Relatos pessoais, artigos, textos e vídeos para motivar qualquer um.
Avatar pua

Criador do tópico

leoM.

Aprendiz

#985676
Este exato momento – Agora – é a única coisa da qual você jamais conseguirá escapar, o único fator constante em sua vida. Aconteça o que acontecer, e por mais que sua vida mude, uma coisa é certa: é sempre o Agora.
Se não é possível fugir do agora, por que não acolhê-lo e tratá-lo bem? – Eckhart Tolle


Buda sempre dizia a seus discípulos para não olharem a uma distância maior do que um metro e meio a sua frente, pois esse era o espaço necessário para você caminhar, depois deste metro e meio a atenção devia se voltar para o próximo metro e meio, Isso bastaria; você poderia caminhar milhares de quilômetros dessa maneira.


Tudo que importa pra ti está a um metro e meio a seu redor, essa é a distância do palpável, daquilo que você pode usar no momento. A pessoa se engana quando acha que pode alcançar algo fora desse campo, pois ela não pode.


Se você deseja algo que esteja, por exemplo, a dois metros de onde tú está você não pode pegar tal objeto no momento, pois ele está fora desse campo.
Buda diz que se deve, a seguir alguma direção, olhar a um metro e meio a sua frente, e lá é onde você deve ir, a um metro e meia a sua frente, pois é o máximo que você pode percorrer no agora, após esse metro e meio percorrido, você deve, Buda diz, se atentar ao próximo metro e meio.
O objeto estava a dois metros anteriormente e como você percorreu um metro e meio, agora ele se encontra a meio metro de você, no seu campo palpável.


Essa citação de Buda é uma citação muito valiosa, pois nos faz perceber que apenas o que está diante dos seus olhos é o que realmente importa.


O passado está em sua mente;
O futuro em suas mãos;
Mas o presente está diante dos seus olhos.


Apesar de ser uma das lições mais básicas de serem compreendidas, viver o agora também é uma das mais difíceis de serem praticadas. Isso se deve ao fato de que você viveu boa parte da sua vida em sua mente. Viver o agora tem a ver com viver a vida no ser, não na mente.

A mente é a rainha do tempo, e o agora não está no tempo, o agora está no agora.


Por as pessoas viverem na mente, viverem no tempo, o passado e o futuro estão tão presentes na sociedade,
Para a mente o que você viveu é mais importante do que aquilo que você está vivendo. Para a mente o que você vai viver é mais importante do que você está vivendo


Se você tentar viver no agora em função da mente, você estará vivendo um agora ilusório, um agora criado pela sua mente. Pois a mente fará com que seu agora seja um agora temporal, tentará colocar o agora junto com o passado e o futuro. Quando na verdade o agora não pode ser equiparado a esses dois tempos.


Tanto o passado e o futuro são tempos criados pela mente. “Quando você fala “um dia eu vivi isso”, você, ou melhor, sua mente criou um tempo passado, um tempo que já foi; Quando você fala “um dia eu vou fazer isso”, você, ou melhor, sua mente cria um tempo no futuro, um tempo que pode (ou não) ser”.


Imagem


Quando eu digo as frases “A loja abriu ás três horas da tarde ontem”, e, “A loja vai abrir ás três horas da tarde amanhã”, são facilmente colocadas na mente temporal, pois três horas, sempre serão três horas. Entretanto, é impossível medir o tempo no agora.
Olhe para um relógio; você terá facilidade de acompanhar tanto as horas como os minutos, mas se foque nos segundos, eles não param. Quando você diz que são x segundos, no instante seguinte não será mais.


Essa sutil mudança é o agora. O agora que não pode ser medido pelo tempo. O agora que não pode ser comparado nem ao passado, nem ao futuro.

A meditação é uma das principais formas para sentir a sutil, porém impactante força do agora no ser. Mas a maioria daqueles que meditam, não meditam da maneira correta. Eles meditam em função do tempo, eles dizem que vão meditar por dez minutos, ou meia hora, ou uma hora.


E eles conseguem meditar... Por alguns segundos. Segundos após começarem a meditar aparecem pensamentos como “quanto falta ainda para eu ficar aqui meditando?”, fazendo-os entrar em um conflito interno na hora que eles, teoricamente, estavam buscando o não pensar.


Você não pode colocar uma duração para a prática da meditação. Meditação é a prática de ficar alerta no agora, presente no agora. E, como eu disse anteriormente, o agora não pode ser medido.

Quando você diz “eu vou meditar por tal tempo”, você está dizendo que por tal tempo você não irá medir esse tempo. E isso não faz sentido algum.

Da próxima vez que você for meditar, medite. Não estipule um tempo, apenas seja a meditação, seja o agora, seja a paz.


Então termino te dizendo: vivo o agora, não qualquer agora, mas o seu agora. Não importa se seu agora está colorido com sorrisos ou inundado por lágrimas, esse agora é seu, somente seu. Então viva-o com a maior intensidade possível.


Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver. - Dalai Lama




LEIA MAISSE LIBERTE
O DOM DE VIVER
A MORTE
O PASSADO
PARE DE SER UMA PUTINHA
A CHAVE PARA NÃO SE IMPORTAR
BUDA E O NÃO SE IMPORTAR



A gente se esbarra por ai...
Peace and Love ☮✌✌

ANÚNCIOS

Avatar pua
The112Player

Aprendiz

#985756 Fala leoM,

gostei muito do seu artigo e ele veio em boa hora pra mim. Já tinha reflexionado sobre o poder da mente e como ele influencia no agora de cada um. Tenho aos poucos incorporado essa atitude de estar mais presente no momento, mais fora da minha mente, e isso vem me ajudado muito, mas devo admitir que não é fácil quebrar um vício que é pensar no passado e no futuro a todo momento. Sobre a meditação ja li alguns textos sobre como praticá-la e seus objetivos e planejo em algum momento iniciar essa prática. Seu texto foi muito útil pra mim e creio que pra muito mais gente. Valeu pela contribuição.

The112Player
Avatar pua
Don Caballero

Aprendiz

#1016564 É uma pena que LeoM não esteja mais entre nós. Ele fazia artigos como ninguém, sempre ponderando a respeito da efêmera vida.
Eckart Tolle apresenta de forma bem clara inúmeros princípios budista, difundido-os para o ocidente.