Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!
Avatar pua

Criador do tópico

Dr.Jeff

Veterano - nível 9

#887564 Usando um pouquinho dos meus conhecimentos médicos.


A plasticidade do cérebro e o "amor".

Todo mundo sabe que não existe amor de verdade, ao menos esse amor fantástico e encantado que as pessoas acreditam existir. Acredito que seja do senso comum a ideia de que o que se passa no corpo de um ser humano quando este está apaixonado, amando, gostando, obcecado são apenas reações bioquímicas agindo.

Estudos de imagem de Tomografia (TC) e de Ressonância Magnética (TCRM) mostram que nosso cérebro literalmente se modifica de acordo com nossas práticas. Explico: imaginem uma pessoa passa 15 anos de sua vida enxergando e, do nada (um acidente, por exemplo), essa pessoa deixa de enxergar, o que acontecerá com essa pessoa? Além das séries de adaptações que terá de fazer para ter uma vida normal, seu cérebro irá se modificar para essas adaptações funcionarem. Existe no cérebro uma área chamada de “calcarina” que fica localizada no lobo occipital que é responsável pela visão; nesse jovem que perdeu a capacidade de ver, a cissura calcarina dele se atrofiará devido a não função. Com o amor é a mesma coisa.

Imagine-se ao lado de uma belíssima mulher; cheirosa, gostosa, quente, que tem uma voz suave e doce que faz seus testículos produzirem o dobro de espermatozoide que estão acostumados e seu pau assumir o comando de sua vida. Sexo delicioso diário, boquetes, vídeos caseiros, declarações de amor; gostos, cheiros, vozes e aquilo que chamamos de “amor”. Você passa 5 anos ao lado desta fêmea maravilhosa que te enlouquece de todas as formas (inclusive com sua chatice, TPM, mudanças de humor e etc), o que aconteceria com seu pobre cérebro?

A pergunta é fácil de ser respondida: ele se transformaria. Seu cérebro se modifica estrutural e bioquimicamente por causa dessa mulher. Os hormônios como ocitocina, dopamina, adrenalina ou serotonina que você produz dependem agora dos estímulos dessa fêmea (claro que nem todos os hormônios e nem tudo que é produzido, né, pô). Você transformou seu cérebro, ou melhor, ela transformou seu cérebro num escravo dela e, nesse momento, não há (quase) nada que você possa fazer. Você só consegue enxergar essa mulher como a perfeita, as outras podem até te estimular sexualmente, mas a sua Deusa será sempre ela. Está apaixonado, seu cérebro está adaptado para ela. É a famosa plasticidade cerebral. Ironicamente, quando você chega a este patamar, a mulher, a doce e gostosa fêmea, resolve te deixar. E porque ela te deixa? Porque os objetivos naturais dela já foram cumpridos e ela não precisa mais fazer nada contigo; ela precisa, sim, de outros escravos e é disso que ela vai atrás agora.

E você, como ficaria no meio disso tudo? Será que é fácil sair dessa? Você, deixado, está agora deprimido, sozinho, confuso e seu cérebro, idiota, quer continuar recebendo os estímulos de voz, de cheiro, de gosto que tinha antes que o alucinava. Ele, seu cérebro, quer essa mulher para si, simplesmente. Modificar as estruturas ou a biossíntese corporal só porque você quer, é impossível. Se sobrou alguma parte racional de você, na sua tristeza e derrota, tentará buscar uma saída porque este restinho de razão está te dizendo para esquecer, para sair dessa e ser feliz; está te dizendo que esta mulher é uma zorra que lhe usou e agora perdeu a graça. É uma luta. Como dizer a seu corpo para não sentir febre quando está com febre?! Alguns tiram a própria vido porque não conseguem enxergar vida além do abandono de sua mulher; outros matam, outros enlouquecem.

O tempo, meus caros, o tempo é tudo. Demorou 5 anos (ou 2 ou 1 ou 3) para você chegar ao ponto que chegou, porém, você não precisa esperar tanto para virar o jogo. Existem coisas que ensinam aqui no fórum que podem ajudar. Porque arrumar outra ajuda? Porque ele, seu cérebro, receberá novos estímulos que estavam esquecidos e vai gostar e então seu coração vai bater mais forte com a noradrenalina que essa outra HB está te dando. Arrumar outra acelera o processo e agora vocês sabem o porquê. E sabem porque não pensar, não ser stalker, não procurar, não ver foto ajuda a acelerar? Porque não alimenta os sentidos do seu cerebrozinho em favor da delícia que te deixou e está dando para outros. Interessante que nessa fase, até as punhetas que o cara bate na frente do PC, é para mulheres que se parecem com a vagabunda, repararam? É tudo coisa de seu cérebro tentando te trapacear jogando ao lado de quem o alimentou por tanto tempo.

É por isso que nunca, em hipótese alguma, você deve deixar de ser quem é, por causa de uma mulher ou de um relacionamento.

A boa notícia? Da mesma forma que seu cérebro se modificou pela fulana, pode se modificar para esquecê-la. Tudo dependerá de sua força para vencê-lo, do tempo e dos estímulos novos que oferecer a ele.

ANÚNCIOS

Tom sousa

Veterano - nível 2

#887568 ja tinha pensado nisso, sempre explico para os meus amigos mais betas, que o amor eh so um viçio do cerebro, so reaçoes bioquimicas, um costume, depois que percebi isso uma vez é muito mais difiçil me apaixonar por qualquer uma, agora a pergunta isso é comprovado ou é so teoria?
Avatar pua

Criador do tópico

Dr.Jeff

Veterano - nível 9

#887605 Tom, isso é comprovado em partes. O exemplo de uma pessoa que atrofia o centro primário da visão no cérebro é real e devidamente comprovado. A área da broca é extremamente atrofiada em mudos. O que se diz, quando se estuda o comportamento neurobioquímico do cérebro na paixão (ou no amor, que também é só alteração bioquímica) é que os hormônios influenciam drasticamente no comportamento do apaixonado e alguns desses hormônios, para serem liberados em maior ou menor quantidade dependem do estímulo do cérebro e, principalmente, precisam agir em determinados sítios cerebrais determinando modificações no mesmo.

Sabemos hoje que os neurônios modificam sinapses, se reorganizam e se recolocam de acordo com os estímulos que recebem e isso já foi provado que ocorre na paixão.
Avatar pua
Tom Cruise - MEMBRO EXCLUSIVO
#887624 Por isso que devemos ter hobbys ( atividades que nós der prazer e que liberem hormônios como dopamina e serotonina), sair com os amigos, conhecer outras mulheres interessantes (não estou dizendo ficar, mas saber que existe outras opções), etc. ao contrário do que muitos fazem quando está namorando: vivem em função da mulher. Ela passa a ser a única fonte de prazer. Quando acaba o relacionamento, o cara se vê sem chão!!!Amizades, hobby, família nunca deve ser relegados a segundo plano.
Avatar pua

Criador do tópico

Dr.Jeff

Veterano - nível 9

#887807 O grande problema de tudo isso é que quando você dá sua vida a uma mulher, você a coloca no ápice de seus objetivos conjugais. A partir daí, qualquer coisa que você tiver para oferecer já foi oferecido antes, desta forma, ela via ficar com você somente por interesse (caso seja rico, por exemplo) ou porque ainda não apareceu ninguém.

Você amar não é errado, é gostoso estar ao lado de uma mulher que ama, é uma delícia desfrutar do prazer de uma paixão, só que infelizmente, é preciso fazer isso de uma maneira inteligente; é preciso não desconectar seus neurônios que agem pela razão.

Sem contar que o homem tem que ser forte. Ai voltamos ao tempo das cavernas, quando o homem saia para caçar e a mulher não sabia se ele voltaria para casa vivo, não sabia se encontraria outra fêmea por ai e sabia que ele não podia ficar em casa esperando as coisas caírem do céu. Homem forte fascina a mulher; homem decidido, homem que derruba a caça. Não é a toa que homens independentes sempre se dão bem com as mulheres e, no nosso mundo moderno, é o homem independente emocionalmente, afinal, as emoções atrapalhavam ao homem das cavernas, pois ele tinha que ser frio, assassino, forte para cuidar de sua prole. As mulheres de hoje herdaram de suas ancestrais o fascínio por essa força e frieza dos homens.
Avatar pua
joelson - MEMBRO EXCLUSIVO
#893893 Nossa perfeito muito inteligente . mais é importante lembrar que para evoluir todos precisam de uma familia e só code constituir uma familia um casal feliz . nao adianta fugir desta realidade . todos tem [ Pai e Mae ]