Área exclusiva para artigos e debates focado a pessoas que estão namorando.
De tudo para saber como AGIR no namoro.
Chromex

Aprendiz

#1028093 Gosto da maneira que relata, Riker T., essa visão realista é muito julgada para
os que floreiam as palavras, os seguidores assíduos do politicamente correto.
Assim como você, gosto de ver as coisas como elas são. Só assim é possível
fazer uma análise verdadeira e efetiva.
Ainda não sou um 50tão, estou bem longe disso, mas compreendi sua visão
e me encontrei concordando em diversos pontos.
Parabéns, e continue assim.
Abraços

ANÚNCIOS

Makvan

Aprendiz

#1031564 Mais um ótimo o Post !!! Sempre objetivo e claro nas suas palavras... Com certeza é esse estilo de vida que quero levar. Sinceramente, acho que todo esse papo de fidelidade é balela, principalmente da fidelidade masculina.
Abraços
Avatar pua
extremofilo

Veterano - nível 9

#1031577 É fácil de entender os dois tipos de relacionamentos que vc citou. Sempre via isso quando era pequeno, por parte dos outros.
Mas colocá-los em prática outra coisa, pois sou novo(22)e careço de recursos para isso kk
Quanto a tentar "chegar" em mulheres satisfeitas, é verdade verdadeira. Eu sempre via amigos quebrando a cara com isso e não entendia que uma insatisfação era uma porta para um avanço real.
Valeu por mais esse artigo, Capitão.
marcelo1986

Aprendiz

#1031685 Melhor postagem que já li de você Ricker T. As Reclamações contra você é coisa de mimizento e seguidor dos M.E.R.D.A. do YouTube. A paciência é a melhor arma para atrair mulheres. MULHERES e não menininhas.

Abraço
Avatar pua
G15

Aprendiz

#1031700
Sempre defendi o principio de que “Você não é fiel a alguém, somente a sí e a seus princípios
.


A sedução só é possível através de uma insatisfação
.


Olá, Riker.T.

Sabe quando você entra no fórum para dar aquela "espiada de 5 minutos" apenas para satisfazer uma vontade interna? Agora pouco foi isso que eu tentei fazer. A primeira coisa que eu fiz ao entrar no fórum foi apertar para ler o seu tópico, que apareceu naquela lista que aparece quando entra na página... Pelo autor, não podia fazer diferente: li regozijandode todas as palavras.

Aquela "espiadinha de 5 minutos", se tornou 10 minutos, 15 minutos... Estou a meia-hora e não pude deixar de escrever esse comentário. Eu fiz uma pausa de reflexão no seu tópico em dois momentos, citados acima. Você me fez refletir, não posso dizer que concordo ou discordo porque ainda estou digerindo a informação.

Eu nem tenho embasamento de experiência ou de vida para cogitar tentar dizer algo contrário ao que argumenta aqui. Na verdade, o que escreveu acaba encaixando na minha vivência de relações: realmente, tem como separar social de sexual.

O seu texto talvez tenha vindo numa época errada, ou talvez tenha vindo na melhor época possível como uma semente. Num futuro distante, talvez as relações sejam exatamente como você descreveu... Porque num futuro, preconceitos e condicionamento social sejam muito diferentes de como são hoje.

Eu ia te mandar uma MP (mensagem particular) para agradecê-lo, há alguns tópicos antigos (artigos) seus que hoje eu aplico e me fazem diferença, ou seja: você me agregou conhecimento. Você fez diferença pra mim. Hoje eu tenho uma vida mais organizada e futuramente irei abrir uma empresa (até a metade do ano que vem, uma startup) porque você me deu uma sementinha de como planejar as tarefas no curto prazo, longo prazo (que mais tarde acabei vendo num material de coaching e acabei adotando), que foi essencial para a construção dos meus primeiros passos. Além, é claro, do caminho das pedras no mundo PUA (sedução) que me evitou de redescobrir a roda muitas vezes.

Pense com carinho a questão que um outro PUA aqui disse (desculpe, não gravei o nome): escreva um livro. A área de sedução é GIGANTE, tem MUITO espaço em especial aqui no Brasil - carecendo de material em português. Veja quantos talvez estejam na sua idade, ou próximo a esta, que gostariam de ter o conhecimento as informações que você possui? Eu acho que as suas palavras podem ir além deste fórum. Aqui você já tem fãs (eu sou um deles), agora conquiste o Brasil.

At,
Avatar pua
RICARDO MALLA

Veterano - nível 9

#1032136 Prezado Riker T.,

Primeiramente, obrigado por voltar ao fórum e contribuir com sua experiência!

Como diria Raul Seixas "cada um de nós é um universo", e no seu universo, uma relação social não te prende, não te limita e não restringe a sua liberdade.

Eu concordo plenamente com o seu estilo de vida e raciocionio sobre o jogo. Realmente, o mundo não é um conto de fadas, tampouco é o mundo que a TV e os filmes hollywoodianos nos vendem.

Creio que somente com a experiência o pessoal poderá quebrar os dogmas e paradigmas que a sociedade nos impõe, especialmente nessa questão de relacionamentos.

Hoje em dia o que eu vejo são caras que entram de cabeça em um relacionamento e esquecem dos amigos, família, e o pior de tudo, abrem mão da sua própria liberdade em prol de um relacionamento monogâmico que uma hora ou outra esfria e o cara se arrepende e se frustra.

Abrax
Avatar pua
krause

Aprendiz

#1033599 Quanto mais o tempo passa mais adimiração aparece kkkkkk
Ricker t. acho que as pessoas grandes, que se destacam sempre "pensam fora da caixinha"
Depois le ler esse excelente artigo vem a pergunta.
Quantos de nós realmente de fato enxergam e quantos de nós realmente sairam da matrix ?

Parabéns Ricker por mais um ótimo artigo abraços !!!!
Avatar pua
rafaelopena

MEMBRO PROFISSIONAL

#1033617 Riker.TNão discordo do que você disse, uma vez que cada um faz o seu jogo. E concordo com os outros 99%.
Existe a possibilidade de ser feliz em um relacionamento monogâmico? Sim, claro. O problema é que essa possibilidade à cada dia se torna mais remota. Ao comparar as mulheres da sua geração com a minha (sou mais jovem) já se percebe que essas mulheres de 18 - 25 quando passaram dos 30 vão estar mais rodadas do que pneu de carreteira. Vendo por esse lado é totalmente compreensível a sua posição e o seu modus operandi.

Esses que te chamam de infiltrado da real são os lambedores de porra que vão aceitar qualquer mulher e pagar o pato desfilando com cada mico por aí. O tempo do romantismo já acabou. O "aproveitar a vida" já tomou conta de ambos os sexos. Em outras palavras... Marxismo Cultural implantado com sucesso.

O seu jogo é diferente do meu até porque o seu contexto e a sua história também são assim, além de estarmos em fases distintas da vida. O que nos une é a nossa visão realista, ainda que eu, particularmente, não me veja em um relacionamento "social".

Sucesso!