Membros normais não podem criar tópicos mas podem responder tópicos dos veteranos.


Ao atingir mais de 1 ano de cadastro ou envio de mais de 200 mensagens você automáticamente se torna membro veterano e pode postar nessa área.

ANÚNCIOS

Avatar pua
romishino

Veterano - nível 9

#1060994 É um bom tópico. A real é que o pessoal aqui é um bando de medroso com medo de perder a mulher e não arrumar outra, um monte de frouxo que fica respondendo tópico dando razão a mulher e culpando os caras. É o mesmo de chamar de inseguro, quem fala isso eu já sei que é corno convicto.
Avatar pua
Icaros..

Veterano - nível 10

#1060996 Isso é desde 2010. Pega esses tópicos antigos que fala que um amigo tava amogando o outro e você vai ver nos comentários os membros dizendo que o importante é não ser reativo.
Esse é o pior conselho que se pode dar a uma pessoa nessa situação.
Avatar pua
Nightrider

Veterano - nível 2

#1060997
romishino escreveu:É um bom tópico. A real é que o pessoal aqui é um bando de medroso com medo de perder a mulher e não arrumar outra, um monte de frouxo que fica respondendo tópico dando razão a mulher e culpando os caras. É o mesmo de chamar de inseguro, quem fala isso eu já sei que é corno convicto.


Você esta ajudando muito chamando os novatos de frouxo, medroso, corno convicto, cara você esta dando uma contribuição monumental chingando todo mundo, para que postar um relato de campo, artigo, um texto motivacional né ? para que ter esse trabalho todo, é melhor sair por ai chingando todo mundo e demonstrando sua enorme virilidade em um fórum onde somos 99% de homens, o PUA é uma comunidade para homens se ajudarem, se acha ruim o que esta lendo, tenha certeza que chingar vai ajudar muito todo mundo (estou sendo irônico.).
Avatar pua
Álvaro Ornellas

Veterano - nível 1

#1060999 Verdade, muitos iniciantes acabam confundindo não ser reativo com ser passivo, ser passivo é aceitar calmamente tudo que fazem e dizem com você sem se impor, e não ser reativo é exatamente isso que você pontuou aqui no seu tópico. Quando comecei a estudar o PUA, confundia esses conceitos e estava começando a virar um cara passivo que deixava todos me dizerem e fazerem o que queriam comigo. Quase entrei em depressão. Depois percebi o conceito de não ser reativo e comecei a ser assertivo.

Muito bom o tópico. Um abraço
25ruca

Veterano - nível 5

#1061005 Eu acho que deveriamos começar a substituir o ser ''não reactivo'' com ser indiferente.
Ser indiferente para mim é não ter um sentimento de ter que fazer algo para ''chegar ao nível de alguém '' com medo de uma reação má ou de desaprovação. É não querer e não precisar de encher o ''balde de água''.
Ex: Imagina um balde de água. Uma pessoa fura o balde de água e a água começa a vazar. Se a pessoa reage logo e tenta encher o balde de água de uma forma desesperada ele não é indiferente e é reactivo. Se a pessoa não tenta encher o balde de água ou tapa o balde então ela é indiferente e não reactiva.

A água é uma analogia para as emoções e a forma em que os dois tipos de pessoas lidam com elas. É uma analogia de uma situação de pressão.

Para mim ser não reactivo é uma das caracteristicas de ser indiferente e tem haver com a forma em que lida com os sentimentos não só com ''não sentir nenhum sentimento''. Se você é indiferente a alguém, você consequentemente não vai reagir a alguém.

Imagina um shit test, a pessoa que não reage só aceita ou brinca com a situação mas não sente nenhuma pressão ou sabe como lidar com a pressão. A pessoa que reage sente a pressão e tenta se justificar e consequentemente não passa o shit test porque isso indica que ele não é indiferente. A pessoa indiferente poderia responder de uma forma lógica mas é de onde é que vem essa acção que é importante.

Ou se a tua hb fizesse algo que você não gostasse. Se você ficasse calado com medo da reacção dela você não é idiferente e é reactivo. Se você falasse doquê não gosta então você é indiferente e não reactivo. Não porque você não sentiu algo mas a forma em que você lidou com isso.

De volta para o exemplo do balde de água:
E se a pessoa que tivesse a reagir deseperadamente pensasse que aquela é a água que a pessoa poderia levar para a sua aldeia sem água? E se a pessoa que reagisse normalmente e agisse de forma racional pensasse que tem um rio no quintal e que poderia simplesmente arranjar o balde ou comprar garrafas de água e que nada disso importava?

Tudo depende da ''prespectiva'' da pessoa que está na situação e consequentemente a maneira em que se comporta. Essas prespectivas podem vir de muito tempo de condicionamento social ou de uma situação de pressão que engatilha essas prespectivas enraizadas por causa do condicionamento social e/ou com o aparecimento de outra pessoa com uma outra prespectiva.

E se a pessoa que furou o balde de água fosse a unica pessoa com que ele poderia ter água que conseguisse levar para a aldeia? Como ele se comporetaria a essa pessoa?

A pessoa não indiferente iria ''lamber os pés dela'' e a pessoa indiferente iria mandar ele se fuder por ter furado o balde dele.

Os dois reagiram? Não.

Um reagiu porque estava a tentar encher o balde e outro não. Os dois tiveram os baldes furados e a água jorrou nos dois baldes, mas lidaram com isso de forma totalmente diferente por causa do pesamento por de trâs das acções deles. O indifernte arranja o balde e o não indiferente lambe os pês.

25ruca
ENIAC

Veterano - nível 10

#1061010 Belo tópico! Assim que tomei conhecimento desse termo, eu fiquei intrigado com o "não reaja", mas li em comentarios e agora este tópico e ajudou a esclarecer melhor.
Guilhermedagazwln

Veterano - nível 9

#1061014 Não-reatividade é um fator bastante importante, exige muita forma e firmeza interna na minha opinião, ter o ego bem formado e a inteligência afiada, a parecepção e o discernimento sólido, a ponto de não entender o jogo da crítica para o lado pessoal, como ofensa, ou como técnica de desestabilização. Saber ser resiliente ao que vem de fora, sempre tendo algo para te fazer seguir o jogo sem ser atingido pelo efeito, receber a negativa alheia e ignorar a ponto de não sofrer dano e fazer a sua parte, o seu movimento. Parabéns ao pessoal que ensina e ajuda os demais a não-reatividade, porque o homem em geral está precisando.