O crescimento pessoal é fundamental para se ter uma vida melhor, considera tão ou mais importante quantos o estudo da sedução. Educação Financeira.
Vamos deixar de ser focados só em mulheres!

Criador do tópico

AlexIn

Aprendiz

#662154 Meu amigo, eu tenho uma coisa a dizer: estou lendo o livro Pai Rico Pai Pobre e tenho que compartilhar com você o que eu estou sentindo.

Só pra te contextualizar, eu namoro há 4 anos e o casamento tá marcado pra 2015. Eu trabalho e recebo um pouco mais de um salário, além de fazer curso superior, e minha namorada também trabalha.

No livro o autor diz que nós precisamos ver oportunidades de fazer com que o dinheiro trabalhe para nós que nem nós e nem outros viam antes. Pois bem, isso ficou martelando na minha cabeça até que eu consegui visualizar não uma, mas duas grandes oportunidades.
É o seguinte, minha mãe tem 3 casas, a que moramos e outra duas que precisam de uma reforma. Foi aí que veio o estalo: comprar as duas casas da minha mãe, já que ela não tem dinheiro para a reforma.

Mas como encontrar dinheiro para reforma (o que eu ganho só dá pra entretenimento)? Aí é que vem o pulo do gato. Minha namorada ganha o dobro do que eu ganho e ela será fundamental.
Propus a ela que nós poupemos 90% do salário dela até o fim do ano, e usemos apenas o meu e mais 20% do dela. Isso vai dá uns 5000. Em dezembro, saem o meu 13º e as férias, dinheiro que será destinado integralmente para a reforma das duas casas. Fizemos as contas e ao todo será arrecadado por volta de 9800 reais.

Essa grana é para a reforma das casas, mas a intenção é colocá-las para alugar, cada uma a 800 reais, gerando uma renda de 1600 reais dos quais serão abatidos 500 para o pagamento das prestações para minha mãe. Então, líquidos nós teremos 1100 reais. Dinheiro que acumulado em um ano renderá 13200 reais. Essa quantia será investida na compra de um apartamento novo só nosso, como 3 quartos e dois banheiros.
Aí é que o dinheiro passa a trabalhar para nós. O meu irmão paga prestação de um apê também de 3 quartos e dois banheiros, sala, cozinha... a prestações de 650 reais. Portanto, dos 1100 de lucro do aluguel, nós pretendemos pagar as prestações do apê novo, até que ele fique pronto. Mas a intenção não é morar nele, mas também aluga-lo, aí, por 1000 reais.

Esse é um projeto que vai sair do papel com a poupança a partir do mês que vem, na primeira etapa. A segunda etapa do projeto é a reforma das duas casas junto com a compra (esta será feita com um financiamento feito apenas entre minha mãe e mim, sem intermediação bancária).
Hoje eu tenho 23 anos e estou encarando meu futuro e minha independência financeira com muita seriedade. Quero daqui há 10 anos já estar estabilizado financeiramente e com um fluxo de ativos que supere os passivos e se autos sustente.
Com esse post eu espero iluminar e servir de exemplo para muitos de vocês que, assim como eu, não esperam ficar reféns de um contracheque no final do mês. Eu mesmo quero fazer meu futuro acontecer.

Ontem à noite, quando eu tive essas ideias, eu fiquei tão atônito que eu deitei às 9 da noite e só conseguir dormir depois das 1 e meia da madrugada.
Abraço a todos!!!

ANÚNCIOS

Avatar pua
Pua ProMaster

PUA Avançado

#662170 Muito visionaria sua idéia , acredito que isso poderá dar certo , mas apenas fiquei instigado com o fato de ver já ter preparado todo seu futuro , também li o livro , acredito que você saiba que os planos provavelmente podem mudar.A casa de sua mãe que será colocada à aluguel e reformada poderá custar mais do que o esperado , claro que isso só irá acontecer se voce fizer uma reforma de qualidade , veja as acessibilidades do local , documentação , possíveis empecilhos de ultima hora. O livro trata que você transforme todos seus investimentos um meio ativo e nao passivo , ou seja , procure o capital que virá do aluguel e veja se ele passa do que foi esperado antes.

Abraço

Criador do tópico

AlexIn

Aprendiz

#662197
leokbrg escreveu:é assim que você começa a se dar bem... e num sei onde você mora, mas de uns anos pra cá imoveis tem valorizado muito.



Cara, é impressionante nos valores absurdos que as pessoas praticam por aqui. Imóveis, por aqui, tá fazendo fortunas.

Criador do tópico

AlexIn

Aprendiz

#662204
Pua ProMaster escreveu:Muito visionaria sua idéia , acredito que isso poderá dar certo , mas apenas fiquei instigado com o fato de ver já ter preparado todo seu futuro , também li o livro , acredito que você saiba que os planos provavelmente podem mudar.A casa de sua mãe que será colocada à aluguel e reformada poderá custar mais do que o esperado , claro que isso só irá acontecer se voce fizer uma reforma de qualidade , veja as acessibilidades do local , documentação , possíveis empecilhos de ultima hora. O livro trata que você transforme todos seus investimentos um meio ativo e nao passivo , ou seja , procure o capital que virá do aluguel e veja se ele passa do que foi esperado antes.

Abraço


eu vou ter 5 meses para saber muito sobre materiais de construção, sobre pedreiro, qualidade de serviço e etc...
Outra coisa. Por aqui as Lan House estão sumindo. Significa que mais gente tem Computador em casa. Eu já estou procurando um curso técnico de montagem e manutenção de micros e pretendo praticar preços um pouco abaixo do mercado.
Muito boa tua colocação. Valeu!

Criador do tópico

AlexIn

Aprendiz

#662209
alpha_dog escreveu:CARA PRECISO ENCONTRAR UMA MANEIRA DE COLOCAR MEU DINHEIRO PARA TRABALHAR TAMBEM... SO QUE GANHO UM SALARIO QUE E UM POUCO ACIMA DO MINIMO !!


Antes de ler Pai Rico Pai Pobre eu não fazia ideia de como poderia encontrar meios de aumentar minha renda. O autor trás uma forma nova de ver a vida e lidar com dinheiro. Dá uma olhada nesse livro. Na biblioteca do fórum tu encontra.
AlfaRio - MEMBRO EXCLUSIVO
#662256 Meu Deus, queria ver alguém fazer isso com os preços de imóveis aqui no Rio de Janeiro. Nas melhores regiões da cidade um imóvel básico está custando uns 500 mil Reais. Se você tem imóveis da família, ótimo! Levou a sorte grande. Eu não tenho nada disso e fica muito difícil para mim começar.
Bodéga

Veterano - nível 5

#662338 Brother, pra tu ter idéia, a três anos atrás comecei um curso no senai, no qual demorei dois anos pra concluir.
Trabalhava de dia e estudava a noite, ganhava 750 por mês!
Morando com meu pai, dando 150 reais por mês para ele pra ajudar na mensalidade do curso, pagando 300 reais na mensalidade de uma moto, guardando 150 reais e utilizando como queria os outros 150....
Ao final desses dois anos de curso e trabalho tinha uma moto paga e uma poupança de 3600 =)
Meu amigos ganhavam melhor que eu e ao final desses dois anos não tinham nada(na sua grande maioria)!
Óbvio que com a ajuda do meu pai e não pagando as contas de casa, mas pra vocês verem que controlando os gastos, podemos ter uma soma considerável ao final de uma etapa da nossa vida!

E parabéns, gostei da sua iniciativa!

Criador do tópico

AlexIn

Aprendiz

#663081
Bodéga escreveu:Brother, pra tu ter idéia, a três anos atrás comecei um curso no senai, no qual demorei dois anos pra concluir.
Trabalhava de dia e estudava a noite, ganhava 750 por mês!
Morando com meu pai, dando 150 reais por mês para ele pra ajudar na mensalidade do curso, pagando 300 reais na mensalidade de uma moto, guardando 150 reais e utilizando como queria os outros 150....
Ao final desses dois anos de curso e trabalho tinha uma moto paga e uma poupança de 3600 =)
Meu amigos ganhavam melhor que eu e ao final desses dois anos não tinham nada(na sua grande maioria)!
Óbvio que com a ajuda do meu pai e não pagando as contas de casa, mas pra vocês verem que controlando os gastos, podemos ter uma soma considerável ao final de uma etapa da nossa vida!

E parabéns, gostei da sua iniciativa!


A ideia é por aí mesmo. Hoje eu não posso dizer que estarei começando do nada, porque tenho uma renda que dá pro meu próprio sustento... Mas sem pensar em como aplicar essa renda de maneira eficaz era só dinheiro que entrava na conta e logo ia pelo ralo sem retorno nenhum.
Não adianta copiar a fórmula que uma pessoa usa se as condições que eu apresento são diferentes das dela. O que dá pra fazer é copiar a ideia básica de querer e procurar boas aplicações para o dinheiro que se tem, por menor que seja a quantia.

Seu soubesse disso quando desde de criança, só pra citar um exemplo, aqueles brinquedos que eu tinha aos montes e em vez de usar eu fazia era quebrar, dava pra fazer uma brinquedoteca e cobrar 10 centavos de cada criança que quisesse brincar. Enfim, a ideia é essa, visualizar oportunidades onde ninguém via antes e usá-las em proveito próprio.