Artigos e Técnicas com base em PNL ou Hipnose.
Não necessariamente voltada a sedução
Avatar pua

Criador do tópico

M DePiemonte

Aprendiz

#634817 Cavaleiros da Tábula Redonda [...] olá!
Hj vou explicar a vcs uma artimanha qe há algum tempo tenho observado e tentado entender mais profundamente; talvez seja uma das encenações mais belas (quando se sabe usar) e mais desafiadoras que eu já vivenciei e admiro MUITO quem o faz naturalmente. Nos piores momentos ele é a melhor perícia, trata-se do BLEFE - quem gosta de Poker se liga aí.

    No jogo de azar, chama-se blefe o recurso empregado pelo jogador para enganar o adversário, fazendo estardalhaço e fingindo estar com determinadas cartas, quando na verdade está com cartas completamente diferentes.
    *Fazê-los desistir com a melhor mão*
    Do mesmo modo, seria enganar por falsas aparências, especialmente de superioridade de força ou situação vantajosa; beneficiar-se fazendo os oponentes acreditarem numa situação diversa da real.
    *Fazê-los desistir com a melhor linguagem (tanto corporal, quanto falada)*

    Para se passar um blefe bem sucedido, dois elementos essenciais devem ser observados.
    1º.: Será que o seu "adversário" vai acreditar?
    2º.: A sua proposta faz sentido para a ação que se desenvolveu até agora?
    Se o seu "adversário" não irá desistir, você NÃO pode blefar... É tão simples quanto isso. Se sim, você precisa decidir se a história que foi proposta o ajudará. Demasiadas vezes as pessoas blefam sem colocar as peças em conjunto e criar uma história que faz sentido para as propostas e as "cartas" que foram distribuídas; e aí acabam caíndo em contradição, deixando assim seu "adversário" ciente do que está planejando.

Trazendo pra nossa realidade, pude perceber que nas interações sociais existe mto o uso do blefe, porém de maneira incorreta. Vamos a alguns exemplos:

Ex.:1 (Homem em diálogo com mulher)
Homem: Eu estou com meus amigos, a gente veio curtir esse fds; acabamos de chegar dos EUA. Daqui a pouco vamos pra casa de um deles; lá tem piscina...

Até aí nada de mais, não é? A não ser pelo fato de o cara não ter mostrado nenhum de seus amigos, ou ter chegado sozinho, estar se portando de maneira totalmente incongruente com o que está dizendo e tentar impor ou comprar a mulher de com questões financeiras.
Um verdadeiro PUA sabe que essas evidencias são jogadas em campo de maneira oculta, estimulando assim a curiosidade da HB.
(Aliás, na temporada 1 de The Pick Up Artist, o Joe D comete uma gafe semelhante e o Mystery chama a atenção para esse detalhe).

Ex.:2 (Homem em diálogo com mulher)
Homem: Eu ja saí com muitas mulheres do seu tipo.
Essa é clássica, ouço mto. Embora tenha sim seus méritos, se for aplicada de maneira escancarada e errada, tudo o que vc vai conseguir é uma bela gargalhada de deboche.


Mas como então devo fazer para blefar corretamente e com maestria???


Passei meses da minha vida testando e criando algumas técnicas para a realização correta e o que constatei descrevo pra vcs aqui em baixo; façam bom proveito:

I. OLHAR. sunglasses.
Sempre que for blefar comece falando com os olhos, através de um equilibrado aperto de mãos (opicional). Fixe seu olhar em três pontos convergentes: o primeiro e mais importante deles, é a figura de quem decide. Depois, observe cautelosamente os elementos representativos à figura do decisor, estes podem ser pessoas/coisas ou menções honrosas (estão ali para serem vistas e admiradas). Por último, olhe para si mesmo e organize sua tática. E lembre-se: nunca desvie olhares, nem mesmo se o decisor for cego.
Olhares invasivos percorrem os caminhos da alma.

II. DISCURSO. fifty-fifty.
Quando iniciamos uma interação social, falar e deixar falar ainda é a principal tática de segurança. Em proporções equivalentes, esquematize seu tempo e não metralhe palavras. Boas falas são balas certeiras com alvo definido. Esta precisão telescópica depende de uma complexa equação: decodificar respostas e gestos em pouco tempo e submetê-los a ações de investida. Um sim nem sempre é um sim, um não nem sempre é um não. Um perfume pode revelar mais do que você imagina, mãos ao rosto produzem insegurança e perda de foco. Paralisia é teste, agitação é desinteresse. Abra fogo e tome proveito disso.
Falar sempre a verdade é mentir para si mesmo.

III. VOCÊ. your face, your destiny.

Apresente-se, mas fale pouco sobre você. Evite repetir o pronome eu. "Eu isso, eu aquilo" (...). Lembre-se que seu produto é você, e você é o produto das suas escolhas. Logo, fale das vantagens competitivas de seus projetos e/ou intenções sem contar vantagens sobre eles(aa). Tenha cuidado, pois seu ego pode inflar e o blefe estourar.
Livre-se das teorias absurdas, você é o que representa ser.

IV. CARISMA. facefriends.
Em um mundo friamente interligado não basta ser amigo, tem que seguir. Nessa jornada de passos, rebolados e tropeços, existe algo extremamente relevante: falo do carisma. Para muitos o carisma é uma espécie de dom. Carisma nada mais é que um conjunto de habilidades e predisposições pessoais que você pode ou não desenvolver e utilizar para muitos fins. Entretanto, se você é carismático, antes de tudo, é porque certas pessoas acham isso.
Então, trate de manter estas percepções sempre em dia.

V. ELA. mirror, mirror on the wall.
Mulheres são influenciáveis, inseguras e frágeis. Errado. Quando quem decide é Ela, nem sempre é assim. Prepare-se para uma profissional influenciadora, segura e destemida.
A mulher é o oposto do homem: pensa, age e decide diferente. Opera em outra frequência. Ainda assim, isso não torna improvável que personalidades feminina e masculina se complementem em âmbito corporativo. E quando isso acontece, são grandes as chances de um final feliz. Mas qual seria o segredo do bem sucedido blefe intencional? Saber ceder, para muitos, já seria prerrogativa. Entretanto, além de bom senso é preciso seguir à risca alguns mandamentos.
Sexo frágil??? Pruuuf...

VI. OUSADIA. pit bull.
O ditado diz: Cão que muito ladra não morde. Mas, dependendo da raça, apenas uma mordida é o bastante para dilacerar certas expectativas. Isso vale para quem blefa e para quem recebe o blefe.
Portanto se for latir, passe verdade e não murche as orelhas diante de um cão, rosne.

VII. COVARDIA. poodle toy.
A história dos covardes repagina algumas clássicas lembranças de pessoas, que através da especulação e de boas jogadas, tornaram-se anti-heróis. Quem não se lembra de como Nero começou e terminou sua jornada em Roma? E de Ares, filho de Zeus, o soberano dos Deuses. Implacável covardia.
Não deixe de executar um blefe por medo de dar errado.

E pq vc deve usar o blefe? Sabemos qe em alguns set´s há momentos em que a única coisa qe nos resta é iludir; então, nada mais justo que saber fazer corretamente essa lição de casa.

LEMBREM-SE

“É impossível que todos os seus blefes dêem certo.” - as vezes se ganha, as vezes se perde. Aceite isso.


Para quem quiser saber mais detalhes sobre o assunto, deixo de recomendação um livro ótimo que demonstra várias teses e táticas sobre blefar:
O Livro dos Blefes – Como blefar e vencer no Poker

Um gnd abç e
Boas Sarges

ANÚNCIOS

kaufman

Veterano - nível 5

#858491 Excelente topico!
Gostaria de compartilhar um artigo que encontrei no How Stuff Works



Como blefar no pôquer
por Wesley R. Young - traduzido por HowStuffWorks Brasil

Introdução

Qualquer jogador experiente dirá que, para ser um bom jogador, você deve levar em conta diversos aspectos durante uma partida. Neste artigo, vamos discutir três importantes aspectos psicológicos que podem fazer a diferença entre blefar e ser vítima de um blefe: panes (tilt), dicas e leitura de mãos e situações. Com a quantidade certa de prática e habilidade, você também pode se tornar um mestre do blefe. Vamos começar analisando as "panes".

Panes

Quando um jogador comete erros por estar irritado, dizemos que ele "está em pane" ou "está entrando em pane" (em inglês, "tilt"; pode-se afirmar que o jogador fica "tiltado"). Um exemplo é o jogador que está em vantagem na rodada e perde para uma mão mais forte que a dele (bad beat). Sua frustração é tamanha que ele começa a tomar decisões equivocadas. Outra situação que faz com que o jogador entre em pane é quando seu oponente fala alto ou age de maneira agressiva e ofensiva. Jogadores em pane reagem de diversas maneiras, sendo que a mais comum é apostar em mãos mais fracas do que o normal. Tão importante quanto perceber que seu oponente está em pane é saber quando você está prestes a entrar em pane também e evitar que suas reações entreguem seu jogo.

Esta habilidade é mais fácil para algumas pessoas do que para outras. Se você acha que realizou partidas quando estava em pane, mas não tiver certeza disso, uma boa idéia é manter relatórios detalhados de suas partidas. Outra prática a ser evitada é jogar mãos fracas após ter ganhado com mãos mais fortes.

Assim que perceber a possibilidade de pane, é preciso tentar evitá-la. Alguns jogadores conseguem evitar panes ao conter suas emoções e manter a concentração no jogo. Se você estiver muito irritado, o melhor a fazer é desistir da partida. Alguns jogadores se levantam e fazem uma breve caminhada para esfriar a cabeça, antes de retornar ao jogo. Alguns acham que respirar ar puro pode ajudar. Quando estiver em pane, experimente diversos métodos até encontrar aquele que funciona melhor para você.

Quando um de seus adversários entrar em pane, lembre-se de algumas coisas para tentar tirar vantagem da situação. Jogadores em pane são imprevisíveis, principalmente se tiverem de iniciar uma mão. Apostar nas fichas (total apostado durante uma partida) com mãos fracas é a prática mais comum de um jogador em pane. Algo a ser lembrado é que os jogadores podem perceber o que estão fazendo e corrigir isso a tempo. Além disso, jogadores mais experientes podem tentar convencê-lo de que você está em pane, quando na verdade, não está. Decepções são freqüentes no pôquer.

É importante lembrar-se de não jogar mãos fracas para tirar vantagem de jogadores que estejam em pane. A proposta pode se tornar tão tentadora que você mesmo pode acabar se prejudicando.

Muito parecidas com as panes são as "dicas". Na próxima página, vamos ver os sinais que podem revelar a mão, a intenção e o estado de espírito de um jogador.

Para mais informações sobre blefes e outros conselhos sobre como vencer no pôquer, siga os links abaixo:

para ver todos os nossos artigos sobre regras e conselhos quanto ao pôquer, procure o nosso artigo principal em Como funciona o Pôquer;
as apostas mais seguras surgem quando você sabe que tem a melhor mão. Avalie suas chances aprendendo Como calcular as probabilidades no pôquer;
depois que você aprende a apostar, estará pronto para competições mais difíceis. Saia em busca do título assim que ler Como jogar pôquer em um torneio;
O sucesso de um blefe pode depender do valor da aposta que você coloca na mesa. Escolha a quantia certa com algumas Dicas para fazer apostas no pôquer.

Dicas

Quando um jogador deixa transparecer algo sobre sua mão, dizemos que ele deu uma "dica". Assim como a pane, é muito importante reconhecer não apenas as dicas que seu oponente deixar escapar, mas também saber se você também não está revelando algo.

As mãos de alguns jogadores tremem quando estão fazendo uma aposta e têm uma boa mão, ou se estão blefando. Alguns jogadores agem com firmeza quando estão com mãos fracas e com fraqueza quando estão com mãos fortes. Esses jogadores tendem a realizar apostas agressivas, praticamente atirando suas fichas no pote (total de apostas durante uma partida) ou até mesmo em sua direção, na tentativa de que sua demonstração de firmeza possa fazer com que você desista do jogo.

Jogadores que começam com um bom par num Hold'em como, por exemplo, dois ases ou dois reis, tendem a observar com atenção as apostas de seus oponentes para garantir que nenhum deles diminua o pote. Esses jogadores pensam que já estão com o jogo ganho e querem ter certeza de que ficarão com cada uma das apostas. Há também os jogadores que prendem a respiração quando têm uma boa mão.

A variedade de dicas possíveis é imensa, já que são reações humanas que dependem de cada indivíduo. Para interpretar dicas que seus oponentes podem deixar escapar, é necessário prestar muita atenção aos detalhes. Pratique se concentrar em seus oponentes o máximo possível, escondendo suas próprias dicas. Aprender a controlar suas emoções em diversas situações leva tempo, mas é muito importante. O pôquer é um jogo de informações e você não vai querer expôr nada mais do que o necessário. Se conseguir fazer isso, seu jogo certamente vai melhorar.


E se você tiver de jogar com um grupo de jogadores de pôquer experientes que saibam conter suas panes e dicas? Na próxima página, aprenda algumas dicas de como interpretar mãos e situações.
  • Interpretando mãos e situações

    Saber interpretar mãos e situações é uma habilidade que pode ser aperfeiçoada com muita prática e experiência. Depois de um tempo, você será capaz de interpretar as reações de qualquer jogador, já que as pessoas tendem a seguir um padrão previsível. Um exemplo são jogadores que logo aumentam a aposta diante de mãos como dois ases, dois reis e um ás e um rei.
    Jogadores assim revelam muitas informações sobre seu estilo de jogo pois tendem a seguir um padrão de jogadas.


    O que você deve procurar sempre são os padrões de aposta. Muitos jogadores apostam da mesma maneira quando recebem mão parecidas, em qualquer ocasião. Se você descobrir os padrões, isso melhorará muito o seu jogo. Uma lição que a consistência pode ensinar é a necessidade de ocasionalmente variar seu estilo de jogo, de modo que um oponente não tenha facilidade para ler suas cartas. Normalmente, só é necessário fazer uma jogada que contrarie seu estilo normal de jogo em 5% das mãos, para confundir os adversários. Mas isso só é necessário em jogos contra oponentes que prestam atenção. Jogadores medíocres raramente prestam a atenção a qualquer coisa incomum que você faça, de modo que, contra eles, basta jogar pôquer da maneira mais simples e direta.

    Outro motivo para que seja importante prestar muita atenção ao jogo é que isso permite que você rememore a maneira pela qual a mão em curso vem sendo jogada. Um jogador que estava apenas pedindo mesa e pagando decide subitamente elevar a aposta –por quê? É preciso responder essas perguntas a fim de reconhecer e ler as situações que encontra na mesa de jogo.

    O pôquer é um jogo para pessoas que raciocinam. Para obter sucesso real, você precisa estar um passo à frente dos adversários o tempo todo. Caso você pratique as dicas e sugestões encontradas nesse artigo, conseguirá ler outros jogadores como a um livro aberto.
RafaelQMMV

#866580 Estou aprendendo a jogar poker , isso vai ser util para o 'jogo' Imagem
mpradoj

Aprendiz

#867070 Gostei bastante , parabéens !!
Hoje eu vivo do poker e oq você disse tem tudo a ver tanto com o poker como na vida pessoal ...