Membros normais não podem criar tópicos mas podem responder tópicos dos veteranos.


Ao atingir mais de 1 ano de cadastro ou envio de mais de 200 mensagens você automáticamente se torna membro veterano e pode postar nessa área.
Avatar pua

Criador do tópico

ThEGoDFatheR

PUA EXPERT

#1089970 Salve, camaradas! Como vocês estão? Eu estou bem. Não como vocês, mas gostaria.

INTRODUZINDO EM VOCÊSCompartilharei com vocês de forma breve a minha decisão de não mais postar fotos nos meus tópicos de relatos de campo aqui no fórum.

Para quem tirou alguns minutos para lerem meus relatos, com certeza percebeu que 90% deles possuem foto na hora do coito muito bem interrompido (hehe).

O objetivo principal das fotos não é o de passar a ideia de um ar de superioridade, apesar de ser óbvio e claro que as imagens dão, pelo menos em tese, mais veracidade aos fatos narrados. Digo em tese pois já vi muitos usuários aí tirando foto da internet e postando.

Ainda assim, a ideia central das fotos é tornar o texto mais dinâmico, agradável e divertido de ser lido.




DECADÊNCIA DO HOMEM MODERNOA contemporaneidade é demasiada nociva ao homem ocidental.

O vitimismo e o feminismo tomaram conta de todas as áreas possíveis da sociedade, inclusive do nosso ordenamento jurídico.

Tanto é que acusações falsas de estupros estão se tornando cada vez mais comum.

Como foi dito no início que o compartilhamento se daria de maneira breve, digo-lhes uma afirmação que resume o que estamos vivendo: NÓS, HOMENS, ESTAMOS FODIDOS!

Mas qual a relação das fotos em relatos com isso tudo?
Ora, explico-lhes.




L13.718/18A Lei 13.718/2018, com vigência em 25 de setembro de 2018, alterou o Código Penal para tipificar o crime de importunação sexual.

Discorre agora o artigo 215-A (IMPORTUNAÇÃO SEXUAL) do Código Penal Brasileiro:

“Praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro:
Pena - reclusão, de 1 (um) a 5 (cinco) anos, se o ato não constitui crime mais grave.




CONCLUSÃOO que isso significa?

Significa, meu caro, que o consentimento da donzela ninfomaníaca é subjetivo. Ela pode deixar você tirar fotos e/ou gravar ali na hora, mas se futuramente vocês se desentenderem e ela alegar que não anuiu com os atos, você terá dores de cabeça que nem mesmo uma forte enxaqueca consegue se equiparar.

Mas porra, isso tudo não seria apenas em caso de expor as fotos?

Bom, eu prefiro não arriscar e de antemão aplaudo os corajosos que o farão.

Não estou incitando absolutamente ninguém a parar de postar relatos com fotos, mas como estamos numa roda de amigos onde o objetivo é colaborar com o desenvolvimento não apenas de si, mas também no próximo, esse é meu pensamento acerca do tema.



Infelizmente, nos meus relatos, não teremos mais fotos.
É uma pena.

Abraços

ANÚNCIOS

Neuromancer

Aprendiz

#1090004 Atitude mais que certa! Melhor se prevenir mesmo.

Falando de falsas acusações, tive dois conhecidos que passaram por situações em transporte coletivo onde foram acusados de "encostar" nas donzelas. Um saiu bem da situação porque ficou puto e esculachou a "coitadinha" por causa do showzinho e ela baixou a bola, inclusive deram até lugar pra ele sentar e ficaram do lado dele. Já o outro, passou o inferno por ter encostado a mochila na "donzela", indo direto pra DP, apanhando e passando humilhação.

Realmente estamos fodidos kkkk
Avatar pua
DavidDraw

Veterano - nível 9

#1090033 Você esta correto e fica um alerta, vai que um paladino da justiça não entende nada e te processa ou sei la o que, me lembra muito um EP de Black Mirror até, as vezes devemos ficar espertos.
Avatar pua
fwardkoff - MEMBRO EXCLUSIVO
#1090039 Você esta certo jogando pelo seguro, é melhor prevenir do que remediar. Os tempos modernos são diferentes, a palavra de alguém já não é mais certeza de nada, hoje dizem uma coisa e amanhã já não disseram, assim são as mulheres com essas fotos. Na hora ela pode muito bem aceitar, mas quem garante que posteriormente ela não vai dar de louca e querer meter um processo?

Acredito que as fotos dão sim um "plus" para o relato, afinal traz mais credibilidade tão como demonstra a qualidade da HB, que é muito subjetivo, mas não é algo essencial. O mais importante é o relato em si para entendermos como o membro agiu em determinadas situações, tanto para tirarmos como aprendizado pessoal como para auxiliarmos em possíveis erros/melhorias.