Assuntos não relacionados ao tema principal do fórum.

Criador do tópico

JohnB02

Veterano - nível 2

#942761 Por que a grande maioria (para não dizer todas) das feministas são gordas, feias e uma boa parte, lésbicas? No local onde trabalho têm 3 feministas, todas soltiras, gordas e feias; uma é bi.

Pela convivência que tenho todos os dias com elas, percebi, também, que elas se contradizem muito sobre os ideais feministas (que conheço pouco, mas tenho noção que se trata da igualdade de oportunidades para ambos os sexos). Uma hora criticam os homens por serem corteses, que é machismo a mulher ficar em casa enquanto o marido trabalha. Noutras que querem arrumar um marido rico que diga "não precisa trabalhar, deixa que eu trabalho e você compra suas coisinhas" ou "amiga fui fazer tal coisa em tal bairro, só mansão. Acho que vou dar umas bandas para ver se acho algum homem de lá".

E outra coisa, passam o dia inteiro falando de sexo, de homens famosos e ricos, e que querem dar pra eles e isso e aquilo. E que querem dar, fuder e chupar até o sol raiar. E que tão de saco cheio desses homens de hoje em dia e isso e aquilo.

Agora me digam, conhecem alguma gostosa que reclama tanto assim de homem ou que seja feminista? Eu não conheço.

Pode ter mulher gostosa que é chata, mas que vive reclamando e falando de putaria perante os outros não.

ANÚNCIOS

Avatar pua
Low

Veterano - nível 2

#942769 Uma regra bem simples que você deve levar como mandamento fundamental durante toda a sua vida: JAMAIS ACREDITE NO QUE MULHER FALA.

Ao invés disso preste atenção em suas ações.

Difícil diagnosticar exatamente a situação dessas tuas colegas sem conhecê-las pessoalmente, mas assim por cima pela sua descrição, são mulheres amarguradas e frustradas com a vida, muito provavelmente culpam todo o ambiente ao seu redor por suas infelicidades, não assumem a responsabilidade pelos seus próprios sentimentos e rumo de suas vidas. Muitas vezes mulheres assim são iguais aos homens antes de terem seus primeiros contatos com o mundo PUA por exemplo, se consideram feios, sem atrativos, sem condições de atrair e conquistar uma boa companhia, estão cheios de crenças limitantes, traumas, e não percebem que o único responsável por construir suas felicidades são eles mesmos. Quantos aqui antes de conhecerem o básico de pick up não estavam na mesma situação, culpando todas as mulheres do mundo por só querer cafajeste, por mulher só se interessar por cara de status e de valor, quantos não se achavam feios e finalmente criaram consciência de que devem mesmo dar atenção a sua aparência, autoestima, linguagem corporal, postura, higiene, vestuário, elevar sua energia, etc.... etc...

A situação pode ser a mesma com elas, talvez venham de ambientes onde sempre foram desmotivadas, onde não tiveram acesso a conhecimento, onde sempre foram mal tratadas, influenciadas pela mídia, pela novela, pelos comerciais de tv, pelos livros de romances, pelas vidas "perfeitas"de suas amigas no facebook, onde em nenhum desses casos a mulher com sua aparência é apresentada como mulher de valor. Acabaram se identificando no personagem de pessoa inútil e infeliz. Por não ter consciência de que cada uma delas é a única responsável por reverter essa condição, procuram algum culpado, alguém tem de ser o culpado afinal, e sobra para quem? Para os homens, que é o que elas mais desejam, menos conseguem cativar e de onde não recebem atenção. É transferência de responsabilidade, como muitos aqui já fizeram em relação as mulheres. Elas se apresentam como feministas pois é a única escora/muleta social onde sentem que mulheres nas mesmas condições aparentemente tem seu valor reconhecido, mas não seguem, não conhecem e nem se interessam em seguir a fundo o movimento feminista, simplesmente tiveram contato superficial e adotam meia dúzia de conceitos que lhes convém e que parecem amenizar e tirar de si a culpa por estarem em uma condição infeliz, é uma maneira de supostamente fazer parte de um grupo onde são aceitas sem serem julgadas pela aparência.



"Eu sou Lobo... Lobo Marunga, eu caço sozinho, eu não preciso de ninguém"