Artigos sobre sedução e afins. Tópicos com 60 dias sem resposta vão para área de Arquivos. Não poste dúvidas nessa área.
caiocarv1

Aprendiz

#1080495 Tava passando por esse problema há um tempo atrás.

To namorando com uma mina "rodada", que é sincera comigo quanto a tudo que já fez. Eu tento ver pelos dois lados da moeda, levando em conta a minha hipocrisia que me faz ficar pensativo não pelo fato dela já ter feito e sim por eu ainda não ter feito.

O que posso dizer é que não me falta nada, tenho sexo quando quero, a companhia é boa e etc. Também sei que não existirão problemas futuros quanto à curiosidades sexuais por parte dela. Decidi trabalhar minha mente pra deixar as nóias e esse pensamento de mulher "rodada"de lado, pois curto ficar com ela.

Há diversas outras circunstâncias no jogo, mas basicamente é isso. Tenho quase certeza que não é com ela que terminarei minha vida e portanto estou aproveitando o namoro enquanto durar.

Acho que devemos nos questionar no sentido de: homens e mulheres são humanos, ambos gostam de sexo (talvez as mulheres até mais, elas tem o clitóris apenas pra gozar!) e ambos tem curiosidades sexuais. Eu sou doido pra comer duas mulheres ou mais ao mesmo tempo e não me importaria que os outros soubessem disso, então por que as mulheres não podem ter sua fase de aventuras, principalmente na fase jovem da vida?

Fica o pensamento, abraço!

ANÚNCIOS

Rica Villa

MEMBRO PROFISSIONAL

#1080525
caiocarv1 escreveu:Tava passando por esse problema há um tempo atrás.

To namorando com uma mina "rodada", que é sincera comigo quanto a tudo que já fez. Eu tento ver pelos dois lados da moeda, levando em conta a minha hipocrisia que me faz ficar pensativo não pelo fato dela já ter feito e sim por eu ainda não ter feito.

O que posso dizer é que não me falta nada, tenho sexo quando quero, a companhia é boa e etc. Também sei que não existirão problemas futuros quanto à curiosidades sexuais por parte dela. Decidi trabalhar minha mente pra deixar as nóias e esse pensamento de mulher "rodada"de lado, pois curto ficar com ela.

Há diversas outras circunstâncias no jogo, mas basicamente é isso. Tenho quase certeza que não é com ela que terminarei minha vida e portanto estou aproveitando o namoro enquanto durar.

Acho que devemos nos questionar no sentido de: homens e mulheres são humanos, ambos gostam de sexo (talvez as mulheres até mais, elas tem o clitóris apenas pra gozar!) e ambos tem curiosidades sexuais. Eu sou doido pra comer duas mulheres ou mais ao mesmo tempo e não me importaria que os outros soubessem disso, então por que as mulheres não podem ter sua fase de aventuras, principalmente na fase jovem da vida?

Fica o pensamento, abraço!


É isso aí. Melhor comer caviar em turma que comer sopão requentado sozinho.
Rica Villa

MEMBRO PROFISSIONAL

#1080576
caiocarv1 escreveu:Tem necessidade de ser bem visto por outros caras pra compensar alguma insegurança ou namora por querer?


Puta a gente come. Namorar fica pro capitão que salva.
caiocarv1

Aprendiz

#1080577
Rica Villa escreveu:
Puta a gente come. Namorar fica pro capitão que salva.


Entendi. Então sua concepção de puta diverge da minha.
caiocarv1

Aprendiz

#1080617
Rica Villa escreveu:Sei, se está com você não é puta, mas quando lhe largar por outro vira puta de novo.


Kkkkkkkkkkkkkk, é um pensamento bem comum.

Se acontecesse só não acharia por já ter visto sua essência por meio das ações. Mas caso seja uma mulher avulsa com certeza eu comungaria com seu pensamento.
Avatar pua
absoluTi

Aprendiz

#1080627
caiocarv1 escreveu:Tava passando por esse problema há um tempo atrás.

To namorando com uma mina "rodada", que é sincera comigo quanto a tudo que já fez. Eu tento ver pelos dois lados da moeda, levando em conta a minha hipocrisia que me faz ficar pensativo não pelo fato dela já ter feito e sim por eu ainda não ter feito.

O que posso dizer é que não me falta nada, tenho sexo quando quero, a companhia é boa e etc. Também sei que não existirão problemas futuros quanto à curiosidades sexuais por parte dela. Decidi trabalhar minha mente pra deixar as nóias e esse pensamento de mulher "rodada"de lado, pois curto ficar com ela.

Há diversas outras circunstâncias no jogo, mas basicamente é isso. Tenho quase certeza que não é com ela que terminarei minha vida e portanto estou aproveitando o namoro enquanto durar.

Acho que devemos nos questionar no sentido de: homens e mulheres são humanos, ambos gostam de sexo (talvez as mulheres até mais, elas tem o clitóris apenas pra gozar!) e ambos tem curiosidades sexuais. Eu sou doido pra comer duas mulheres ou mais ao mesmo tempo e não me importaria que os outros soubessem disso, então por que as mulheres não podem ter sua fase de aventuras, principalmente na fase jovem da vida?

Fica o pensamento, abraço!


Cirúrgico. Infelizmente a maioria das pessoas, como se bem pode ver desse tópico, limitam o pensamento de que "o homem tem vontade e pode... a mina se fizer isso é puta"


Cara! O sexo é natural dos seres humanos... assim como o homem tem seus pra gozar, ter orgasmo etc, a mina também tem! É da natureza dos 2 gêneros esse desejo sexual.

Conheço santinhas que trairam namorado. Conheço as que eram experientes e são fiéis.

O que a mina fez quando solteira não necessariamente definirá como serão as atitudes dela quando estiver namorando! Embora eu acredite que exista certa ligação entre esses 2 pontos em certos casos, não é algo que se dê pra generalizar.
Rica Villa

MEMBRO PROFISSIONAL

#1080637
caiocarv1 escreveu:Se acontecesse só não acharia por já ter visto sua essência por meio das ações. Mas caso seja uma mulher avulsa com certeza eu comungaria com seu pensamento.


Você consegue entender que deve ter um pensamento em linha reta para que essas bobeiras não lhe atormentem?
É isso que eu digo para o pessoal. Tem um tópico que o cara enlouquece com a mulher pq ela vai pegar carona com o colega de serviço. Eu acho isso bobeira, mas não entro no mérito da questão em si. Entro em algo mais verdadeiro, se seus principios são de que ela não deve pegar carona, seus principios não estão em negociação. Ela fez o que você não gosta terminou. Você pode sofrer com isso? pode, mas com certeza você vai ser um linha torta toda vez que seus principios forem trocados por causa de outra pessoa. Então você não tem muita chance, ou muda e se adapta ou segue sendo o que você é sem culpas.
Eu acho que se um relacionamento não lhe deixa seguro é pq cedo ou tarde algo mais pesado virá.
caiocarv1

Aprendiz

#1080649 absoluTi

Exatamente isso! É o famoso "como ela é enquanto está comigo e não como era antes de mim".
Eu mesmo já traí, não me orgulho disso e inclusive fui sincero pra ela admitindo.
Com tudo que ela já me falou da vida dela, com certeza ela me falaria se já tivesse, pois nos embasamos na sinceridade, e ela abomina traição.

Rica Villa

Agora entendi totalmente seu pensamento, irmão!

Concordo com você que nossos princípios que regem como nos portaremos no relacionamento.

Eu, como praticamente todo homem, deve se sentir incomodado com o passado da mulher, principalmente se tiver se envolvido com bastantes caras, feito sexo a 3 e etc, é bem comum.

Entretanto, por mais que eu já tenha INFERNIZADO a vida dela como um beta inseguro, jogando na cara dela que tudo que já fez é coisa de puta, entre outras coisas de mesmo nível ou pior, ela nunca agiu dizendo "fiz mesmo e problema seu do que acha", sempre procurava entender meu lado e nunca me atacou, ela teve uma paciência digna de Buda comigo.

Estritamente por essa razão e deixando de lado minha hipocrisia eu comecei a pensar conforme disse no primeiro post. Pra mim, ela se mostrou uma mulher muito digna de estar em um relacionamento comigo independente do que ela já tenha feito em um momento que a gente sequer se conhecia.

Dessa forma, eu estou mudando permanentemente esse meu pensamento que "se mulher fez x coisa ou ficou com x caras ela é puta" e sempre procuro saber das circunstâncias, por mais que a maioria delas mintam sobre passado.

Essa sinceridade dela só deu bônus, pois eu poderia estar com ela me deixando levar por mentiras, como em muitos relacionamentos que existem por aí, ou mentiras ou por procurar não saber mesmo.