Membros normais não podem criar tópicos mas podem responder tópicos dos veteranos.


Ao atingir mais de 1 ano de cadastro ou envio de mais de 200 mensagens você automáticamente se torna membro veterano e pode postar nessa área.
Francisco Tertuliano

Aprendiz

#955416 Otimo tópico, me veio até um filme na cabeça relembrando meu útilmo relacionamento... tentarei descrevê-lo resumidamente da melhor maneira possivel:

Tenho um empresa de consultoria e acabei ganhando uma licitação numa cidade do interior (cidade pequena, acanhada, sem muitas oções para lazer), na minha chegada para sentir como seriam as HBs da nova cidade. Comecei a adcionar algumas Hbs sem conhece-las e daí que chego no perfil dessa HB na qual me envolvi, acabei a adcionando e comecei tentar uma aproximação. Ela uma HB 9,5 (estilo panicat) malhada, linda e muito gostosa. Comecei a manter contato e ela sempre desviava, me dizia q era noiva, até que um dia topei com ela na academia da cidade, trocamos sorrisos e nos comprimentamos (realmente ela estava usando a aliança de noiva) continuamos mantendo contato (facebook e whatsapp) mas nada demais. Passaram alguns tempos, eu sempre estou viajando e nunca fico sempre na mesma cidade dela, depois de uns 2 anos que nos conheciamos, encontrei-a novamente na academia, nos comprimentamos e só. Certo dia A HB me chama no whatsapp reclamando do noivo, falando que o relacionamento dela não estava legal, eu dei atenção e acabei a convidando para sair da cidade no fds (o noivo sempre viajava)... ela acabou aceitando, após muito insistencia, ela pediu sigilo devido ao noivado e disse que iriamos como amigos. Busquei ela em casa e resolvemos ir a um hotel fazenda afastado da cidade, ficamos lá o fds inteiro e vcs imaginem oq rolou... passado o fim de semana, continuamos a nos ver escondidos (ela tinha muito medo de ser vista devido a cidade que mora ser bem pequena), no começo eram flores: fala suave, meiga, me tratava super bem (até jantar ela me trazia em casa, me ajudou a mobiliar minha casa comprando varias coisas no cartão dela, falava dos problemas da vida e se fazia de coitada nos relacionamentos anteriores, sempre dizia que eu era o seu PORTO SEGURO... os tempos foram passando e começaram as cobranças, ela continuava noiva de outro cara e não aceitava q eu vivesse minha vida de solteiro (eu nunca era de bater boca, deixava ela falar sozinha e nunca deixei de viver minha vida) e ela era uma mulher muito cabeça quente, então começaram a surgir algumas brigas, o relacionamento continuou ela noiva e eu como amante. Passaram-se mais ou menos 6 meses dessa maneira e ela sempre me ligava a noite querendo saber onde eu estava e com quem eu estava (tinha atitudes de ciumenta possessiva) e nesse período que eu estava envolvido com ela não sentia mais vontade de ficar com ninguem, nem saia mais de casa, nas viagens não saia nem do hotel, acabei me apaixonando. Vivia das migalhas dela, devido a cidade que moramos ser pequena, era dificil ficarmos, eu aceitava as cobranças dela, mas ela não aceitava as minhas e sempre tinha uma desculpa (Além de mim, ela sempre alimentava esperanças em outros caras de outras cidades, cheguei a ver várias conversas no telefone dela). Certo dia ia rolar uma festa grande na cidade, como empresário eu ganhei umas cortesias para o camarote da festa e ela ficou sabendo, na mesma hora veio me dizer que eu não iria e ela tambem disse que não iria. Eu acabei obedecento (estava cego) e fiquei em casa, no outro dia vou olhar o facebook e vejo as fotos da bendita festa, adivinha quem estava lá???? sim... ela mesma (foi com o noivo e nem me avisou, pelo contrario disse que não iria). No outro dia ela me procura como se nada tivesse acontecido, querendo justificar a ida dela a festa jogando a culpa em por por eu ter viajado a trabalho e um dia que fiquei em reunião até tarde numa sexta e não pude atende-la (ela manipulava todas as situações a seu favor) eu passei uns 6 meses iludido que ela deixaria o noivo como ela sempre me prometia. Depois dessa comecei abrir meus olhos e resolvi me vingar, parei de procura-la e viajei para uma micareta na Costa do Sauípe/BA, peguei várias HBs, mas não conseguia parar de pensar nela. Ela continuava me procurando, dizia que sentia me falta (mas nada de largar o noivo) eu passei a ignora-la. Ficamos dois meses sem nos falar até que certo dia a encontrei com outro cara num bar e fui tirar satisfações com ela pelo telefone (disse para ela ir embora), não aguentei e reatamos (agora ela tinha largado o noivo e estava solteira de verdade). Continuamos a ficar, como ela estava solteira passou a frequentar o meu AP mais vezes, transamos muito, mas as coisas passaram a ficar estranhas, ela passou a me evitar, eu ligava ela não atendia e quando atendia ficava de me retornar e não retornava. Dessa vez eu quase enloqueci, não estava mais conseguindo trabalhar, perdi minha concentração em tudo que fazia, vivia sempre tenso. Ela me evitava, passavamos semanas sem nos falar, até que um dia eu a chamei para conversar, perguntei se era o que ela queria, ela passou a jogar a culpa da situação toda em cima de mim e dizia que estava com problemas pessoais (nunca dizia o que era) para tudo arrumava uma desculpa, não estavamos mais nos vendo, ela dizia que andava ocupada (mas sempre estava em todas as festas, viagens, etc). Nessa conversa resolvemos marcar uma viagem pro Chile para ver se as coisas voltavam ao eixo, ja era dezembro e eu viajei de ferias de fim de ano para a casa dos meus pais. Continuava-mos sem nos falar (raramente) até que uma semana antes da viagem ela me procurou querendo saber se ainda estava de pé, eu respondi lógico. A viagem foi realizada no periodo do carnaval (primeira viagem dela ao exterior, segunda viagem longa dela comigo - a primeira ao RJ foi uma maravilha), chegamos no Chile bastante animados... nos primeiros dia muito sexo, passeios... ate que um dia resolvemos dar um passeio e ela esqueceu sua bolsa e celular no hotel, ela me pediu para mim retornar e busca-la que ficaria me aguardando numa cafeteria, quando busco a bolsa e vejo o celular dela com varios alertas de matchs no TINDER... imagina como eu fiquei, viajei com a garota, longe de casa, longe de tudo e ela no TINDER... pensei 10 vezes antes de voltar e resolvi ficar na minha, mas dali adiante ia trata-la como uma PUTA... sexo anal (sempre) fiz de tudo durante os dias restantes da viagem, e eu não toquei nem no assunto TINDER. Antes da viagem ela já reclamava de tudo sobre mim, na viagem isso multiplicou por 100 oq tornou o passeio uma merda. Voltamos ao Brasil, a larguei em casa e prometi pra mim mesmo que não precisava e nem queria aquilo pra mim. Passaram uns 4 dias sem contatos, quando ela veio me procurar e disse o primeiro OBRIGADO pela viagem e em seguida veio discutir a relação (tudo isso pelo whatsapp) na conversa ela escreveu um jornal falando mal sobre mim, meus defeitos e me culpando pelo fracasso, eu a respondi dizendo que não estava afim de papo e cansei de fazer tudo sem receber nada em troca, então não nos falamos mais. Resolvi bloquea-la de todas as redes sociais, apaguei todas as fotos e numeros da agenda. Estou ileso até hoje, ela ainda me procura (pedindo telefone de taxi, senha da app store - usava a minha e eu alterei apos o termino) eu nunca a respondi e na ultima vez ela veio agradecer pela minha falta de consideração (existe isso?!)... quando estou na cidade dela, evito sair (ainda tenho medo de reencontra-la) e gostaria de saber dos amigos PUAs qual a melhor maneira de agir nesses casos e sobre um possivel reencontro com esta HB vampira...

Abraço!

ANÚNCIOS