Artigos e Técnicas com base em PNL ou Hipnose.
Não necessariamente voltada a sedução
Avatar pua

Criador do tópico

jahpz

Melhores PUAS

#270651 wazzup

[centro]Nível de dificuldade do artigo:
Médio
Você precisa prestar atenção pra entender e aprender.[/centro]

Se você não leu o primeiro artigo, é recomendado ler PNL básica 1

O tópico ancoragem, já foi criado anteriormente no fórum, porém, não achei que estivesse fácil de entender, portanto, nessa segunda parte, vou acrescentar o meu “ponto de vista” sobre ancoragem.

O objetivo desses dois artigos é esclarecer alguns conceitos de PNL, e mostrar que as técnicas não são nenhum bixo de 7 de cabeças, a aplicação sim.

Eu havia prometido que ia falar sobre comandos embutidos, porém esse é um assunto complexo demais e merece ter um artigo único, não que ancoragem não seja, mas embutir comandos é mais.

Enfim, vamos o que interessa.



Bússola de Linguagem- O que é?

A bússola é o que nós practitioners chamamos de METAMODELO. Pra simpli-
ficar, é uma espécie de mapeamento onde você conhece o modelo de
mundo do seu interlocutor, pra ter uma comunicação perfeita.

- Pra que serve?


Basicamente, ele serve pra que existam menos divergências ou discordâncias
na sua possível condução.
As pessoas costumam registrar acontecimentos, leia-se, informações, de
maneiras diferentes (VACO exterior), e logo após vai analisar os fatos (VACO
interior), é por isso que existem “diferenças”, como o próprio nome já diz
a bússola, vai te guiar quando tudo parecer perdido.

- Como utilizar?


Imagem
Oeste: Ficam as regras, ou seja, as crenças limitantes, "é preciso" "isso não se
faz" "eu não faço esse tipo de coisa" etc.

Leste: Ficam os julgamentos "você é chato" "você é feio" etc.

É importante saber que um julgamento, pode ser ou não, a mesma coisa que
uma generalização, "todo japonês tem pau pequeno", isso é um julgamento,
e também uma generalização.

Sul: Se encontram as suposições, elas se dividem em 3 categorias (tiradas do
livro do Alain Cayrol)

- As causas efeitos: Não consegui lhe dizer isso por que estava me olhando
nos olhos (x provoca y)
- As leituras de pensamento: Se eu lhe disser a verdade, não vai acreditar
em mim.
- Os equivalentes complexos: Ela admira demais ele, nunca o interrompe
quando fala (x equivale a y).

Centro: Ficam as generalizações, geralmente com essas palavras dentro da
frase, sempre, todos, nunca, toda vez, etc.

Norte: Se encontram os fatos, quem, o que, como, quanto, etc.

Em caso de divergências, é importante sempre voltar ao norte, onde ficam os
fatos, por exemplo "ele fala muita besteira", esse é um fato, geralmente di-
vergências acontecem quando uma ou mais pessoas não conseguem encarar os
fatos, o que gerou esses fatos? regras, suposições, generalizações pode ser
qualquer coisa.

Saber guiar-se em uma interação não significa que vamos questionar a forma
de se expressar do seu interlocutor, apenas reavaliar se aquilo é importante ou
não.
Off topic:
:yaaah O texto deste capítulo foi editado pela moderação, apenas quanto
seu enquadramento dentro da área limitada pelo quadro. Nenhuma alteração
em relação ao conteúdo escrito foi realizada.


CalibragemEsse é um assunto extremamente importante, pois sem ele, você jamais vai conduzir uma interação, é durante a calibragem que você identifica o sistema representacional, e os clichês verbais e não verbais do seu interlocutor.

Definição de Alain Cayrol pra calibragem:

"Calibrar é referenciar indicadores comportamentais e fisiológicos associados a um estado interno"

Basicamente, a calibragem é uma espécie de fotografia que você tem que tirar do seu interlocutor, seguindo os seguintes padrões(com o tempo você vai aprender a fazer referências mais complexas):

- De acordo;
- Mais ou menos de acordo;
- Em completo desacordo.

Pra analisar essas referências, você analisa não verbalmente os indicadores comportamentais, e microcomportamentais, são eles:

Comportamentais:

- Gestos;
- Postura;
- Expressões do rosto;

Microcomportamentais(essas mais sutis):

- Coloração do rosto;
- Pupilometria;
- A voz;
- A respiração;

Sabendo dessas referências, você pode trabalhar no que achar melhor, no caso "De acordo", você pode também ancorar tal estado durante a interação.


AncoragemEis que finalmente, falaremos sobre ancoragem, grande parte das pessoas acha que ancoragem é algo simples, é só tocar em pronto, não é bem assim, ancoragem não é nenhuma mágica, na PNL não existe nenhuma mágica.

- O que é?

A ancoragem é um fenômeno natural, lembra-se daquela música que te faz sentir bem? Ou aquele lugar que te deixa meio inseguro, sim, isso é uma âncora.

- Pra que serve?


A ancoragem foi criada pra sessões de terapia, onde você pode reinstaurar com uma facilidade tremenda alguma coisa positiva.

- Como ancorar?


Pra ancorar, você precisa entender a calibragem, ela serve como instrumento que define, o que você ancora, e se sua ancora funcionou.

Quando você reativa uma âncora, os "sintomas", leia-se indicadores não verbais que existiam quando a âncora foi estabelecida, é assim que se verifica uma âncora.

Você pode ancorar de duas formas, no canal privilegiado(sistema representacional) do interlocutor:

V -> V, C -> C

Ou você pode ancorar no canal afastado (recomendado)

V -> C, C -> V

Pra que uma âncora seja estabelecida perfeitamente, você precisa escolher o momento certo, sim, existe o momento certo, é por isso que é muito importante, eu sempre falo isso, ACOMPANHAR, DEPOIS CONDUZIR, uma vez que você acompanha, você sabe como seu interlocutor reage a determinados comandos e/ou padrões, ok? Ok.

Pra saber o que você vai ancorar, você pode esperar por um momento onde a pessoa descreve algo, e/ou criar um padrão em que você vai despertar o que você quer que seja ancorado, sendo essa segundo mais complexa.

Quando uma pessoa se expressa, ou quando você executa um padrão de refúgio, onde você desperta sensações e/ou sentimentos, existem um começo, meio e fim.

Pra uma ancoragem ser perfeita, o momento ideal pra se estabelecer ela, é perto do fim na subida de intensidade, não pode ser no topo, pois você não vai ter o feedback, não pode ser antes, pois a âncora não vai ter efeito e nem depois pelo mesmo motivo.

Tem de ser exatamente antes do ponto culminante, segundo a curva de Gauss

Imagem

ANÚNCIOS

ton1

Aprendiz

#270728 Nossa jahpz dá pra chamar esse artigo de tutorial hehe ficou bem objetivo :) bom enquanto não leio um livro para entender o conceito de forma mais ampla,fiquei com algumas duvidas:

Duvida 1.

V -> V, C -> C

V -> C, C -> V


Essas são as representações:cinestésicas e visuais do primeiro artigo certo???Então tenho que usar a âncora que se encaixa na representação do interlocutor?teria um bom resultado projetar uma âncora cinestésica se o interlocutor se mostrar visual?

Duvida 2.Não sei bem o quanto a PNL abrange,mas acho fascinante essa parte de analisar o interlocutor ,e de acordo com isso guiar uma conversa.Qual o livro básico que você me recomenda jahpz ??? :ae
Avatar pua

Criador do tópico

jahpz

Melhores PUAS

#270873
ton1 escreveu:Nossa jahpz dá pra chamar esse artigo de tutorial hehe ficou bem objetivo :) bom enquanto não leio um livro para entender o conceito de forma mais ampla,fiquei com algumas duvidas:

Duvida 1.

V -> V, C -> C

V -> C, C -> V


Essas são as representações:cinestésicas e visuais do primeiro artigo certo???Então tenho que usar a âncora que se encaixa na representação do interlocutor?teria um bom resultado projetar uma âncora cinestésica se o interlocutor se mostrar visual?

Duvida 2.Não sei bem o quanto a PNL abrange,mas acho fascinante essa parte de analisar o interlocutor ,e de acordo com isso guiar uma conversa.Qual o livro básico que você me recomenda jahpz ??? :ae


Dúvida 1

No caso essas são as representações do canal de percepção do seu interlocutor, por exemplo:

Seu interlocutor é Visual, você então pode optar por uma âncora Visual no mesmo canal de percepção, ou Cinestésica no canal afastado sendo que se estabelecer a âncora no canal afastado é mais discreto e eficaz.

Com seu interlocutor trabalhando Visualmente durante a interação, você deseja estabelecer uma âncora Cinestésica, você pode optar por um toque no ombro, no pulso, qualquer coisa do tipo.

Dúvida - 2

Não conheço nenhum livro específico quanto a condução de interações, porém, aqui no fórum eu postei uma espécie de mapeamento pra fazer isso.


Clark_Kent escreveu:Como sempre ótimo topico Jahpz, fiquei com uma duvida, como eu identifico que a intensidade esta subindo? :ajoelhar


Com a calibragem, você precisa detectar os feedbacks não verbais do seu interlocutor, mas você pode também executar um padrão de acordo com seu interlocutor, assim você sabe o começo meio e fim da sensação despertada, porém, essa é uma forma mais complexa de se estabelecer uma âncora.
Avatar pua
Lothbrok - MEMBRO EXCLUSIVO
#273798
jahpz escreveu:wazzup
Pra uma ancoragem ser perfeita, o momento ideal pra se estabelecer ela, é perto do fim na subida de intensidade, não pode ser no topo, pois você não vai ter o feedback, não pode ser antes, pois a âncora não vai ter efeito e nem depois pelo mesmo motivo.

Tem de ser exatamente antes do ponto culminante, segundo a curva de Gauss

Imagem[/legend]

Em primeiro lugar, quero te parabenizar pelo topico, esta otimo, ajuda muito os iniciantes em PNL(como eu).

Fiquei em duvida nessa parte de Ancoragem, tipo, falando sobre esse negocios de não ser no topo e nem antes/depois, parece que é beeem tenso fazer uma ancoragem, é assim mesmo? é facil detectar a hora certa para fazer ela?

E você pode me falar alguns livros bons de PNL para iniciantes?

Obrigado :ae
azmask - MEMBRO EXCLUSIVO
#291729
Rusheed escreveu:
jahpz escreveu:wazzup
Pra uma ancoragem ser perfeita, o momento ideal pra se estabelecer ela, é perto do fim na subida de intensidade, não pode ser no topo, pois você não vai ter o feedback, não pode ser antes, pois a âncora não vai ter efeito e nem depois pelo mesmo motivo.

Tem de ser exatamente antes do ponto culminante, segundo a curva de Gauss

Imagem[/legend]

cara preciso de sua ajuda nesse meu topico http://www.puabase.com/forum/relato-de-campo-tecnica-dos-3-segundos-na-cama-t28945.html , acho que consegui fazer isso com uma RMLP, agora ela me diz que sou bruxo rsrsrs, consegui repetir o resultado com uma hb 7, usando uma variação da contagem, e no day1

agradeço sua atenção
Avatar pua

Criador do tópico

jahpz

Melhores PUAS

#291761
Rusheed escreveu:Em primeiro lugar, quero te parabenizar pelo topico, esta otimo, ajuda muito os iniciantes em PNL(como eu).

Fiquei em duvida nessa parte de Ancoragem, tipo, falando sobre esse negocios de não ser no topo e nem antes/depois, parece que é beeem tenso fazer uma ancoragem, é assim mesmo? é facil detectar a hora certa para fazer ela?

Obrigado :ae


Sim, é bem tenso fazer uma ancoragem decente, pra detectar o momento ideal você pode utilizar duas técnicas.

1 - Calibrar, e com isso detectar os feedbacks micro e macrocomportamentais da HB quando você prepara a âncora.

2 - Executar um padrão, de modo que você conduza a estruturação dos pensamentos da HB até o momento que você ache perfeito.

menino escreveu:
Rusheed escreveu:cara preciso de sua ajuda nesse meu topico http://www.puabase.com/forum/relato-de-campo-tecnica-dos-3-segundos-na-cama-t28945.html , acho que consegui fazer isso com uma RMLP, agora ela me diz que sou bruxo rsrsrs, consegui repetir o resultado com uma hb 7, usando uma variação da contagem, e no day1

agradeço sua atenção


Respondido devidamente no seu tópico.
Avatar pua
D R A K E

MEMBRO PROFISSIONAL

#292000 .

[centro]Cara acheei seu topico interessante e muito informativo, eestou acompanhando a "série" AEUHUAEHAES

só achei que essa foto do seeu perfeil ta muuito EMO AEUHEUHEUHEUHEUHEUHEUHEUHEUHEUHEUHEUHAEHAES

Abração ![/centro]


.