Avatar pua
rafaelopena

MEMBRO PROFISSIONAL

#1062948
Fellipe Andreas escreveu:peduu:
Sim, um dia antes de começar a namorar eu tava ainda ficava com outras mulheres. Jamais para de caçar se você está livre mano.

rafaelopena:
D boa mano, fiz exatamente isso e cheguei a conclusão que ela não ta pronta. Eu so discordo que monogamia e poligamia são opostos. Eu acredito que na monogamia cada relacionamento é individual, o cara n namora com várias mulheres ao mesmo tempo, no lugar disso ele tem vários relacionamentos individuais que não se misturam. Falo isso pois se for estudar qualquer cultura que aceita isso so se aceita nesses termos. Por exemplo se o cara é casado com 3 mulheres ele não pode fazer uma suruba por direito, cada casamento é individual e para ele fazer isso depende do consentimento das mulheres. Quando a minha namorada ela é bissexual e até hoje o único homem com quem ela se relacionou fui eu, talvez isso esclareça o quanto nossa relação é sincera e sem frescuras (é a única forma de dar realmente certo).


Eu entendo perfeitamente essa visão, afinal, ela se encaixa no que vemos acontecer. Vou queimar largada porque ainda vou falar sobre isso no omgr... A Monogamia e poligamia a que me referi não é transar com uma de cada vez ou ao mesmo tempo... tem a ver com a própria história da humanidade.

Mas a visão que eu passei é a primitiva/antropológica. Se formos analisar a pré-história da humanidade, começamos com a poligamia, pois o reprodutor ia de fêmea em fêmea tentando gerar o maior número de descendentes possíveis. Essa é a base da poligamia! Quando o macho se afastava chegava outro, e é aí que o bicho pega... estudos sobre praticamente todas as espécies de primatas detectou o comportamento do infanticídio. O macho sefguinte tende a matar as crianças do anterior, que é seu rival. E sabemos que o amor feminino mais incondicional é para com os filhos, independentemente de quem tenha sido o pai. Isso + o fato da simples disseminação dos genes não garantir de verdade a prole trouxe a evolução e o surginmento do instinto monogâmico.

E esses instintos estão sempre escondidnhos em parte da cultura. A cultura que permite o homem ter várias mulheres normalmente tem um pé forte na religião (muçulmanos são o exemplo clássico). Qual o princípio básico do Islamismo? "Crecei-vos e multiplicaivos", não existe nada mais primitivo do que isso! Basicamente, o que todo macho quer fazer é espalhar seus genes em várias fêmeas. Uniram "o útil ao agradável", que é poder ter várias mulheres - e consequentemente, ter muitos filhos - e também garantir a sobrevivência dos filhos por meio da união.

O sujeito que pende para a poligamia é o cara que sai querendo transar com todo mundo e não quer compromisso com ninguém, assim como faziam os primeiros homens, mas como sempre digo... um instinto não exclui o outro. Apenas que a fêmea que pender para a monogamia pensa instintivamente nos SEUS filhos acima dos de qualquer outra. Em casamentos de muçulmanos é comum que as mulheres briguem pela atenção do marido e queiram que os seus próprios filhos sejam mais "amados e mimados" do que a das outras. É natural, afinal, a sua prole vem sempre antes da de qualquer outra pessoa.

Os últimos estudos dizem que o sapiens surgiu há pelo menos 300 mil anos. Somos civilizados há no máximo 6 mil anos. A base cultural até agora sempre foi predominantemente baseada nos pilares da própria natureza humana primitiva. Mas... como nada é permanente, a ideologia já dá sinais de mudanças significativas nesse sentido. Crua e cientificamente falando, ter várias fêmeas é um impulso poligâmico, pois simplesmente objetiva gerar a maior quantidade de filhos quanto possível, em várias fêmeas. Já a monogamia é a simples escolha dos melhores genes para geração e a proteção dessa fêmea e de seus filhos, já que a maior parte dos grupos humanos pré-históricos começaram a se dividir em duplas para procriação e proteção das crias - isso há milhares de anos antes do surgimento do casamento e da própria cultura como conhecemos hoje.

Mas nada impede que haja a combinação entre ambos os contextos :D

ANÚNCIOS

Avatar pua
rafaelopena

MEMBRO PROFISSIONAL

#1062951 PS: Quando falamos de palavras batidas e rótulos como esses é fácil não se expressar bem, e provavelmente fiz isso no primeiro post hahaah
Já citando o segundo, é a isso que me referi quando disse para qual lado ela pende, tendeu?

Porque logicamente o cérebro "reptiliano", por assim dizer, poderia gerar um conflito de interesses do caramba se vocês fizessem o menage, na mente dela seira "Como assim, ele pode engravidar ela, transmitir seus genes pra outra fêmea, eu quero ele, eu gosto dos genes dele, quero ter filhos com ele e quero que ele os proteja... ai meu Zeus/Deus, e agora?" - e aí começa o drama hahaha

Já o segundo caso "ah, tudo bem, meu DNA falou que o macho simplesmente quer transar com todo mundo, então pode até ser legal... afinal, minhas ancestrais aceitavam que o macho simplesmente saísse transando com geral ou tivesse mais de uma fêmea... o que mudaria se fôssemos nós 3?"

Já falei demais... fui, abraços e desejo que quando as coisas se acertarem vocês façam uma torre Eiffel inesquecível! xD
Avatar pua

Criador do tópico

Fellipe Andreas

Veterano - nível 9

#1062984 Eu não concordo com tudo, sou bem desconfiado quanto a explicações biológicas e evolucionistas. Sua explicação não é a que eu acredito, eu boto muito mais fatores de ordem psicológica e culturais.

Mas, entretanto, porém, toda via funciona na prática. Por isso eu não posso dizer que ela não funciona, pelo contrário: acredito que é a melhor explicação para o pessoal. Além disso só se o cara quiser passar alguns anos estudando a fundo todos os fundamentos da biologia, sociologia e psicologia.