Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!
Avatar pua
Tatianafasuolo

Aprendiz

#1079347 (Respondendo pela segunda vez, por causa da formatação)

Na minha visão, paixão e amor são processos neuroquímicos antes de qualquer coisa.


Paixão é um vício, fisiologicamente falando. Semelhante ao vício por drogas estimulantes, de certa forma. Seu cérebro libera mais dopamina quando você está com aquela pessoa, e na ausência da pessoa alvo da paixão, ficamos em abstinência.


O desejo sexual é intimamente ligado à dopamina. Tanto que tudo que aumenta a liberação de dopamina aumenta a libido junto. Vide ritalina, cocaína, bupropiona, etc.


E esse processo é essencial para a propagação da espécie. Uma paixão, desde que não contestada por um término, dura entre 18 e 30 meses, segundo pesquisas. Ok, hoje em dia pesquisa prova o que bem quer, mas algo nós sabemos por observação: paixão depois de um tempo acaba. Ela serve para pelo menos dar tempo da mulher engravidar, a genstação acontecer, a criança nascer e crescer um pouquinho, tendo o pai ali perto.


O Amor: quando amamos uma pessoa, liberamos serotonina e ocitocina. Esses hormônios naturalmente diminuem a liberação de dopamina. Ou seja: conforme vamos passando a amar uma pessoa, a paixão naturalmente diminui. E isso é normal, se nos analisarmos sob a ótica biológica. É quando senimos aquela tranquilidade, plenitude, por estar ao lado da pessoa amada. O amor não é o principal player para a propagação da espécie, em termos de êxito de passar os genes adiante. Mas uma vez os genes passados, o amor é o diferencial em termos de sobrevivência: dois duidando dá mais conta que um. Mesmo que um cuide em casa e outro busque alimento, não importa, são dois. Percebe que nessa fase, sexo não é mais o objetivo principal?


Lembrete importante: Por mais que paixão e amor sejam processos mentais diferentes e aparentemente antagônicos, eles podem coexistir. Falo como ao final.


O sexo: Quando a gente goza, homens e mulheres, liberamos ocitocina; é o empurrãozinho da natureza para nos apegarmos àquela pessoa com quem transamos. Claro que se a pessoa for uma porta de burra ou algo equivalente, a gente não vai ficar de abracinho depois da foda com a pessoa, a gente só quer que a pessoa vire uma pizza. Mas se é alguém ok, nós abrimos uma porta para a pessoa com quem transamos, sentimentalmente falando. Ou nos apegamos mais ainda.


Daí vocês podem tirar 2 respostas fáceis:
- Fazer sexo bastante vezes com uma pessoa pode SIM levar a um apego maior. Mas não é algo escrito em pedra; pode não acontecer.
- Tem um motivo biológico pra gente ir parando de transar conforme um relacionamento fica mais sólido: a gente vai ficando mais tranquilo com a pessoa, e menos ansioso para te-la a todo momento. Se no início queremos respirar o mesmo ar da outra pessoa, depois de um tempo ficamos mais relaxados. Não sei se estou conseguindo passar pra vocês o que eu vejo, mas basicamente estou descrevendo um processo de transição de paixao para amor como um processo de se livrar de um vício fisiológico, mesmo.


A pergunta que fica: como nao deixar de fazer sexo numa relação longa então?


Pois é. Outra coisa sobre dopamina: liberamos dipamina antes e durante o momento de ter o objeto de desejo. Bem, porque o papel da dopamina é te tirar da cadeira e ir atrás daquilo que se quer, e recompensar imediatamente ao conseguir o que se quer.


Então, na minha humilde opinião, não tem muto segredo: faz a outra pessoa sentir que pode te perder. haha. Eu sei, parece malvado, mas é para o bem da relação. E não falo de trair, dar em cima das amigas da mulher, etc. Quer dizer, se essa é a praia de alguns de voces, go for it. Mas se não for, basta vocês se manterem no mercado: Chegue em outras mulheres pra nao cair na besteira acreditar que a sua mulher é a única mulher do mundo, se mantenha vaidoso, se mantenha com personalidade, etc, etc. Vocês parecem saber melhor que eu como fazer isso, pelo que leio aqui no fórum. Sua parceira não pode NUNCA olhar pra vc e pensar "nunca que ele vai me largar".


Para alguns, cuidar da auto estima deve bastar. Para outros, deve-se manter o flerte. Chego a dizer que para alguns caras, o caras sequer deveria se manter fiel nesse cenário. (Observação un passant: Imagino que ler isso de uma mulher deve ser curioso, mas basicamente existe uma diferença abissal entre o que as muheres acreditam que querem e o que elas realmente querem.)

ANÚNCIOS

Rica Villa

MEMBRO PROFISSIONAL

#1079349
Tatianafasuolo escreveu:Na minha visão, paixão e amor são processos neuroquímicos antes de qualquer coisa.

Paixão é um vício, fisiologicamente falando. Semelhante ao vício por drogas estimulantes, de certa forma. Seu cérebro libera mais dopamina quando você está com aquela pessoa, e na ausência da pessoa alvo da paixão, ficamos em abstinência.

O desejo sexual é intimamente ligado à dopamina. Tanto que tudo que aumenta a liberação de dopamina aumenta a libido junto. Vide ritalina, cocaína, bupropiona, etc.

O sexo: Quando a gente goza, homens e mulheres, liberamos ocitocina; é o empurrãozinho da natureza para nos apegarmos àquela pessoa com quem transamos. Claro que se a pessoa for uma porta de burra ou algo equivalente, a gente não vai ficar de abracinho depois da foda com a pessoa, a gente só quer que a pessoa vire uma pizza. Mas se é alguém ok, nós abrimos uma porta para a pessoa com quem transamos, sentimentalmente falando. Ou nos apegamos mais ainda.


Em qual das situações você encaixa o boquete no carro? por exemplo. Em que vocês dão aquela chupada até o cara gozar. Você considera isso sexo, amor ou paixão?
Avatar pua
Tatianafasuolo

Aprendiz

#1079351 O boquete no carro pode ser qualquer coisa, mas acho mais provável ser só sexo ou paixão. Pode ser aquela parada por tesão, pode ser por paixão, e pode ser pq a mulher ama o cara se a relação é bem apimentada. Pode ser a mulher querendo "mostrar serviço", justamente pro cara se apaixonar por ela. Principalmente aquelas chupadas que a mulher chupa até a alma do cara, que depois de um tempo a mesma mulher nunca mais faz aquilo, sabe? haha
Rica Villa

MEMBRO PROFISSIONAL

#1079360
Tatianafasuolo escreveu:O boquete no carro pode ser qualquer coisa, mas acho mais provável ser só sexo ou paixão. Pode ser aquela parada por tesão, pode ser por paixão, e pode ser pq a mulher ama o cara se a relação é bem apimentada. Pode ser a mulher querendo "mostrar serviço", justamente pro cara se apaixonar por ela. Principalmente aquelas chupadas que a mulher chupa até a alma do cara, que depois de um tempo a mesma mulher nunca mais faz aquilo, sabe? haha


Neste caso o prazer dela é deixar o cara caidinho? Veja que a minha pergunta é referente ao que ela sente fisicamente.
Avatar pua
rafael.luc

PUA EXPERT

#1079381 Amor de homem é diferente da mulher, visto que racional não deve ser perdido. Para entende-lo melhor veja a relação pai e filha. Homem embora não se apaixone tem instinto para cuidar de alguém, não é algo visto pelas mulheres mas é sentido. Homem apaixonado (falta de controle mental sobre as emoções) é repudiado pelas mulheres normais por descontrole e pode se tornar até perigoso. Também o homem egoista é repudiado pois esse somente pensa em si mesmo.

Desejo sexual da mulher somente é despertado quando tem um protetor de acordo com seu instinto é quando pode ter filho de fato a liberação quimica cerebral. No homem se observa queda no nivel de testorena apos gravidez/parto justamente para cuidar do filho.

O que confunde é o ego feminino (pegar o melhor/famoso ou ganhar de outra mulher), algumas fazem loucuras por eles incluindo sexo sem desejo em desespero. Basta colocar uma auto-ilusão na cabeça que fez o que queria.

Supondo que seja a mulher que escolha o homem por influencia do ego, ela fará a segunda parte do que veio ao mundo fazer. Ter um filho. O relacionamento será razoavelmente bem até esse ponto. Após o nacimento da criança ela tem uma crise é quer se separar.

O Homem tem desejo sexual sempre, pois é fecundador e procura mulher somente para satisfação (diferente da mulher), também se observa influencia do ego em ser mais homem e competitividade com outros nas suas escolhas. Normalmente o homem enjoa facil dessas mulheres, pois procurou somente pra sexo e ja teve o que procurava.

Se o homem ou mulher fazer escolhas amorosas por influencia do ego é de se esperar traição de ambas as partes. A mulher não tem desejo de faze-lo, portanto é vingativo na maior parte dos casos.
Avatar pua
DavidDraw

Veterano - nível 2

#1079386 Eu concordo que, um combinado de não se ''apegar'' entre duas pessoas bem resolvidas, termina no 5 ° encontro, pois uma das partes vai gostar mais que a outra, e se a outra não tiver o mesmo interesse, acabai aí. O interesse existe em todas as pessoas, pois somos desejantes de emoções, a paixão cria a ilusão perfeita, Se interessar mais do que deveria por peguete é simples de acontecer, se ela tem características que vc julga interessante, você pode querer algo só pra você, pode ser ego este lance.
Estou ouvindo muito falar no momento de Poliamor, eu não entendo muito e por não entender, me parece um verniz social moderno; mas é profundo este assunto sendo que de fato ''Só tenho olhos pra ele (a) '' é uma babaquice romântica, atração não é uma escolha, e todo homem já fantasiou com a amiga da colega, e a namorada com o chefe e por ai vai, isso é tratado como fantasias sexuais, sendo que deveriam ser realidades da atração.
Um combinado, um compromisso é diferente e isso inclui fazer sexo sem amor e paixão. Estudar RSD tem me abrido os olhos, para se manter um amor é necessário evoluir, física, emocionalmente e financeiramente, as duas partes e mesmo assim; relacionamento sério e duradouro, é um conceito moral de comportamento. Na minha cidade uma HB traiu o marido advogado com um moleque da biqueira e chegou a engravidar dele, ela não fez isso por desamor, seria mais fácil ter terminado; ela deve ter sucumbindo ao tesão e atração no estado puro, seus valores morais e éticos deveriam ser chulos e como atração não é simples assim, ela cedeu ao prazer. Provavelmente ela ama o advogado ainda, até poderia dizer que o sexo que ela tinha com o advogado era de qualidade. O único porém era ser escravo da própria moral, sua conduta foi banal e por fim, ela trabalha em um supermercados, para bancar o filho pequeno com um moleque que está preso.
Rica Villa

MEMBRO PROFISSIONAL

#1079396
DavidDraw escreveu:Provavelmente ela ama o advogado ainda, até poderia dizer que o sexo que ela tinha com o advogado era de qualidade. O único porém era ser escravo da própria moral, sua conduta foi banal e por fim, ela trabalha em um supermercados, para bancar o filho pequeno com um moleque que está preso.


Ama mais ainda, agora que tem que se submeter ao trabalho para sustentar um filho.
Isso serve aos trouxas que acham que o papel do homem é proteger. Papel do homem é ir lá e fazer o que tem que ser feito, usar camisinha ou torcer para que ela tome algum contraceptivo. Quem protege é o trouxa que acha que é o pai.
Avatar pua
rafael.luc

PUA EXPERT

#1079401
Rica Villa escreveu:
Ama mais ainda, agora que tem que se submeter ao trabalho para sustentar um filho.
Isso serve aos trouxas que acham que o papel do homem é proteger. Papel do homem é ir lá e fazer o que tem que ser feito, usar camisinha ou torcer para que ela tome algum contraceptivo. Quem protege é o trouxa que acha que é o pai.


Não se protege (cuida) de biscate, nen precisa saber do histórico delas. São "inseguras", ruins, ataques emocionais e em casos graves, ataques de loucura. Levam uma vida de solteira em relacionamento, algumas que conheci deu pra perceber já na primeira semana.

Traição de mulher na maioria das vezes é vingativa. Pode chegar até ao absurdo de por exemplo se casar com vc pq vc era algo na vida e sempre foi bom e fiel com ela, mas nunca gostou de vc (fria/boazinha que nunca briga). Essa vai te trair por vingança porque nunca gostou de vc, ou seja, vc não é o que ela queria que vc fosse.

Para saber como mulher é para o desejo, veja as solteiras, ficam até uns 2 anos sem fazer sexo com ninguém. Homem pra sexo é que não falta por ai..
Avatar pua
rafael.luc

PUA EXPERT

#1079405
Tatianafasuolo escreveu:
Na minha visão, paixão e amor são processos neuroquímicos antes de qualquer coisa.


Amor é algo semelhante ao que vc sente pelo seu irmão, vc gosta dele, ele gosta de vc isso vem de convivência. Paixão na mulher é neuroquímicos, mesmo ela perdendo a razão eu não vejo problema (embora algumas acabem grávidas).

Problemas de relacionamento ao meu ver são dois:

Escolhas: É o que se tem no mundo ocidental, os que estão solteiros é poque escolhem demais e mitos sem saber o que de fato é alguém melhor.

Egoísmo: Apenas exigem e não querem dar nada em troca, obviamente não adimitem que são egoístas somente a outras pessoas é que são.


Vc é contra o biológico?


Tatianafasuolo escreveu:Então, na minha humilde opinião, não tem muto segredo: faz a outra pessoa sentir que pode te perder. haha. Eu sei, parece malvado, mas é para o bem da relação..

Vc faz isso? Algumas fazem e sempre quebram a cara (homem pensa diferente), mas nunca desistem. Quando isso funciona o homem é descartado por ter sido "tongo" de cair. Se é pra namoro vc deve ser honesto, vc não tem outra opção. Ser honesto não é ser carente e nen falar o que não deve em hora errada. Feitiço, ameaça nunca acabam bem, não engane a pessoa.


Tatianafasuolo escreveu: Sua parceira não pode NUNCA olhar pra vc e pensar "nunca que ele vai me largar".


Aqui vc acertou bem...