Aqui é aonde Arquivamos as discussões e debates do PUABASE.
Apenas Membros VIPS
Organização sempre!
Avatar pua

Criador do tópico

roberto.mandrake

Aprendiz

#883076 Meus caros, ao abrir minha caixa de mensagens hoje pela manhã, me deparei com um email com esse assunto... Confesso a vocês que fiquei pensativo em relação a isso.
Pensei bastante mesmo em algumas experiencias que eu tive recentemente e confesso a vocês que fiquei curioso em tentar detectar isso, por conta disso fiz uma pequena pesquisa no google sobre isso e me deparei com alguns resultados bem interessantes:

https://imagizer.imageshack.us/v2/683x3 ... 8/uvin.jpg (Desculpe Moderação pelo link externo, não consegui linkar melhor a imagem :ae )

Lendo algumas das opiniões que vi, e até mesmo considerando friamente algumas coisas cheguei a certas conclusões que gostaria de dividir com todos...

O amor por definição é o nível ou grau de responsabilidade, utilidade e prazer com que lidamos com as coisas e pessoas que conhecemos.A palavra amor (do latim amor) presta-se a múltiplos significados na língua portuguesa. Pode significar afeição, compaixão, misericórdia, ou ainda, inclinação, atração, apetite, paixão, querer bem, satisfação, conquista, desejo, libido, etc.
O conceito mais popular de amor envolve, de modo geral, a formação de um vínculo emocional com alguém, ou com algum objeto que seja capaz de receber este comportamento amoroso e enviar os estímulos sensoriais e psicológicos necessários para a sua manutenção e motivação. É tido por muitos como a maior de todas as conquistas do ser.


Ao definirmos o que é o Apego chegamos a outra definição muito interessante:
Apego significa um vínculo afetivo ou ligação entre um indivíduo e uma figura de apego (comumente um cuidador). Estes laços podem ser recíprocos entre dois adultos, mas entre uma criança e um cuidador são baseados nas necessidades de segurança e proteção da criança, fundamentais na infância. A teoria propõe que crianças se apegam instintivamente a quem cuide delas,com a finalidade de sobreviver e, em última instância, de replicação genética.A meta biológica é a sobrevivência, e a meta psicológica é a segurança.A teoria do apego não é uma descrição exaustiva dos relacionamentos humanos, nem é sinônimo de amor ou afeto, embora estes possam indicar que os vínculos existem. Em relações criança-adulto, o vínculo da criança é chamado de "apego" e o equivalente recípoco do cuidador é classificado como "vínculação de cuidado".


Quantas vezes meus caros, criamos situações a quais um amor (sentimento como definido acima de responsabilidade,utilidade e prazer) se torna apenas um apego emocional(vinculo de dependencia)?

Se todos lerem de maneira mais fria, irão entender que ambos possuem em sua essencias sentimentos de afeto, mas em óticas diferentes,o segredo é saber lidar com os limites de ambos visto que há um suave limiar entre o amor (sentimento) e apego(senso de responsabilidade e obrigação). Este limiar meus caros se reside em exatamente saber lidar com as espectativas do outro e lidar com os jogos emocionais, parece simples, mas não é...

O grande problema é que o ser humano por padrão é extremamente "acomodado", se acostuma com determinadas situações e sentimentos a tal ponto que não consegue entender/aceitar/agir rapidamente as mudanças que as vezes ocorrem. Estas mudanças ainda mais no caso de relacionamentos acontecem de maneira acelerada e grande parte de nos homens (agora estou me referindo ao genero) não consegue lidar com isso!

Já li em muitos lugares que as mulheres conseguem amadurecer de uma maneira mais acelerada que nos homens, muitos vão discordar de mim, mas concordo em termos... elas amadurecem emocionalmente de uma maneira adiantada, mas isso não é garantia plena de que saberão lidar bem com os seus sentimentos, apenas que se despertam mais cedo somente isso.

Agora vocês me perguntam, o que isso tem a ver com as diferenças entre o amor e o apego? Simples, exatamente pelo fato de se despertarem mais cedo para seus sentimentos, as mulheres não sabem lidar melhor com seus sentimentos, e por isso tendem a "mudar" mais rapido em relação a eles. E como nos homens, não temos este despertar mais cedo, na maioria dos casos, acabamos por não conseguir entender plenamente as mudanças... e quando conseguimos entender ja estamos mais apegados do que "amando" a outra pessoa.

Outro aspecto que eu gostaria de abordar é que a mudança nos sentimentos ocorrem em uma via de mão dupla, tanto um apego pode se tornar um amor, qnto um amor se tornar um apego. Sei que vou ser meio polemico agora, mas quantas vezes já vimos casos de "amigos"(RMLP,ficantes,etc) que se desenvolveram o amor? É um pouco raro, mas pode acontecer...

Agora para concluir, eu diria que o apego é nada mais que um "amor" sem sentimento, algo mais envolvido como uma responsabilidade/obrigação com a outra pessoa do que consideração.

Enfim, estas são minhas considerações... fiquem a vontade para debater e discordar de mim...

Forte abraço a todos!


Links complementares(leiam caso tenham curiosidade):
http://pt.wikipedia.org/wiki/Relacionamentos_amorosos
http://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_do_apego_em_adultos

ANÚNCIOS