Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!

Criador do tópico

Alex Nij

Aprendiz

#265676 Galera, bom dia.

Como podem ver, nesse momento sou um PUA iniciante perante a contagem do fórum, apenas 20% da minha jornada PUA está completa.

Estudo o mundo PUA há quase um ano. Postei apenas dois tópicos até agora aqui no PUABase, participo de vários outros fóruns sobre vários assuntos (sobre PUA somente esse), e procuro sempre contribuir quando eu tenho argumentos ou embasamentos para algo, e não na base do achismo. Creio que temos que ser responsáveis com as informações que colocamos na internet, ainda mais num fórum PUA, onde podemos estar de certa forma "decidindo" a vida de alguém perante nossos conselhos.

Bom, antes do mundo PUA e mesmo agora, lidar com as expectativas é uma tarefa complicada, mas não impossível de se resolver. Reparo que isso acontece na vida de muita gente, tanto homens quanto mulheres.

Muita gente se frustra com relacionamentos, ou mesmo com não relacionamentos, existem frustrações na época de sarge também. Muita gente sabe que expectativa gera frustração, mas acaba não colocando isso em prática no dia-a-dia, e convenhamos, frustração é um sentimento que ninguém quer. Seja no mundo PUA ou não, frustração não contribui em nada com nossa vida.

Pense que existe a crença irracional e a crença racional. A primeira é a que nos faz criar expectativas e possíveis frustrações, a segunda é a que nos faz agir de maneira coerente para com nós mesmos e com os outros.

Basicamente a crença irracional é formada por EXIGÊNCIAS + RÓTULO.

A crença racional é formada por PREFERÊNCIAS + ACEITAÇÃO.

Eu poderia dar milhares de exemplos aqui, mas vou citar um exemplo que com certeza é comum a muitos de nós.

Você está numa sarge com uma HB que realmente tenha lhe chamado a atenção. Você saiu com ela uma vez e foi ótimo (imaginemos que não rolou KC nem FC, mas ainda assim valeu a pena), inclusive você ouviu isso da boca da HB, e ela mesmo lhe disse "nossa, temos que marcar outra dessa, me liga".

Ok, supomos que no dia seguinte você ligue e ela não te atenda. Você liga novamente e ela não te atende, você liga a terceira vez e ela não te atende. Aí você se vê frustrado e procurando o motivo dentro de sua consciência, acaba descobrindo que essa frustração/melancolia vem do fato de uma HB pela qual você realmente se interessou, ter lhe dado um forte IDI, e depois não lhe atender. Se você se sentir frustrado/melancólico após uma seqüência como esta, tenha certeza de que você está crendo irracionalmente.

Como eu disse antes, a crença irracional é formada por exigências + rótulo. Nesse exemplo acima, após uma bela noite com a HB, e um IDI fortíssimo por parte dela (pedindo para que você ligasse para marcar outro encontro), você criou uma exigência mental, que no caso seria ELA VAI TER QUE ME ATENDER, e junto disso um rótulo, que geralmente é SE ELA NÃO ME ATENDER, É PORQUE ELA NÃO ME QUER.

O fato de você ter criado essa exigência + rótulo inconscientemente, fez com que você experimentasse uma frustração/melancolia perante o fato, o que acaba te desestimulando ainda mais. Pode ser que, dali há alguns dias você consiga falar com a HB e ela justifique o fato de não lhe ter atendido, isso vai lhe deixar aliviado, vai lhe retirar a frustração naquele momento, mas não te poupa do sofrimento anterior, e pior, inconscientemente lhe faz crer que você está certo, e te estimula a continuar criando esse padrão de exigência + rótulo.

Proceder corretamente no exemplo acima seria crer de maneira racional. Ou seja, vamos no mesmo exemplo substituir a crença irracional pela racional. Ao invés de mentalmente criar exigências + rótulo, vamos criar preferências + aceitação, que são os formadores da crença racional.

Após o fortíssimo IDI da HB, você chegou em casa e divagou acerca para formar sua estratégia para o próximo contato, nesse momento é importante que você deixe claro para si quais são as suas preferências diante da situação e sua aceitação para os possíveis resultados.

Você decide dentro de sua estratégia ligar para ela, aí você pensa, quais são as probabilidades de acontecimentos ligados a essa estratégia?

Ligação -> Ela me atendeu -> Eu convidei ela para ir ao cinema -> Ela aceitou
-> Ela recusou -> Ela me deu um motivo sincero
-> Ela simplesmente falou que não
-> Ela não me atendeu -> Qual foi o motivo? (estude então as possibilidades)
...
...
...
...
...
...
...
E por aí vai, você traça um plano mental para os acontecimentos, e diante de cada situação acima, você coloca a sua preferência no caso de dar errado. Por exemplo, se ela recusar o seu convite para ir ao cinema, pense assim, "eu preferiria que ela aceitasse o meu convite, mas se não acontecer não é o fim do mundo, ninguém morre por causa disso, não é uma tragédia, é apenas um inconveniente." Forme assim sua linha de ação para cada possível acontecimento dentro da sua estratégia. Dessa maneira você estará conversando com seu inconsciente e criando nele uma idéia de resposta sentimental aos possíveis acontecimentos.

Na seqüência você deve formalizar a idéia de aceitação perante ao fato negativo (qualquer que seja ele). Se ela não te atendeu, ou recusou seu convite para ir ao cinema pense da seguinte maneira, "eu continuo sendo o mesmo, ela continua sendo a mesma, independente dos resultados, a minha essência e a dela são imutáveis." Dessa maneira você deixa o seu inconsciente pronto para crer racionalmente. Dessa maneira você não estará sendo submisso a situação proposta, mas sim sendo lógico e real.

O mesmo pode se aplicar as suas atitudes. No caso você ligou três vezes certo? Você pode se sentir impedido de ligar a quarta vez ao pensar "ela vai achar que eu sou um Zé Mané que está desesperado atrás dela", aí eu te pergunto, será mesmo? Essa é a sua essência? Quando você está desesperado para tomar uma cerveja e liga para um amigo/amiga três vezes e ele não atende, isso faz ele/ela mudar sua percepção sobre a sua pessoa? Ainda que seja no começo de um relacionamento? Você sabe que a sua essência é imutável, essa é uma realidade, o mesmo ocorre com a HB ou quem quer que seja, por isso é importante criar essa crença racional, para agir logicamente.

Isso serve não só na sarge via mensagens online/SMS/ligações, como na sarge ao vivo. Você pode rapidamente traças esses posicionamentos mentalmente antes de determinada situação em campo aberto.

Com o tempo o seu incosciente vai passar a aplicar esses conceitos automaticamente.

Dessa maneira a frustração/melancolia irão dar lugar a um pensamento lógico e racional, que só virão a contribuir na sua jornada, como PUA e como pessoa.

Não há como não crermos, sempre que desejamos algo criamos uma crença interior, o que podemos fazer é escolher se queremos crer racionalmente ou irracionalmente.

Espero ter ajudado os colegas.

Forte abraço do Alex Nij! :D

ANÚNCIOS

Soilworker

PUA Avançado

#265681 :ajoelhar

Já está nos favoritos!

Acho que isso aconteceu com praticamente todo mundo que se "aventura no mundo PUA". A melhor HB da minha vida foi numa sarge totalmente despretenciosa. Agi naturalmente (pra ser sincero eu só queria saber de tocar violão com os amigos). No fim da noite ela que me agarrou. Fomos para o Chico Hamburguer (lanchonete famosa aqui de SP) e depois pro AP dela, onde rolou um FC maravilhoso. No dia seguinte eu liguei e ela não atendeu. No outro dia ela atendeu e disse que estava doente, por isso não tinha atendido e por esse mesmo motivo não ia rolar a gente se ver. Ansioso, liguei para ela uma semana depois para nos vermos. Combinamos o local e tudo e ela não apareceu (ainda bem que estava com uns amigos). Depois disso não liguei mais e nem tive mais notícias. Passei por exatamente tudo que você descreveu. Melancolia, frustação, paixonite, etc... fiquei mal mesmo!

Alex Nij escreveu:Quando você está desesperado para tomar uma cerveja e liga para um amigo/amiga três vezes e ele não atende, isso faz ele/ela mudar sua percepção sobre a sua pessoa? Ainda que seja no começo de um relacionamento? Você sabe que a sua essência é imutável, essa é uma realidade, o mesmo ocorre com a HB ou quem quer que seja, por isso é importante criar essa crença racional, para agir logicamente.


É, por mais obvio que pareça é díficil pensarmos desse jeito na hora. Depois quando tudo passa e a gente lembra dos fatos é bem fácil dar risada e lembrarmos o quão patéticos parecemos. :rolf

abs

Criador do tópico

Alex Nij

Aprendiz

#265916
Soilworker escreveu:
É, por mais obvio que pareça é díficil pensarmos desse jeito na hora. Depois quando tudo passa e a gente lembra dos fatos é bem fácil dar risada e lembrarmos o quão patéticos parecemos. :rolf

abs


Soilworker, não é tão difícil não. Você tem que treinar seu inconsciente a dar esse tipo de resposta. É uma prática, e não precisa de muito esforço para chegar a perfeição.

Obrigado pelo comentário. Eu achei que mais gente ia escrever alguma coisa, enfim, falem bem ou mal, mas falem algo, deu um trabalhão escrever isso tudo.

Abs.
Kïng

Pickup Artist

#265944 Bem explicativo esse seu post, Alex. Gostei de lê-lo; português bastante fluente. hehe

Seguinte, de certa forma o que tu nos propôs APARENTA ser realmente lógico, óbvio... fato. Mas nem tudo que aparenta é. Não sei porque, mas tenho em mente que o que você propôs foi criar crenças em seu inconsciente de "não-frustramento" ou "anti-frustração"; sabe qual a minha opinião sobre isso? Que crença não leva ninguém a nada. Esse negócio de se "alto-hipnotizar" pra mim é papo furado; esse negócio de ficar falando na frente do espelho " eu sou o prêmio " eu sou o pica das galáxias" também é papo furado. Como já dizia o LoGun: Se chega uma sicrana e te bota pra baixo, cadê a sua crença de gostosão agora? Com certeza vai por água abaixo.


Particularmente eu procuro não me preocupar caso ela atenda o fone ou não; eu toco o foda-se, e na minha opinião isso não é crença. Se eu ligo uma vez e ela desliga ou não atende, eu só ligo depois de uns dois dias. Mas esse é eu, é o meu jeito, e cada quem tem o seu.


Prefiro não me importar, do que ficar com aquilo latejando em minha cabeça ou montar crenças pra me salvar disso. :ae

Alex Nij escreveu:Obrigado pelo comentário. Eu achei que mais gente ia escrever alguma coisa, enfim, falem bem ou mal, mas falem algo, deu um trabalhão escrever isso tudo.

Abs.


Se acostume, pois o pessoal ultimamente não feeda porra nenhuma, só querem saber de sugar. Por isso muitas vezes exitam em contribuir para o fórum, porque o pessoal nunca reconhece ninguém. :grump

Vai se acostumando, rs


Mas... Belo artigo mano, parabéns; volte sempre. :yaaah

Criador do tópico

Alex Nij

Aprendiz

#266493
king08 escreveu:Bem explicativo esse seu post, Alex. Gostei de lê-lo; português bastante fluente. hehe

Seguinte, de certa forma o que tu nos propôs APARENTA ser realmente lógico, óbvio... fato. Mas nem tudo que aparenta é. Não sei porque, mas tenho em mente que o que você propôs foi criar crenças em seu inconsciente de "não-frustramento" ou "anti-frustração"; sabe qual a minha opinião sobre isso? Que crença não leva ninguém a nada. Esse negócio de se "alto-hipnotizar" pra mim é papo furado; esse negócio de ficar falando na frente do espelho " eu sou o prêmio " eu sou o pica das galáxias" também é papo furado. Como já dizia o LoGun: Se chega uma sicrana e te bota pra baixo, cadê a sua crença de gostosão agora? Com certeza vai por água abaixo.


Particularmente eu procuro não me preocupar caso ela atenda o fone ou não; eu toco o foda-se, e na minha opinião isso não é crença. Se eu ligo uma vez e ela desliga ou não atende, eu só ligo depois de uns dois dias. Mas esse é eu, é o meu jeito, e cada quem tem o seu.


Prefiro não me importar, do que ficar com aquilo latejando em minha cabeça ou montar crenças pra me salvar disso. :ae

Alex Nij escreveu:Obrigado pelo comentário. Eu achei que mais gente ia escrever alguma coisa, enfim, falem bem ou mal, mas falem algo, deu um trabalhão escrever isso tudo.

Abs.


Se acostume, pois o pessoal ultimamente não feeda porra nenhuma, só querem saber de sugar. Por isso muitas vezes exitam em contribuir para o fórum, porque o pessoal nunca reconhece ninguém. :grump

Vai se acostumando, rs


Mas... Belo artigo mano, parabéns; volte sempre. :yaaah


king08, primeiramente obrigado pela resposta.

Seguinte rapaz, esse post surgiu da conversa minha com uma amiga psicóloga. Eu expus a ela esse "problema" que afeta muitos homens, e ela me disse que afeta mesmo, e propôs esse exercício, que segundo ela, é o modo de treinar o inconsciente para lidar com esse tipo de problema. E não só em relacionamentos, mas na vida em geral. No trabalho, no seu relacionamento em casa, enfim, é um exercício que vai ajudar de maneira geral. Eu venho praticando há um bom tempo e evoluí muito, e rapidamente, por isso resolvi postar. Eu também não sigo muito essa linha de exercícios de auto-hipnose, mas creio que pode funcionar com algumas pessoas.

Você disse que toca o foda-se se a mulher não lhe atender, eu particularmente acho isso excelente, sinal de que você já consegue lidar com isso, ou seja, esse exercício não se encaixa para você. Mas tem muita gente que ainda não consegue lidar com isso, particularmente penso que os PUAs avançados já não sofrem com esse problema, mas oq ue sofrem podem conseguir uma boa ajuda seguindo esse raciocínio.

Abs.
Rmayer'

PUA Avançado

#267542 fantastico topico cara, parabens! espero proximos :ae
mas enfim, como vc falou, se pegarmos algo que esta para acontecer ou ja aconteceu e criarmos uma ideia "racional" e mapea-la de tal forma que agente possa achar saidas e nao nos deparar com o pior, nosso subconsciente vai comunicar que "não é nada demais" ela nao atender, n vai mudar nada na minha vida... ao contrario se pensarmos no pior, vamos ficar paranoicos pensando o pq! e tentar achar a explicação em nós mesmos... apesar de ser dificil de se acostumar a pensar assim 24h no dia, aos poucos agente calibra e faz automaticamente, consequentemente se desligando dos resultados :yaaah
abraço alex
Avatar pua
lospuas

Veterano - nível 9

#981806 Sabia que tinha que agir de uma forma lógica mas só não sabia como, obrigado por dar essa luz para que possamos agir mas agir da forma certa, porque quem age tem poder e mais poder ainda quem age certo, bom artigo para ler com texto quase impecável no português. Até mais
Avatar pua
SnakeEyes

Veterano - nível 9

#981848 Genial! Um dos melhores artigos que li aqui no PB há muito tempo.

Passei exatamente pela situação citada, criei expectativas demais com a HB, e no final, acabei saindo frustrado.

Recomendo muito pra quem quer se livrar desse tipo de pensamento também dar uma lida no material do Nessahan Alita, vale a pena.

Grande abraço!