Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!
Avatar pua

Criador do tópico

CesarFranco - MEMBRO EXCLUSIVO
#885713 Hey, povo, tudo bem?

Sempre garimpando a internet atrás de informações sobre o mundo PUA que caibam na pesquisa que estou fazendo, encontrei um artigo interessante escrito por Arden Leigh, uma mulher que se dedicou ao pick up.

Eu sabia das wingwoman, mas não de uma legítima PUA mulher.

Já tem esse tópico aqui sobre ela: mulheres-aplicando-jogo-homens-sera-t79735.html

Mas o que eu achei é diferente e escrito por ela mesma.

É grandinho mas interessante.

Eu sou uma pick-up artist que estudou com Neil Strauss e MysteryImagem

Estou escrevendo isso em um bar e o homem próximo a mim tem tentado conversar comigo a noite inteira. Ele me disse "Eu vou tentar não te distrair muito, mas vou estar aqui quando você der uma pausa". Eu o agradeci. Ele me perguntou de onde eu sou.

"Ainda não estou na pausa", eu respondi.

Trinta minutos depois ele se virou para mim e disse, "Sabe, quando você me disse para esperar, que ainda não era hora de falar com você, isso me deixou muito surpreso. Não sei se foi natural ou se você planejou isso, mas você me fez sentir como não me sentia há tempos, e eu achei isso muito atraente."

Essa é a minha vida agora. Isso é o que eu faço. Eu sequer estou interessada nesse homem. Eu o prometi que quando a bateria do meu laptop acabar eu vou deixar que ele me pague uma dose de tequila. Assim é como as coisas funcionam no meu mundo; você faz como quero ou não faz.

Eu sou uma pick-up artist, e sou assustadoramente boa em conseguir o que quero.

Se você já ouviu falar de mim, provavelmente é porque você foi alertado sobre mim. Sem dúvida eu sou uma traição ao meu gênero: sou uma mulher que entusiasticamente abraçou uma das comunidades consideradas mais misóginas deste século.

Quando a comunidade de homens pick-up artist veio para o grande público cinco anos atrás com a publicação do livro do Neil Strauss "The Game" e o reality show do Mystery no VH1 "The Pick-Up Artist", a maioria das mulheres que conheço ficou ultrajada. Elas viram no pick-up artist um modo de transformar mulheres em algoritmos em que você poderia colocar uma sequência certa de números e magicalmente dormir com elas. Elas viram o pick-up artist como a pior encarnação no direito masculino, com homens impondo coisas indesejadas às mulheres e interessados nelas somente na medida em que poderiam ter um avanço sexual.

Eu vi o pick-up e pensei, Eu quero estar nisso.

Imagem

Eu não nasci essa pessoa que sou hoje. Tive meu primeiro beijo aos 17 anos, com meu melhor amigo gay. Meu primeiro beijo verdadeiro não veio até que eu terminasse o ensino médio. Fui virgem durante toda a faculdade, e finalmente tive sexo(e meu primeiro namorado) com 22 anos. O funcionamento das relações sexuais e românticas eram um mistério para mim, um mistério que me deixava muito intimidada.

Eu posso te dizer o nome de toda substância que seu cérebro libera quando você se apaixona(em uma ordem cronológica aproximada: feniletilamina, dopamina, noradrenalina, oxitocina, e morfinas endógenas) e te dar uma razão da biologia evolutiva de porque você gostar de quem você gostar(se você quer saber, tudo tem a ver com sobreviver na natureza e a importância de transmitir os genes). Mas durante meus vinte e poucos anos, algo não estava certo e eu já não podia culpar imaturidade ou falta de sorte.

O que eu vi no pick-up artist foi um grupo de pessoas que estavam tentando coletivamente desvendar o código da satisfação romântica - um código que por anos eu vim tentando desvendar.

Eu mergulhei na comunidade de homens pick-up porque eu também queria os segredos para conseguir o tipo de amantes que eu queria. Sem espanto, a maioria dos pick-up artists foi recepetiva a uma jovem e atraente mulher querendo aprender com eles. Eu estudei tudo o que eles estudaram, de PNL à conversa hipnótica à técnica do Alexander[algo relacionado à postura física], e eu assimilei tudo aquilo no meu arsenal de azaração.

Fascinada pela ideia de que a atração romântica era algo que eu poderia controlar, peguei uma cópia do "The art of seduction" do Robert Greene(ainda é meu livro favorito) e comecei a cientificamente aplicar suas técnicas em uma paixonite da época, um cara que eu sabia não ser pra mim.

Ele tinha 2 metros, 22 anos, um fotógrafo de moda que viajou o mundo todo com desajeitados cabelos pretos encaracolados, um olhar byronico, e namorando uma supermodelo que depois faria a campanha para minha marca favorita de lingerie. Naquele tempo não considerei a questão ética dele estar namorando porque, sinceramente, eu não achava que o que eu faria iria funcionar.

Em vez disso, em uma noite em que estavam exibindo uma fotos numa galeria, a namorada dele apareceu e jogou nele a bolsa porque ele estava falando comigo. Fui embora um pouco depois pois não queria causa confusão. Mais tarde, na mesma noite, à uma hora da manhã, recebi uma mensagem dele: "Dispensei minha namorada hoje. É um saco mas tinha que acontecer."

Na hora eu sentei na cama, estava em estado de choque. Assim como Neo em "The Matrix", eu sabia kung fu.

Um pouco depois disso eu fiz amizade com o Mystery. De algum jeito, mesmo sem ter passado muito tempo juntos, senti que Mystery e eu éramos muito parecidos. Se nós tivessemos nos conhecido na escola, muito antes de nós dois sermos considerados sedutores, provavelmente teriamos namorado. Teríamos nos encontrado no clube de teatro, ou numa animada partida de Dungeons & Dragons, e teríamos tido uma paixão-geek e nunca teríamos precisado aprender essas coisas todas.

Mas como não foi, deixamos nossas frustrações amorosas nos trazer até o ponto em que estávamos num clube em Nova Iorque, e um seduzindo o outro para ver quem cedia primeiro. (Na verdade nenhum de nós cedeu, e eu estava saindo com alguém na época, o que lamento até hoje. Diga o que quiser sobre o Mystery e seus chapéus gozados; em algum universo paralelo nós temos o amor LARPy[nem idéia do que seja isso] mais bonito que já existiu).

Mas foi Neil Strauss, autor do "The Game", que me faria sua wing e me ajudaria a crescer como sedutora e como pessoa. Eu fui em uma seção de autógrafos de seus livros e fiquei paralisada depois de conhecê-lo. Durante os anos seguinte ele estaria lá, me ensinando a ser constantemente melhor e aconselhando sobre minhas estratégias de azaração. Pobres namorados - não sabiam que do outro lado da mensagem que me enviavam estava o maior pick-up artist do mundo, me ajudando a dar a resposta. Os babacas não tinham chance.

E como você deve estar imaginando, conheci pick-up artists que eram incríveis, pessoas confiáveis que são amigas até hoje, e também conheci pick-up artists que eram completos babacas que espalharam boatos de terem dormido comigo conforme suas namoradas iam me mandando emails psicóticos. Como toda comunidade, pick-up tem anjos e cuzões.

Imagem

Quanto mais eu andava com os pick-up artists, mais eu me decepcionava com a literatura feminina sobre relacionamentos. Durante aqueles anos eu li toda ela, ansiosa por absorver tudo o que me ajudaria a conseguir o homem (ou os homens) do meu sonho. O que eu descobri foi que aqueles livros que estavam nas pratelerias do Barnes & Noble eram mais ridículos, desiguais, e não-feministas do que eu poderia ter sonhado.

A maioria deles dizia que eu deveria ser passiva para receber a atenção dos homens, que eu deveria apenas sair e esperar que um homem me abordasse, e se ele não me abordasse era porque ele não era para mim e eu deveria aceitar isso e tocar adiante. Ou que eu deveria conseguir um homem "sendo eu mesma", mas ser eu mesma significava fazem academia, vestir-se bem, e usar maquiagem. Algo aqui não estava certo.

Os pick-up artists, por outro lado, me disseram para ir e pegar o que eu quisesse. Me disseram para moldar minha personalidade como um modelo atraente de mim mesma, e andar direto para os homens dizendo algo bonito ou inteligente. Eles me ensinaram a refinar meus objetivos e como persegui-los da maneira mais eficiente possível. Eles me ensinaram que não existe homem que eu não posso conseguir, não importa fama ou status. Eles me disseram para tratar a rejeição como se fosse perder uma vida num video game, para esquecer isso e começar o jogo de novo. Eles me deram a confiança para perseguir as coisas que eu queria.

E foi então que decidi escrever meu próprio livro, "The New Rules of Attraction". Eu queria oferecer às mulheres o mesmo tanto de táticas que eu usei na minha vida e assim elas poderiam ser pró-ativas criando os romances que desejam. Eu queria que as mulheres levantassem do banco do bar e começassem a viver suas próprias fantasias. A vida é muito curta para esperar por alguém que vá te dar o que você quer.

Não estou dizendo que o pick-up é sempre corações e flores. O lado ruim de caçar os homens que voce idolatra é que você fica próxima o suficiente para descobrir os defeitos deles, as rachaduras nos seus pedestais. Não que eu esperasse a perfeição dos homens; é que é desanimador quando as fragilidades deles impedem que vocês se tornem mais próximos.

Eu seduzi o homem que, na minha adolescência, foi meu ídolo rock e também minha paixonite - o homem dos clipes, das fotos que eu imprimia da internet e colava no meu armário da escola - só para descobrir durante uma turnê de ônibus que ele era tão inseguro que já tinha detonado vários relacionamentos pessoais e profissionais.

Tive um encontro com uma celebridade da TV que era cercado de fotógrafos onde quer que fôssemos, mas que descobri ser incapaz de transformar fama em sucesso financeiro e de tal forma que foi impossível termos uma relação igualitária.

Eu saí com um dos homens mais aclamados em termos artísticos e parti meu coração ao ver a ansiedade incapacitante que ele vivia todos os dias, e que eu não podia fazer nada para ajudar. Eu lamentei muito por esses homens porque vi neles muito dos meus próprios medos. A difença é que o pick-up me ensinou a ignorar o medo e seguir adiante mesmo que com medo.

Prejudicialmente, o pick-up me permitiu ficar em relacionamentos ruins por mais tempo que eu deveria. Eu me tornei tão boa em seduzir que eu era capaz de manter uma pessoa mesmo que não fosse boa para mim, mesmo que eles nunca fossem me tratar bem, mesmo que eu nem sequer quisesse um relacionamento. É o toque de Midas.

Às vezes eu gostaria de poder esquecer tudo o que aprendi, gostaria de poder sentar em um bar e esperar que um cara me aborde, porque pelo menos eu não teria que pensar tanto sobre tanta coisa.

Imagem

Mas quando tudo o mais falha, eu sei que tenho o meu jogo. O cara próximo de mim no bar, que começou a ler isso por cima dos meus ombros e que se disse muito impressionado com meu estilo de escrita, anotou seu número de telefone no recibo da conta e empurrou para debaixo do meu laptop caso mais tarde eu queira tomar aquela dose de tequila.

Eu sei que nunca estarei sozinha se eu não quiser, porque eu vou sempre saber como abordar a pessoa que eu quero e explorar o potencial de intimidade com elas. Mas o mais importante, eu acordo todo dia e me olho no espelho e me sinto bem porque sei que estou fazendo a minha parte. Eu estou realizando meu potencial romântico em direção à melhor habilidade todos os dias da minha vida.

E minha maior esperança é que um dia eu encontrarei um homem que me vê como eu sou, que ama aquela colegial nerd estranha que existe em mim e que precisa tanto ser amada que até aprendeu todas essas coisas, um homem que ama o que ela se tornou pois reconhece quanta dedicação foi preciso para que isto acontecesse.

Em algum lugar aí fora existe um homem que quer ser parceiro de uma mulher que investiu tanto em si mesma que agora está por cima, peitos prontos e armas em punho, e quando eu conhecer ele, eu saberei exatamente como abordar e fazê-lo meu. É isso o que eu faço.


Original em: http://www.xojane.com/it-happened-to-me ... -up-artist

ANÚNCIOS

Avatar pua
c0nd3 - MEMBRO EXCLUSIVO
#885762 Nunca ouvi falar dessa mulher e nem da participação dela na comunidade pua. Não é segredo que existem varis mulheres hoje em dia que conseguiram dominar a arte e até se tornaram mestres MPUAs Girls rsrsr um exemplo é a Kézia, Tara e tantas outras mas fiquei curioso para saber quem é essa garota e se realmente ela foi treinada pelo mystery e o style. Achei muito interessante a história dela...

abraços by c0nd3
Avatar pua
xpppauloxd

Veterano - nível 10

#885768 LOOL adorei. Olha, entro mais uma PUA mulher aki algumas semanas atrás, ele disse q foi inspirada por essa ai. Agora, vem k, essa mulher e aquela q fez uma aposta com style pra ver qm seduzia mais no livro O jogo?
18
só fiquei impressionado como uma uma garota q joga RPG ficou virgem por tanto tempo. Mas de certa forma fico meio q aliviado de existirem mulheres PUA.

ae, eu passei umas paradas do tio ross pra uma amiga usar no garoto q ela gosta, deu certo LOL rsrsrs.
Avatar pua

Criador do tópico

CesarFranco - MEMBRO EXCLUSIVO
#885872
c0nd3 escreveu:Nunca ouvi falar dessa mulher e nem da participação dela na comunidade pua. Não é segredo que existem varis mulheres hoje em dia que conseguiram dominar a arte e até se tornaram mestres MPUAs Girls rsrsr um exemplo é a Kézia, Tara e tantas outras mas fiquei curioso para saber quem é essa garota e se realmente ela foi treinada pelo mystery e o style. Achei muito interessante a história dela...

abraços by c0nd3


Sim, interessante mesmo. A história de mudança pessoal é basicamente a mesma de vários PUAs homens.

Agora, sobre Tara e Kezia... A Tara eu só conhecia do reality show do Mystery. Pensei que fosse apenas wing. Já a Kezia, até achei uma lista de top15 PUAs e ela estava em na oitava posição(na frente do DeAngelo, por sinal).

Mas pelo que vi tanto a Tara quanto a Kezia ensinam apenas homens, ou estou enganado?

O que achei mais interessante na tal Arden Leigh é que ela adaptou a coisa para as mulheres. Coaching só para mulheres, um livro só para mulheres, e até um fórum só para mulheres. E partindo do Mystery e do Style rsrs.
Avatar pua
>>Psychokiller<<

Entusiasta

#886103 Interessante este fato de o mercado e a produção de material PU já estarem sendo direcionados diretamente para as mulheres, como está a fazer a Arden Leigh.

Alguns iniciantes, ainda hoje quando consideram a popularização do PU, ou mesmo o PU direcionado para a aprendizagem feminiana como uma ameaça ao sucesso deles, pois para eles, com mais mulheres conhecendo as suas táticas, mais dificil e ruim será para seduzir. Mas isso é apenas insegurança e falta de experiência e conhecimento, comum a iniciantes, pois após aprender mais sobre este mundo, você percebe que os verdadeiros PUA's (Os que alcançam o sucesso pessoal se tornando alfas) não são ameaçados por algo tão trivial quanto a popularização do PU, isso na verdade torna tudo mais estimulante, pois com mais pessoas de ambos os sexos praticanto, o nível das interações aumentam, e a gratificação da conquista aumenta em igual proporção.

Após aprender mais sobre dinâmicas sociais e sedução, e me desenvolver como sedutor, eu sempre achei desanimador a falta de capacidade de seduzir e conquistar das mulheres, quase todo papel acaba ficando para gente, e quando não temos interesse algum, a maioria delas não posuem capacidade alguma de reverter isso, e ser o único a contribir pró-ativamente nesta dança da sedução, é realmente desanimador.

Eu aprecio o desafio, de poder reconhecer na garota que interajo, uma certa habilidade social de conquistar a atenção e o desejo dos homens, e mesmo de dificultar (de forma estimulante) a sua própria conquista. Habilidades estas que vão além de sua aparência (Que infelizmente é com o que conta a maioria das mulheres consideradas pelo povo como atraentes hoje em dia).

Aquelas que são atraentes simplesmnte pela sua aparência, deixam de ser assim que a conhecemos melhor, e percebemos sua falta de traquejo social e macetes de sedução, para nós homens que estuda sedução, ser apenas bonita não é mais suficiente, após tanto conquistar e aprender sobre conquista, nos tornamos mais exigentes, e mulheres socialmente atraentes passam a ser uma necessidade de satisfação.

Por este motivo eu sou a favor da popularização do PU, e principalmente do direcionamento deste ao desenvovimento das mulheres, espero que com isso ambos os sexos saiam ganhando em gratificação por poderem interagir com pessoas mais atraentes e inteligentes.

Abraços!