias mulheres LINDÍSSIMAS, e eu com meus traumas decidi que deveria voltar pra cá e dar um basta nisso, voltei a estudar sobre o PU e abordando um pouco nas baladas de sexta chegava cada vez mais perto, mas nada o suficiente do que eu achava que queria no momento, perder a virgindade, e mais uma vez por puro medo eu decidi que não podia perder com alguma mina da faculdade e transar igual à um coelho, medo de que ela espalhasse e eu viesse a ter uma sexofobia também, e decidi ser oldschool e perder com uma GP.

Lá se vão R$300,00, peguei uma de luxo, durante o momento tudo foi naquelas, broxei pelo nervosismo e pensei:

Nossa, ainda bem que não foi com uma mina da faculdade, já pensou que vergonha?


Após o ato estava tudo bem, até ela me confessar que recebia mais de 5 homens por dia, e eu lembrando que não usei a capa do batman nas preliminares e, pasmem, eu fui idiota o suficiente pra CHUPAR UMA PUTA, cara, isso é ser muito burro.

No caminho pra casa já vieram um turbilhão de lembranças sobre as inúmeras palestras sobre DSTs que eu havia tido na escola, sobre a minha cidade ser a que mais tem portadores de HIV em relação a população e eu claro, surtei, mandei msgs pra vagaba perguntando se ela fazia exames, ela se ofendeu e me disse que tinha HIV, sífilis, e que só tinha 6 meses de vida, bobinha, nessa hora eu já havia pesquisado o suficiente pra saber que havia uma expectativa de vida após o HIV bem maior que isso, entendi que ela tava querendo me apavorar, pelo menos eu espero HAHAHAHHA.

Apesar da chance de pegar HIV no sexo oral ser teórica, o que significa que nunca foi comprovada em toda a literatura médica, ela não é nula. Com o medo de tudo isso fui ao hospital especializado em DSTs na minha cidade e solicitei uma coisa chamada Profilaxia Pós-Exposição, onde você depois de uma situação de risco recebe gratuitamente retrovirais para evitar a soroconversão ao vírus do HIV, nenhum caso de soroconversão foi registrado durante o periodo de PPE, só que ela só funciona até 72 horas depois da suposta exposição, fui lá na última hora do prazo, no outro dia fiz testes rápidos para HIV e Sífilis, mesmo sabendo que não acusaria nada se eu estivesse com as doenças, mas pelo puro placebo.

Naturalmente me afastei das mulheres novamente, regredindo todas as melhoras que tive, com medo que viesse a passar algo pra elas durante esse período, fiquei de fazer os testes 3 meses depois quando eles valeriam de verdade. Não obtive nenhum sintoma físico: No pênis ou na boca (HPV, herpes genital, sífilis) pelos dois meses seguintes e superei o trauma, voltei a ter uma vida "normal" tomando aqueles remédios de efeitos colaterais horríveis que me deixavam enjoado só com o cheiro, me aproximei das mulheres novamente, à minha maneira, e consegui o segundo beijo da minha vida.

Decidi que iria parar de tomar os remédios faltando 10 comprimidos, decidi também que não refaria os testes no mês que vem, voltei a frequentar o fórum mais ativamente, me inspirei com um antigo membro, o jahpz, me identifiquei com a crença dele na excelência humana, em todas suas vertentes, e conheci a mudança de vida dele, atribuída por ele à PNL, me identifiquei com a ciência, comecei a estudá-la e trabalhar na minha mudança também, estava decidido, ia procurar me tornar um excelente comunicador.

Hoje, tomando banho, enquanto lavava o Johny descobri uma ferida semelhante ao câncro duro da sífilis, meu segundo maior medo após o HIV e que geralmente é curado após algumas semanas de superdose de benzetacil, sexta serei obrigado então a refazer os exames, estes exames cujo havia desistido de fazer mês que vem basicamente por medo, não vou pagar de macho e dizer que não temo os resultados, eu to morrendo de medo de descobrir algo pior, sem cura, e ter tudo o que eu planejei para o futuro arruinado, não por uma doença, mas pelo MEDO que me levou à me expor aos riscos dele.

Não sou muito de lamentar as situações ruins que todos nós temos que viver na vida, sou um defensor assíduo do contrário, mas eu precisava desabafar, já estava ficando louco, peço perdão caso tenha deprimido quem eventualmente possa ler isso daqui, mas o que resta agora é encarar as consequências, se os exames derem positivos, fazer o que? Terei que ser o soropositivo mais bem sucedido desse país.

Bom, tudo isso pra lhes dizer, senhores, que


não deixem, nunca, que o medo lhes domine.


Abraços, fiquem com Deus.


Man, não deixa a paranóia te dominar.

Aguenta firme com serenidade e boa sorte!
Avatar pua
LFazer

Aprendiz

#947096 Relaxa brother... Você está dando muito importância pra assuntos que podem ser até ruins, mas que na sua consciência ficam piores.
Pelo seu relato, tenho certeza de que esta bem.
Você é um cara inteligente, e deve usar isso à favor de vc, não contra! Ficar cavocando possíveis resultados negativos através de teorias médicas e etc ñ vão te ajudar em absolutamente nada.
De qualquer forma, sei que vai superar isso e avançar no jogo.
Boa sorte :ae
Avatar pua
eddie_Phx

Aprendiz

#948784
delimas escreveu:Fala rapaziada, tudo certo?

Infelizmente um dos meus primeiros tópicos nessa comunidade não será um relato bem sucedido com uma morena de olhos verdes maravilhosa, nem um artigo ensinando-lhes alguma coisa, mas vou contar um pouco da minha história e aproveitar esse anonimato que o fórum proporciona para desabafar sobre umas coisas que aconteceram na minha vida.

Primeiramente peço a moderação que movam esse tópico para a área certa caso eu esteja cometendo um engano em postar isso aqui, mas achei válido por se tratar de um depoimento, talvez vocês não. Gostaria de avisar à vocês que não se trata de algo muito belo, então caso você esteja passando por maus momentos, não leia.



Bom, vai ficar um pouco longo:


Desde o começo? Ok então, nasci [ Imagem ]. Fruto de uma relação entre dois jovens, não planejado, relação esta que ruiu com meu nascimento, assim como todos os planos profissionais da minha jovem mãe. Meu pai sempre foi ausente, e sinceramente não ligo nem me sinto inferior por isso, não mantenho contato com ele apesar das vezes que ele tentou.
Logo quando pequeno tive convulsões que fizeram com que minha avó, mulher da minha vida e que me criou na maior parte do tempo, arcasse com uma dívida de R$3000,00, há 18 anos atrás, isso era muito, mas muito dinheiro, principalmente pra minha família.

Cresci franzino, sempre fui um aluno excepcional estudando em escola particular à base do suado dinheiro de minhas senhoras, pois elas acreditavam que nada é mais importante à um homem que a educação. Aos 7 anos, INCRIVELMENTE, perdi o BV, fui "closado" ahhahaha, continuei, graças a Deus e à mim, inteligente, como vocês já podem imaginar, na adolescência me tornei um exímio nerdão, boas notas, MMORPG, meu grupinho na escola pequena, feliz com meus amigos.

Época de descobertas, minhas dinâmicas sociais foram evoluindo, sempre fui bom de falar lá na frente, tinha minhas amizades, fazia outras facilmente, mas não conseguia evoluir com as garotas, principalmente depois que ia ficar com uma, mas a escola toda decidiu ASSISTIR, sério, eles ficaram todos olhando mesmo, na expectativa e decidi que era minha hora de brilhar :legal : , amarelei lindamente, saí andando e deixei a minazinha lá, aí começaram as zoações hehehe. (Isso muito tempo de perder o BV)



Acho que foi por causa disso que desenvolvi uma espécie de beijofobia, quando eu superava a famigerada AA e conseguia atrair as minazinhas, apesar de ter sido magérrimo e baixinho, quando eu via que ia dar em algo eu simplesmente excluia ela da minha vida.

No terceiro ano do ensino médio, finalmente a voz de moça engrossou, finalmente engordei um pouquinho :louco e consegui meus 1,80 de altura, passei a ser considerado engraçado a ponto de pensar em virar comediante stand-up ou, na pior das hipóteses, ir pro Zorra, e com os hormônios à flor da pele a puberdade chegou, bem atrasada, mas estava lá, e eu louco pra enfiar o Johny em alguma gata tendo beijado só uma vez na vida.

Lembro-me de uma aula de filosofia onde meu professor, que tinha mania de se desviar da matéria (AINDA BEM), relatou um caso que ele hipnotizara um amigo dele, eu nem lembrava que isso existia, hm, hipnose, até parece, pesquisei e fiquei fascinado e estudei hipnose por um bom tempo, apliquei somente duas vezes, sendo uma bem sucedida, e enquanto eu pesquisava sobre o poder da voz na hipnose, dada que a minha se tornara bem marcante, pensei, deve ser uma ótima oportunidade pra deixar de ser um cabação, e decidi pesquisar os poderes da voz na atração, foi assim que cheguei até aqui.

Maravilhado, estudei sobre vários assuntos do PU, direct, indirect, rotinas, enlatados, lí o MM e o Desafio Stylelife cumprindo este até o 10º dia, me encantei com os assuntos relacionados a BL e leitura da mesma, mas eu estudava muito e abordava pouco, e não consegui nenhum beijo por causa daquela mesma fobiazinha, isso no ano passado, decidi me afastar, afinal, haviam algumas coisas contra os meus valores aqui, a necessidade de, para funcionar, ter que conhecer pessoas novas me incomodava, no fundo no fundo, mesmo que eu nunca admitisse isso.

Ganhando uma renda de um salário mínimo e sem condições de pagar a faculdade que eu queria, que é a melhor no meu curso na cidade, e bem salgadinha por causa disso, dei meu jeito e consegui entrar nela, arcando com uma dívida de mais de R$90.000,00 após formado, o FIES foi o único jeito de eu não deixar meu potencial morrer por aí, a vida era rosas no mundo acadêmico, mas na vida sexual, nada.

Na faculdade, várias mulheres LINDÍSSIMAS, e eu com meus traumas decidi que deveria voltar pra cá e dar um basta nisso, voltei a estudar sobre o PU e abordando um pouco nas baladas de sexta chegava cada vez mais perto, mas nada o suficiente do que eu achava que queria no momento, perder a virgindade, e mais uma vez por puro medo eu decidi que não podia perder com alguma mina da faculdade e transar igual à um coelho, medo de que ela espalhasse e eu viesse a ter uma sexofobia também, e decidi ser oldschool e perder com uma GP.

Lá se vão R$300,00, peguei uma de luxo, durante o momento tudo foi naquelas, broxei pelo nervosismo e pensei:

Nossa, ainda bem que não foi com uma mina da faculdade, já pensou que vergonha?


Após o ato estava tudo bem, até ela me confessar que recebia mais de 5 homens por dia, e eu lembrando que não usei a capa do batman nas preliminares e, pasmem, eu fui idiota o suficiente pra CHUPAR UMA PUTA, cara, isso é ser muito burro.

No caminho pra casa já vieram um turbilhão de lembranças sobre as inúmeras palestras sobre DSTs que eu havia tido na escola, sobre a minha cidade ser a que mais tem portadores de HIV em relação a população e eu claro, surtei, mandei msgs pra vagaba perguntando se ela fazia exames, ela se ofendeu e me disse que tinha HIV, sífilis, e que só tinha 6 meses de vida, bobinha, nessa hora eu já havia pesquisado o suficiente pra saber que havia uma expectativa de vida após o HIV bem maior que isso, entendi que ela tava querendo me apavorar, pelo menos eu espero HAHAHAHHA.

Apesar da chance de pegar HIV no sexo oral ser teórica, o que significa que nunca foi comprovada em toda a literatura médica, ela não é nula. Com o medo de tudo isso fui ao hospital especializado em DSTs na minha cidade e solicitei uma coisa chamada Profilaxia Pós-Exposição, onde você depois de uma situação de risco recebe gratuitamente retrovirais para evitar a soroconversão ao vírus do HIV, nenhum caso de soroconversão foi registrado durante o periodo de PPE, só que ela só funciona até 72 horas depois da suposta exposição, fui lá na última hora do prazo, no outro dia fiz testes rápidos para HIV e Sífilis, mesmo sabendo que não acusaria nada se eu estivesse com as doenças, mas pelo puro placebo.

Naturalmente me afastei das mulheres novamente, regredindo todas as melhoras que tive, com medo que viesse a passar algo pra elas durante esse período, fiquei de fazer os testes 3 meses depois quando eles valeriam de verdade. Não obtive nenhum sintoma físico: No pênis ou na boca (HPV, herpes genital, sífilis) pelos dois meses seguintes e superei o trauma, voltei a ter uma vida "normal" tomando aqueles remédios de efeitos colaterais horríveis que me deixavam enjoado só com o cheiro, me aproximei das mulheres novamente, à minha maneira, e consegui o segundo beijo da minha vida.

Decidi que iria parar de tomar os remédios faltando 10 comprimidos, decidi também que não refaria os testes no mês que vem, voltei a frequentar o fórum mais ativamente, me inspirei com um antigo membro, o jahpz, me identifiquei com a crença dele na excelência humana, em todas suas vertentes, e conheci a mudança de vida dele, atribuída por ele à PNL, me identifiquei com a ciência, comecei a estudá-la e trabalhar na minha mudança também, estava decidido, ia procurar me tornar um excelente comunicador.

Hoje, tomando banho, enquanto lavava o Johny descobri uma ferida semelhante ao câncro duro da sífilis, meu segundo maior medo após o HIV e que geralmente é curado após algumas semanas de superdose de benzetacil, sexta serei obrigado então a refazer os exames, estes exames cujo havia desistido de fazer mês que vem basicamente por medo, não vou pagar de macho e dizer que não temo os resultados, eu to morrendo de medo de descobrir algo pior, sem cura, e ter tudo o que eu planejei para o futuro arruinado, não por uma doença, mas pelo MEDO que me levou à me expor aos riscos dele.

Não sou muito de lamentar as situações ruins que todos nós temos que viver na vida, sou um defensor assíduo do contrário, mas eu precisava desabafar, já estava ficando louco, peço perdão caso tenha deprimido quem eventualmente possa ler isso daqui, mas o que resta agora é encarar as consequências, se os exames derem positivos, fazer o que? Terei que ser o soropositivo mais bem sucedido desse país.

Bom, tudo isso pra lhes dizer, senhores, que


não deixem, nunca, que o medo lhes domine.


Abraços, fiquem com Deus.






delimas antes mais nada espero boas noticias sobre sua saúde, otimismo e corragem.

Me indentifiquei muito com o seu relato sobre fobias, me fizeram renascer um turbilhão de emoções, :( já passei por muitas adversidades na vida, mas sua mensagem me motivou a sempre enfrentar os desafios que nós são empostos, :ajoelhar e aisso serei eternamente grato. :yaaah
Espero boas notícias. :ae
Ah você tem amigos por aqui!