Depoimentos de mudança com o PUABASE.
Conte nos nessa área um pouco da sua evolução atingida com os conhecimentos adquiridos no PUABASE. Adoraremos ler a evolução de um membro da nossa irmandade.

O primeiro é fazer você refletir sobre o seu desenvolvimento e o segundo é conhecer um pouco mais a evolução dos outros membros.

Criador do tópico

gui.gui - DOADOR

Veterano - nível 10

#883229 AVISO: Esse jogo se prolongou durante muito tempo, então muitos detalhes passarão batidos, até porque nem tudo foi feito de forma consciente. Eu pensei muito se valia a pena ou não fazer esse relato devido as informações meio descasadas, mas acredito que é o mínimo que eu devo fazer já que aprendi muito aqui no fórum. Honestamente, acredito que os iniciantes poderão tirar algo de valor nesse relato. Para os usuários intermediários e avançados, acho que não existe nada aqui que acrescente ou que vcs não passaram no começo da trajetória de vocês.

OBS1: era para ser um relato misturado com um depoimento sobre o começo da minha trajetória. Como ficou muito grande, resolvi colocar na seção de depoimentos em vez da seção de relatos. Caso a moderação queira mudar de lugar, que fique a vontade

OBS2: ficou grande pra cacete, mais do que eu gostaria. Sei que textos grandes no fórum não são atrativos, mas procurei detalhar ao máximo já que essa é uma das minhas maiores críticas aos relatos/depoimentos aqui no fórum. Procurei escrever pensando em como eu gostaria que fossem os relatos quando eu me registrei no fórum. Se você estiver com preguiça, pode pular para o resumo no final.

Assim como muitos que entraram no puabase, eu entrei nesse mundo por causa de uma paixonite e porque eu não suportava mais o fato de não conseguir tomar atitude, mesmo quando as oportunidades batiam na minha porta. Li muitos materiais, muitos mesmo, assisti muitos seminários. Porém, o mais importante eu não conseguia fazer: dar o primeiro passo e colocar em prática aquilo que eu estudei.

A primeira oportunidade que eu tive com essa HB foi a quase 1 ano atrás. Ela é daquelas mulheres muito seguras de si, que fala o que pensa e não liga para o que os outros pensam. Como frequentamos a mesma academia e possuímos amigos em comum, começamos a conversar bastante na academia. Sempre achei ela gatinha, mas como todo beta, não tive coragem de fazer nada no começo.

Quando começamos a conversar, vi que ela sempre dava umas tiradas sarcásticas no povo na academia, meio que na zoação. Percebi também que ninguém respondia de volta. Eu, como a pessoa sarcástica e irônica que sempre fui, comecei a dar umas respostas que deixava ela sem fala. Com o tempo, ela foi mudando a forma de lidar comigo. Passou a conversar num tom de voz mais macio, ficar me olhando enquanto eu andava pela academia e passou a encostar muito em mim. Nessa época eu ainda não tinha estudado sobre Pick Up de verdade. Havia apenas me registrado no fórum e lido algumas poucas coisas. Eu sentia que ela estava diferente, mas eu não conseguia entender a razão. Eu sempre soube que eu sou bom com negs e sarcasmo, mas só depois de começar a estudar o conteúdo do fórum que eu descobri que isso é muito bom pra atrair mulheres.

Como eu ainda me comportava como um beta, eu fiquei esperando o tempo passar para ter certeza que ela tava afim e chegar nela, mas, na verdade, eu tinha era o medo de chegar em uma mulher. Assim, fui deixando o tempo passar, enrolando ela, até ela perder o interesse. Nas férias do meio do ano eu consegui ler um pouco sobre as teorias do Pick Up e vi a merda que eu tinha feito e ao mesmo tempo fiquei maravilhado em saber que neg funciona pra caralho! Fiquei bem decidido em tentar aplicar toda essa teoria na minha paixonite na tentativa se o que era escrito por aqui funcionava de verdade. Passei a usar o kino da forma em que eu me sentia confortável (braço, ombro e mão) e intensificar as "tiradas". Ela continuou bem receptiva, mas eu não conseguia parar de dar negs e elogiá-la em vez disso (sim, eu tinha vergonha). Até que, por milagre, tive coragem de convidar ela pra "sair" comigo: eu disse que eu iria num restaurante tal, um que eu sabia que ela gostava, e se ela tava afim de ir tb. Imaginem um beta chamando uma mulher pra sair. Imaginou? Então, esse era eu. Não tive nem coragem de olhar pra ela nos olhos (aliás, ainda não conseguia manter contato visual com ninguém) ao fazer o convite. Resultado? Claro que ela aceitou e me enrolou. Estaria ela dando o troco por eu ter enrolado? Não sei, mas eu também não aceitaria o meu convite da forma que ele foi feito.

Fiquei indignado, postando perguntas bestas no fórum, sem saber o que fazer. Ela me enrolou mais uma vez algumas semanas depois, então resolvi me dar por vencido. A partir disso, resolvi estudar de verdade. Comecei a fazer o desafia Style Life. Fui até o terceiro dia e fiquei muito surpreso como era difícil! Demorei umas 3 semanas para completar esses 3 dias, mas não desisti. Porém, vendo as outras "missões", vi que não tem combina com a minha personalidade. Passei, então, a procurar por outras alternativas. Assisti o seminário da RSD inúmeras vezes e estudei muitas coisas mais. Porém, assim como muitos iniciantes aqui, eu não conseguia abordar uma mulher sequer por vergonha, mesmo sabendo tudo que eu deveria saber. Isso me deixava profundamente angustiado: como uma pessoa que sempre conseguiu o que quis na vida, seguro para fazer qualquer coisa (até para fazer aquilo que eu não sabia fazer) não tinha coragem de falar um único "a" com mulheres desconhecidas?? Resolvi evoluir por etapas e começar com a auto-confiança.

Li muitos livros e assisti muitos seminários sobre o famoso Inner Game (como vcs podem ver, sou muito estudioso). Comecei a focar em contato visual. Depois de conseguir manter contato visual com qualquer pessoa pelo tempo que eu quiser, foquei em conseguir me aceitar do jeito que sou e não ligar para a opinião de terceiros. Na verdade, sempre fui feliz de ser como eu sou e nunca me importei com a opinião dos outros, mas eu vi que isso não se aplicava quando o assunto era mulher. Quando atingi esses objetivos, realmente eu me sentia muito foda em relação a tudo, a gente muda da água para o vinho. Oportunidades começaram a surgir apenas pelo fato de eu ter me tornado muito mais confiante. O único problema era que eu ainda não conseguia fechar o KC. Ainda tinha muita vergonha em quebrar rapport, elogiar e partir para o beijo. Foram vários os casos de mulheres que só faltavam dizer "me beija logo, não aguento esperar mais", mas a maldita vergonha não me largava.

Vieram as férias de fim de ano. Era mais que hora de eu aprender essa porra de Pick Up! Estudei mais um pouco, mas logo vi que não havia mais nada de novo para absorver. Ou seja, o problema continuava sendo o meu Inner Game. E dale seminário da RSD! Era notável que eu estava diferente. Olhava todo mundo nos olhos, estava mais solto para conversar com as pessoas, assim como para fazer o que eu tinha vontade. Era como se independente da pessoa que eu estivesse conversando, eu me sentia livre como se estivesse conversando com o meu melhor amigo. Acabaram-se as férias e voltei a ter contato com a paixonite. Achei ela diferente, mais atraente. Dessa vez eu pensei se ela ainda me der moral, eu não vou enrolar e eu vou pegar! Tenho certeza!

Voltamos a conversar e ela continuava me tratando como amigo. Primeiro eu pensei: Fodeu, friend zone na certa. Depois, pensando com mais calma, eu cheguei a conclusão de que era a oportunidade perfeita para eu botar em prática TUDO o que eu estudei ao longo de quase 1 ano sem prática. E assim o jogo começou de verdade. O que vai ser descrito abaixo, hoje em dia eu faço com TODA e QUALQUER mulher que eu converso, mesmo sem que haja a intenção de jogar com ela.

Sempre que conversávamos, eu não desviava o meu olhar dos olhos dela por um segundo sequer. Voltei com kinos leves, pegando no ombro, e no braço de forma bem despretensiosa. Comecei a ser cocky and funny, mostrando que eu sou muito seguro de mim. Tudo isso na maior sutileza possível para ver se ainda existia um resquício de interesse por parte dela. Ah, voltei com os negs, mas, agora, eu sei dosar a quantidade. Ela não se mostrou desconfortável com essas minhas novas atitudes, ou seja, sinal verde para jogar!

Ao longo de 1 mês eu passei a aumentar o kino: as vezes em encostava a minha perna e a mão na perna dela "sem querer", passei a dar um beijo de verdade no rosto ao cumprimentá-la, toques nas costas e na cintura. Ao mesmo tempo, as minhas frases de C&F iam ficando cada vez mais "pesadas" como "pode ficar feliz agora que eu cheguei", "isso é cara de quem está adorando conversar comigo" e, talvez a que deu mais efeito foi "eu não sou convencido, só sei aquilo em que sou bom". Ah, os negs continuaram presentes, mas mesclados com doses de elogios! De vez em quando eu dava uns gelos nela tb: eu chegava na academia, a cumprimentava, e passava o resto do tempo conversando com outras pessoas menos ela. Fui percebendo que o humor dela melhorava muito quando eu ia conversar com ela, ela passou a disputar a minha atenção e passou a encostar em mim de forma cada vez mais intensa. O maior indicador de que ela estava muito afim foi quando ela chegou para me cumprimentar e eu, como estava sentado e ela em pé, a cumprimentei tocando a parte de trás do joelho dela. Esse toque fez com quela ela desse um passo pra frente, como se fosse para o toque ficar mais agradável para ela e, ao mesmo, tempo ela disse - num tom de brincadeira - que estava com saudade e passou a mão nos meus cabelos. Mesmo com isso tudo, ainda me sentia travado para chamá-la para sair mais uma vez.

Foi então que eu li o livro How to Build a Confident Mindset. Esse livro mudou a minha vida, honestamente. Era a peça que faltava para eu me tornar totalmente seguro de mim. Assim, consegui prometer que nessa semana agora eu iria chamá-la para sair. Na segunda foi o meu aniversário e quando ela perguntou a minha idade achando que eu ia fazer a mesma idade que ela, mas descobriu que eu sou mais novo, ela disse "achei que você fosse me pegar" se referindo a idade. Graças ao livro, eu estava me sentindo muito confiante. Foi, então, que olhei no fundo dos olhos dela e disse "não, mas tô quase". Ela deu um sorrisinho e respondeu "tá mesmo". Sinal maior, impossível, né? Na hora de despedir, a chamei para sair da forma que todo mundo por aqui recomenda: afirmando que a gente vai sair no dia tal. Ela aceitou sem pensar duas vezes.

Passei de terça a quinta planejando o encontro: o que fazer, onde ir, sobre o que conversar, como sentar perto dela e etc (coisa de iniciante). Ontem nós saímos e, para o meu desespero, já começou errado: ela não quis que eu a buscasse em casa. Como eu cheguei primeiro, pensei: fodeu, como vou fazer para ela sentar ao meu lado para eu poder usar o kino? Ela chegou, eu dei um abraço mais apertado que o normal e ela sentou de frente pra mim (naaaaaaão!). Rolou um FT gigantesco e eu só conseguir pegar na mão dela 1 única vez, por um breve momento. Eu já tinha aceitado o fato que seria uma FZ eterna. Porém, PORÉM, na hora de despedir, ela veio me dar um abraço com as duas mãos, coisa que nunca tinha feito a não ser ao me dar parabéns. Estalou na minha cabeça: a oportunidade é essa! Foi então eu dei um abraço bem apertado, demorado e, como se fosse me despedir, dei um beijo quase na trave. Recuei o resto um pouco e dei um sorriso maldoso olhando nos olhos dela, de forma bem serena. Aí, quando dei por mim (não consigo lembrar se fiz o olhar triangular) ela já tinha tomado a iniciativa de me beijar.



Resumo e considerações:
1) Cada um possui um ritmo de evolução. Não se desespere e gaste o tempo necessário para que essa jornada não seja traumática. Tomar iniciativa é foda pra cacete. Alguns tem mais facilidade, outros menos.;
2) É normal fazer perguntas banais no começo, afinal, estamos entrando em um mundo totalmente desconhecido. Se algum usuário te criticar pela pergunta, apenas ignore. Como vovó já dizia: não existe pergunta idiota, desde que seja sincera;
3) Quando dizem que a gente deve estudar menos e praticar muito mais, é verdade! Mas isso a gente só aceita quando começamos a praticar...;
4) Priorizem a auto-confiança, ela é a base de tudo. Eu só fiz o que fiz porque sou uma pessoa mais confiante em todas as áreas da minha vida;
5) Essa é pessoal: seja fiel aos seus valores. Não mudei aquilo que você acha que não vale a pena;
6) Acreditem no jogo! Ele funciona mesmo!

ANÚNCIOS

Avatar pua
Higher!!

PUA Avançado

#883243 Ótimo relato e com um bom avanço...
E gostei muito mais pelo fato de você resumir alguns pontos primordiais e colocá-los em pauta.

Parabéns e traga mais semelhantes a esse para compartilhar conosco!
Boa sorte e tudo de bom :ae
mfofb

Aprendiz

#883252 Gostei demais do seu relato cara, me identifiquei muito com ele, falou basicamente tudo que penso e acredito.

Obrigado por compartilhar.
Avatar pua
Fimbrilisk - MEMBRO EXCLUSIVO
#883267 Então, gui.gui, Queria te parabenizar pelo relato!

Como iniciante aqui no fórum, a primeira coisa que eu notei foi a sua ortografia. Muita das vezes, intermediários e veteranos tem um português fodido aqui, isso me dá agonia e eu nem dou feed ou curto, simplesmente fecho, enfim. Parabéns!

Sobre o relato, parabéns novamente, bem bacana, seria legal você postar relatos de campo aqui, até porque como eu disse acima, você escreve bem e expõe muita coisa que talvez você não saiba, mas, ajuda bastante gente aqui, principalmente os iniciantes.

É isso aí, cara, evolua!

Abraço!
-Fimbrilisk
Dougão

#883297 Cara ótima evolução e muito bacana o relato, também tô começando nesse mundo da sedução e tuas dicas certamente vão me ajudar.
Valeu por compartilhar tua experiência conosco.
Abraço.
Avatar pua
adrieldbz

Veterano - nível 7

#883329 Bacana demais sua historia, meu primeiro beijo pelo que me lembro foi bem parecido eu a abracei e ela veio e me beijou kkkk foi tipo oooooooooouuuuuuuu pense num cara que foi embora da escola andando em nuvens, mas você disse tudo:

Priorizem a auto-confiança, ela é a base de tudo. Eu só fiz o que fiz porque sou uma pessoa mais confiante em todas as áreas da minha vida;

Abraços e muita Luz e Energia na sua vida.

Criador do tópico

gui.gui - DOADOR

Veterano - nível 10

#883656 Pessoal, muito obrigado pelos feeds. Escrevi da forma que eu gostaria que os relatos/depoimentos por aqui fossem escritos.

Espero que tenha ajudado alguém, nem que seja 1 pessoa apenas.

Assim que tiver mais relatos, não hesitarei em postar.

Abraço!
Avatar pua
Zonfertwo

Veterano - nível 1

#884034 Antes de comentar sobre o tópico, estou a procura desse livro how to build confidence a mindset se tiver ele, favor disponibilizar. Òtimo tópico, as pessoas criam tópicos para nos lembrarmos que a chave de todo o processo de sedução é a confiança, e por incrível que pareça, o motivo de procurarmos o PUA é sempre a falta de confiança e em nós mesmos. O PUA deve focar no auto conhecimento antes de tentar seduzir mulheres, essa é minha opinião, e é nisso que eu estou trabalhando a cada dia. Abraço :D
Avatar pua
RGabriel

Aprendiz

#885131 Ótimo relato! Pra quem está começando vai ajudar muito, além da história de superação ser motivadora pra qualquer um. Está aí um exemplo a ser seguido, parabéns por estudar o q achou que seria preciso sem preguiça ao invés de desistir e sair dizendo que o jogo não funciona e que Pick Up é uma farsa.