Membros normais não podem criar tópicos mas podem responder tópicos dos veteranos.


Ao atingir mais de 1 ano de cadastro ou envio de mais de 200 mensagens você automáticamente se torna membro veterano e pode postar nessa área.

Criador do tópico

Raul Parminov - MEMBRO EXCLUSIVO
#495844 [Escrevi este artigo na área avançada pois não consegui criar novo tópico na área de artigos normais, não sei se isso ta certo, depois que a gente vira intermediário no fórum só da pra postar artigo na parte avançada? Me tirem a duvida porfavor. Se eu postei na área errada, desculpe a moderação e movam o tópico.]

A alguns dias atrás escrevi este artigo: como-fazer-sexo-anal-100-testado-e-aprovado-t45803.html

Que falava sobre a Ética do Caráter, que nada mais é do que algumas características primárias que todos devemos desenvolver para o nosso nos tornarmos melhores pessoas e PUAs. Então, comparei-a à Ética da Personalidade, que são várias técnicas que nos ensinam como funcionam as interações humanas, e disse que esta se trata de uma característica secundária no desenvolvimento de uma pessoa e do PUA. Por fim falei como podemos aprimorar nossa Ética do Caráter. Isso tudo me baseando no livro “Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes” de Stephen R. Covey.

Li mais um capítulo do livro e também tem muita informação útil que pode ser adaptada para o mundo do Pick Up. Então resolvi fazer mais um artigo. Para ler este 2ª artigo, não é necessária a leitura do primeiro, sinta-se a vontade de ler esse e, se gostar, ler o outro.
Como no outro artigo vou dividi-lo em capítulos, para torná-lo mais didático e facilitar a leitura, sem mais delongas:

COMO FAZER DO PICK-UP UM HÁBITO

Este artigo vai tentar te trazer algumas respostas como:
-Como internalizar o Pick-Up em você?
-Como aprender VERDADEIRAMENTE o Pick-Up?
-Como se tornar um Natural?
-Qual o caminho para se tornar um PUG?

CÁPITULO 1: O QUE É UM HÁBITO?
Os hábitos constituem fatores poderosos em nossos vidas. Uma vez que representam padrões coerentes, e muitas vezes inconscientes, eles servem para exprimir nosso caráter no dia a dia, sendo responsável por nossa eficácia... ou ineficácia.
Covey define hábito como a “interseção entre o conhecimento, a habilidade e o desejo”. Sendo que o conhecimento é o paradigma teórico, o que fazer e o porquê. A Habilidade é o como fazer. E o Desejo é a motivação, o querer fazer. Para se criar um novo hábito em nossas vidas, precisamos reunir esses três elementos.

CAPÍTULO 2: O PROCESSO DE APRENDIZAGEM
Para aprendermos como internalizar um hábito, devemos saber como o aprendemos e como o internalizamos, então vou-lhes explicar resumidamente como funciona o processo de aprendizagem, que se divide em 4 etapas. Para facilitar a compreensão vou exemplificá-lo com a metáfora de Aprender a dirigir um carro.
PS: Isso não sou eu que estou inventando, isso é científico e fruto de diversas pesquisas sobre aprendizagem.
Etapa 1 - Não sei que não sei: Aqui estamos em Incompetência Inconsciente, ou seja, desconhecemos e, portanto ignoramos determinada informação, comportamento ou habilidade. No caso de dirigir, se passa até mais ou menos seus 4 ou 5 anos de idade, que é quando você simplesmente ignora a habilidade de dirigir, você sabe que se locomove ao entrar em um carro, mas não liga isso a habilidade de dirigir.
Etapa 2 – Sei que não sei: Agora estamos no estado de Incompetência Consciente, nós tomamos conhecimento de certo fato, e isso nos da a escolha de aprendermos ou ignorarmos certa habilidade. No exemplo do carro, lá entre seus 6 ou 8 anos de idade você tomou consciência que não sabia dirigir e permanece nessa etapa até você decidir que quer aprender a dirigir, quando toma esta decisão, passamos para a
Etapa 3 – Sei se prestar muita atenção: Nesse momento nos encontramos na Competência Consciente, é quando tomamos consciência de um fato e decidimos aprende-lo, no começo é extremamente difícil, toda ação deve ser pensada, no caso do carro você tem que pensar em pisar na embreagem, tirar a mão do volante, não se distrair, lembrar de olhar os espelhos retrovisores para mudar de marcha, e etc. É difícil e você se bate um monte até que em algum momento passamos para a
Etapa 4 – Sei! Aqui estamos em Competência Inconsciente, ou seja, não é preciso mais esforço, você dominou a técnica e a realiza com grande tranqüilidade. No exemplo do carro, é quando você já dirigiu tanto que se acostumou, tudo fica involuntário, quando você pensa em mudar de marcha, já mudou, todos os conceitos estão internalizados em você.

Não é difícil perceber que a Etapa 1 é extremamente confortável, você nem tem conhecimento de certa informação ou habilidade, portanto a ignora. Quando você toma conhecimento e passa para a Etapa 2, bem, aí você tem duas alternativas, uma extremamente confortável que é optar por não aprender algo, mesmo tendo conhecimento sobre ele e a outra escolha vai te obrigar a sair de sua zona de conforto e te exigir esforço e dedicação, que é quando você decide aprender algo. Decidindo aprender algo você passou para a Etapa 3 e nessa você não tem escolha, ela é desconfortável e dolorida, ou você se dedica para aprender ou desiste. Maravilha, você aprendeu sua nova habilidade e agora está na Etapa 4, aí é só alegria, você realiza a habilidade com extrema facilidade, ela foi incorporada em sua Zona de Conforto.

CAPÍTULO 3: COMO CRIAR UM NOVO HÁBITO E IMCORPORÁ-LO EM MINHA ZONA DE CONFORTO? E COMO FAZER ISSO COM O PICK-UP?
Agora sabemos o que é um hábito, o que é necessário para incorporá-lo em nossa vida e como o aprendemos, mas como fica isso na prática? Vou dividir esse capítulo em partes.
A) [Conhecimento – Etapa 1] Tome conhecimento do hábito – Você já tomou conhecimento do PU, ponto pra você!
B) [Desejo – Etapa 2] Ache uma motivação – Porque você REALMENTE quer aprende o PU, pense muito nisso, tem que ser algo grande, algo pra que quando você tenha vontade de desistir você lembre da sua motivação do seu real desejo de aprender o PU
C) [Habilidade – Etapa 3] Descubra como fazer – No caso do PU você já tem todas as ferramentas necessárias para isso aqui no fórum e nos vários livros, encontrados inclusive de graça, na internet
Perceba que neste ponto já englobamos os 3 pontos que Covey nos fala em seu livro: o Conhecimento, o Desejo e a Habilidade. Voltemos para a definição de hábito de Covey: Hábito é a “interseção entre o conhecimento, a habilidade e o desejo”
Veja a imagem: http://a5.sphotos.ak.fbcdn.net/hphotos- ... 7148_n.jpg

Notemos o seguinte: Neste momento você já tem o Conhecimento (o que fazer), tem o Desejo (querer fazer) e tem a Habilidade (como fazer). Perceba também que você já passou da Etapa 1 de aprendizagem, você já tem o conhecimento da existência do PU; Passou da Etapa 2, você decidiu aprender o PU; E se encontra agora na Etapa 3, treinando suas habilidades. Isso nos leva ao item

D) [Obtendo a Interseção entre Conhecimento, Desejo e Habilidade] FAÇA!!! – A ultima etapa é simplesmente FAÇA! E sei que essa é a etapa difícil, onde a grande maioria se encontra travado, por isso teremos um capítulo só pra ela.

CAPÍTULO 4: FAÇA!
Deixe-me te perguntar algo: Se você tem conhecimento do PU, você sabe que ele funciona (se tem dúvida quanto a isso basta ver os milhares de relatos no fórum), você tem a sua disposição tanto material, como rotinas, oppeners, vários métodos de abordagem, rotina para KC, material sobre PNL e etc. E além disso tudo você tem um objetivo, uma motivação, um desejo e sabe que o PU é o método e o caminho para alcançar esse seu objetivo porque diabos você (e eu) deixamos de abordar uma HB???
Porque isso, como eu disse anteriormente, é a ETAPA 3 e essa é a etapa do processo de aprendizagem que mais gera desconforto, gera dor, te cansa, exige trabalho duro e muita dedicação, exige que você realmente FAÇA!

-PUA1: Mas Raul, isso realmente gera um desconforto muito grande!
Eu sei que gera! Eu lhe expliquei isso de modo científico no Capítulo 2, e lhe disse também que isso é difícil para todos e acontece com qualquer nova habilidade que vamos adquirir, veja os exemplos:
-Você engatinhava e foi começar a andar, você caiu, você bateu a cara no chão, você chorou, mas continuou tentando andar e conseguiu;
-Você queria um curso concorrido no vestibular, você estudou pra cacete, deixou de sair, de se divertir, escolheu o mais difícil que era estudar ao invés de simplesmente se divertir e passou no vestibular (ou ainda não hahaha);
-Você começou a aprender a dirigir, aprendeu bem mais ou menos, suou nas primeiras vezes que pegou no volante, sofreu pressão do seu pai e do instrutor, teve medo de decepcioná-los, tinha vergonha de tentar estacionar o carro porque você estacionava mal pra cacete, mas depois de muito treino você conseguiu e aprendeu a dirigir bem.

Perceba que podemos ocupar umas 10 páginas do fórum só falando das dificuldades e perrengues que passamos para podermos aprender uma coisa nova, mas ninguém desistiu, porque queria VERDADEIRAMENTE aquilo. E se desistiu, bem, nesse caso você não o queria verdadeiramente!

E me diga agora, você quer aprender PU pra que? Você quer VERDADEIRAMENTE isso? Se sim vá em frente meu nego! Como já lhe mostrei, você tem tudo em suas mãos para ser um PUG ou um MPUA!

Só pra finalizar esse capítulo quero fazer uma comparação entre aprender PU e entre outras coisas que você já aprendeu e superou.
-Você se machuca fisicamente para aprender PU? NÃO! Mas se machucou para aprender a andar e correu riscos sérios ao aprender a dirigir.

-Você tem que deixar a diversão de lado para aprender PU? NÃO! O PU é a diversão, esse é um dos aspectos mais importantes do PU! Mas e quando você decidiu prestar vestibular pra um curso concorrido, aí sim, você deixou a diversão de lado para estudar.

-Você corre risco de morrer aprendendo PU? NÃO! Mas ao aprender esportes radicais, sim, mas você queria realmente saltar de pára-quedas, escalar montanhas, surfar ondas gigantescas e não desistiu

ENTÃO PORQUE DIABOS NÓS NÃO SIMPLESMENTE FAZEMOS???????????? PEGA ESSAS SUAS CRENÇAS LIMITANTES E MANDE-AS PRAS PUTAS QUE AS PARIRAM!!!!!!

CAPÍTULO 5: REPITA!
Bom, é hora de te desanimar! Você até agora não tem um hábito meu caro. Você seguiu os passos A, B, C e D, mas ainda temos um ponto E, e esse é o mais importante, é o que diferencia os garotos dos homens.
E) Repita!
Sim, repita! Lembra do exemplo do carro? Você tomou conhecimento do que é dirigir, decidiu aprender a dirigir, descobriu um motivo verdadeiro para aprender a dirigir, leu tudo sobre direção, freqüentou todas as aulas teóricas da auto-escola, e pegou o carro meia dúzia de vezes. Isso é um hábito? Você já está realizando essa Competência (dirigir) de modo Inconsciente (Etapa 4)? Não, você ainda se bate um pouco no carro, tem que pensar antes de mudar marcha, tem que se controlar para parar numa subida e arrancar e etc. Para atingir a Etapa 4, ter uma Competência realizada de modo Inconsciente, você precisa dirigir MAIS E MAIS E MAIS, até internalizar todos os conceitos. O mesmo acontece com o PU, se você quer ser tornar um natural e virar um PUG, o único jeito é REPETIR, REPETIR E REPETIR, faça isso sempre, abordo todos os sets que ver!
Não vá pra balada pensando “Hoje eu vou treinar a arte do PU”, acorde pensando “Hoje eu vou treinar a arte do PU” e pense nisso todos os dias ao acordar! Viva o PU, sempre que tiver a chance de abordar um set, ABORDE! E depois ABORDE outro, e depois, MAIS OUTRO, e MAIS UM, e assim vai! Só assim se alcança a perfeição! Você acha que o Mystery, o Style, o David X, o Gambler, entre outros, abordaram quantos sets até hoje? É, acho que eles já perderam a conta! E é por isso que são o que são hoje!

CAPÍTULO 6: CONCLUINDO E MOSTRANDO AS VANTAGENS DE TORNAR O PICK-UP UM HÁBITO
Neste artigo eu lhes mostrei como aprendemos e como criamos hábitos! Hábitos podem ser aprendidos ou desaprendidos, e para criarmos um hábito basta que tenhamos conhecimento da sua existência, termos um motivo para aprende-lo, termos as ferramentas para realizá-lo e por fim executar e repetir o hábito infinitas vezes conscientemente, até que uma hora ele se torne inconsciente.
No caso do Pick-Up, a hora que você internalizá-lo, coisas como abordar sets, conversar tranquilamente com mulheres muuito gostosas e com qualquer outra pessoa, ser o centro das atenções de um grupo, falar em público, entre várias outras coisas farão parte da sua Zona de Conforto, ou seja, você vai ser capaz de realizá-las sem AA, pois se tornaram um processo extremamente natural, como dirigir.
Então, se é isso que você quer, aqui eu te mostrei o caminho, basta a você segui-lo.

Considerações Finais:
Bom isto não é um capítulo, é apenas para falar um pouco sobre mim e minhas experiências.Como eu disse no meu ultimo artigo, eu conheci o PU a um ano, e de lá pra cá evolui muito, como artista venusiano e como pessoa, mas ainda estou em um nível baixo nessa escala de PU. Eu, como a grande maioria aqui do fórum, sofro de uma AA desgraçada, eu muitas vezes já deixei, e ainda deixo, de abordar sets por causa de minhas crenças limitantes, porque não fui capaz de, até agora, tornar o PU um hábito em mim.
É por isso que escrevi este artigo não só pra vocês do fórum, mas principalmente pra MIM, para que eu melhore como PUA e como pessoa, pra que sempre que me de AA eu lembre desse tópico e do meu objetivo maior! É isso, espero que lhes seja útil esse artigo e que muitos, assim como eu, a partir de hoje vão fazer o máximo para tornar o PU um hábito em suas vidas. Muito obrigado a todos que leram até aqui e principalmente aos que vão dar FEED com sua opinião.

PS: Espero principalmente a opinião dos grandes PUAs do fórum, os poderosos PUGs, pois pode ser que eu esteja falando merda nesse artigo, como disse, sou só um iniciante nessa arte, pode ser que o que está escrito não seja totalmente real (embora eu acredito que seja, como disse, são fatos científicos). Mas se tratando de PU, o que escrevi foi baseado mais na teoria, do que na experiência. Por isso aos PUGs, que já devem ter chegado ao ponto de internalizar o PU em si, quero pedir que deixem aqui um relato, dizendo se na prática isso funciona e vocês conseguiram fazer que o PU virasse parte da sua zona de conforto!

Um grande abraço,
Raul Parminov

ANÚNCIOS

Resistance - MEMBRO EXCLUSIVO
#498216 Parabéns pelo artigo.
Uns dos melhores artigos que eu já li aqui no PB.
Também preciso criar alguns hábitos em minha vida principalmente o estudo,e com suas dicas vou buscar sair da zona de conforto,e realmente começar a lutar pelo meus objetivos na vida.
Abraços! :ae
Avatar pua
The Game

PUA Avançado

#498886 Caro Raul, to gostando dos seus artigos. Acredito que a melhor maneira de internalizar um conhecimento é sistematizá-lo em sua mente, sabendo o "por que" daquilo tudo, não simplesmente ler e sair aplicando por aí.

Aconselho muito a leitura desse artigo, abraços
teofilo - MEMBRO EXCLUSIVO
#499136 Ótimo artigo, não adianta nada estudar e ler teorias sobre o pickup se não os transformar em um habito inconsistente.

Abraços, e continue escrendo artigos assim.

Teofilo.