Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!

Criador do tópico

mergulhadorpua

Aprendiz

#1065400 Todas as vezes que entro no site vejo perguntas desse tipo, “o que devo fazer, como devo fazer, devo ser direto ou indireto, ela falou isso.., faz tempo x que a gente se conhece, ela é judia, ela é isso ou aquilo” não param pra pensar que ela pode ser uma religiosa rebelde, uma miss insegura, ou tantos outros casos, fico chateado por saber que tem gente que sofre com isso, tento ajudar da maneira que eu acho certo para a gente evoluir.

Tente uma abordagem, apenas isso, podes ganhar ou perder, cada caso é um caso, tu pode tentar uma abordagem indireta, direta ou o que seja. Tens que ver, qual o teu medo? Qual a dor que queres evitar em cada abordagem e qual o maior prazer em cada uma, talvez na direta ela dar um fora e contar pra todo mundo o que você fez (talvez isso seja bom não), ou na indireta ela ficar apenas sua amiga e tu ficar frustrado por ter investido tempo e outros sem obter o retorno desejado. Estou falando isso porque tenho um pouco de experiência com pessoas e com a vida, não vai ter diferença entre as abordagens, existe o modo como tu lida com a situação, a tua linguagem corporal o TEU JEITO, assuma confiança, aja com confiança. Veja o lado bom sempre, pense como transformar o que não deu certo em uma oportunidade para evoluir, tire proveito do das falhas também. Agora imagine um prego, seu tamanho e detalhes, um martelo e uma superfície para prega-lo, a maioria das pessoas tende a não bater no prego com medo de martelar o dedo ou de não conseguir enfiar, essas vão ficar na zona de conforto evitando a dor e não sentindo prazer que a longo prazo vira dor. Só alguém que tem confiança ou ousadia vai começar a bater, essas pessoas são as que tentam, tem uns que conseguem de primeira, outros magoam o dedo e param não persistem, ou continuam (nós). Saiba que tem gente que bate devagar, rápido, forte, fraco, de lado e até com o cabo, mais só vai evoluir quem tentar pregar o prego. Tem gente que entorta o prego e pega outro, ou desentorta e tenta de novo. Não tenha medo do fracasso, assuma a responsabilidade de pegar o martelo e bater no prego, "a mais posso pedir a alguém experiente como devo usar o martelo e segurar o prego" - São essas as dicas, seja confiante, acredite, persista, assuma uma postura alfa, assuma que você pode falhar e ter escolhido uma abordagem errada, mais o importante é que você pegou as ferramentas e tentou até conseguir. Vão surgir superfícies diferentes ao longo do caminho, por isso é importante não largar o martelo. Cada erro é uma aproximação do sucesso. Isso vale para todas as áreas da vida. Espero ter ampliado a visão de vocês leitores, se achou o artigo ruim uma perda de tempo (o que não considero), ache um lado bom, talvez até uma oportunidade de você escrever alguma coisa que eu não esteja vendo.

Enfim era isso que queria compartilhar, como se tornar mais compreensivo, confiante e motivá-lo a tomar uma ação em direção do sucesso que tu merece sem se punir tanto, ou fazendo rodeios com aquelas perguntas. O maior da vida é a caminhada e não o prêmio.
Inteiramente atraído por uma reflexão sua.

abçs!!

ANÚNCIOS