O crescimento pessoal é fundamental para se ter uma vida melhor, considera tão ou mais importante quantos o estudo da sedução. Educação Financeira.
Vamos deixar de ser focados só em mulheres!
Avatar pua

Criador do tópico

Joker.

MEMBRO PROFISSIONAL

#555579 Boa noite, cafas!

Eu recebo, por e-mail, uma espécie de newsletter do blog "Quero Ficar Rico", de um cara que saca muito de investimentos, enriquecimento e educação financeira. Recebi, hoje, um e-mail que achei interessante e resolvi compartilhar com vocês, moçada.

Você já se viu em situações onde fez diversos planos, mas não conseguiu colocá-los em prática? Certamente sim. Isso ocorre porque, para muitos, é muito difícil dar o primeiro passo.

Acredito que, na maioria dos casos, isso acontece porque definimos um “primeiro passo” muito grande (“Só vou começar a investir quando souber comprar e vender ações e quando tiver R$ 20 mil disponível para isso”) ou sabotamos nossos próprios planos.

Obviamente é necessário se planejar. Mas também é necessário tirar o plano do papel e colocá-lo em prática. E, para isso, é necessário ter atitude e dar o primeiro passo. Por menor que ele seja. Vamos ver alguns exemplos neste artigo.

Livre-se das dívidas
Quem tem (ou já teve) dívidas, sabe o quanto isso é perturbador. Mesmo quando elas estão sob controle (prestações do carro ou apartamento), ainda assim incomoda bastante saber que está “preso” a um financiamento longo por anos.

Para quitar suas dívidas, é necessário se organizar para saber quanto realmente está devendo, para quem está devendo e negociar com cada credor o pagamento.

Para muitos, isso parece tão complicado que não dá coragem nem de começar. Mas é essencial dar o primeiro passo.

Que tal então parar de aumentar a dívida? Ou simplesmente quebrar seu cartão de crédito e só tornar a usá-lo quando quitar essa dívida (e tiver consciência para gastar!)? São passos simples, mas que iniciam uma mudança.

Para saber mais sobre esse tema, recomendo a leitura do artigo ‘Controle suas dívidas‘.

Livre-se das tarifas bancárias
Quem nunca olhou seu extrato e, ao se deparar com uma cobrança de taxa de manutenção de conta no valor de R$ 15 (ou 20 ou 30 reais), ficou revoltado? Acredito que muita gente já passou por essa situação.

O problema é que a “preguiça” e/ou a “falta de tempo” para ir ao banco causa enormes rombos nos nossos bolsos (e grandes lucros aos bancos).

Certo dia, conversando com uma gerente de banco, ela comentou que apenas as taxas de manutenção cobrada dos cliente da agência pagava toda a folha daquela agência! Dá para imaginar quanto as pessoas tem perdido por aí?

Falo em “perder dinheiro” porque atualmente existem diversas opções de conta corrente em que não há cobrança de taxa de manutenção e até mesmo de DOC e TED. São as contas com pacotes de serviços essenciais e as contas digitais.

Basta uma visita ao banco e em poucos minutos, você consegue migrar sua conta para uma modalidade sem cobrança de tarifas.

Para saber mais, leia o artigo ‘Livre-se das tarifas bancárias‘.

Faça uma poupança
Quando falo em “fazer uma poupança”, não quero dizer necessariamente que você deve aplicar na caderneta de poupança. O objetivo aqui é incentivá-lo a poupar parte do dinheiro que você recebe para ter uma boa reserva financeira para emergências e também para realizar sonhos a longo prazo.

O problema é que muitas pessoas acham que ganham tão pouco que preferem não poupar, pois pensam que 50 reais por mês não é nada. E estão enganados!

Pensam assim: “Se eu juntar 50 reais por mês, só terei 600 e poucos reais no final do ano. Sacrifiquei-me para poupar R$ 50 e não obtive nem 30 reais de juros durante um ano inteiro”.

O problema aqui é que se não poupar nada, certamente também não terá nada no final do ano. Ou quando mais precisar.

A ato de poupar dinheiro, por menor que seja o valor, tem vários propósitos: (1) adquirir disciplina de poupar, que será muito útil quando tiver mais dinheiro; (2) ter sempre algum dinheiro para se proteger se imprevistos (ou realizar sonhos) e não precisar se endividar; (3) ensinar uma bela lição para a educação financeira dos seus filhos.

Comece agora a cortar gastos e poupar dinheiro. A aplicação onde esse dinheiro será investido inicialmente é o que menos importa.

À medida que o montante for crescendo, aí sim vale a pena se preocupar com as melhores opções de investimento. O primeiro passo, nesse caso, é a disciplina para poupar.

Aprenda a investir
Conheço diversas pessoas (alguns clientes meus, inclusive) que possuíam volumosos montantes em dinheiro “parado” na caderneta de poupança. Essa aplicação pode ter sua função no auxílio a montar uma poupança, mas como investimento, é uma péssima escolha.

Dessa forma, ter R$ 100 mil aplicado na caderneta de poupança ao invés de títulos públicos, significa uma perda aproximada de R$ 200 por mês!

Alguns acham que investir no Tesouro Direto, CDB ou mesmo ações é tão complicado, que preferem deixar o dinheiro comodamente aplicado na poupança, deixando de ganhar muito dinheiro.

Conclusão
Dar um primeiro passo é importante porque permite que saiamos do lugar onde estamos em busca de algo melhor. E muitas vezes esse passo, por menor que seja, é o início de uma grande mudança. Isso serve para qualquer coisa na vida. E não apenas nossas finanças.

E dar esse passo é simples. Basta ter atitude. Para quem precisa de ajuda, coloquei todo meu conhecimento no livro digital Como Investir Dinheiro (e em dois outros livros que fazem parte do pacote), onde ensino tudo que sei sobre investimentos, educação financeira e isenção de tarifas bancárias.

Tenho certeza que a aquisição desse material facilitará bastante a vida de quem estiver interessado. Mas ele não é essencial. É possível fazer tudo isso sozinho. Basta se esforçar e ter dedicação para dar o primeiro passo. E os demais também.


É isso aí, moçada. É muito importante começar a poupar, por mais que seja pouco. Muitos de nós somos jovens e ganhamos pouco (ou nada, vivendo às custas dos pais), mas é importante começar, desde já, a ter uma boa educação financeira. Quem gostou, clica no joinha? :ae

Abraço, fiquem com Deus.

ANÚNCIOS

Avatar pua
Crassio

Veterano - nível 9

#555611 Show de Bola, leio muito sobre Independencia Financeira, ja li muito livros, de Mauro Halfeld e Gustavo Cerbasi, mas o que mudou meu estilo de vida, em relação ao dinheiro, são estes dois excelentes livros, Pai Rico, Pai Pobre e o Segredo da Mente Milionaria, livros que todos deveriam ler, abraços.
Avatar pua
Leoneo

Aprendiz

#555633 Ótima mensagem, isso não se aplica a somente querer ser rico ou nao, isso se aplica a todas as áreas da vida, o primeiro passo é o mais importante e difícil e a propria fisica nos explica isso ¨corpos em repouso tendem a manter em repouso e corpos em movimento tendem a se manter em movimento¨ isso mostra que quando comecamos algo pará-lo é mais difícil também :) . Até mais. :legal
Avatar pua

Criador do tópico

Joker.

MEMBRO PROFISSIONAL

#555647 O Gustavo Cerbasi (que o colega citou) fala que o primeiro milhão é o mais difícil de juntar e, realmente, não só na economia, mas em todas as partes da nossa vida, o primeiro grande sucesso é o mais difícil, pois é quando começamos "do nada".
Avatar pua
Joe Challenger - MEMBRO EXCLUSIVO
#555662 Bom artigo Joker, se eu não tomar uma atitude, quem vai tomar?

Acho que dei meu 1º passo esse ano, me livrei de uma grande divida e pedi as contas no emprego...
Quero me virar, ter meu proprio negocio... e a necessidade é a mãe da criatividade
Se tudo correr como o esperado, vou ter que trabalhar bastante, mas trabalhar para mim...

Valeu
Avatar pua
Taccastro

Veterano - nível 10

#621606 Interessante seu post, venho a alguns dias lendo artigo referente a finanças e o seu me chamou muito a atenção em que cita investimentos e Tesouro direto e CDB vou procurar saber sobre porque tenho uma pequena quantia parada na poupança talvez seja uma boa mesmo, Obrigado amigo bom tópico. :ae
Avatar pua
bullitt

MEMBRO PROFISSIONAL

#622371 O primeiro passo é de fato muito importante.

Antes de entrar no mercado de ações, comecei a juntar dinheiro todo mês, fazer a chamada poupança e fui colocando em fundos do banco onde recebia o meu salário. O importante é ir juntando dinheiro e pondo lá. O que você colocou na aplicação você não tira mais, só se for para transferir para uma aplicação que renda mais.

Tenha em mente que o dinheiro que você colocou na poupança é sagrado, intocável. Nunca saque o dinheiro o que você economizou e que está aplicado, só gaste o que está na sua conta corrente. Está com vontade de comprar algo? Espere pelo salário do mês que vem. Considere que o dinheiro que está poupado não é mais seu, é do seu futuro. O sacrifício que você faz hoje retornará em benefícios multiplicados no futuro, fique certo disso.

Aí você pensa, putz tenho toda a vida pela frente, posso começar a poupar daqui 5 anos. Você possui a grande chance de ficar rico. Tenha em mente que começar daqui 5 anos vai diminuir suas chances. Lembre-se que o tempo ajuda a gerar dinheiro, por causa dos juros compostos! Tem uns sites aí que tem uma calculadora de quanto tempo você leva para juntar o primeiro milhão. Faça umas simulações e veja como o tempo é importante para gerar riqueza.

Se eu tivesse R$1,00 e fosse imortal, com certeza ficaria rico.

Dinheiro gera dinheiro, é impressionante. É uma dureza juntar os primeiros R$10 mil, depois é uma dureza juntar os primeiros R$100 mil, mas depois a coisa vai deslanchando. Acredite, que é assim mesmo.
Avatar pua
Kunrt

Veterano - nível 4

#622496 Gostei do texto, e é bem isso que acontece com a grande maioria das pessoas. Há uma dificuldade imensa em da o primeiro passo pra conseguir juntar dinheiro, para alguns isso é uma tarefa árdua ou quase impossível.
Não sei quase nada de fundos de investimento, estou começando a entender um pouco mais agora. E tô gostando.Esse tema é interessante para todos, afinal de contas é seu dinheiro que vai render.