Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!
Avatar pua

Criador do tópico

Jrdiass

Aprendiz

#938510 Resolvi escrever este "pequeno" artigo visto que acho uma assunto bastante pertinente quando o assunto é desenvolvimento pessoal. Além disso, acho que o fórum é o melhor lugar possível pra compartilhar sobre isso. Espero que curtam o conteúdo - aceito críticas. Não é verdade absoluta, mas está baseado na minha experiência ao longo dos poucos anos que tenho de trabalho e estudo. :ae

1- Estudos
Como sou da área de TI, trabalho em uma empresa em que muitos não possuem faculdade. É até um pouco estranho isso, mas nesse meio ainda existem muitas pessoas que não possuem certificação, desistem da faculdade e quem dirá uma pós graduação.
Durante a vida (e a carreira) muitas vezes você é forçado a acreditar que faculdade não serve pra nada. E de verdade, serve! Muita gente vai te colocar pra baixo e tentar te catequizar com esse pensamento. Obviamente, a faculdade por si só não vai te ensinar muita coisa; na área do TI por exemplo, um cara que estuda Sistemas Informação, Ciências da Computação ou até Engenharia não vai sair da faculdade sabendo programar com fluência, entendendo de segurança a ponto de fazer um projeto ou mesmo sacar de Web à ponto de explicar coisas básicas; porém ele vai ter toda uma base construída para tal, e o esforço, afinal, tem que ser seu. Ninguém - e isso vale pra tudo - vai te dar nada de mão beijada e mastigado de forma que você simplesmente faça a digestão. Portanto, o que posso dizer é: estude. Estude pra valer. Leve a faculdade a sério e leve-a com prioridade. Não sabe inglês? Cara, cai de cabeça, e isso vale pra qualquer área profissional que você esteja atuando - o mundo é em inglês. Faça certificações, faça novos cursos e se atualize.
Lembre-se que a faculdade, cursos e experiências nesses ambientes pode te abrir portas e te levar a contatos que você não teria se não estivesse lá focando nisso.

2- Dificuldades
Eu sei que muitas vezes é difícil conseguir esse panorama. A maioria de nós trabalha e chega cansado nas aulas, tornando difícil não só manter a concentração durante a aula, mas estudar nas horas livres, visto que é o pequeno tempo que sobra pra todas as nossas outras atividades - entre elas o PU. Porém, novamente friso que nada é fácil, nunca é fácil. Não espere moleza.
Sei que durante a faculdade (que às vezes parece se arrastar pela eternidade...) vemos alguns amigos prosperando e você fica com a sensação de estar estático. Parece que todos ao seu redor têm carro e um salário, estágio ou trabalho melhores. Fique feliz por eles, e continue fazendo a sua parte. Sua recompensa chega - experiência própria. Durante meu período inicial de faculdade eu tinha um emprego estranho, do qual já estava há anos, ganhando muito pouco. Em seguida migrei pra um já na área, porém na madrugada. Meses depois fui contratado pela empresa que estou atualmente, onde tenho um salário maior que todos que estudaram comigo. Não sou melhor do que eles por isso - apenas um comentário pra representar que seu momento chega, mesmo que por vezes você desanime.
Portanto, nada de se vitimar; nada de se entregar ao cansaço; vá em frente. Não consegue estudar 2 horas por dia? estude uma! Não consegue uma? Estude meia, quinze minutos, mas não pare de aprender e evoluir.

3- Empreendedorismo
Quem acompanha determinadas figuras públicas empreendedoras como o Flavio Augusto, sabe que ele defende a ideia de não cursar faculdade e tece críticas ao método tradicional de ensino; muita gente o faz, de fato. E dá pra entender perfeitamente o que ele quer dizer. Porém, pra empreender, é necessário que se saiba algo, pelo menos uma direção ou se conheça tal mercado. E pra isso, o que é necessário? Horas e horas de estudo e dedicação. Se sua ideia não é empreender, acho que não é uma boa simplesmente largar a faculdade. Mas, mais importante do que o diploma ou o curso em si, saiba o que está fazendo. Foque no que está estudando.

4- Áreas de atuação
Vivemos em uma sociedade que tende a reprimir toda e qualquer vontade que você tenha de fazer algo novo. O próprio PU está aí pra provar isso; temos que ter carros, roupas caras, seguir modelos e tendencias e blábláblá; Nós já sabemos que não, não temos. E assim funciona na área profissional. Se você quer cursar Educação Física, faça-o; se quer cursar música, vá em frente. Se gosta de Marketing e tem o dom pra isso, vai lá.
Esqueça esse papo de "vai morrer de fome", "não dá dinheiro". Sério, não caia nessa. É claro que não há espaço pra todo mundo no mercado, fato que não. Existe o lado medíocre para os medíocres. Mas há um espaço para os bons. Lembrando que o caminho não é fácil. Muitas vezes também não é
rápido.
"Mas Junior, você fala como se fosse um cara muito bem sucedido e que
está no topo, está sendo arrogante."
Talvez esteja. Estou muito longe do topo, ou de ser muito bem sucedido, mas aprendi muito bem (e na prática) todas essas coisas, e com todas as conquistas profissionais e pessoais que essas coisas me trouxeram, sinto-me com um relativo conhecimento de causa para falar sobre o assunto
com propriedade. Mas aceito críticas e correções ;)

5- Balanço - Vida x Estudos
Não esqueça de balancera as coisas. Não fique bitolado e jogue toda a sua vida fora em função de estudo, trabalho, carreira. Temos família, amigos e lazer, e estes são feitos para serem vividos.
Não significa que eventualmente você não tenha que deixar uma balada ou uma partida online de lado pra estudar. Mas ficar 100% em estudos ou trabalho e deixar a vida passar pode ter prejuízos gigantes no futuro.
Vale pesar e priorizar de uma maneira que tenha balanço. As nossas sarges, videogames, assistir um futebol e tomar umas cervejas têm que andar de mãos dadas com nossos estudos e trabalho. E sem drama, dá pra fazer! ;)
Mas lembre: mais vale deixar umas baladas de lado aos 18, 20, 22 e se divertir pra valer aos 26 do que chegar aos 26 sem grana, pendengando no trabalho e tendo que pensar no que fazer. Nunca é tarde pra recomeçar, é claro, mas quanto antes puder começarmos a construir nossa estrada, melhor, não?

6- Implicações no PU
Nessa parte, não sou nenhum perito. Postei há pouco um tópico comentando sobre meu caso, desabafando sobre minha falta de coragem de agir. Porém, mesmo nesse pouco tempo, tendo foco e prioridades profissionais, ouvi feedbacks em interações com meninas do tipo: "Nossa, você é realmente bem decidido, né?" ou "caramba, você é perseverante, gosto disso".
Lembrando que no nosso desenvolvimento pessoal do dia a dia, não adianta muito pender para um lado, temos que ter equilíbrio. E a vida profissional e a carreira são fatores importantes para conquistas e para o futuro; a diferença entre dar importância a ser um profissional completo, com estudo e conhecimento é a diferença entre escolher trabalhos, vagas e até empreender e ficar dependendo de uma falsa estabilidade em determinado emprego ou vaga, por ter ficado parado,
estagnado. E isso pode causar bastante danos ao seu Inner, o que vai te guiar a começar a falhar em todas as outras áreas.
E aí, vai querer chegar ao topo, ou ficar parado no meio do caminho?
;)

ANÚNCIOS

_Sandro_

Veterano - nível 1

#938542 Parabéns gostei do tópico, bem interessante, vai ajudar muito em nosso desenvolvimento. Concordo que devemos mesmo nos dedicar e cuidar sobre este aspecto em nossas vidas também, é essencial.
Avatar pua
GD,OMG!

Aprendiz

#938559 Boa! Concordo contigo, estudar e melhorar SEMPRE, isso faz toda a diferença.

Só uma coisa: faculdade eu fico em cima do muro quanto à utilidade. Quanto ao conteúdo, acho bem fraco o que se ensina por aí. Mas se você souber o que você pode tirar dali (por exemplo, contatos, uma certificação, acesso a laboratórios e equipamentos), dá pra tirar bem mais proveito. Fazer um Largo do São Francisco, por exemplo. A maioria das pessoas q conheci q estudaram lá mal iam pra aula. Mas conhecem uma pá de advogado foda, juiz, promotor, etc etc.

Como em diversas coisas, é importante pesar o investimento de tempo/dinheiro vs. o resultado que você quer.

Isso é investimento puro em si mesmo, e tem implicações foda na sua atitude pessoal mesmo =)
Avatar pua

Criador do tópico

Jrdiass

Aprendiz

#939122
_Sandro_ escreveu:Parabéns gostei do tópico, bem interessante, vai ajudar muito em nosso desenvolvimento. Concordo que devemos mesmo nos dedicar e cuidar sobre este aspecto em nossas vidas também, é essencial.

Valeu pelo feedback, man! ;)

AlLuck escreveu:Muito bom, gostei do artigo. Obrigado por compartilhar.

Valeu!

GD,OMG! escreveu:Boa! Concordo contigo, estudar e melhorar SEMPRE, isso faz toda a diferença.

Só uma coisa: faculdade eu fico em cima do muro quanto à utilidade. Quanto ao conteúdo, acho bem fraco o que se ensina por aí. Mas se você souber o que você pode tirar dali (por exemplo, contatos, uma certificação, acesso a laboratórios e equipamentos), dá pra tirar bem mais proveito. Fazer um Largo do São Francisco, por exemplo. A maioria das pessoas q conheci q estudaram lá mal iam pra aula. Mas conhecem uma pá de advogado foda, juiz, promotor, etc etc.

Como em diversas coisas, é importante pesar o investimento de tempo/dinheiro vs. o resultado que você quer.

Isso é investimento puro em si mesmo, e tem implicações foda na sua atitude pessoal mesmo =)

Man, de fato é bastante fraco, hehehe. Por vezes me questionei na faculdade se aquilo era realmente necessário. Mas no final das contas, observando o mercado, as portas que se abrem depois de uma formação/especialização são inúmeras. Portas essas que quando você ainda não está formado, simplesmente não aparecem. Além do fator contatos, a faculdade é um ótimo lugar para networking. ;)