Área exclusiva para artigos e debates focado a pessoas que estão namorando.
De tudo para saber como AGIR no namoro.
Avatar pua

Criador do tópico

Ser - MEMBRO EXCLUSIVO
#911198 Antes de conhecer o Universo PUA, eu tive uma boa quantidade de HBs, que na medida do possível me davam sexo, algumas me caçavam afetivamente/sexualmente e queriam me amarrar, eu tinha um certo esforço nas conquistas (não conhecia o Pickup em nenhuma de suas diferentes formas de ataque) mas uma x conseguia ficar com as HBs elas meio que se “apaixonavam”, vendo meu desapego... Eu era o que se poderia chamar de um quase natural na arte de ficar. Mas o problema residia quando eu entrava em uma relação com uma HB com quem mais me identificasse, quando eu n gostava tanto não tinha problemas, quando eu me apegava – eis o inferno na terra. Hoje vejo tudo com humor e me alegro na superação diária do ego e suas ilusões manipuladas pela Matrix.

Tive 7 namoradas antes da atual – comecei a namorar com 15 anos rs. Selecionei 3 delas e contar suas principais armas que me derrubaram, vou colocar nomes fictícios:

OBS: Nunca fui grudento com mulheres...

Imagem

Raquel: Ela era ex-baladeira e teve um noivo que a largou meses antes de casar p arrumou outra (segundo ela isso rs)... Fazia jogos o tempo todo, queria sempre me deixar “feliz” para em seguida me frustrar. Um belo dia disse que não se sentia cuidada por mim (mesmo eu estando sempre com ela), o que me fez ceder aos seus caprichos e quanto mais eu a agradava mais ela ficava mimada me culpando de coisas ilógicas (elas são emocionais). Um belo dia estávamos conversando no Msn e ela pediu para nos vermos menos pois queria sentir saudades de mim, eu como virava beta em namoro aceitei mesmo contrariado e assim o tempo passou, até que fiquei bem mal de saúde e ela foi até a minha casa me “dar cuidados”, chegando lá ela aproveitou e começou ser carinhosa, me dar comida na boca (bem beta mesmo RS), até que ao anoitecer, começou a falar coisas que n concordava que eu fazia etc e tal. Como eu estava mal fisicamente fiquei pior – a mente influencia no corpo RS... (Vejam que elas são implacáveis, as mulheres devem ser vistas como fêmeas selvagens, nunca se engane com manifestações de carinho delas, nem com sorrisinhos doces, ela era bem doce quando queria)... Quando melhorei terminei com ela e ela nem ligou para isso, ou seja, já pouco se fodia para mim, mas se fez de vítima para a família e amigos, e eu virei o vilão da história. Mas 1 mês depois apareceu namorando, estranho.

O que aprendi: que muitas delas quando querem terminar, começam a defecar na relação até chegar ao momento que vc n agüenta mais o cheiro

Daniele: Adorava me deixar inseguro falando das paqueras que recebia na rua, de como o ex dela a fudia, que fulano era bonito e era simpática com paqueradores, e sempre brigávamos por isso, ela sempre dizia que n ia mais dar aberturas nem falar de passado ou homem, mas volta e meia voltava, e ainda tinha a cara de pau de querer me pressionar a querer casar com ela, putz. Um belo dia eu chutei o balde, peguei uma coroa gostosa e fiz questão dela saber para terminar comigo, ela terminou, depois queria voltar e eu não quis. Fiz isso por vê-la escondido sendo simpática com um assediador.

O que aprendi: Muitas adoram o jogo da insegurança para vc ficar na dúvida e ser manipulado por ela, mas Tb elas podem se aproveitar e pegar outros, nunca se sabe.

Fabiana: Se apresentou a mim no início como uma moça “recatada”, embora a tatuagem nas costas mostrasse uma contradição rs, disse que baladas e ficar era coisa do passado, que ela agora estava em uma vida tranqüila, pois já tinha se decepcionado muito com os homens e eu era diferente, qria um namoro longo para a vida toda. Um belo dia fui a casa dela e ela estava meio bêbada de vinho, pois estava bebendo com uma amiga em casa, até ai tudo bem...Depois de meses de namoro começou a falar que estava entendida (detalhe, eu viajava com ela, ia a barzinhos, praia etc), ai começou a me pedir para sair só com amigas, “inocentemente” – luluzinhas para ir a barzinhos e shows, quando via o MSN dela sempre tinha um “papo bobo” com um amigo e eu por não gostar era inseguro. Um dia ela pediu um tempo e eu disse que pra mim n tinha tempo, ai ela disse: então acabou.

O que aprendi: Mulheres que foram esculachadas no passado, não o foram sem motivos. Quando aparece um cara querendo dar conforto a elas, elas começam a sentir saudades dos tempos do lixo... Não se dá danoninho para porco, mas lavagem... Infelizmente tem mulheres que curtem a sujeira... Elas vêm toda ferradas – vc cuida delas, elas ficam melhores e voltam para a sujeira. Tem umas q nasceram para isso, não nasceram para serem amadas, infelizmente...

Abraço feras!

ANÚNCIOS

eu4992 - MEMBRO EXCLUSIVO
#911223
Ser escreveu:Antes de conhecer o Universo PUA, eu tive uma boa quantidade de HBs, que na medida do possível me davam sexo, algumas me caçavam afetivamente/sexualmente e queriam me amarrar, eu tinha um certo esforço nas conquistas (não conhecia o Pickup em nenhuma de suas diferentes formas de ataque) mas uma x conseguia ficar com as HBs elas meio que se “apaixonavam”, vendo meu desapego... Eu era o que se poderia chamar de um quase natural na arte de ficar. Mas o problema residia quando eu entrava em uma relação com uma HB com quem mais me identificasse, quando eu n gostava tanto não tinha problemas, quando eu me apegava – eis o inferno na terra. Hoje vejo tudo com humor e me alegro na superação diária do ego e suas ilusões manipuladas pela Matrix.

Tive 7 namoradas antes da atual – comecei a namorar com 15 anos rs. Selecionei 3 delas e contar suas principais armas que me derrubaram, vou colocar nomes fictícios:

OBS: Nunca fui grudento com mulheres...

[ Imagem ]

Raquel: Ela era ex-baladeira e teve um noivo que a largou meses antes de casar p arrumou outra (segundo ela isso rs)... Fazia jogos o tempo todo, queria sempre me deixar “feliz” para em seguida me frustrar. Um belo dia disse que não se sentia cuidada por mim (mesmo eu estando sempre com ela), o que me fez ceder aos seus caprichos e quanto mais eu a agradava mais ela ficava mimada me culpando de coisas ilógicas (elas são emocionais). Um belo dia estávamos conversando no Msn e ela pediu para nos vermos menos pois queria sentir saudades de mim, eu como virava beta em namoro aceitei mesmo contrariado e assim o tempo passou, até que fiquei bem mal de saúde e ela foi até a minha casa me “dar cuidados”, chegando lá ela aproveitou e começou ser carinhosa, me dar comida na boca (bem beta mesmo RS), até que ao anoitecer, começou a falar coisas que n concordava que eu fazia etc e tal. Como eu estava mal fisicamente fiquei pior – a mente influencia no corpo RS... (Vejam que elas são implacáveis, as mulheres devem ser vistas como fêmeas selvagens, nunca se engane com manifestações de carinho delas, nem com sorrisinhos doces, ela era bem doce quando queria)... Quando melhorei terminei com ela e ela nem ligou para isso, ou seja, já pouco se fodia para mim, mas se fez de vítima para a família e amigos, e eu virei o vilão da história. Mas 1 mês depois apareceu namorando, estranho.

O que aprendi: que muitas delas quando querem terminar, começam a defecar na relação até chegar ao momento que vc n agüenta mais o cheiro

Daniele: Adorava me deixar inseguro falando das paqueras que recebia na rua, de como o ex dela a fudia, que fulano era bonito e era simpática com paqueradores, e sempre brigávamos por isso, ela sempre dizia que n ia mais dar aberturas nem falar de passado ou homem, mas volta e meia voltava, e ainda tinha a cara de pau de querer me pressionar a querer casar com ela, putz. Um belo dia eu chutei o balde, peguei uma coroa gostosa e fiz questão dela saber para terminar comigo, ela terminou, depois queria voltar e eu não quis. Fiz isso por vê-la escondido sendo simpática com um assediador.

O que aprendi: Muitas adoram o jogo da insegurança para vc ficar na dúvida e ser manipulado por ela, mas Tb elas podem se aproveitar e pegar outros, nunca se sabe.

Fabiana: Se apresentou a mim no início como uma moça “recatada”, embora a tatuagem nas costas mostrasse uma contradição rs, disse que baladas e ficar era coisa do passado, que ela agora estava em uma vida tranqüila, pois já tinha se decepcionado muito com os homens e eu era diferente, qria um namoro longo para a vida toda. Um belo dia fui a casa dela e ela estava meio bêbada de vinho, pois estava bebendo com uma amiga em casa, até ai tudo bem...Depois de meses de namoro começou a falar que estava entendida (detalhe, eu viajava com ela, ia a barzinhos, praia etc), ai começou a me pedir para sair só com amigas, “inocentemente” – luluzinhas para ir a barzinhos e shows, quando via o MSN dela sempre tinha um “papo bobo” com um amigo e eu por não gostar era inseguro. Um dia ela pediu um tempo e eu disse que pra mim n tinha tempo, ai ela disse: então acabou.

O que aprendi: Mulheres que foram esculachadas no passado, não o foram sem motivos. Quando aparece um cara querendo dar conforto a elas, elas começam a sentir saudades dos tempos do lixo... Não se dá danoninho para porco, mas lavagem... Infelizmente tem mulheres que curtem a sujeira... Elas vêm toda ferradas – vc cuida delas, elas ficam melhores e voltam para a sujeira. Tem umas q nasceram para isso, não nasceram para serem amadas, infelizmente...

Abraço feras!


Se o Pua nos ensina o ataque, Nessahan Alita e Esther Vilar são exemplos de autores que nos ensinam a defesa em relação aos jogos emocionais realizados pelas mulheres. Ser, você é um cara vivido e sabe que o mais importante disso tudo é extrair experiência e aprendizado de cada história e situação pela qual você passou. É este aprendizado que te torna forte e verdadeiramente preparado para a vida e a lida com as mulheres. Quero lhe parabenizar pela coragem de expor de forma bem reflexiva o outro lado da moeda, ou seja, o lado realista do mundo da sedução. Muitos, principalmente os mais jovens, acreditam que basta estudar algumas técnicas que já vão sair pegando todas e sendo o rei da mulherada e esquecem que saber lidar com o lado obscuro feminino também faz parte do jogo. Ignorar isso é pedir pra tomar ferro e ficar na pior. Valeu pelo artigo Ser e continue a nos brindar com estes artigos que só agregam valor ao fórum e aos usuários. Valeu brother!!!
Avatar pua
IMTHUG

Veterano - nível 5

#911235
Cara, por favor, faz mais desses artigos !
(Sério)
Se eu falasse o tanto que esse topico abriu meus olhos e deu um tapa na minha cara tu não iria acreditar !
Sensacional

Eu estava em um relacionamento com uma igual a 3, eu realmente não aguentei o fato de eu estar dando carinho e ela rejeitando tudo isso, e olha que eu não sou de ficar dando doce, mas eu pensei que pelo fato de o namorado dela ser um bad boy nato que traiu varias vezes pensei que ela gostaria... então, não tive paciencia e mandei ela tomar no cu. e fim!

"Não se dá danoninho para porco, mas lavagem"

-

Thug
Avatar pua

Criador do tópico

Ser - MEMBRO EXCLUSIVO
#911326 Valeu pelos textos amigos! É isso mesmo! - Infelizmente as relações não são o paraíso como muitos inocentes imaginam, por isso não podemos parar de evoluir - evolução sempre!!
Avatar pua
ghenio

Veterano - nível 1

#911346 Me identifiquei demais com a parte onde vc diz:
[...]O que aprendi: que muitas delas quando querem terminar, começam a defecar na relação até chegar ao momento que vc n agüenta mais o cheiro[..]
Infelizmente num relacionamento é difícil manter a postura o tempo todo, a cabeça pensando o tempo todo e caimos nessa onda de ir pelo sentimento, curtir o momento e esquecemos de manter a postura.É foda mesclar/equilibrar as duas coisas, relacionamento e PU.
Admito ainda tenho fraquezas no sentido da defesa destes jogos emocionais que as mulheres fazem,
parabéns pelo post e pela forma que expressou os fatos, bom mesmo
valeu,
Abrssssssss
Avatar pua

Criador do tópico

Ser - MEMBRO EXCLUSIVO
#911373 Isso ai galera! Valeu por continuarem comentando, contribuindo com a postagem...

Isso é fato: "Não se dá danoninho para porco, mas lavagem"

Antigamente eu tinha pena de algumas mulheres, depois parei e pensei - Pera ai, elas são vítimas sempre mesmo?
Aomine

Veterano - nível 9

#911383 Bom tópico!!

Eu só tive uma namorada na vida (in)felizmente e ela ainda é uma VV.
Obrigado por postar suas experiências com as mulheres. vai nos ajudar a nos prevenir se por acaso nos depararmos com alguém desse tipo no decorrer da nossa jornada.

Obrigado pelo tópico !!
Avatar pua

Criador do tópico

Ser - MEMBRO EXCLUSIVO
#911768
Aomine escreveu:Bom tópico!!

Eu só tive uma namorada na vida (in)felizmente e ela ainda é uma VV.
Obrigado por postar suas experiências com as mulheres. vai nos ajudar a nos prevenir se por acaso nos depararmos com alguém desse tipo no decorrer da nossa jornada.

Obrigado pelo tópico !!


Valeu Aomine! Uma VV não é fácil mesmo!

Fico satisfeito em ter contribuído!