Artigos e Técnicas com base em PNL ou Hipnose.
Não necessariamente voltada a sedução
Avatar pua

Criador do tópico

[Mentor] - MEMBRO EXCLUSIVO
#370553 A hipnose Ericksoniana denomina um enfoque novo originado pelo psiquiatra americano Milton H. Erickson. Esta modalidade de hipnose não se trata somente de um conjunto de técnicas, mas de um novo modelo de comunicação com fins persuasivos. Trata-se de como “embalar” a informação de uma forma sugestiva para que seja irreversível ao ouvinte.

Erickson era um comunicador habilidoso. A hipnose Ericksoniana, baseada em sua habilidade na arte da comunicação oral e não oral, era extraordinária. Freqüentemente, recebia casos “impossíveis”, recomendado por outros psiquiatras e psicólogos. Conhecido como o pai da hipnose moderna, Erickson considerava a hipnose uma mudança de atenção da pessoa. Este estado pode ocorrer de forma espontânea ou conduzida por um profissional da hipnose.

Erickson sustentava que a melhor maneira de induzir este estado era através de uma conversa aparentemente normal. Durante a conversa, semeava mensagens, idéias e conceitos dirigidos à mente subconsciente de seus pacientes, para que ele mesmo encontrasse a solução de seu problema. Portanto, na terapia estratégica, não existe uma divisão rígida entre a comunicação consciente e inconsciente.
Milton Erickson insistia que devemos ter mais confiança na mente subconsciente. A maioria de nossas ações é controlada a um nível inconsciente.

O poder da mente subconsciente

Por exemplo, para realizar a tarefa de mudar o corpo de um lugar a outro, costumamos utilizar mais de 200 músculos. Alguns destes músculos devem estar tensos enquanto outros devem estar relaxados. Deve haver uma sincronia entre todos esses músculos para poder caminhar. Aos três meses, o bebê começa a controlar a cabeça e este é o princípio da aprendizagem do caminhar. Seis meses depois, pode sustentar a cabeça reta e se senta de forma autônoma. Aos nove meses, aprende a engatinhar e com dez meses já pode ficar de pé e começar a deslocar-se, segurando nos objetos.

A criança, ainda lenta e não muito experta, dá seus primeiros passos, mas se cai. Alguns músculos dos joelhos precisam ser fortalecidos para agüentar o peso do corpo. Além disso, a criança deve aprender a tarefa mais difícil: a sincronia para movimentar o seu peso de maneira harmoniosa. Este equilíbrio dinâmico é uma tarefa árdua baseada em um processo de aprendizagem de tentar e errar. Na realidade, caminhar é uma espécie de queda controlada.

Nem todos os bebês são iguais. Alguns apreendem a caminhar antes que outros. Em geral, as crianças aprendem a caminhar entre os 9 e 18 meses. Mas, agora como adultos, ninguém tem consciência de como caminha. O esforço infantil se transformou em uma aprendizagem inconsciente. O que aconteceria se tentasse controlar seus passos? Poderia das passos normalmente? É obvio que seus passos se tornariam lentos e deselegantes.

Este exemplo resume a hipnose Ericksoniana. Milton H. Erickson costumava pedir às pessoas que tivessem mais confiança em sua mente subconsciente. A mente profunda é um depósito de todos os recursos, recordações e aprendizagens da pessoa. Erickson ajudava as pessoas a encontrarem a solução de seus problemas, realizando, às vezes, tarefas diferentes e aparentemente sem sentido. Mas a pessoa, ao realizar as tarefas, tinha uma experiência emocional que servia para superar seu problema.

Deixar de fumar com hipnose

Em uma ocasião, um homem fumante, com um excesso de peso de quarenta quilos, recorreu a Milton H. Erickson para deixar de fumar e emagrecer. Disse que é um agente da polícia aposentado por razões médicas. Confessou que fumava, comia e bebia muito apesar de seu enfisema e pressão alta. O homem disse que gostaria de correr, mas não podia, e o máximo que podia fazer era caminhar.

Era solteiro e costumava comprar os cigarros, bebidas alcoólicas e a comida em um supermercado ao lado de sua casa. Erickson lhe disse que somente uma sessão seria suficiente e lhe deu a seguinte tarefa: “compre os maços cigarros em uma tabacaria que esteja em outra parte da cidade. Assim que sair para comprar os alimentos para cada refeição que fizer, três vezes ao dia, compre em outra parte da cidade. Se você quiser comer fora, procure um restaurante no outro canto da cidade. Também compre as bebidas alcoólicas em outra parte da cidade. Vá beber em bares diferentes, que estejam a um quilômetro e meio de distância. Assim, estará em boa forma”.

Um mês depois, chegou um novo paciente e disse que vinha por indicação de um amigo, um policial aposentado que lhe disse que Erickson era o único psiquiatra que sabia o que estava fazendo.

Um dos psicólogos que colaborou com Erickson era um fumante de cachimbo. Erickson ficou uma hora falando sobre um amigo seu que tinha cometido uma série de inconvenientes em fumar cachimbo. Erickson começou dizendo que seu amigo não sabia onde colocar o cachimbo na boca: “devia ser no centro, um centímetro à direita, um centímetro à esquerda?” O amigo sentia vergonha em colocar tabaco no cachimbo: “Tinha que usar o polegar? Tinha que usar o indicador?” E sentia certo desgosto em acender o cachimbo: “Era melhor colocar a chama na frente, atrás, à direita, à esquerda?”

O jovem psicólogo, enquanto escutava o relato de Erickson, pensava “Por que está contando esta história para mim? Parece que fumar cachimbo não me incomoda”. Erickson contou várias dificuldades ligadas a fumar cachimbo. No dia seguinte, o psicólogo ao voltar para a sua cidade, pensou “Não voltarei a fumar”. O psicólogo deixou o cachimbo para sempre.

Todas as pessoas que lêem o trabalho de Milton H. Erickson se perguntam como conseguia que as pessoas obedecessem suas indicações. Erickson respondeu a essa pergunta, dizendo que “as pessoas são muito educadas e obedientes quando estão em transe”. Com isso queria dizer que, quando a comunicação é sugestiva, não necessariamente hipnótica, a gente acostuma a aceitar as sugestões.

Fonte: http://site.suamente.com.br/a-hipnose-ericksoniana/

ANÚNCIOS

Avatar pua
Rival

Veterano - nível 9

#370663 Eu fico pensando como ele conseguiu desenvolver tanto conhecimento sobre a mente humana,
como ele entendeu os processos mentais e conseguiu criar tecnicas para controla-los.
Avatar pua
chicaopt - MEMBRO EXCLUSIVO
#376082 Acho que ele nasceu para isso,mesmo se modelarmos seu comportamento e suas tecnicas a vida inteira,não chegariamos a seu nivel,mas talvez de para aprender o suficiente para sermos bem sucedidos.
playerD

PUA EXPERT

#376116 Sempre ouvi falar dele, mas nunca cheguei a pesquisar ou ler a respeito.

Mas artigo interessante, depois darei uma pesquisada sobre ele..

:ae
Avatar pua
Dragontronic - MEMBRO EXCLUSIVO
#552867
mrpua escreveu:Eu fico pensando como ele conseguiu desenvolver tanto conhecimento sobre a mente humana,
como ele entendeu os processos mentais e conseguiu criar tecnicas para controla-los.


Ele entendeu primeiramente como funcionava sua própria mente,
E generalizou (a mente dos outros funcionava igual a sua).
Conhecendo a sí, conheceu a todos!
Fácil fácil assim...
Avatar pua
>>Psychokiller<<

Entusiasta

#719670
Dragontronic escreveu:
mrpua escreveu:Eu fico pensando como ele conseguiu desenvolver tanto conhecimento sobre a mente humana,
como ele entendeu os processos mentais e conseguiu criar tecnicas para controla-los.


Ele entendeu primeiramente como funcionava sua própria mente,
E generalizou (a mente dos outros funcionava igual a sua).
Conhecendo a sí, conheceu a todos!
Fácil fácil assim...

Você está equivocado, ele não generalizou. Uma das premissas que ele mais defendia, era a de que cada pessoa e cada situação se apresentam como únicas, e por isso merecem ser tratadas como tal. Não existem duas pessoas, duas situações ou duas mentes iguais.

mrpua escreveu:Eu fico pensando como ele conseguiu desenvolver tanto conhecimento sobre a mente humana,
como ele entendeu os processos mentais e conseguiu criar tecnicas para controla-los.

Ele teve muitas influencias, era doutor em psicologia, médico psiquiatra e estudou psicanalise, mas a sua principal influência veio mesmo da hipnose clássica. O que acontece é que ele inovou a forma de se usar hipnose, criando todo um conjunto novo de padrões de linguagem e combinações muito refinadas e variadas destes padrões, algo totalmente original.

:ae