Área exclusiva para artigos e debates focado a pessoas que estão namorando.
De tudo para saber como AGIR no namoro.
Avatar pua

Criador do tópico

dieguim288

MEMBRO PROFISSIONAL

#332136 Oi, como vai você?
eu vou bem,obrigado.


A gente passa a vida inteira em prol do nosso profissional e do pessoal, vou entrar um pouco na parte pessoal.

Você passa quase a vida inteira com relacionamentos passados, presentes e os do futuro e fica pensando como foi ou como vai ser, mas nunca parou para pensar em como melhorar estes relacionamentos, e com péssimos relacionamentos você passa por momentos de frustração com recheio de traumas, coisas mal-resolvidas e infidelidades, você não acorda disposto, vive de péssimo humor e nunca está disposto para melhorar, então vou passar algumas dicas para melhorar os seus relacionamentos.

[center]Imagem[/center]

Escolha bem.
Escolha uma mulher onde vocês vão ser uma dupla e vão se dar bem, não escolha problemas para você e por problemas digo: ciúmes, mulheres que dão mole para todos e controladoras. Logo no começo do namoro a pessoa já dá indícios de quem ela realmente é, fique esperto e não deixe ela te enrolar com papinho de que ela não é assim, desconfie, confie nela porem desconfie destes atos doentios que ela tiver.

Procure os pontos positivos da outra pessoa.
Existem muitos pontos positivos e você tem a escolha de prestar mais atenção neles ou nos defeitos dela. Quanto mais pontos positivos de uma pessoa você descobrir e se focar neles, mais o seu respeito por essa pessoa aumentará.

Seja um bom ouvinte.
Quanto melhor ouvinte, mais charmoso você vai ser, e seja sincero ao ouvir, da para perceber quando você é bom ouvinte ou não.

Pequeno dialogo comum, entre casais:
Ela: (falando falando falando)
Você: (assistindo a TV) humhum.
Ela: você não presta atenção no que eu falo.
Ele: presto sim.
Ela: sobre o que eu estava falando?
Ele: (repete tudo o que ela disse)
Ela: mesmo assim, você nunca presta atenção em mim.


Bom, parece loucura da parte dela né? Mas vocês reparam o “em mim”? Que é bem diferente de “no que eu falo”. Quando for falar com alguém, demonstre real interesse na pessoa e no assunto, se der pare o que estiver fazendo e foque na pessoa, olhe nos olhos delas mas não como se tivesse vidrado, olhe um olho e depois no outro, tem a tecnica de inclinar a cabeça positivamente concordando com o que a pessoa fala. O movimento lento da cabeça indica: “estou entendendo o que você diz e estou pensando a respeito” o movimento normal indica: “você está certo e eu concordo com você” o movimento mais rápido indica: “concordo e estou empolgado com o que você diz.”
Se quiser saber mais de como ser bom ouvinte, tem ótimos livros, indico o poder do charme.

Empatia ao invés de simpatia.
Empatia significa entender e ter a percepção da dificuldade da pessoa, sem tentar se envolver, a não ser que seja solicitado. Demonstrar simpatia, sentir pena dela, é desrespeitoso e indica que você acredita que ela, por iniciativa própria, não tem os recursos para lidar com a sua própria dificuldade.

Saia com os seus amigos.
Não troque suas amizades por conta de uma mulher, no começo é normal parar de sair com os amigos para estar junto dela, mas tenho sempre um dia para com seus amigos, uma mulher vai apertar a coleira quando souber que você come na mão dela, então deixe ela acostumada a ver você sair para se divertir com seus amigos, mas lembre se, RESPEITO.

Respeite a opinião dela.

Reconheça que ela enxerga as coisas de um modo diferente. Que todos nós temos uma visão diferente do mundo. Essa opinião ou modelo da realidade está baseada na nossa experiência de vida até hoje. Nenhuma visão do mundo está ‘certa’ ou ‘errada’ – é uma questão de opinião e, do mesmo modo que as suas opiniões mudam de tempos em tempos, também as dela mudam. Ao não se apressar para conhecer a visão de mundo dela, sempre em evolução, você realmente pode aprender coisas que irão enriquecer ou ampliar a sua própria visão.

Aceite os defeitos.
Reconheça e tolere as fraquezas e os defeitos de uma pessoa. Afinal, as ‘fraquezas’ serão avaliações subjetivas baseadas na sua visão de mundo.
E lembre-se de que não existe pessoa perfeita – a maioria de nós está fazendo o melhor que pode a cada instante, trabalhando para diminuir a quantidade e a magnitude dos nossos defeitos – isso é um projeto para a vida toda.

Certo? Ou FELIZ?
Você já não percebeu, especialmente nas relações familiares, como é fácil entrar naquela de "você está errado, eu estou certo"? Já percebeu como isso é idiota – será que vocês só se darão conta disso quando estiverem se reconciliando de novo depois de terem se ferido mutuamente? Que tal decidirem juntos que não farão isso de novo! Decida com a sua parceira o que é mais importante estar FELIZ do que CERTO. Decida que cada um irá manter um senso de perspectiva e concentrem seus esforços em evitar argumentos estúpidos sobre ‘questões importantes’ tais como porque a outra pessoa não colocou o leite de volta na geladeira na noite passada, esqueceu de comprar um dos itens da lista quando foi fazer as compras, etc. De que cada um dará permissão ao outro para ser humano e, de tempos em tempos, esquecer as “regras da casa” e cometer erros sem ter que sofrer mais tarde.

Lembre-se de que a vida é finita.
Se você descobrisse, de repente, que tem apenas três meses de vida, iria desperdiçar tanto tempo em discussões e de mau humor com os amigos e parentes? Quantos elogios adicionais e gestos de ‘eu te amo’ você faria? Quanto tempo a mais você passaria com as pessoas amadas? A razão pela qual nós, muitas vezes, procrastinamos essas coisas é que nós assumimos que a vida vai durar para sempre e que nós pretendemos, um dia, passar mais tempo com elas. Nós podemos – e pode ser muito tarde quando o fizermos. Eu encontrei muitos pais que perderam o crescimento de seus filhos porque estavam muito ocupados cuidando de suas carreiras, do trabalho doméstico, etc. Então, quando eles arranjaram um tempo para passar com seus filhos, as crianças não estavam interessadas – elas tinham aprendido a passar sem sua atenção e estavam progredindo com suas vidas – sem o pai ou a mãe.

Pare de tentar mudar as pessoas.
Isso é um defeito comum, especialmente nos relacionamentos duradouros. Lembre-se que você não escolheu a pessoa por causa do potencial dela de se tornar a pessoa que você queria. Vocês ficaram juntos porque se amavam e no primeiro ímpeto de amor você se focou somente nas coisas que gostava nela. Então, por que é que nós mudamos quando nós passamos a morar junto ou casamos, e começamos a não enumerar novos ‘pontos positivos’ nas nossas listas, nos tornando cada vez mais obcecados por listas, e relembrando à pessoa das coisas de que não gostamos nela? Teste em você mesmo – como se sente quando alguém lista e elogia os seus pontos positivos? Como você se sente em relação a uma pessoa quando ela lista e critica as suas falhas? Qual delas VOCÊ faz com aqueles mais chegados a você? Pare agora por um momento para refletir como isso deve fazê-los se sentir – sobre eles mesmos e sobre você.

Valorize as diferenças.
Valorize as diferenças em como você e a outra pessoa pensam – e procure aprender com a outra pessoa. Isso é parecido com o item anterior.
Muitas vezes são as nossas diferenças que criam o estímulo e as oportunidades de aprendizado nas amizades e nos relacionamentos. Quando nos encontramos pela primeira vez, normalmente são as semelhanças entre nós que nos permitem reter e criar o rapport. Conforme vamos conhecendo melhor a outra pessoa, começamos a reconhecer as diferenças mais íntimas. Potencialmente isso produz o vigor do relacionamento – como afirmou Ken Blanchard "nenhum de nós é tão esperto como todos nós" – como uma equipe, as nossas forças e fraquezas combinadas tornam a associação muito mais forte que a soma das nossas forças individuais.

Internet, telefone e o seu namoro.
Não use MSN, Orkut ou outras redes sociais para ficar batendo papo com sua namorada, use isto apenas na conquista, no Maximo mande recados apimentados ou algo de muita importância, conversas online costumam ter momentos de faltas de assunto, onde um dos dois lados pode achar que a pessoa não está interessada, ou acaba em uma “DR” nada agradável. Nada ser romântico pela internet, converse com ela pessoalmente e por telefone e quando for por telefone seja objetivo.

Esteja pronto para pular fora a qualquer momento.
O titulo já diz tudo,certo? Esteja pronto para terminar,mesmo estando morrendo de amores, nem tudo foi feito para dar sempre certo, ela fez algo que te humilhou e que para você não tem perdão? TERMINE, é melhor terminar do que ficar fingindo que perdoou.

Valorize o que você tem.
Valorize o que você tem no relacionamento ou na amizade. Você não forma (eu espero) uma amizade ou um relacionamento duradouro baseado na condição de que, embora a pessoa tenha agora alguns defeitos, em breve você irá colocá-la nas condições que gostaria! Você aceita a pessoa como um ‘pacote pronto’. No entanto, quando começamos a conhecer melhor a outra pessoa, muitos têm a tendência de querer mudar a outra pessoa em função do potencial que enxergamos nela – e aí instauramos uma campanha implacável para mudá-la! Isso, evidente, resulta em discussões, ressentimentos e sentimentos feridos. Mesmo se pudéssemos mudá-la, nós provavelmente iríamos perder o respeito por ela por ter nos permitido ter feito isso e por ela não ter tido a força pessoal de ser ela mesma!

Não permita que as brigas durem mais de 15 minutos.
Está dica já é meio batida, mas é importante, se você deixar com que as brigas se estendam vocês vão começar a remoer coisas do passado que vai acabar magoando uma das partes e trazendo coisas que já foram resolvidas.

Seja imprevisível.
Faça coisas diferentes, fora do comum, gostam de ir no cinema todas as terças? Na próxima terça vai ao zoológico com ela. Cair em rotinas acontece com quase todos casais, vou contar uma historinha:
Quando mais novo, sempre que ia buscar minha namorada na porta da escola dela eu sempre levava um bombom para ela, ela adorava e as amigas dela também, mas no dia que eu não levei, ela sentiu falta e achou que eu não gostava mais dela, pois eu deixei ela acostumada com aquilo, não faça sempre a mesma coisa. INOVAÇÃO JÁ!

Deixe sua marca.
Faça algo de diferente que ela vai lembrar, que vai te registrar sempre nela. Eu sempre que via minha namorada eu dava um beijo na testa dela(tipo beijo de padre), ela adorava aquilo, ela se sentia protegida, ainda sempre que encontro com ela dou o beijo na testa, crie algo seu que ela sempre vai lembrar.

Não leve tudo a serio.
Quando sua namorada tiver dando os chiliques dela, que tal beijar ela e começar a acariciar ela? Ela nem vai lembrar porque vocês estavam brigando, se ainda não funcionar, saia de perto dela, fala que tem algo para fazer, lembra do que falei dos 15 minutos? Quando voltar traga um bombom para ela e tente conversar.

Ame ela, mas ame ainda mais você.
Seja fiel a você, com suas crenças e em tudo aquilo que acredita seja certo, só mude se você realmente mudar de opinião e não por conta dela, mude por algo que você acredita, sempre ponha em uma balança estou fazendo isto porque eu gosto ou é por conta dela? Tenha alguns segredos que ela não saiba, você também não deve saber te tudo dela.Se valorize e lembre que você é seu maior patrimônio.
[center]Imagem[/center]

ANÚNCIOS

BloodOcean

Veterano - nível 5

#346992 certo ou feliz, querer vencer uma discussão, são essas coisas q enfraquecem a cumplicidade, outro tema importante é a rotina, ainda mais aqui na minha cidade, onde tenho facul a semana toda e trabalho fds, fica complicado variar programas as quartas e quintas feiras :shii

Vlw pelo post :ae
Avatar pua
OnL1 - MEMBRO EXCLUSIVO
#352856 Acabei de entrar em um relacionamento recentemente, e muito do que você falou aqui, vai ajudar a melhora o que eu tenho com a minha namorada

Obrigado e parabens !
Avatar pua
GGan

Aprendiz

#352861 São problemas simples q podem ser resolvidos com um pouco de atenção. Eu particularmente não namoro por que não tenho paciência... Mas, fazer oq né?