Área exclusiva para artigos e debates focado a pessoas que estão namorando.
De tudo para saber como AGIR no namoro.
Avatar pua

Criador do tópico

Surf

Veterano - nível 9

#692456
Álon escreveu:Bom Surf o negócio é o seguinte, muitas das vezes quando entramos em um relacionamento achamos que somos muito PUAS,
as vezes até pensamos que estamos moldados e quase prontos. O grande insight que tive é que quando entramos em um
relacionamento onde nós realmente importamos, é que vem a parte mais dificil na minha opiniao, mas a que mais te ensina,
que é o controle emocional em situações onde voce não tem tempo de pensar em uma rotina, um opener, ou marcar aquilo pra depois.

A emoçao toma conta do seu corpo e é como se voce estivesse fora de si. A priori não demonstre descontrole. Dificil né? Pois é.
Eu treino isso até hoje e tenho um relacionamento de longa data. Por que não demonstrar descontrole? Um homem que se ve como
um desafio para a mulher, pensa que se ela o perder, ela vai sair no prejuizo, pois por mais que haja bombadinhos com motos
o que realmente importa é se voce causa nela emoçoes fortes ( e trabalhe sua criatividade para causar).

Um homem seguro de si que consegue se controlar nessas horas mostra pra ela que o comportamento dela é errado, mas não a condena, apenas mostra que se ela continuar agir assim o relacionamento não vai dar certo. Ta, até agora tudo bem, mas como mostrar isso
pra mulher de uma maneira que ela entenda e eu não me sinta estranho ou ciumento?

Primeiro: aprenda a identificar quando é uma situação de constrangimento para voce (no caso de estar acontecendo realmente
alguma coisa), ou quando é uma situação que o seu inner game está criando.


Como assim?

Vou contar um episodio que aconteceu comigo ha um tempo atras:

Eu estava namorando ha um tempo atras e fui a uma festa com essa ex-namorada. Nessa epoca eu não sabia dançar, e no meio
da festa essa namorada que tive cismou em dançar com um cara que estava la na festa. Quando olhei o comportamento dele,
percebi que ele estava não só dançando mas fazendo quase que um direct físico com as mulheres com quem ele dançava se é
que voce me entende. Mas qualquer argumento que eu usasse ali iria parecer psicado ou ciumento. Mas tinha uma prima desse
cara que estava fazendo a mesma coisa com os rapazes que ela dançava, entao falei pra minha ex-namorada:

Olha quando voce quiser fazer alguma coisa eu não posso te proibir, voce é livre pra escolher mas observe aquela moça
( apontei para a prima do cara), voce gostaria que eu dançasse com ela daquele jeito que ela esta dançando?

A minha ex-namorada entendeu do que se tratava, não discutiu comigo e faleu para mim: é voce está certo.
Nunca a impeça de fazer nada, pois isso é muitas vezes pior, mas mostre de uma maneira alfa atráves de sentimentos
( perguntando a ela: como vc se sentiria), e não por a + b que ha certas coisas que voce não gosta e não iria te fazer bem.

E uma dica para a sua ultima frase, comece a mudar a sua imagem para voce mesmo, depois isso automaticamente reflete
para os que estão a sua volta.


E isso aí man! :legal



Cara, você não tem noção de como este comentário foi bom pra mim. Eu quase que me vi na sua situação, e tem razão, eu também não iria aceitar uma tentativa dela neste sentido (dançar com outro cara vendo que este está com segundas intenções, o que na balada é quase que unanimidade).

No entanto as vezes eu não sei como reagir, e acabo demonstrando irritabilidade, tensão e insegurança, coisa que me deixa mais angustiado. É questão de controle emocional, e são tantas as facetas que as vezes nem sei por onde começar, mas aos poucos estou melhorando, treinando, evoluindo, meditanto, refletindo e observando.

Uma coisa que tenho pesquisado é uma tática de terapia cognitiva comportamental (TCC) chamada Minfullness, (estou lendo um ótimo artigo, que pode ser encontrado aqui: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=1808-568720110001&lng=pt&nrm=iso)
que já era utilizado pelas antigas cultural orientais.

Tal tecnica prega justamente isto, que é saber identificar os seus sentimentos (bons e ruins - tal como o ciúme e a possessão) de uma forma específica de "atenção plena – concentração no momento atual, intencional, e sem julgamento"

Sabendo identificar estes estímulos e/ou impetos, é muito mais fácil agir, botando em prática a ideologia que aqui pregamos - desapego, segurança, tranquilidade, harmonia etc.

Seu post fou muito bom para mim, obrigado!

ANÚNCIOS

Avatar pua

Criador do tópico

Surf

Veterano - nível 9

#692475
alfrades escreveu: se controle mais e tal, não fique com ciume por bobeira,aprenda a confiar nela, mas um pouco de ciume não acaba com a relação,pelo ao contrário, não deixa ficar uma coisa fria onde um não se preocupa com o outro,se ela não sente nenhum pouquinho de ciume de vc, estranhe isso, ok ? Abraços .


É justamente isto que vou começar a fazer!

alfrades escreveu:se ela não sente nenhum pouquinho de ciume de vc, estranhe isso, ok ? Abraços .


Ela já demonstrou algumas vezes que sente ciúmes de mim, hahaha. Agora fiquei mais tranquilo.

Valeu Alfrades!

zeusinho escreveu:O melhor a se fazer é esquecer esse episódio e evoluir com isso, mostrar que você aprendeu com essa falha, não direcione sua vida só pra sua namorada, invista em você pra que ela reconheça seu valor cada vez mais, assim naturalmente ela irá ver seu valor, te admirar acima de tudo, acima de dinheiro, status, fama e etc e o fato de você ter agido assim não é betisse, foi apenas uma situação nova pra você, na próxima se controle e mostre que o foda é você e se ela vacilar contigo, quem vai perder é ela, abraços.


É concerteza! Utilizei este episódio para me auto conhecer melhor, e para ver (e sentir) que as vezes tenhos estes sentimentos, os quais expoem a necessidade de mudança. Valeu Zeusinho!

Nando_pua escreveu: o motivo é que os alfas nunca aceita o erro, nunca mostra ciumes, nunca mostra inferioridade, só ele tem valor, a mulher não(ele é o premio)


Já percebi a inafetividade disto (no começo eu era/tentava ser assim), e já vi também que assim estava sendo falso comigo mesmo (todos tem os seus bad days)

Nando_pua escreveu:cuide de sua confiança igual o paciullo aconselhou, tenha amigas, tenha amigos, não perca sua vida social,
cuide de sua aparencia fazendo academia e pegando firme, isto aumenta seu nivel de testorena, acredite nem um playboisinho vai ser tão atraente igual a você


Tenho mesmo que botar em pratica isto que vc e o Paciullo falou, aumentar minha vida social e com mulheres.

Hipley escreveu: Tire isto da sua cabeça e não toque mais neste assunto com ela por nada. Às vezes para uma mulher um determinado episódio nem tem tanta importância, mas ai de tanto o homem ficar se desculpando por aquilo ela começa a se importar. Não toque mais no assunto e mude definitivamente a sua postura que com o tempo virão os resultados.


Tens razão vou esquecer aquele episódio, mas aprender com os erros.

Valeu pelos Feeds galera, vcs foram muito importantes!
Avatar pua
A L L I S O N - MEMBRO EXCLUSIVO
#695482 Não fique puto,ISSO ACONTECE...

Eu tenho 8 meses, ela é a minha primeira também,mas ela já teve outro com 2 anos de namoro!

O meu caso,inclusive, é bem similar ao seu.

Brother, tenho mais de 2 anos de PUA, mas relacionamentos MUDAM TUDO (PRINCIPALMENTE AS SUAS CONCEPÇÕES DE VIDA) e esse tipo de coisa acontece mesmo.

Sou BEM experiente nas artes venusianas,mas sou corajoso o suficiente para admitir aqui que às vezes é inevitável e eu beto MESMO!

Essa não será a última vez que você betará no seu relacionamento :ae

Faça como eu, quando você perceber que betar, remedeie e reverta a situação o mais rápido possível e volte ao controle como bom PUA que és! :legal
Avatar pua

Criador do tópico

Surf

Veterano - nível 9

#696400
A L L I S O N escreveu:Não fique puto,ISSO ACONTECE...

Eu tenho 8 meses, ela é a minha primeira também,mas ela já teve outro com 2 anos de namoro!

O meu caso,inclusive, é bem similar ao seu.

Brother, tenho mais de 2 anos de PUA, mas relacionamentos MUDAM TUDO (PRINCIPALMENTE AS SUAS CONCEPÇÕES DE VIDA) e esse tipo de coisa acontece mesmo.

Sou BEM experiente nas artes venusianas,mas sou corajoso o suficiente para admitir aqui que às vezes é inevitável e eu beto MESMO!

Essa não será a última vez que você betará no seu relacionamento :ae

Faça como eu, quando você perceber que betar, remedeie e reverta a situação o mais rápido possível e volte ao controle como bom PUA que és! :legal


Tens razão, a mente humana é algo imprevisível mesmo, e as vezes eu me surpreendo (positivamente e negativamente) aonde ela pode nos levar.

Como eu tinha dito anteriormente, após o episódio passei a procurar mais orientações sobre os trantornos de personalidade, depressão e ansiedade.

Hoje eu passo a encarar estes pensamentos (ciúmes, insegurança) de frente, sem julgá-los, apenas identificá-los, e sem nadar contra eles, apenas identifica-los.
Avatar pua
Sedution Cross

Veterano - nível 9

#701769 Bom, parabens pela sua historia, bacana de verdade!

mas uma coisa que eu mudaria logo de cara!

quando voce disse naquela frase:
Enfim, agente passa bastante tempo juntos e acredito que ela me ame, e eu tbm acho que amo ela.

Reduza seu tempo de disponibilidade, pelo menos algumas vezes voce tem que fazer isso!
pra ela sempre correr atras de voce com medo de te perder! nunca deixe ela 100% confiante que tem voce nas mãos dela! se não a graça acaba, e como ela tem voce nas mãos, ela pode te jogar fora, e pegar outro!
Mas claro, voce vai saber dosar isso, e compreendera o que eu disse!

Bom, outra coisa que percebi, voce tem medo de perde-la!
e um Alpha não teme nada, porque vive na abundancia!

Bom eu não sei, mas isso varia de pessoa pra pessoa,
cada um tem um comportamento diferente, voce podeira agir de forma diferente
ela tambem
mas naquele momento em que ela olhava pra esse Mer## da moto
voce falasse algo como isso que foi postado nesse topico!
o-neg-mais-efetivo-que-ja-vi-de-um-natural-em-hb11-inedito-t53418.html

Não sei se ela teria essa mesma reação, talvez voce nunca mais a encontrasse depois disso,
dependendo da mulher eu arriscaria sim, ou talvez todas kkkk
vai na tua ai cara! voce e quem sabe!