Área exclusiva para artigos e debates focado a pessoas que estão namorando.
De tudo para saber como AGIR no namoro.

Criador do tópico

Manipulator

Aprendiz

#945287 Boa tarde amigos. Preciso compartilhar essa experiência com vcs p q novos não caiam nas garras desse tipo d mulher. Eu caí. Não tenho vergonha d admitir mesmo com toda bagagem d vida q trago. Mas antes agora q daqui uns anos.. rs.
Reencontrei uma mulher q não via a uns 15 anos. Na época era adolescente, hj já mulher "adulta" e com uma filha d 7 anos.
Começamos um relacionamento e logo d cara tinham vários indicios q não iria dar certo, ela fumava (não gosto ), baladeira (não dou conta mais) , cheia d amigas (nda contra mas uma hora atrapalha ) e algo q descobri depois q me matou d vez: drogas.
Como sou um cara pacato e família ela sempre falava q era isso q ela procurava, alg q a freasse nas farras. Eu acabei por crer q conseguiria, e até tava conseguindo mas com o tempo vc percebe q não é bem assim.
Não precisei aplicar testes como algs amigos fazem, situações reais foram mostrando quem realmente ela era, como uma vez q tava ruim da garganta e disse q não iria sair. Ela saiu mesmo assim é só voltou um dia depois. Nem precisa dizer q ficou puta porq liguei e ela tava chapada dormindo e nem sequer quis saber se eu tinha melhorado. Isso porq um mês antes passei dois dias com ela no hospital porq ela q tava doente.
No dia q a vi usando drogas na minha frente repudiei totalmente sua conduta e pedi p não fazer mais. Ela não só fez mais duas vezes e ainda se sentiu no direito d ficar puta porq reclamei. Não soube lidar com a situação é acabei bebendo muito e falei muita merda p ela. O resultado foi surpreendente. Ligou p uma amiga ir busca la e me largou na rua completamente bêbado, d carro e sem condições d voltar p casa.
Depois apareceu e pediu mil desculpas, ajuda p largar as drogas... me dispus a ajudar mas não adianta amigos. Já dizia minha mãe : "Não adianta fazer cachorro sentar q o rabo não deixa."
No primeiro desentendimento q tivemos saiu na sexta e voltou sábado a noite. Reclamei e ela se sentiu pressionada e... terminou.
kkkk...
Foram 6 meses d relação em q eu tava sempre disposto a ajudar, tanto emocional qto financeira e profissionalmente.
Não fui perfeito, tive meus erros mas nda q abonasse minha conduta como traição ou ausência.
Meu conselho é :
Mulher d balada, fujam.
Usa drogas: mandem procurar um centro d reabilitação.
Só tem amigos noias e cachaceiros: fujam muito.
Gostaria d compartilhar isso com vcs. Sejam rígidos em suas escolhas, se aceitar tudo q vem pela frente a queda as vezes pode ser fatal. Graças a Deus tô aqui hj p contar essa estória .
Grande abraço .

ANÚNCIOS

Avatar pua
lukefontinele

Veterano - nível 7

#945312 Mano obrigado por fazer esse post você abriu meus olhos que nós tem que ser como as mulheres nesse ponto "seletivos" nesse caso vem o velho ditado do e o tchan "Pau que nasce torto nunca se endireita" mulheres cachaceiras e drogadas nunca será uma boa mãe nem uma boa mulher

Criador do tópico

Manipulator

Aprendiz

#945313 Obrigado amigo Antônio, espero q sim cara.

É bem isso mesmo lukefontinele, essa veio bem dissimulada mas a máscara caiu bem rápido. Quem perdeu foi só ela..
Avatar pua
vinisena10

Veterano - nível 4

#945340 As minhas principais exigências antes de namorar uma mulher é primeiramente saber se tem filho (se tiver fujam) e segundo se ela fuma (particularmente detesto beijar mulher com gosto de fumaça na boca).
Avatar pua
fernandosedutor5569

Aprendiz

#945352 Cara vc se envolveu com uma psicopata, ela te manteve preso se passando por vitima ainda bem que vc abriu os olhos a tempo e evitou muito sofrimento...dinheiro..e saúde emocional, ela usou a hipnose em vc , logo vou fazer um post falando sobre isso e como evita-las
Avatar pua
Great Majuu

MEMBRO PROFISSIONAL

#945359 Triste história colega.
É trsite você querr mudar, querer fazer o barco andar num rumo.
Mas como digo, carro não anda apenas com um lado do motor funcionando.
Porem, você agora aprendeu a lição.
Aprendeu, experimentou.
E isso é bom.
Abraço!