Depoimentos de mudança com o PUABASE.
Conte nos nessa área um pouco da sua evolução atingida com os conhecimentos adquiridos no PUABASE. Adoraremos ler a evolução de um membro da nossa irmandade.

O primeiro é fazer você refletir sobre o seu desenvolvimento e o segundo é conhecer um pouco mais a evolução dos outros membros.
Avatar pua

Criador do tópico

Paradisepunx - MEMBRO EXCLUSIVO
#930279 E ai seus puas,

Tudo bem com vocês seus cafajestes? Abaixo esta o relato do fim do meu namoro e também como entrei no universo pua, o texto é bem longo, não poderia ser diferente e agradeço a todos que tiverem paciência e força para ler até o final, vamos ao que interessa logo, segue o depoimento abaixo:

Introdução

Venho através desse artigo contar um pouco sobre meu primeiro ano de fórum o que considero como meu primeiro ano como pua, e o que me trouxe ao fórum, lembro que com 18 anos de idade comprei o livro sedução magnética que anunciava na internet como um método milagroso para conquistar as mulheres.

Lembro que comentei com um amigo de pré-vestibular sobre esse livro e ele me incentivou a comprar e ver no que ia dar, resumindo em pouco tempo minha competência para lidar com as mulheres tinha aumentado muito, e nessa época eu comecei a namorar minha ex-namorada.

Basicamente todas as habilidades que estou recuperando e exercitando novamente eu já havia adquirido em maior ou menor grau anteriormente quando havia treinado todos os passos daquele pequeno manual que é maravilhoso, diga-se de passagem, conjuntamente a ele eu também entrei em contato com livros de linguagem corporal como do Pierre Weil, e também o livro atração da tracey Cox.

Com esse arsenal e também com a prática realmente o nível de competência estava ficando cada vez maior, até que comecei namorar, tendo um leque de opções de 5 garotas que na época eram em nota de HB8 pra cima, muitas me acompanhavam em shows e eram minhas amigas, e realmente a galera ficava impressionada com meu desempenho e com minhas companhias femininas.

Enfim, essa fase foi relativamente curta porque no ano de 2005 eu comecei a namorar em 2006 eu entrei para graduação em História apesar de meu desejo na época era fazer filosofia, o que eu agradeço ao destino porque seria um tiro no pé profissionalmente falando, no mesmo momento minha ex-namorada entrou para fazer Ciências Sociais.

Ela era uma garota de 17 anos e eu um cara de 19 anos, ela era simplesmente, espetacularmente maravilhosa, uma negra com cabelo afro, magra, com um sorriso lindo e uns peitões de tirar fôlego meu amigo, definitivamente tinha alcançado o paraíso, não era punk ou rockeira de cena como eu que participava de movimento ou tinha sua gangue, mas circulava em torno e se interessava por esse universo, meu namoro durou 8 anos e meio, vou dividir tudo em 3 partes.

Namoro do 1º ao 3º ano.

Além de punk eu sempre ouvi metal extremo, e por ter tido uma formação esotérica, pois meu pai foi membro da Rosa Cruz Egípcia durante uma década pelo menos eu sempre lidei com meditação, visualização criativa, e rituais propriamente ditos, e na época eu estava como estou vidrado ate hoje nesse tipo de tema.

Além disso eu era Punk e Anarquista, já na época participava de protestos estudantis, e sempre estava entrando na porrada em algum show por ai, praticando atos de vandalismo, e me metendo com todo tipo de situação perigosa que pudesse aparecer pelo meu caminho, sempre fui muito viciado em adrenalina, e a coisa toda era uma bola crescente, que hoje vejo como um verdadeiro inferno.

Isso foi ponto de algumas conversas no inicio do meu namoro, minha opção religiosa digamos assim, e minhas opções políticas, estávamos completamente apaixonados e numa fixação violenta que simplesmente nos deixava hipnotizados um por outro, foi uma coisa extremamente forte nossa ligação e em menos de 1 ano agente começou a transar, e foi onde perdi minha virgindade e ela também.

Nossos laços foram ficando cada vez mais fortes, e por sermos estudantes de Ciências Humanas todos nossos gostos e preferências, todo nosso mundo era pintado das mesmas cores e cada detalhe desse mundo se complementava, e quando não era isso voltávamos pro trio pegação, sexo e algum tipo de adrenalina no teto.

Lembro de por diversas vezes nós invadirmos casas abandonadas ou em construção para transar, numa dessas vezes invadimos a casa por um penhasco e quase caímos no oceano, na parte de baixo da encosta era apenas pedras e ondas batendo, foi algo extremamente perigoso, não sei como sobrevivemos, quando chegamos ao topo invadimos uma mansão enorme e daí transamos alucinadamente.

Fizemos isso sobre efeito de muito álcool, bebíamos muito, transávamos muito e fazíamos merda pra caralho, sempre havia alguma festinha rock onde rolava muita maconha, cocaína e com o passar dos anos LSD também, então começamos a fumar maconha de vez enquanto e fazer sexo completamente chapados, lembro de uma vez de fumarmos maconha durante 12 horas consecutivos em uma roda, foram mais de 40 baseados.

Além desse lado pesado, éramos um casal que quando sóbrios discutíamos muito pouco, e sempre levamos nossas vidas universitárias com muita diligência, fizemos yoga juntos por um bom tempo éramos macrobióticos nessa época então nossa saúde era muito boa e o sexo muito flexível, coisa de louco.

Namoro 4º ao 6º ano.

A Universidade que eu estudava estava passando por sérias crises financeiras, e estava tendo problemas com alguns professores, como minhas notas e meu rendimento era muito alto e em um momento comecei a não segurar minha língua, comecei a sofrer perseguição acadêmica, adiantando as dores de cabeça que eu teria de lidar, comecei a correr atrás de uma transferência externa pra outra universidade de preferência pública.

Estava expectativa de abrirem essas vagas, e no final acabei fazendo a prova e mordendo uma das 10 vagas que estavam disponíveis pra universidade que minha ex-namorada estudava, acabamos estudando no mesmo andar e tivemos os mesmos professores, apesar de nunca termos assistidos aulas juntos.

Pra completar o quadro depois de 1 semestre fomos morar juntos em uma república, iríamos dividir o apartamento com mais uma pessoa, mais o camarada arrumou emprego como professor universitário no nordeste e acabamos morando completamente sozinhos, salvo as poucas visitas que esse cara fazia ao Rio de Janeiro.

Sem perceber estava com minha ex o tempo inteiro levando uma vida praticamente de casado, estudávamos no mesmos lugar , tínhamos os mesmo ciclo social, morávamos juntos, pagávamos contas juntos, no inicio foi bom, depois a coisa desandou de uma maneira inimaginável.

Todo tipo de inferno que a vida adulta resguarda eu comecei a passar, contas, vizinhos, amigos aproveitadores, urubus rondando nossa relação, brigas por questões domésticas, e mais um monte de merda que vou dizer pra vocês, eu nem lembro, essa foi uma grande lição, quando ainda era adolescente meu sonho era morar sozinho e toda essa conversa fiada de independência a qualquer preço.

Você quer conhecer uma pessoa conviva com ela, e foi isso que aconteceu entre eu e minha ex-namorada, começamos a nos conhecer profundamente, na cama, na vida, na profissão, nas qualidades e nos defeitos, tudo começou a ficar exposto, somado a um incrível consumo de maconha e álcool e muito sexo.

Eu entrei numa rota de colisão contra meu organismo sem perceber, estava sedentário, eu fiz em 1 ano 24 matérias na universidade e fiquei reprovado em apenas 1 matéria, fazia curso de inglês, mini-cursos na corretora onde investia meu dinheiro, e investia na bolsa de valores com um gerente de ações e nos fins de semana ia pra shows e eventos.

Estava num momento extremamente problemático da minha vida, tendo que me virar sozinho do outro lado da cidade sem meus país, tendo problemas com a vizinhança devido o cheiro de maconha e os barulhos constantes de sexo, e alguns momentos o entre sai da turma do fumaça que me visitava as vezes.

No final do ano, meu relacionamento sucumbiu demos um tempo e depois voltamos, esse foi o tempo de nos formar, e começar a pagar o preço pelos excessos, principalmente eu, que devido ser portador de uma doença rara, acabei indo pro fundo do posso por isso.

Namoro 7º e 8º ano.

Saímos da república e voltamos a morar na casa dos nossos pais, depois de um tempo a mãe dela fez uma loucura vendou a casa própria e foi morar de aluguel dentro de um bairro mais pobre do que o morava antes, pra complementar teve uma crise de consciência devido ao afastamento da mãe dela e avô materna da minha ex e colocou ela e uma irmã para morar na casa alugada.

Minha ex foi morar longe de mim, ficou em uma rotina muito complicada, tive uma conversa uma vez com ela dizendo que se fosse seguir carreira acadêmica e não estudasse para concursos comigo nossa relação estava acabada, ela concordou, mas aos poucos foi contornando essa situação.

Quando vi ela estava trabalhando como professora por convite de um orientador, e nessa época minha saúde começou a ficar cada vez mais debilitada, pelo afastamento ela foi adquirindo novos hábitos, e eu cada vez mais preso dentro de casa e a visitas a médicos laboratórios e etc.

Nessa época comecei a fazer terapia pela primeira vez, o que ajudou muito, e comecei a aprender a lidar com meu vício em maconha principalmente e a filtrar meu ciclo social, o que me facilitou muito a vida, comecei a olhar de forma mais ativa para outras mulheres e também a me reconectar com um estilo de vida mais saudável.

Enquato era professora minha ex me deu algum suporte e atenção, mais meus problemas de saúde estavam muito persistentes, nesse meio tempo um amigo de graduação me apresentou o pua, ai eu descobri que havia nome pras técnicas que eu havia aprendido, me interessei mais como estava namorando deixei isso tudo de lado.

Mas foi com esse amigo que voltei a dar atenção a atividades físicas, e cuidar mais de algumas coisas que tinha abandonado completamente, minha relação esta infernal, minha ex completamente stressada com a rotina familiar dela, eu doente, mas no ano seguinte, ela conseguiu se mudar e a coisa melhorou um pouco.

Durante a terapia eu percebi que não tinha jeito ela teria que fazer o mestrado que queria, eu dei todo o suporte e apoio, ela ficou praticamente 1 mês na minha casa estudando, meus pais faziam comida pra ela, ela foi tratada como uma rainha, e foi coroada com a aprovação, foi muita felicidade pra todo mundo.

Quando ela começou o mestrado em março nossa relação se tornou um antes e um depois, fez amizade com pessoas que ela julgou ter algum tipo de relevância, e começou a ir para bares com suas amigas e a ter uma vida própria longe de mim, eu me tornei um acessório e já em março expus meu desconforto pra ela.

Não adianta galera, quando somos puas, conhecemos as técnicas, sabemos quando as pessoas estão jogando e estão abertas para serem abordadas e etc, fiz outra cirurgia nesse ano, enquanto eu me preparava para cirurgia, me recuperava, ela estava vivendo seu mundo garotinha zona sul com suas novas amiguinhas modernetes, porém morando na periferia.

Felizmente eu tenho uma visão muito estratégica e já havia antecipado as possibilidades desse novo quadro de situações, cada dia que passava aconteciam coisas mais escrotas, ela não atendia minhas ligações, atrasava muito mais que o comum, sempre tinha desculpas, ficava enojada das minhas demonstrações de afeto.

Ela simplesmente sugou o comportamento das amigas e deixou florescer aspectos da sua personalidade que estavam adormecidos, eu estava vendo isso de maneira muito clara, e devido minha relação longa tive muitas conversas com ela de março até dezembro, não acumulei, reclamei, esperneei, usei todos meus recursos.

Dei de Beta de Alfa, se pequei foi por excesso na tentativa de salvar nossa relação, nesse meio tempo eu conheci pela internet dois camaradas que estudam esoterismo, um é um homem nos seus quase 50 anos e outro um camarada na casa dos seus 35, os dois me ajudaram com essa merda toda e mesmo a distância começaram a me dar perspectivas de mudança, são meus amigos, e sou infinitamente grato.

Devido a pouca inteligência emocional que adquiri na terapia e também por ter lido o Jogo do Neil straus, 77 leis do sucesso do D’angelo, e depois uns vídeos do Bad Boy, comecei a tomar coragem pra tomar uma decisão, no final do ano ela estava em um seminário, não me atendeu de tarde, quando liguei 10 horas da noite estava com uma amiga na universidade ainda, ela chegaria na minha casa no mínimo meia noite.

Disse pra ela beijar transar com a amiga dela que eu estava indo dormir e pra não aparecer na minha casa naquele fim de semana, depois disso marquei dois encontros pra conversar e terminei a relação de uma vez por todas, peguei minhas coisas com ela e devolvi o que tinha dela aqui em casa.

Eu rasguei, queimei e joguei fora tudo o que pertenceu ou pertencia a ela, não tenho foto, nenhum tipo de lembrança e depois dessa data nunca mais vi nem liguei nem nada, simplesmente fui viver minha vida, e pagar o alto preço inicial dessa decisão.

Entrando para o fórum e começando minha jornada como Pua.

Já pressentia o fim do meu namoro, e também sabia que com o fim das matérias obrigatórios do mestrado, minha ex diminuiria seu contato com suas amigas e as coisas voltariam mais ou menos ao normal da nossa relação, e não foi apenas por indignação mais que justa que terminei em dezembro, foi intencional e estratégico eu me planejei pra isso.

Na clínica onde eu faria terapia só teria vaga em janeiro, em janeiro minha ex não teria vida social por um tempo, então resolvi em vários aspectos fazer ela provar do veneno dela, e no final das contas era um emaranhado de rancor e raiva tão grande que eu não tava nem mais afim de saber o que ia ser da vida dela na real.

Comecei a terapia na segunda semana de janeiro mais ou menos quando entrei no fórum, eu já entrava no fórum com outro fake, mas resolvi pagar pra ser membro vip e começar melhor meu desenvolvimento com o fake que uso hoje em dia aqui, criei meu alterego pua paradisepunx, e vim crescer com vocês e como vocês.

Já no final do ano anterior eu tava assistindo aleatoriamente alguns vídeos e lendo algumas matérias puas mais não de forma realmente consistente, e já na ultimo suspiro do meu relacionamento comecei a jogar com outras HB’s e fiz coisas realmente que considerava inacreditável, por estar completamente parado com on-line game, que é algo que hoje considero apenas uma ferramenta, porém algo inútil quando o assunto é sarge real.

Já usando essas técnicas fui a clinica de psicologia e fui extremamente simpático e dominante com a recepcionista, ela sorriu, perguntou se eu tinha alguma preferência pelos psicólogos eu disse que não, ela sorriu de volta pra mim e me falou esse horário ta bom pra você ? eu ascenti que sim e na semana seguinte estava lá.

Quando eu chego para primeira sessão de terapia me deparo com uma HB9 simplesmente maravilhosa, e ai me veio a lição do social proof de maneira completamente sólida e inesquecível, simplesmente era a psicóloga mais gostosa da clínica, e isso tudo ocorreu devido a um sorriso e uma BL confiante com a atendente.

Já na primeira sessão a terapeuta começou a me ajudar de maneira bem efetiva de como lidar com minha ex e minhas emoções, eu estava a 6 meses sem fumar maconha, recém saído de uma relação longa e estava com uma saúde em recuperação, mas ainda debilitada de certa forma, ela sentiu que seria pedreira, mas encarou o desafio.

Sempre tentei ver a terapia de maneira mais profissional possível, porém percebi que ambos estávamos confundindo as coisas e isso deixava a terapia extremamente complicada, a coisa toda foi ficando muito séria, até que um dia tive que escolher entre seduzir minha terapeuta ou simplesmente seguir meu tratamento, e eu preferir seguir meu tratamento.

O que me motivou mais forte a fazer essa escolha foi um mole que ela deu com o celular, eu vi a foto do marido dela com o filho abraçados, e sabia da eficácia das técnicas puas, preferi a cautela e manter minha ética e meu valores, e devido esse fato em uma sessão eu fiz uma jogada pra desencantar ela.

A partir daí as coisas melhoraram, e acabamos nutrindo um sentimento de respeito mutuo e ai a terapia começou a fluir, escrevo isso como alerta para puas que procurem tratamento, a relação paciente-terapeuta é muito complicada galera, se estiverem lá pra se tratarem não percam o foco, não dêem essa bobeira.

Em fevereiro ou março não lembro, a Puatraning trouxe o Bad Boy para o Brasil e fui na palestra dele aqui no Rio de Janeiro, e pude conhecer pessoalmente a equipe da PuaTraning, tinham vários puas lá, o chamaleon eu nem sabia quem era estava insegura de gastar esse dinheiro, pensei em desistir e tudo mais, mas no final eu foi muito produtivo.

A palestra do Bad Boy, equivaleram mais de 30 sessões de terapia fácil, fora todo o clima pua e a sensação de irmandade e coletivismo em prol do desenvolvimento masculino, saí de lá extremamente motivado, e as coisas começaram lentamente a acontecer, eu consegui ter mais iniciativa em várias áreas da minha vida e jogar com mais gana e agressividade.

Minha saúde estava muito melhor, mais devido a questão psicosomaticas estava cambaleando constantemente, ainda tive muitos altos e baixos em 2014 em termos de saúde o que me relegaram mais tempo de espera, mais com os vários artigos, com vídeos, com palestras e materiais, fui fazendo uma releitura da minha vida e comportamentos.

Fui aprovado em um concurso de segundo grau e estou na fila de espera, confiante porém sabedor da possibilidade de não ser convocado e continuando na labuta, mudei minha vestimento, meu vocabulário, meu gestual, e devido a insistência da minha terapeuta voltei a sair, estava muito tempo dentro de casa devido minhas dores constantes.

Comecei a sair, foi de onde saiu meu primeiro RC, treinei um tempo Day game, mas perdi vários PC, pois estava me auto-limitando e me auto-sabotando, minha saúde esta paulatinamente voltando ao normal, esse ano começo a malhar e volto a fazer yoga novamente, estou sendo acompanhado por um endócrino e uma nutricionista muito bem preparados os dois são doutores nas suas Áreas de atuação.

Estou emagrecendo de maneira lenta e extremamente saudável, em dezembro resolvi me dar dois meses de férias depois de 3 anos de sofrimento físico e emocional, em 15 dias eu detonei uma zone fried de 10 anos, ampliei meu jogo com dezenas de HB’s, junto com meu wing sargiei na praia, no bar, no shopping, com resultados que são pífios para puas mais experientes mais representam minha redenção e minha glória do ponto de vista pessoal.

Fiz várias trilhas nessas férias, conheci muitas pessoas, experimentei coisas novas, e o principal achei equilíbrio entre as coisas, estou voltando a minha rotina pesada de concurseiro, mas com o ganho emocional e a percepção prática do crescimento do meu jogo em apenas 2 meses, me deixam com a lição clara de que, como funcionário público e com tempo livre, mulher vai ser meu menor problema.

Depois de 1 ano sem facebook e sem usar celular, readicionei toda minha rede de contatos e aumentando em muito o que era antes essa rede, através de social proof, aplicando conhecimentos pua, eu não segurei minha onda e dei uma mancada eu entrei como visitante apenas no face da minha ex e dei um olhada no face das amigas dela.

Ela deixou uma armadilha emocional com algumas imagens da época do nosso namoro, não fotos nossas apenas imagens, mas flagrei ela saindo com as amigas dela, e ela engordou em torno de 10kg e voltou a beber rapaziada, será que 2014 nosso relacionamento ia voltar ao normal mesmo ou eu ia colecionar chifres ? kkkkkkkkkk não precisam responder !!!

Estou crescendo ainda não tenho grandes relatos ou faço parte de uma equipe de coaching’s, na verdade isso não enche meus olhos, mas dentro da minha história pessoal eu dei a volta por cima nas minhas próprias limitações com certeza, e o melhor de tudo nem completei 30 anos e consegui sair desse mar de drogas, violência e infernos emocionais femininos.

Quando minha ex percebeu que a relação não tinha mais volta, ela me mandou um e-mail no estilo que a ex do Chamaleon mandou pra ele, dizendo coisas bonitinhas no final dizendo que me amava, galera não caiam nessa lorota, sigam seus caminhos e cresçam na vida, eu acusei o recebimento e deletei aquela merda da minha caixa de e-mail, recentemente ela me bloqueou do face mesmo nos não estando adicionados, e ao longo do ano passado sei que passou por umas merdas e mudou sua personalidade pra de uma feminazista.

Como fiquei na caixinha muito tempo, foi doloroso ver as fotos dela no face e as imagens, mas eu controlei isso, usei técnicas de pnl e a coisa melhorou muito, desapeguei fortemente, agora minhas férias acabaram, e resolvi escrever esse depoimento como forma de gratidão a todos os membros do puabase.

Agora eu volto a estudar vou sair muito pouco ou nada por alguns momentos, mais estou na etapa de colher todo esse tempo de estudo e seguir em frente rumo aos 30 anos com saúde, dinheiro no bolso, competência social, Inteligência emocional, e completamente preparado para lidar com o jogo feminino.

Mais uma vez obrigado a todos, não me aprofundei em todos os aspectos, dei uma pincelada nas minhas experiências e evitei ficar destacando lições, não que o texto seja auto-explicativo, mais aprendi que na vida a maior parte das informações estão em aberto e não fechadas, já controlo minha ansiedade e tento montar o quadro de maneira holográfica, ou seja, apenas com uma parte do contexto.

Paradisepunx !!!

ANÚNCIOS

Avatar pua
Aprendiz de Don Juan

Veterano - nível 3

#930308 Boa Noite Soldado da Putaria! :rolf

Rapaz que relato! :o
Tudo que você viveu é muito mais comum do que se pensa. Muito mais comum...
Segue nessa pegada... EVOLUÇÃO, DESENVOLVIMENTO, MELHORA, TUDO POR UMA VIDA MELHOR PARA VOCÊ MESMO. Sua ex? É passado. Segue em frente! Se torne um HOMEM AINDA MELHOR!

O PUAbase tá aqui pra isso, para te ajudar, para nos ajudarmos. Só depende de tu meu brother! Você já está indo por um ótimo caminho! Desapegando-se, adquirindo conhecimento sólido e principalmente APLICANDO-O! O Sucesso? é só questão de tempo!

Boa noite!
Avatar pua
feeelps1

PUA EXPERT

#930312 Cara, excelente tópico!
O relato foi fantástico, parabéns pelo primeiro aniversário aqui no fórum e que venham muitos outros!

Um abraço e sucesso! :parabens :ae
Avatar pua
Steven78 - MEMBRO EXCLUSIVO
#930328 Fico feliz em ler o teu relato! Realmente passou por muita coisa. Pelo visto tu e a HB eram bem parecidos,se completavam...mas ela vacilou,se deixou levar pelos maus caminhos de algumas amizades e acabou mudando pra pior. Fez bem em ter saído dessa. Imagino como deve ter sido difícil ter que conviver o dia todo com ela praticamente, já que moravam e estudavam juntos e tal. Conseguiu superar o vício em drogas e tenho certeza que vai continuar assim. Espero ter sucesso tanto quanto você. Abraço, e continue crescendo!
Avatar pua

Criador do tópico

Paradisepunx - MEMBRO EXCLUSIVO
#930568 Amigos, sou grato pelos feeds, esse depoimento e um marco na minha vida e uma forma singela de retribuir e agradecer a comunidade, estou caminhando para meu horizonte com passos firmes e orientados.

O único limite que o homem conhece e a sí próprio, e por isso busco crescer e não me limitar, ano que vem posto a continuidade desse processo independente do resultado aparente.

Paradisepunx!!!
Avatar pua
[email protected]

PUA EXPERT

#930606 Parceiro, fico feliz ao ler seu relato. Demonstrou o poder que nós homens temos de renascer.

Não peço que olhe o passado com raiva ou temor, mas apenas como um aprendizado para o novo homem que vc está se tornando, em busca de um estado superior de espírito. Vença sempre a batalha do ego, e realize o auto-conhecimento constantemente.

Quanto a ex... ela não importa mais.

Sucesso,

[email protected]
alnss - MEMBRO EXCLUSIVO
#930804 Gostei muito do seu relato, é ótimo ver alguém que passou por tanto e conseguiu superar suas limitações, eu me interessei por Rosa Cruz faz um tempo, incrível como pessoas interessadas por isso aparecem do nada quando você começa a procurar xD, tudo de bom pra ti e mais vitórias vão aparecer.
Avatar pua

Criador do tópico

Paradisepunx - MEMBRO EXCLUSIVO
#930811 Valew galera pelos feeds,

Eu relutei muito em escrever esse depoimento porque é como diz o ditado popular: relembrar é viver, fora a preguiça e a indisciplina pra escrever algo minimamente descente, depois de escrever esse depoimento, artigos e relatos, eu dou muito valor a todos os puas do fórum que se dedicam a alimentar o mesmo de informações uteis e construtivas para todos os membros.

O [email protected] foi muito sensível a meu momento e tocou no ponto certo, mas eu de antemão já sabia que iria revolver esse lodo, e estou revolvendo até a agua ficar cristalina e o processo de cura esta se manifestando de maneira mais visível agora, conversando com um amigo mais velho ele disse que todos os homens passam pelo mito da "Mina de Fé", eu passei por ele e agora estou encarando o jogo de forma mais madura.

Estou amadurecendo a ideia sobre essa espécie de iniciação do homem a fase adulta que é ultrapassar essa lenda criada pela nossa cultura de que existe uma mulher ideal, que simplesmente vai dar conta do recado e é diferente das outras, minha ideia é esperar o tempo passar e jogar esse tema para debate por aqui, mais uma vez agradeço ao feed de todos.

Paradisepunx !
Avatar pua
[email protected]

PUA EXPERT

#930819
Paradisepunx escreveu:Valew galera pelos feeds,

Eu relutei muito em escrever esse depoimento porque é como diz o ditado popular: relembrar é viver, fora a preguiça e a indisciplina pra escrever algo minimamente descente, depois de escrever esse depoimento, artigos e relatos, eu dou muito valor a todos os puas do fórum que se dedicam a alimentar o mesmo de informações uteis e construtivas para todos os membros.

O [email protected] foi muito sensível a meu momento e tocou no ponto certo, mas eu de antemão já sabia que iria revolver esse lodo, e estou revolvendo até a agua ficar cristalina e o processo de cura esta se manifestando de maneira mais visível agora, conversando com um amigo mais velho ele disse que todos os homens passam pelo mito da "Mina de Fé", eu passei por ele e agora estou encarando o jogo de forma mais madura.

Estou amadurecendo a ideia sobre essa espécie de iniciação do homem a fase adulta que é ultrapassar essa lenda criada pela nossa cultura de que existe uma mulher ideal, que simplesmente vai dar conta do recado e é diferente das outras, minha ideia é esperar o tempo passar e jogar esse tema para debate por aqui, mais uma vez agradeço ao feed de todos.

Paradisepunx !


Cara, seria ótimo ver um artigo seu dissertando sobre a "Mina de Fé". Concordo plenamente contigo. Penso da mesma forma. Pra mim quando o cara tem noção disso ele acorda pra realidade. A realidade que contradiz toda aquela baboseira de 'mulher certa', 'metade da laranja'...

Aguardo!

Abs
Avatar pua
adrieldbz

Veterano - nível 7

#933707 Bacana sua história, parabéns pela superação. Mas é incrível o número de jovens que já tiveram contato com drogas, e parece que só piora. Desejo muita sorte pra você cara, e continue com seus textos, sinta-se livre para compartilhar de seus conhecimentos conosco.