Avatar pua
Prideneverdies

Aprendiz

#820133 [font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif]"Bora quebrar uma inconveniente aqui para a turminha que[/font][font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif]se escandaliza horrores com meia dúzia de janelas quebradas em protestos populares nas ruas? 'Bora então.

NENHUMA das conquistas da democracia -- atenção, estou falando de democracia liberal, burguesa, não de comunismo, anarquismo, ou nada parecido --, NENHUMA das garantias do Estado Democrático de Direito foi efetivada sem protestos brutalmente violentos.

Você gosta do seu 13° salário? Sangue pra caralho jorrou para que você o tivesse. Curte as suas férias? Estude História e descubra que elas foram conquistadas na porrada. Acha bacana ter o direito de votar? Muito mais do que janelas foram quebradas para que você o tivesse. É mais que justo ter o direito de se divorciar de alguém com quem você não quer mais viver? Protestos violentos aconteceram para que isso se conquistasse também.

Então, se você acha legal e justo ter 13° salário, férias, divórcio, voto e direito à greve, poupe-nos do mimimi porque meia dúzia de janelas foram quebradas em protesto. Nenhuma das garantias democráticas que você tem hoje foi conquistada sem que algo muito mais violento acontecesse."[/font]

ANÚNCIOS

Avatar pua
Gelo - MEMBRO EXCLUSIVO
#820145
Chãoman escreveu:Cometer vandalismo é crime. Deputado ganhar 25 mil reais tendo direito a 14 salários por mês não.

Cometer vandalismo é crime. A polícia atirar em civis não.

Cometer vandalismo é crime. Gastar 1 bilhão de reais com estádio em um lugar onde nem tem futebol não. ( não me diga que gastaram 1 bilhão para receber shows...)

Fui no protesto aqui em Goiânia e se morasse em Sampa iria com toda a certeza, e digo mais, não sou nada contrário a atos de vandalismo não, nunca vi protesto pacífico dá certo. O que sou contra é depredar bancos particulares, bancas de revista, em geral o comércio que é privado. Patrimônio público? Não ligo.



Contradição ao extremo! quem quer lutar pelo povo destruindo tudo o que foi construído com o dinheiro/ esforço dele? e o pior, ser a favor do vandalismo exclusivamente contra o patrimônio público. se fosse só contra o privado eu até poderia tentar entender.


Mas eu acho que esses protestos tem que focar sim, é só passsagem de ônibus o problema? não, mas sem foco, não tem como o movimento conseguir alguma coisa; existem pessoas com ideologias extremamente diferentes nesse protesto, mas quando há só uma pauta, só vai no protesto quem está de acordo com essa pauta exclusiva. não se deve ampliar o protesto pra outros temas!



AGORA, EM RELAÇÃO AO PUA...
cara, é ÓBVIO que essa é uma oportunidade incrível de conseguir phoneclose, fbclose e trocar uma ideia legal com uma porrada de hb!
jairohurik

Aprendiz

#820146
Awtrony escreveu:Fala ae irmãos o/
Então, como todos sabem irá acontecer uma manifestação em SP amanha, e MUUUUITA gente vai, gostaria de saber se algum PUA também vai



As manifestações são feitas por todos, independente de ser PUA ou não, ser cidadão é o principal requisito para protestar. Se tivesse em São Paulo eu iria.
Destruir patrimônio é um erro, porém os políticos destroem há anos.
Protestar sem depredar.
Imagem
Avatar pua
Roco

PUA EXPERT

#820149 Galera, tem que ir! Peço encarecidamente aos PUAS mais experientes aqui que incentivem, vocês são formadores de opinião, o pessoal aqui admira vocês, não se esqueçam disso!

É muito fácil reclamar enquanto você está em um bar sentado e tomando cerveja com os seus amigos. Agora é a hora de fazer valer suas reclamações ( não é só pela tarifa do ônibus, é por tudo). Atualmente você pode apanhar e ser preso de graça, de falar com a pessoa errada, se estiver no lugar errado. Eu pessoalmente acho mais gratificante escolher pelo o quê vale realmente a pena apanhar. Ressaltando, sou totalmente contra vandalismo e por isso, quanto mais gente pacifica e de bem for, mais esses vandalos ficarão inibidos.

Um abraço a todos!
Avatar pua
Gelo - MEMBRO EXCLUSIVO
#820150
Prideneverdies escreveu:[font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif]"Bora quebrar uma inconveniente aqui para a turminha que[/font][font=lucida grande, tahoma, verdana, arial, sans-serif]se escandaliza horrores com meia dúzia de janelas quebradas em protestos populares nas ruas? 'Bora então.

NENHUMA das conquistas da democracia -- atenção, estou falando de democracia liberal, burguesa, não de comunismo, anarquismo, ou nada parecido --, NENHUMA das garantias do Estado Democrático de Direito foi efetivada sem protestos brutalmente violentos.

Você gosta do seu 13° salário? Sangue pra caralho jorrou para que você o tivesse. Curte as suas férias? Estude História e descubra que elas foram conquistadas na porrada. Acha bacana ter o direito de votar? Muito mais do que janelas foram quebradas para que você o tivesse. É mais que justo ter o direito de se divorciar de alguém com quem você não quer mais viver? Protestos violentos aconteceram para que isso se conquistasse também.

Então, se você acha legal e justo ter 13° salário, férias, divórcio, voto e direito à greve, poupe-nos do mimimi porque meia dúzia de janelas foram quebradas em protesto. Nenhuma das garantias democráticas que você tem hoje foi conquistada sem que algo muito mais violento acontecesse."[/font]



Hoje nós temos milhões de meios de se posicionar que não por meio de protestos violentos e que, alias, são muito mais eficazes no que diz respeito a implementação e efetivação de uma democracia. o protesto, ao meu ver, é uma maneira de o povo mostrar indignação e, quem sabe, caso não haja um posicionamento por parte do governo, aí sim agir mais violentamente. Mas o protesto, sobretudo, tem a finalidade de unir a população em prol de um causa, chamar atenção pra ela, esclarecer e informar os ignorantes sobre isso, mostrar o quão prejudicial tal ação ou falta de ação pode ser, pra que assim todos manisfestem sua vontade e, por meio democráticos, abaixo-assinado e coisa tal, consigam atingir seu objetivo. se já começarem a reivindicar as coisas com violência, não há ordem, não há nada. Não vivemos mais como 20 anos atrás.

Outros protestos nos quais houveram violência e foram eficazes, comumente, resultaram numa revolução, uma mudança total da forma de governo, da base governista ou algo do gênero.

Nós estamos numa "Democracia", pelo menos enquanto ao processo eletivo; contudo o povo tem que ser mais participativo para efetivar essa "Democracia". Não se quer uma revolução - comunismo/socialismo - como muitos oportunidades do psol, pstu, pc do b pregam, queremos melhorias em diversas ações estatais e, para isso, se deve esgotar todos os meios "democráticos" possíveis antes de partir pra violência.