Membros normais não podem criar tópicos mas podem responder tópicos dos veteranos.


Ao atingir mais de 1 ano de cadastro ou envio de mais de 200 mensagens você automáticamente se torna membro veterano e pode postar nessa área.
Avatar pua

Criador do tópico

Roco

PUA EXPERT

#919930 Fala pessoal, boa noite.

Vou transcrever pra cá um texto que eu achei sensacional e que cobre muitos assuntos que nós tratamos aqui. O texto é de Ricardo Cairo e foi postado no Blog "casalsemvergonha.com".

Muito prazer, meu nome é Ricardo Coiro, jogo bola religiosamente todas as quartas-feiras, seja dia santo ou não. Tenho incontáveis amigas e delas nunca tomarei distância por motivo de ciúme doentio ou por qualquer tipo de suspeita sem fundamento. Possuo também muitos amigos e esses demonstram uma sede incontrolável por cerveja. Na verdade, até desconfio que nem água eles sejam capazes de beber e, por isso, algumas vezes por semana, acompanho-os nesse ritual de hidratação fisiológica.

Isso mesmo minha quem sabe futura namorada. Sinto-me extremamente confortável quando estou sentado em uma mesa bamba de boteco e não gosto de ter meu divã etílico invadido por telefonemas estranhos que, no fundo, servem somente para saber se naquele ambiente coexisto com risos femininos e timbres de “periguetes”. Não gosto de ligações desnecessárias ou de iniciar um Chat Line épico quando estou na minha terapia masculina. Se me telefonar uma vez perguntando onde estou, outra querendo apenas saber se irei ao churrasco que acontecerá no mês seguinte e, novamente, me ligar, perguntando se eu poderei passar na farmácia somente para pegar um vidro de acetona, não suportarei ver meu celular convulsionando uma próxima vez e juro que vou fazer a alegria de um mendigo ao voltar para casa sem telefone.

Eu sei que acabamos de nos conhecer e que devido à música alta desta balada você talvez nem tenha ouvido direito o que acabei de falar sobre meus hábitos, ou melhor, sobre minha essência, mas queria que soubesse disso agora, desde já. Existem algumas coisas que não poderão nunca ser amputadas da minha personalidade, pois se em nome da nascente paixão, ou do receio de perdê-la, você me pedir ou deixar que eu abra mão de mim, começaremos um relacionamento bomba-relógio, condenado a explodir quando eu não suportar mais a saudade de quem eu realmente sou e inevitavelmente precisar tirar você dos meus hábitos, para reconhecer-me novamente dentro do espelho.

Sim, tenho plena consciência de que exagerei na situação imaginária, criada acima, e que numa balada normal a mulher provavelmente me daria as costas na segunda linha do meu mandamento, mas venho, por meio deste texto impedir que alguns de vocês ajam como eu agi um dia e, aos poucos, com medo de fazer qualquer coisa capaz de abalar um recente relacionamento, erroneamente comecem a deixar de lado os amigos, as festas e evitar toda e qualquer situação, ambiente, frase, rede social, que possa gerar ciúmes ou atrito.

Quem nunca se podou que atire a primeira pedra. Aposto que se pensar nisso agora, conseguirá citar no mínimo dois amigos que começaram a namorar e sumiram de vez, pessoas – cujos rostos um dia muito familiares – hoje só são vistos através da Facebook, sempre estampado em fotos com descrições do tipo: “Eu e o amor da minha vida” ou “Te amo, para sempre”, retratos de bocas – geralmente lambuzadas com Fondue – ou feitos em alguma capital do romantismo, na qual solteiros são até proibidos de entrar.

Saiba uma coisa: boas namoradas não exigirão que você corte os amigos e muito menos deixarão de te amar se você tiver uma vida social ativa. Pelo contrário, vão até admirar essa postura firme de quem tem opinião, age com segurança e não se transformará nem por decreto em um buldogue gordo e submisso. Por isso, não deixe de fazer aquilo que te torna você, só por achar que pode, porventura, causar ciúmes a ela. Não deixe de lado sua própria órbita, por achar que correrá menos riscos de perdê-la enquanto estiver no espaço dela e, por fim, nem se ela ameaçar enfiar uma navalha debaixo de sua unha, deixe de lado os amigos verdadeiros, pois dor de verdade você sentirá quando o namoro acabar e enfim perceber que está sozinho e que de porta em porta precisará bater para reconquistar as amizades.


Quem quiser dá uma comentada aí pra gnt discutir!

Grande abraço!

ANÚNCIOS

Avatar pua
Tom Cruise - MEMBRO EXCLUSIVO
#919938 eh o que mais acontece, conheco varias pessoas assim. quando estão solteiros ligam de segunda a segunda atrás de festa, quando está namorando somem. costumo dizer que relacionamentos acabam e amizades verdadeiras são pra sempre! Sempre valorizem seus amigos!
Makvan

Aprendiz

#919939 Sensacional texto !! Quando namorava deixei minhas amizades de lado e agora que terminou tenho que ir atrás dos amigos.
E como sempre meus amigos estão me recebendo de braços abertos. Aprendi a lição !!
Avatar pua
Low

Veterano - nível 2

#919941 Olha Roco, incontável mesmo é o número de vezes que já ouvi esse mesmo discurso e impressionantemente os caras que garantiam jamais se entregar abriram as pernas e se deixaram dominar por minas muito nada a ver que os fizeram até lamber o chão para ela passar.

Das primeiras vezes que ouvi esse manifesto da boca de algum amigo, eu cheguei a acreditar e era sempre com muita indignação que eu tentava conversar com o pobre manifestante que respondia com um argumento ainda mais fantasioso... Já vi algumas dezenas de casos semelhantes e TODOS eles têm algo em comum:

Se entregam, abrem mão de suas vidas, assumem uma posição de dominados, são humilhados pelas namoradas/esposas, fazem todas as suas vontades, mas acreditam ferrenhamente que estão no controle, eles dizem que agir assim é só uma estratégia para controlar a mulher e se manter por cima, vivem uma vida infernal, onde estão sempre em guerra com a companheira, adoecem, se permitem perder o direito de encontrar os amigos, deixam de lado suas paixões e seus hobbies por que a mulher os chantageou para escolher entre "o futebol ou eu " e no final levam um chute na bunda e são trocados por outro, mas sempre acreditando fielmente estarem vivendo o que pregam nesse discurso de auto-ilusão.

Pois é.... com esse papo aí o tal Ricardo Cairo muito provavelmente tenta se auto convencer que manda na situação, tem que confirmar se ele realmente fez o que falou, duvido muito. Isso é papo de quem não pega nada, se sente sozinho e vê seus amigos serem dominados pelo relacionamento, mas cara assim só não está dominado por não ter encontrado alguma mulher que visse algo interessante nele.

O homem que realmente tem controle de sua vida jamais precisa apresentar esse discurso furado para se auto-convencer que não vai virar capacho de uma mulher desinteressante.

Varios membros aqui podem postar que já passaram por um relacionamento assim, largaram amigos, suas atividades, suas paixões, seus hobbies, suas vidas porque "a mulher foi dominando" , mas que hoje aprenderam a lição e jamais deixarão isso acontecer novamente, papo.... puro papo, a partir desse momento comece a observar e veja se na prática essa afirmação realmente funciona. Não, não funciona.
Avatar pua
Benjamin

PUA Avançado

#919952 Rapaz, um dos meus melhores amigos entrou nessa. O cara não sai pra beber a água se a namorada dele não deixar. E ele está perdendo a vida dele por causa dela.
A gente fala pra ele, mas ele diz que vale a pena, que "não curte essas festas nem o povo que as frequenta" e que prefere estar ao lado do amor da vida dele.
Pelo que eu vejo ali, vai ter casamento, mas mesmo assim, não acho que vale a pena.
Se pra manter um relacionamento, você não possa mais manter você mesmo, então realmente é um relacionamento bomba-relógio.
Grande texto, não tenho costume de ler o blog do casalsemvergonha, mas até que depois desse texto, devo dar uma olhada.
Abraço,
Benjamin.
Avatar pua
PPO - MEMBRO EXCLUSIVO
#919986 Quem nunca podou os teu hábitos que atire a primeira pedra kkkk.
Isto relata muito da minha vida, em um relacionamento anterior deixar de sair com os amigos, de se divertir de jogar com a mulherada, deixei de ser eu mesmo. Resultado, acabei sozinho sem amigo.

Hoje estou mais uma vez em um relacionamento, porém me sinto livre , me sinto vivo, morô?!.
Ótimo post man me identifiquei pra k7. :ae
beginner - DOADOR

PUA EXPERT

#919988
Low escreveu:Varios membros aqui podem postar que já passaram por um relacionamento assim, largaram amigos, suas atividades, suas paixões, seus hobbies, suas vidas porque "a mulher foi dominando" , mas que hoje aprenderam a lição e jamais deixarão isso acontecer novamente, papo.... puro papo, a partir desse momento comece a observar e veja se na prática essa afirmação realmente funciona. Não, não funciona.

Por isso que eu sempre digo, paixonite é doença psicológica, e deve ser combatida como tal. No início, a paixonite ainda é curável, portanto esteja sempre atento para os sintomas. Caso se diagnostique, imediatamente se trabalhe com relação a isso e faça o que for preciso pra se livrar desta doença mental. A sociedade chama paixonite de amor e diz que é lindo. Não, não é. Nunca caia neste conto e perca o controle. O único responsável pela sua vida e sua felicidade é você.

E ninguém está imune a isso. Eu fiquei 2 anos sem isso, achei que nunca mais teria este problema, quando de repente... Eu me vi neste estado de novo. Fique atento. Se você começar a olhar determinada mulher como se fosse mais "especial" do que todas, indispensável pra sua vida, começar a ficar pensando nela o tempo todo... Trabalhe sua mente enquanto ainda é tempo.

RICARDO MALLA escreveu:1) Esta não é a mulher da sua vida, é a mulher de um momento da sua vida;
2) Certifique-se que ela diferente através de atitudes nas mais variadas situações e não só nos momentos bons,
3) Machos Alfa dominam as emoções e não são dominados por ela, analise as coisas com o olhar da razão;
4) O pra sempre sempre acaba, já dizia Cassia Eller;
5) Inteligente é aquele que aprende com os próprios erros. Sábio aquele que aprender com o erro dos outros.
(divorcio-amigo-t96696.html#p919842 )
Avatar pua

Criador do tópico

Roco

PUA EXPERT

#920373 Fala pessoal!

Bom, queria agradecer pelos feeds. Realmente não tem como saber se o cara possui mesmo esse tipo de comportamento, entretanto, eu consideraria que todos nós deveríamos focar em algo nessa direção. Não é porque você ama fazer outras coisas como ficar com seus amigos ou jogar bola que você deixa de amar a sua namorada.

Eu pessoalmente vejo isso nas namoradas dos meus amigos. Elas insistem em competir com tudo, como se o namorado querer jogar bola venha a significar que ele gosta mais de jogar bola que da própria namorada. Isso não tem nexo algum e a maioria das vezes os namorados sedem por se tratar apenas de um esporte, mas a questão é que não é só um esporte, vc está na verdade abrindo mão da sua vida.

Grande abraço!