Depoimentos de mudança com o PUABASE.
Conte nos nessa área um pouco da sua evolução atingida com os conhecimentos adquiridos no PUABASE. Adoraremos ler a evolução de um membro da nossa irmandade.

O primeiro é fazer você refletir sobre o seu desenvolvimento e o segundo é conhecer um pouco mais a evolução dos outros membros.
Avatar pua

Criador do tópico

Chameleon - MEMBRO EXCLUSIVO
#802184 Às vezes a gente muda da água para o vinho e nem se dá conta disso… Aliás, só nos tocamos disso quando algum elemento do passado (uma foto, um texto escrito) nos lembra do quão diferentes hoje estamos.

Hoje, ao acessar o PUABASE, vejo que ainda há quem acesse e comente artigos, RCs e até mesmo rotinas/openers que eu usava no começo…

Pois bem… Mudei. E assumo que hoje em dia discordo de muita coisa que outrora já escrevi. Por que? Porque a gente muda, a mudança é inevitável. A vida acontece e não raro é inevitável amadurecer.

Acredito que muito do que defendi no passado o fiz por ainda ser "cabacinho" no PU, e ainda vir de uma vibe um tanto quanto assombrada pelo beta que costumava ser - por isso, minha incessante (e frustrante) luta pelo amor, pelo romance, pelo final feliz.

E, bem, a vida aconteceu. Não vou dizer que ninguém me avisou. Mas, às vezes, você tem que quebrar a cara para aprender. Quem nunca ignorou um conselho amigo e quebrou a cara sozinho, que atire a primeira pedra.

Para melhor ilustrar o quanto mudei, eis um comparativo entre o meu antigo "eu" (2011) e meu novo "eu".

APARÊNCIA FÍSICA

Chameleon (2011): Tinha cabelos grandes, alisados e louros. Usava lentes azuis. Eu achava aquilo lindo. Hoje em dia, não sei como que eu conseguia atrair alguém daquele jeito. Devia ser MUITO inner game, mesmo.

Chameleon (2013): Uso meu cabelo natural, no máximo arrepiado com cera, e uma barba cerrada que cultivo com carinho. Nada de lentes.

PEACOCKS

Chameleon (2011): Eu exagerava, né? Era bracelete em ambos os braços, uma cacetada de anéis, penduricalhos, cordões…

Chameleon (2013): Quase zero acessórios. Uso sempre um bom relógio e de vez em quando uma pulseira… Muito ocasionalmente, uso meu cordão com as tags militares. Aposentei os anéis.

INTERNET GAME

Chameleon (2011): Eu era contra né? E fazia campanha contra isso.

Chameleon (2013): Boa parte das mulheres mais tops que já closei vieram de Internet game. Aliás, a Jéssica Motoko, que vocês conferiram em meu livro, conheci pela Internet. É um meio super válido para conhecer alguém e criar conexão/conforto… Agora, obviamente o Internet Game só vale a pena se você tem meios de conhecer essa HB em um futuro próximo. Além disso, não fique bitolado e preso a apenas essa modalidade de sarge, pois isso pode comprometer as suas interações ao vivo. Utilize como "mais um meio", não como o "meio absoluto".

AMOR/ROMANTISMO/APEGO

Chameleon (2011): Defendia o amor, o romantismo, o final feliz a dois. Apegava fácil às pessoas e não raro queria namorar com a primeira que me desse um pouco mais de moral. ¬¬ Tinha tendência a mudar para agradar as pessoas. Era quase que uma "meretriz da expectativa alheia". Em suma, meio que vivia na Matrix - dentro daquela realidade que a indústria cinematográfica usa para alienar o ser humano (que o bonzinho sempre se dá bem no final, que o mais beta da sala de aula pega a mulher mais popular, que a menina deixará de fazer o intercâmbio dela para ficar com o cara etc.).

Chameleon (2013): Embora eu tenha, sim, a pretensão de tornar a casar e, quem sabe, ser aquele paizão que todo filho sonhou ter, eu assumi uma visão mais realista das coisas e aceitei que tudo tem um fim. Mesmo que não acabe enquanto estiverem vivos, eventualmente terminará com a morte de um dos dois. E nunca é tarde para recomeçar. Aliás, recomeçar é sempre divertido. Se todo ser humano tivesse consciência do quão divertido pode ser o processo de superação/recomeço, vibrariam com a possibilidade de um término, ao invés de temê-la. Basicamente, o que aprendi foi a amar a mim mesmo… E a sempre ter respaldo em nada a não ser a minha própria pessoa. O relacionamento não foi feito para completar seu copo, e sim transbordá-lo. Assim sendo, eu aprendi a viver minha vida, fazer o que quero, pensar como quero e a não mudar meu jeito por pessoa alguma, seja homem ou seja mulher. Quando passei a ter esse respaldo em mim mesmo, perdi o medo da perda. E isso me tornou muito mais seguro e confiante, o que praticamente triplicou a minha atração. E como não me vejo precisando de alguém, hoje em dia sou capaz de cultivar RMLPs (ou B.A.) sem por um instante sequer me apaixonar/apegar a elas. Trato-as como rainhas, mas não entrego meu coração a elas. Sou muito claro quanto à regra "não se apaixone por mim". Hoje em dia, custo muito a gostar de alguém, embora isso não seja algo impossível. E se ocorrer, certo que terei uma postura MUITO mais pé no chão que antigamente.

HUMILDADE

Chameleon (2011): Nunca me negava a ajudar alguém, e em momento algum permitia que minha evolução subisse à cabeça. E como passei, antes do PU, 29 anos acostumado a uma realidade onde eu achava que não era um cara bonito (eis o porquê da gritante mudança de aparência) e que não era merecedor de ser popular e tampouco ter lindas mulheres aos meus braços. Eu tinha medo de me achar bonito. Tinha medo de acreditar que podia ser "alpha".

Chameleon (2013): Só não ajudo mais gente porque antigamente, vinha um ou outro me procurar… E hoje em dia, recebo muitas, mas MUITAS mensagens pedindo ajuda e, como o fluxo está absurdo e também minha carga de trabalho aumentou, nem sempre dou conta de ajudar essa galera toda. Acho que não é mistério para ninguém que sou um cara convencido. Parte disso, é porque sou, de fato, meu próprio fã (poxa, só eu sei o quanto trabalhei e sofri para chegar ao status que cheguei). A outra, porque gosto de "inflacionar" esse convencimento para zoar com a cara das pessoas. E aí, paira a pergunta: vale a pena ser assim? Minha resposta é "sim", mas não considero isso uma verdade absoluta, e sim pessoal. Sim, teve gente que me rotulou de inseguro e com necessidade de auto-afirmação - mas isso SEMPRE existirá, pois tem gente que simplesmente não entende que pode existir pessoas com auto-estima. Eles dirão que você tem transtorno psicológico de insegurança, dirão que tem trauma de infância, medo de rejeição... O que as pessoas não entendem, elas gostam de buscar explicações mesmo. No entanto, ao postar em um grupo do Facebook, de brincadeira, que tava querendo uma namorada, 52 meninas curtiram... Fora as que vieram no inbox falar. Isso foi só um exemplo. Hoje entendo o Tim, dizendo que o PUA tem que ter uma auto-estima "esquizofrênica", onde você tem de ter para você que é o cara mais foda do planeta... E digo uma coisa. A parcela de gente que se incomoda com isso é mínima... E quem for maduro, vai parar para conversar com você e ver que tem muito mais por trás desse ser supostamente arrogante. Só não confundam convecimento com arrogância. Convencimento é amor próprio. Arrogância é convencimento com orgulho. Tenham ciência de que por melhores que sejam, podem sempre aprender e agregar ainda mais valor... E nunca deixar de procurarem agregar valor também à vida dos outros. E vocês podem fazer isso mesmo com uma auto-estima esquizofrênica.

SEXO

Chameleon (2011): Não curtia sexo casual, embora tivesse praticado algumas vezes. Aliás, tinha preconceito absurdo com mulheres que praticavam sexo casual e preferia transar apenas com quem fosse namorada. Novamente, resquícios do João pré-PUA. Dava muito KC e pouquíssimos FC.

Chameleon (2013): Eu dou graças a Deus quando conheço uma mulher que é adepta do sexo casual, pois como não estou procurando compromisso, não me agrada a idéia de ter que namorar para começar a transar. Eliminei meu preconceito com relação a mulheres que fazem sexo casual, até porque não é o ato de praticar ou não o sexo casual que irá definir se ela tem ou não bom caráter. Tem muita mulher que paga de santinha, que espera namorar para fazer sexo e que ao mesmo tempo é uma FDP. Cuidado, as aparências enganam. Desde novembro do ano passado, não fico mais do que uns 10 dias sem FC. Parceiras múltiplas, e muitas inéditas.

TRAIÇÃO

Chameleon (2011): Era contra isso. Nunca tinha traído… Fui fiel à minha ex-mulher por 8 anos e nem mesmo com um KC a traí. E sempre fui contra ser amante de mulher comprometida, tanto que no meu livro, no capítulo que trata da Semana Santa de 2011, tem uma passagem onde eu conto para o namorado traído da HB que ela o traiu comigo, pois não sabia que ela namorava ele e achei vacilo da parte dela. Levei, naquela época, uma grande bronca do Don Conejo.

Chameleon (2013): Fiz coisas das quais não me orgulho.

ENLATADOS/ROTINAS

Chameleon (2011): Usava e abusava disso, pois eu não tinha ainda confiança para fazer as coisas por conta própria.

Chameleon (2013): Bom, eu estaria mentindo se dissesse que abdiquei 100% de rotinas/enlatados. No entanto, nas raríssimas vezes que uso, faço questão de usar aquilo que foi desenvolvido pela MINHA pessoa, pois é o que se encaixa em minha realidade.

PUA

Chameleon (2011): Adorava o PU e tinha orgulho de ser um.

Chameleon (2013): Faço das palavras de Tyler minhas: "Qual a pior identidade que você pode ter? Um PUA. Porque se cada garota que voce for abordar, você estiver tentando validar a identidade de "eu sou um PUA" então você não está nem carente por ela, você não precisa da aprovação dela, você só quer a aprovação dela de que você é um PUA. Qual o unico cara no mundo, que quer validação até de uma mulher que ele não está nem um pouco atraído? Um PUA.".


Sim, meus amigos… Muitas mudanças. Mas querem saber? Apesar de eu sentir vergonha de muita coisa que fiz/defendi no meu passado PU… Sinto que isso foi necessário para aprender. A evolução é inevitável. Tenho certeza de que daqui a mais dois anos serei ainda mais diferente do que hoje sou. Uns irão me julgar e dizer que estou pior em relação ao passado, por ter ficado bem mais "cafajeste" e ter deixado de ser o exemplo de homem romântico e ético que eu era. Outros, dirão "parece que o menino virou homem".

Mas, fato que fiquei impressionado ao olhar para trás e refletir a respeito...

ANÚNCIOS

BigBoss13# - MEMBRO EXCLUSIVO
#802200 uns dos meus idolos =)

espero um dia ter uma evolução dessas na minha vida, to só no começo, mas vcs irão ouvir falar muito de mim Rsrs...

e um dia quem sabe sargear ao lado do mestre chameleon...

abraços e sucesso
Avatar pua
Matt F. Santana

PUA EXPERT

#802210 Eu lembro de quando você postou sua primeira mudança , antigos tempos e eu naquela época já era bitolado com esse negócio de muitos acessórios e pá. Curtia teu jogo , mas teu estilo nem um pouco e sabia que tu ia evoluir porque eu também já estive em uma época eu que eu usava 3 anéis , pulseiras gigantes e me achava o tal EUAHEUAHUE; Isso é uma evolução que qualquer cara que entra no PUA vai ter , aqueles que aprender que o PUA é mais que uma simples arma para conquistar mulheres acabam amadurecendo e transmitindo isso também através do estilo.

No PUA eu passei por várias fases do tipo :

- 2009/2010

Unhas pretas , cabelo gigantesco , calças largas e tênis que hoje teria vergonha de falar que tinha. Acho que todo PUA já passou por essa fase , depois de ver o Mystery e pans.

- 2011/2012

Essa foi a fase que eu parei tanto de querer chamar atenção mas ainda sim usava umas coisas de tosquisse extrema , coletes sem nenhuma combinação com a calça e acessórios que não combinavam em nada com meu estilo. Essa é parte que o PUA tá buscando seu próprio estilo

- 2012/2013

Aqui foi aonde eu realmente achei meu estilo , um estilo mais leve e que mesmo assim chama tanto atenção quanto o primeiro por conta de sua simplicidade. Acho que é ai que o PUA percebe que não adianta abusar do Peacock para tentar se transparecer e sim saber usa-lo de forma sábia para que seu estilo não seja forçado e mesmo assim chame atenção EUAHUAE;

Curti muito sua evolução , passei por grande parte das coisas que tu citou ai e digo que se um PUA aprende realmente a jogar ele COM CERTEZA vai passar por todos esses avanços ai descritos.

Abraços meu caro !
Avatar pua
First4444

Veterano - nível 1

#802219 Só de você refletir tão sinceramente desse jeito, já demonstra o quão grande como pessoa você se tornou, o controle que você tem sobre si mesmo.

Grande abraço!
First
beginner - DOADOR

PUA EXPERT

#802422 Caramba me identifiquei muito com esse tópico!!!!! Claro que não cheguei no nível do Chamaleon, mas muita coisa mudou sim!

Aparência Física

No início saí algumas vezes com lentes. Recebi críticas e elogios de amigas. Os amigos nem notavam (achava isso engraçado). Cheguei a conclusão que aquilo não fazia a menor diferença e não compensava. Mas foi legal ter testado, não me arrependo. Agora meu cabelo realmente mudou muito, eu tinha a (péssima) mania de passar máquina 1. Agora mantenho sempre aparado e com tesoura. Corto no maximo de 3 em 3 semanas, geralmente menos.
PEACOCKS:

Também dava uma exagerada aqui. Talvez não tanto quando o Chamaleon, mas sempre botava pelo menos umas 3 coisas, tipo 1 cordão, um anel, uma pulseira, era quase um número mágico. Agora eu coloco geralmente 1 pulseira, ou as vezes um relógio. Eu aprendi que não precisa disso tudo. É melhor um acessório marcante que um monte de penduricalhos.

Mais ainda, eu tinha uma mania que o Tyler Durden descreve no BluePrint decoded. Se estava mal vestido nem abordava. Que bobagem... É claro que saio bem vestido pro night game, mas tem vezes que por algum motivo não dá tempo, ou você conhece alguma mulher interessante numa trilha ou no mercado.
INTERNET GAME

Eu tinha mania de conhecer gente em chat, mas isso antes de iniciar minha caminhada. Mas mantenho a mesma posição, acho válido para usar como pegar o número de telefone. Seria legal um artigo detalhando melhor as estratégias para criar conforto e outras coisas por este meio.

AMOR/ROMANTISMO/APEGO

Nossa eu era exatamente assim! Se uma terminava comigo, qualquer uma que me desse um mínimo de atenção virava o amor da minha vida. Mas isso antes de conhecer sobre sedução.
Aos poucos eu fui migrando pra um modelo onde eu dificilmente tenho interesse de ter algum relacionamento monogâmico. Não estou aqui tirando onda, mas eu descobri que conseguir mulher é não é nenhum bicho de sete cabeças, então pra chamar minha atenção, a mulher tem que realmente única pra mim. Recentemente conheci uma assim, mas ela mora em outro país, estava de visita. Como eu li aqui e repito: "pra namorar tem que ser melhor do que todas que eu conheço e que vou deixar de conhecer enquanto estiver com ela" (não lembro o autor original)

"Trato-as como rainhas, mas não entrego meu coração a elas". É exatamente isso. Só queria poder deixar mais claro para elas essa parte do "Não se apaixone por mim". Porque mesmo sem fazer nenhuma promessa, algumas se apaixonam simplesmente por serem bem tratadas... Gostaria de dicas aqui. Porque imagino que você não diz simplesmente isso, certo?
SEXO

Eu nunca tive nada contra mulheres que gostam de sexo casual. Mas na minha cabeça era difícil a mulher querer transar (tipo teria que sair mais vezes etc), então eu simplesmente não criava condições pra isso. E aí ficava nessa situação de ter muito mais KC que FC.
Porque claro é nosso papel conduzir a mulher, então, se você não sugerir de ir pra sua casa com alguma desculpa boba, ou sugerir fazer um jantar, enfim se vc não tomar a atitude ela quase que certamente não vai tomar por você. Já aconteceu uma coisa curiosa também, uma menina que dava uma de puritana apaixonada, eu disse que não queria namorar, ela se irritou e sumiu por um tempo. Então eu a encontrei por acaso em um evento, ficamos de novo, ela ficou de vir na minha casa pra ver filme, quando chegou não quis saber de nada, me agarrou e me jogou na cama. Mas isso é excessão.
TRAIÇÃO

Não mudei minha posição. Mas também não namorei ninguém, então é fácil. Porém de colecionar amigas mulheres, aprendi a não condená-las por isso. Quanto antes você aceita que as mulheres são como são, que são seres emocionais e volúveis, mais perto você vai estar da realidade delas, e menos expectativas irreais vai criar.
ENLATADOS/ROTINAS

Eu nunca consegui usar, sempre achei muito antinatural. Mas antes eu ficava muito mais preocupado em dominar a conversa, postura, essas coisas. Ficava preocupado com aspectos mecânicos da conversa. Agora eu deixo fluir, claro que noto erros aqui e ali, mas acho que fico menos neurótico.
PUA
Eu nunca gostei dessa denominação, acho que todos aqui somos seres humanos tentando evoluir em um campo de conhecimento (sedução). Aprender técnicas não te torna diferente de ninguém. Sempre acreditei nisso.

Mas uma coisa legal que tenho notado. Eu mantenho um diário pessoal. No início eu anotava todas as abordagens da noite. Com o tempo passei a anotar só os sucessos, e os fracassos significativos. E ultimamente, tenho anotado somente fracassos significativos e sucessos significativos. Ou seja, tem vezes que sinto que é perda de tempo escrever, sei tudo que fiz certo e pronto. Outra coisa também engraçada é que muitas vezes eu faço algumas coisas sem pensar, sem ter uma mecanica. As vezes me pergunto como consegui determinada mulher. Acho que incorporei algumas coisas a meu comportamento.

É isso aí galera, por isso adotei esse nome de Beginner... Por mais que você acha que sabe muito, se continua aprendendo daqui a um tempo descobre que sabia muito menos que imaginava.
Avatar pua

Criador do tópico

Chameleon - MEMBRO EXCLUSIVO
#802429 Caramba, beginner, quem me dera se todo feed fosse igual o seu. Li com bastante cuidado e até mesmo orgulho da sua progressão no jogo. Tamos juntos!
Avatar pua
Don Vitão

Aprendiz

#802433 Parabéns pela evolução mestre!
Estou lendo seu livro agora depois de ter lido alguns relatos e artigos seus aqui e estou impressionado com sua história e a rápida mudança.
Sucesso!
Abç
Avatar pua
Arebaba

Aprendiz

#802447 mudanças são sempre necessárias, nao preciso te parabenizar, to nesse processo de mudança ainda, um pouco timida mas ta tendendo a um lugar maneiro!!!!!
chucks

Veterano - nível 9

#802824 bela evolução Imagem ,como e bom olhar para trás e ver que estamos evoluindo.

teve uma parte que me identifiquei muito amor/romantismo/apego

chameleon 2013 :eu aprendi viver minha vida ,fazer o que quero,pensar como quero,e a não me mudar meu jeito por pessoa alguma,seja homem ou seja mulher.quando passei a ter esse respaldo em min mesmo,perdi o medo da perda,e isso me tornou mais seguro e confiante...

e velho eu tambem quando começei a pensa assim foi bem melhor, naum e que queira ser egoista e que quando tu fica pedindo opniâo ,acaba que fica meio confuso e isso causa insegurança,.

uma coisa que eu era muito apegado e dinheiro seu ganhava mil reais por mes juntava 950,e naum vivia o momento era sempre aquela coisa de fazer o futuro,ate que um dia minha `vÒ falo ,filho se naum pode se apegar as coisas e nem a dinheiro se tem e que viver,isso faz 2 anos atras na epoca eu nem dei bola ,pensei que essa veia ta falanu...agora vejo que ela tem razão a>>> idade passa voa
pow e dias atras eu tava pensano porra a infancia voa, e quando eu estava na minha infancia eu queria ser grande ,agora quero voltar nela se um dia eu pudesse ia fazer tudo ao contrario do que fiz ia botar mais terror ,ate que minha infancia foi terror mas podia ser mais como era dahora andar de bicicleta e jogar limoes nas janelas abertas das casas,as pipas que agente fazia na rua de noite em frente a casa, quantas jardas de cerois foram gasta....só melancolia hehe graças a deus que criei responsabilidade.na infancia naum precisamos disso.

hoje com 23 anos penso essa vida e passageira mesmo naum vale a pena levar a serio,vc trabalha constroi familia para um dia tudo acabar,nasce pelado e se acaba pelado vira pó por isso acho que naum temos nada aperder mesmo, a guerra ja ta ganha antes de começar.

acho que temos que curti o momento mesmo e ter um certo equilibrio na vida nada de se apegar a coisa alguma,tudo tem seu fim.