Relatos pessoais, artigos, textos e vídeos para motivar qualquer um.

Criador do tópico

Hamadesex

Aprendiz

#983439 Este trecho eu fiz há 3 anos atrás e agora eu disponibilizo aqui, quanto ao livro eu perdi ele quando o hd queimou, porém eu estou reescrevendo eles novamente. Hanibal,,,,,,

Esses dias tenho andado trabalhando no ramo acadêmico em um assunto peculiar "Guerra social", juntamente com alguns ótimos professores da faculdade eu inicie o processo de guerra como fenômeno social. O futuro ou futuros livros mostram as peculiaridades da guerra social e as "jogadas" para tentar sobreviver no meio astuto e viciante que é a sociedade contemporânea. No total serão nove livros que seguem a mesma regra de Carl Von Clausewitz, Maquiavel e Thomas Hobbes, todos eles serão tratados de forma empírica e levada ao meio social e psicológico, será uma nova visão sobre os autores que planejo abrir enfim um novo ramo dentro da ciência política que será a ciência da guerra. O primeiro livro trata da natureza da guerra e seus conflitos e como primeiro eu postarei aqui o começo do livro que trata do assunto especifico... Hanibal Lecter
Parte da introdução "Em um determinado tempo e espaço o homem viveu em cavernas, aprendeu a arte do fogo, caçou, pescou, construiu armas, sabes o motivo disso? Isso chamava-se e ainda chama-se sobrevivência, sobrevivência que consistia em: “um modo eficaz de resistir a imposição da natureza”, isso era independente de grande intelecto, era outra coisa. Durante anos esse instinto sobreviveu, como um germe pronto para ser despertado, outros elementos foram adicionados com o aumento da complexidade do intelecto e a simples sobrevivência foi atenuada com a ganância e a vaidade fazendo com que uma natureza nova e degradante aparecesse no homem, tal natureza que fez com que Hobbes premeditasse equivocadamente que o homem é um animal maligno, isso eu logo tirarei do véu da ignorância, traduzindo seu livro por partes. Maquiavel ao invés de adentrar em tal ramo, deu uma nova natureza, natureza que para os doutos é apenas para á politica e não serve para o meio social, um grande erro feito pelo intelecto obviamente, e caso não acredite, veja que antes de ser um politico, o sujeito é um ser social, tem contatos, conhece muitas pessoas, desperta paixões, manipula pessoas, então se reparar melhor o social é um instrumento de sua obra que é a politica e em regimes democráticos ainda sim não há outra forma mais eficaz de conseguir números ou há? Talvez conforme houve o processo sociológico e positivista o homem contemporâneo fascinou-se pela separação dos métodos e se esqueceram que a metodologia é como uma teoria feita para explicar objetos complexos de um mesmo ramo, isso significa que todos os métodos estão ligados por uma natureza única e principal que é a do homem"
"Muitos livros falam sobre a guerra e seus efeitos e não muito raro de sua estrategia e sua tática como mecanismos usáveis na sociedade, porém, sua natureza é muito mais ampla que isso. Uma obra incompleta por exemplo é o livro Arte da Guerra de Sun Tzu que mostra apenas as manobras para vencer batalhas, torna-se incompleta por ser unilateral, ela não conta com os efeitos do oponente, muito menos os efeitos da fricção, e ainda mais sobre o psicológico dos combatentes, mas sejamos sinceros, se apenas um boa liderança bastasse teríamos nas industrias grandes trabalhadores não é mesmo? E como sabemos toda teoria cai por terra quando entra no mundo real, assim o é no Direito, assim o é no processo, assim o é na politica, assim o é em muitos casos. O mundo real é diferente de uma proposição cientifica logicamente, a mesma é uma analise com probabilidades de ser exata, não é absolutamente certa, se o fosse não poderia ser refutada não é mesmo?"
Trecho da Parte I Natureza da Guerra"Com isso sem duvidas os mais experientes já devem ter reparado que digo que a natureza do conflito é do ser humano, ele está para o conflito,pois o movimento está para o atrito, e se ele quiser evoluir ele terá que entrar em conflito com aquilo que pensava antes e reavaliar os que estão em processo hoje, caso contrario ele viveria em uma completa inercia, agora reflita um pouco: se existe esse conflito dentro de nós seria essa á causa dos conflitos sociais? Eu diria que está chegando perto da natureza do conflito, todavia, os mecanismos sociais contam com o fator de limitação maior que o psicológico, a material. A matéria possui limites e tempo determinado ou determinável, vamos falar um pouco sobre o conceito geral de economia para exemplificar. Existem coisas escassas, nem todos podem consegui-los, isso é uma obvia conseqüência da limitação material, e quem define quem consegue ou não? Acha que uma pessoa que é hoje rica brotou de uma caverna? Achas que não teve nenhum de seus ancestrais que lutaram para isso? Isso é o mesmo que achar que não existe uma causa para um efeito, sejamos realistas, nada brota do nada, assim como guerra não terminam em um piscar de olhos ou começam como um miojo de três minutos, houve um trabalho em cima daquilo que deu frutos, por esse motivo eu usei o exemplo supracitado, a natureza é inerte apenas para nossa visão, ela impõe sua resistência e nós defendemos a medida de nossa capacidade de responder e sobreviver reciprocamente"


"A Inteligência é a capacidade de raciocinar rápido, a genialidade é a capacidade de dominar de forma eficaz as informações dos nossos sentidos, sentimentos e movimentos...." Hanibal Lecter

ANÚNCIOS