Relatos pessoais, artigos, textos e vídeos para motivar qualquer um.

Criador do tópico

LobãoPredador

Aprendiz

#1057192 Conheço o mundo PUA a alguns anos, já li bastante materias mas nunca coloquei em prática, usava um NEG aqui e ali. Nunca fui de abordar meninas, principalmente no day game, por falta de coragem. Pegava até umas quantidade razoável de meninas meio que nas sorte por pegar apenas sendo eu mesmo(não sou bonito, mas tenho naturalmente algumas caracteristicas e uso algumas técnicas pua/alpha), umas 2-3 por mês.

Terminei um namoro recente de 1 ano, e percebi que minha AA estava bem mais forte do que era antes, o que é normal, mesmo assim consegui pegar umas 15 garotas nesses 3 meses de solteiro, porém quase todas ou eu estava bêbado ou a garota veio falar comigo. Então decidi entrar de cabeça no mundo do PUA e realmente práticarl, não fazer como antes e ficar só lendo.

Ontem fiz minha primeira abordagem, que não foi uma boa experiência. Sainda da aula da faculdade, avistei uma menina de longe e falei: "É agora, vou chegar". Comecei andar em direção a garota, o nervosismo e a ansiedade aumentando(tenho problemas com ansiedade o que atrapalha ainda mais), meu corpo queria mudar de direção, mas eu forcei ir em direção a ela. Cheguei e abordei, no decorrer da conversa descobri: a garota tinha 12 anos(aparentava ter uns 16-17) e era sobrinha de uma menina da minha sala. Fiquei morrendo de vergonha e torcendo pra ela não falar pra tia sobre o acontecimento, mas tentei não demonstrar. Haha

Mesmo com a decepção de ontem, hoje no intervalo decidi chegar em outra garota. Fiquei alguns minutos tentando ver se ela era bonita pois estava de costas(o que tbm foi uma desculpa pra eu ganhar coragem), mas não consegui ver e decidi ir mesmo assim. Da mesma forma que antes, veio o nervosismo e a ansiedade, porém bem menor que da primeira vez. Não sei se foi pelo caminho até ela ser menor, ou se por que já havia uma evolução depois da primeira abordagem. Quando cheguei era uma HB6, mesmo sem interesse conversamos por um bom tempo e PC.

Coisas que observei na abordagem:
- Muito nervosismo nos primeiro minutos de interação, o que me atrapalhava a pensar em técnicas e analisar a HB;
- Não demonstrava confiança, apesar de conversar olhando nos olhos;
- Depois de algum tempo de conversa quando o meu nervosismo diminuiu, conseguia analisar um pouco ela, porém não conseguia pensar nas minhas falas, controlar o rumo da conversa e tals;


Postarei o máximo de relatos que conseguir para que possam acompanhar minha evolução, inspirar novatos e receber dicas de o que e onde melhorar. Não dei muitos detalhes das interações nesse pra não ficar muito extenso como fiz uma apresentação, os próximos farei mais detalhados.

Espero um feedback de vocês, tanto com dicas, artigos, motivações e etc.[

ANÚNCIOS

Criador do tópico

LobãoPredador

Aprendiz

#1057193
LobãoPredador escreveu:Conheço o mundo PUA a alguns anos, já li bastante materias mas nunca coloquei em prática, usava um NEG aqui e ali. Nunca fui de abordar meninas, principalmente no day game, por falta de coragem. Pegava até umas quantidade razoável de meninas meio que nas sorte por pegar apenas sendo eu mesmo(não sou bonito, mas tenho naturalmente algumas caracteristicas e uso algumas técnicas pua/alpha), umas 2-3 por mês.

Terminei um namoro recente de 1 ano, e percebi que minha AA estava bem mais forte do que era antes, o que é normal, mesmo assim consegui pegar umas 15 garotas nesses 3 meses de solteiro, porém quase todas ou eu estava bêbado ou a garota veio falar comigo. Então decidi entrar de cabeça no mundo do PUA e realmente práticarl, não fazer como antes e ficar só lendo.

Ontem fiz minha primeira abordagem, que não foi uma boa experiência. Sainda da aula da faculdade, avistei uma menina de longe e falei: "É agora, vou chegar". Comecei andar em direção a garota, o nervosismo e a ansiedade aumentando(tenho problemas com ansiedade o que atrapalha ainda mais), meu corpo queria mudar de direção, mas eu forcei ir em direção a ela. Cheguei e abordei, no decorrer da conversa descobri: a garota tinha 12 anos(aparentava ter uns 16-17) e era sobrinha de uma menina da minha sala. Fiquei morrendo de vergonha e torcendo pra ela não falar pra tia sobre o acontecimento, mas tentei não demonstrar. Haha

Mesmo com a decepção de ontem, hoje no intervalo decidi chegar em outra garota. Fiquei alguns minutos tentando ver se ela era bonita pois estava de costas(o que tbm foi uma desculpa pra eu ganhar coragem), mas não consegui ver e decidi ir mesmo assim. Da mesma forma que antes, veio o nervosismo e a ansiedade, porém bem menor que da primeira vez. Não sei se foi pelo caminho até ela ser menor, ou se por que já havia uma evolução depois da primeira abordagem. Quando cheguei era uma HB6, mesmo sem interesse conversamos por um bom tempo e PC.

Coisas que observei na abordagem:
- Muito nervosismo nos primeiro minutos de interação, o que me atrapalhava a pensar em técnicas e analisar a HB;
- Não demonstrava confiança, apesar de conversar olhando nos olhos;
- Depois de algum tempo de conversa quando o meu nervosismo diminuiu, conseguia analisar um pouco ela, porém não conseguia pensar nas minhas falas, controlar o rumo da conversa e tals;


Postarei o máximo de relatos que conseguir para que possam acompanhar minha evolução, inspirar novatos e receber dicas de o que e onde melhorar. Não dei muitos detalhes das interações nesse pra não ficar muito extenso como fiz uma apresentação, os próximos farei mais detalhados.

Pretendo pegar um estilo parecido com os do PUA internacionais, da RSD Max e Mystery, que são minhas maiores inspirações. Nos vídeos que assisto, da pra notar claramente a diferença do jogo deles para os brasileiros que já assisti, todos que vi não demonstram muita confiança, você percebe a diferença muito grande das interações, percebe que as HBs se divertem muito mais com eles. Mas caso conheçam algum BR que não seja assim, mande que ficarei agradecido por ter alguma inspiração brasileira.


Espero um feedback de vocês, tanto com dicas, artigos, motivações e etc.[
Avatar pua
eric-mendes

Veterano - nível 10

#1057195 Muito bom cara!!

Eu fico bastante contente quando vejo um novato metendo a cara na prática. Isso é mais raro do que você imagina. A maioria dos caras da comuninda NÃO praticam, ainda mais SOZINHOS. Parabéns pra você!

Agora sobre o que aconteceu, pelo que entendi vc tava sargeando na sua própria faculdade?

Não é uma regra ficar longe da própria faculdade no início da evolução, mas é uma super dica que te dou. Fique longe. Comece a sargear em OUTROS locais. Faculdade é MUITO fácil vc esbarrar com a mesma HB mais de uma vez... e MUITO fácil pra ela espalhar como foi esquisito conversar com você. Afinal de contas, vc está apenas no começo.

Enfim, o que você sentiu é absolutamente NORMAL.

Vc deve se deparar com uma tonelada de material PU prometendo acabar com sua AA. Mas isso NÃO existe. A sua AA é algo programado no seu cérebro para te proteger. Vc não vai conseguir calar seu cérebro. Por isso exite a regra dos 3 segundos. TODO mundo tem AA.

E é por isso que, no início do sarge, fazemos o que chamamos de crash&burn. Ou seja, abrir sets só para aquecer, sabendo que não vai dar em nada. Então a ansiedade DIMINUI...

De novo: é absolutamente NORMAL ter AA.... e é normal ela DIMINUIR depois dos primeiros sets.

Mas no dia seguinte ela volta de novo (desgraçada!).

Voltando sobre seu caminho, sugiro ler este artigo (se já não leu):

http://www.puabase.com/forum/implementando-habito-tyler-t118825.html

Se eu pudesse voltar no tempo para ME ENSINAR, eu seguiria o seguinte (já até postei isso em outro tópico):

O negócio é ENTENDER a sequência e PRATICAR um por vez. Tipo assim:

- Sequência (sendo bem básico):
- 1 - Open
- 2 - Atração
- 2.1 - C&F
- 2.2 - Negs
- 2.3 - Rotinas DHV
- etc
- 3 - Conforto
- 3.1 - Isolar
- 3.2 - Qualificação F2M
- 3.3 - Etc

Depois que você conseguir ENTENDER a sequência, saia e vá praticar APENAS openners. Abra o set e saia. Faça isso milhões de vezes. Até você conseguir abrir todo tipo de set (apenas mulheres, mulher sozinha, grupo de mulheres com homens, mulheres no ponto de ônibus, mulheres com namorados no shopping, etc). Quando você ficar craque nisso, aí você vai para a próximo ponto da sequência... e assim em diante.

Não adianta estudar sobre orgasmos múltiplos se você tem problemas em abrir sets, entende?

Boa sorte!

:legal

Criador do tópico

LobãoPredador

Aprendiz

#1057196 Obrigado pelo apoio. Eu meio que não estou sozinho, eu e meus amigos estavamos com esse mesmo problema, eles não são PUA e nem sabe que estudo. Para acabar com ele fizemos um pacto de chegar em 2 meninas por semana na faculdade, e acabou que no mesmo dia esse pacto virou uma competição com pontuação(meio idiota, mas está funcionando). Esse é o motivo de sargear na faculdade, e tbm pq é o local onde mais saio, pretendo ir para outros tbm.

Infelizmente nenhum deles tem a mínima habilidade de sedução. Como falei, desde que comecei a falar com mulheres eu naturalmente fazia NEGs, C&F, sem saber, acredito que pelo fato de sempre ter sido o engraçado da turma.

A parte de ser "esquisito conversar comigo" graças a Deus acredito que não vai rolar. Mesmo com os problemas que citei, sempre fui razoável de assunto, até consigo desevolver a conversa numa boa.

Obrigado pelas dicas, lerei o artigo.
25ruca

Veterano - nível 10

#1057249 Parabens pela primeira abordagem!!! :yaaah Continua assim e chegarás no teu objectivo.

LobãoPredador escreveu:Coisas que observei na abordagem:
- Muito nervosismo nos primeiro minutos de interação, o que me atrapalhava a pensar em técnicas e analisar a HB;[


Para isso você pode utilizar uma técnica chamada de congurência que é espressar como se sente no momento e não tentar esconder ou agir de uma forma ''falsa'' que não corresponde ao estado em que estás no momento. As mulheres podem sentir isso e até mesmo percebeu isso (''Não demonstrava confiança, apesar de conversar olhando nos olhos'') e também ao reconhecer isso faz você ficar mais relaxado e sair deese estado de ''nervosismo'' para ''confiança''.

LobãoPredador escreveu:- Não demonstrava confiança, apesar de conversar olhando nos olhos;[


Não é sobre olhar é sobre como olha (na verdade está no todo o comportamento). Você pode olhar ela e expressar varias emoções baseado em como você se sente no momento. É por isso que tem várias técnicas de olhar e a maioria está em como VOCÊ se sente para depois mostrar. Para ter tensão sexual primeiro VOCÊ tem que sentir o tesão depois você demonstra esse sentimento com a sua voz, olhar, e forma de falar. ''Não é o que fala é COMO fala'' e tudo o que VOCÊ sente ELA sente também.

LobãoPredador escreveu:- Depois de algum tempo de conversa quando o meu nervosismo diminuiu, conseguia analisar um pouco ela, porém não conseguia pensar nas minhas falas, controlar o rumo da conversa e tals;[


Isso de controlar o que falar acho que é algo que vem com o tempo. Agora a sua mente está na fase ''nervosismo'', quando conseguires lidar com nervosismo incoinscientemente e estiveres confortável então as coisas para falar vão aparecer normalmente. Uma coisa que tu podes e deves fazer agora é falar o que está na tua mente não importa se você acha que não é engraçado ou não faz nenhum sentido tu tens que falar para ficar confortável e se divertir e lembre-se ''tudo o que voce sente ela sente também''. E se ela se passar você pratica calibração.

25ruca