O crescimento pessoal é fundamental para se ter uma vida melhor, considera tão ou mais importante quantos o estudo da sedução. Educação Financeira.
Vamos deixar de ser focados só em mulheres!
Avatar pua
# T7 #
#806683
Leis da riqueza — Economizar — Dr. Lair Ribeiro


Economizar é acumular o que sobra do seu ganho.

Imagine alguém ganhando 20 mil dólares por ano, gastando 19 mil e guardando mil: o resultado é felicidade. Agora, imagine alguém ganhando 100 mil dólares por ano, gastando 110 mil e devendo 10 mil: o resultado é infelicidade. No entanto, a sociedade, em geral, aplaude muito mais quem ganha 100 mil e deve 110 mil do que quem ganha 20 e gasta 19 mil. Coisas inexplicáveis da natureza humana!

Economizar


A maior mentira que podemos contar a nós mesmos sobre riqueza é que se ganharmos mais dinheiro seremos ricos. Não é o quanto você ganha que o torna rico, mas, sim, o quanto você economiza.


A importância do dízimo pessoal



Se você é capaz de guardar mais do que 10% do que ganha, ótimo. Isso significa que a trilha da riqueza não será penosa para você, pois economizar já é uma prática no seu cotidiano. Mas eu quero enfatizar a importância de você reter em um investimento separado os 10% que constituem o seu dízimo pessoal.

Por que ter os 10% em um investimento separado? Porque 10 é um número cabalístico e existem algumas tradições que não nos cabe contestar. Se não nos servirem, devemos descartá-las; se forem úteis, devemos incorporá-las, como é o caso do dízimo.

O número 10 tem uma simbologia cabalística: 1 = criatividade e 0 = mais.

Quando você abre a torneira, sai o quê? — Água! A água que sai da torneira vai para onde? — Para o esgoto. O esgoto vai para onde? — Para o rio, para o mar, para onde tiver água!
Ou seja: assim como água atrai água, dinheiro atrai dinheiro. É esse o segredo por trás do pagamento do dízimo pessoal: a criação de um ímã para a atração de dinheiro.

Para economizar é preciso saber


Quando eu falo em dízimo pessoal, algumas pessoas dizem: — Ah, mas eu ganho tão pouco...

Eu costumo responder: — Ótimo. Dez por cento do que você ganha também vai ser muito pouco; então, será muito mais fácil guardá-lo.

Isso parece brincadeira, mas não é. Há pessoas que não conseguem guardar um centavo do que ganham. Vivem sempre no limite, ou ultrapassando o limite, porque não sabem gastar ou o fazem de forma compulsiva.

Imagine que você esteja trabalhando para superar as formas compulsivas e emocionais com que tem gasto o seu dinheiro e está sentindo a necessidade de ter um controle efetivo da sua disponibilidade financeira. De que você precisa para iniciar esse processo e saber, efetivamente, o quanto está sobrando ou faltando no seu orçamento?

De um fluxo de caixa. É disso que você precisa para saber se, no final do mês, você vai conseguir poupar algum dinheiro, além do dízimo pessoal, que é sagrado! Faça um. É simples e vai dar a você parâmetros consistentes para acompanhar suas finanças.


Dr. Lair Ribeiro

Imagem

Dr. Lair Ribeiro, palestrante internacional e autor, é médico com mestrado em Cardiologia. Ele viveu 17 anos nos Estados Unidos, onde realizou treinamentos e pesquisas na Harvard Unversity, no Baylor College of Medicine e na Thomas Jefferson University e foi diretor da Merck Sharp & Dohme e da Ciba-Geigy Corporation.

Creative Commons License Todos os direitos reservados e protegidos pela lei 9.610 de 19/02/98. Infratores terão de responder conforme lei dos direitos autorais.
Avatar pua
bullitt
#810101 Faz tempo havia bolado uma artigo para postar aqui, fiz um rascunho, mas por falta de tempo não consegui terminar. Segue mais ou menos a mesma linha dessa série de artigos postados pelo #T7#. Vou postar a maior parte do que havia pensado:

---

Uma coisa é aquele dilema de "viver a vida" ou "juntar dinheiro"? Existem pessoas nos dois extremos, aquelas que gastam tudo o que ganham e até um pouco mais graças aos cartões de crédito, e em menor número, algumas pessoas que economizam dinheiro a ponto de não gastarem nada além do mínimo para sobreviver.

O que gosto de dizer é que as pessoas tem que ter um equilíbrio em suas vidas, inclusive na área financeira. É preciso economizar e ao mesmo tempo também gastar, mas gastar com inteligência.

Mas o que é gastar com inteligência? É pensar bem antes de gastar o seu dinheiro, evitar comprar por impulso, e ao mesmo tempo gastar de forma compatível com a sua renda. Quando você compra por impulso corre o sério risco de comprar alguma coisa que vai usar muito pouco ou até esquecer no armário. Eu também faço isso de vez em quando, compro algo que achava que ia usar mas ficou encostado, acontece, mas pelo menos fiz uma avaliação racional antes de comprar. O problema é quando se faz isso por compulsão, o que acaba consumindo todo o seu salário. Já deixei de comprar muita coisa cara e inútil fazendo uma análise racional!

Também tem que se avaliar se aquilo que se compra vai trazer um benefício compatível com aquele preço que você está pagando. Será que aquela corrente de prata de R$500 vale mesmo a pena? Será que uma corrente cara assim vai fazer muita diferença na sarge? Só você quem sabe!

Aquilo que você gasta em uma coisa vai te impossibilitar de comprar outra coisa (às vezes mais importante), afinal dinheiro é um recurso finito. Isso é ainda mais importante para quem ganha pouco dinheiro, tem que fazer muito com aquele pouco dinheiro que se tem!


Muitas vezes as pessoas querem ter um gostinho de uma vida que sonha, mas não tem na realidade. Claro que sonhar com algo é bom, mas ao invés de lutar para mudar essa realidade, muitas pessoas preferem se prender a coisas menores que trazem alguma ilusão ou sensação temporária de felicidade. A publicidade na TV ajuda a reforçar essa busca por uma ilusão, por um consumismo que leva a uma busca de felicidade que não se sustenta por muito tempo e te força a comprar de novo, como se fosse uma droga. Você não pode basear sua felicidade em compras, como aqueles infelizes que fazem fila na loja da Apple para ser um dos primeiros a ter um celular novo e caríssimo, só ligeiramente melhor que o antigo. Aliás muita gente compra coisa cara só para ostentar uma imagem, mas não tem grana nem para o dentista...

Os empresários sabem muito bem que a cultura do brasileiro é dar maior valor para aquilo que custa caro.
É por isso que coisas como carros, roupas de marca, restaurantes, tênis e sapatos, malas de viagem, etc. custam absurdamente caro no Brasil, mesmo se tirassem os impostos. Uma forma de gastar com inteligência é optar por comprar uma coisa barata e de qualidade mas que pareça mais cara do que é. Vou dar um exemplo:

http://dx.com/p/stainless-steel-self-winding-mechanical-tachometer-wristwatch-14045

Imagem

Com menos de R$50 você pode comprar um relógio que para qualquer pessoa que vê parece que foi muito mais caro. Os reviews do site atestam que o produto é muito bom. Se te assaltarem, são só R$42 que foram pro saco.

É possível montar um guarda roupa com roupas legais e de qualidade sem marcas famosas e sem precisar gastar muito. Nada contra roupas de marca, mas a idéia é usar bem o seu dinheiro quando ele é um recurso limitado. Quando não tinha dinheiro eu não usava roupas de marca, eu usava aquilo que podia comprar. Aliás, com jeans e uma simples camiseta preta você vai tranquilo para qualquer balada. Quando passei a ganhar mais, além de conseguir economizar, também podia gastar em viagens para o exterior e comprar roupas de marca lá fora. É importante gastar de forma compatível com a sua renda. Se você sempre gastar muito e não conseguir economizar, não vai ter espaço para evoluir financeiramente, vai sempre ficar naquela vida de aperto!


Quando você economiza e investe o dinheiro, é o dinheiro que vai começar a trabalhar por você. Vale a pena se informar sobre várias alternativas de investimentos porque quanto mais cedo investir, mais tempo o dinheiro vai ficar "trabalhando" aliado à mágica dos juros compostos: o dinheiro que você ganhou com o juros também vai render juros. Dinheiro, quando bem empregado, tem o poder de atrair cada vez mais dinheiro.

Para finalizar, gosto de dizer que o dinheiro pode não trazer a felicidade, mas evita muitas tristezas que poderiam ser evitadas por causa da falta de dinheiro.
Avatar pua
Crassio
#811131
Caramba veio, ótimo também esse POST do Dr Lair Ribeiro, ele fala algumas coisas que da vontade colocar em prática na hora, to gostando pra caramba desses seus POSTS, continue postando ae, abraços.

Crassio
Avatar pua
Cooper
#815177 Dou meus parabéns com os post até mesmo do bullitt. Essencial para mudança de ideias racionais e não emocionais, Tudo tem sem tempo e momento sabendo suas prioridades! Impulso ou racional ? FicaDica