Artigos e Técnicas com base em PNL ou Hipnose.
Não necessariamente voltada a sedução
Avatar pua

Criador do tópico

CoachCosta

Aprendiz

#953112 Bom dia a todos.

Cumprindo minha promessa, venho iniciar o primeiro tópico explicando a PNL.
Para quem não acompanhou o tópico anterior, segue o link:

http://www.puabase.com/forum/ressurgimento-pnl-t102842.html

Hoje vou falar dos principais pressupostos da PNL. Qualquer área de estudos possui suas próprias crenças, e com a PNL não é diferente.

Estas crenças são fundamentais para quem deseja utilizar a PNL, e quando eu falar delas vão entender por que.
Mas antes de começar a falar dos pressupostos, quero deixar claro algumas coisas:

-PNL não é teoria. PNL é criar experiências. Por isso, essas postagens nunca serão completas. Pode ler todos os livros de PNL, e ainda não será o suficiente se não praticar. Você não aprende a dirigir lendo o manual do carro. Para ter entendimento completo, é preciso praticar, portanto, para aqueles que realmente querem aprender pratiquem, além de pesquisar por outros conteúdos, como vídeos, onde é possível verificar coisas mais sutis como tom de voz, fala pausada, comunicação não-verbal, etc.


-Estes tópicos servem como um norte para quem deseja entender melhor ou ingressar no mundo da PNL. Poderia chamar de introdução à PNL. Nunca poderá substituir uma formação em PNL, onde você assiste demonstrações, pratica tudo isso e aprofunda em cada técnica.

-PNL trabalha com modelagem, que é perceber quando alguém tem sucesso em determinada área, e replicar essa estratégia para a mesma ou outras áreas. Também é conhecida como a arte de gerar novas escolhas, visto que se você tem apenas uma escolha em determinada situação, você não passa de um robô.


-A PNL é baseada na experiência subjetiva humana, ou seja, o que acontece fora de você não tem relevância, mas sim o que está acontecendo aí dentro. Experiência subjetiva é o que você vê, ouve, e sente, quando vivencia determinada situação. E isso pode ser alterado.


-Muitos aqui provavelmente vão querer utilizar a PNL aplicada ao PUA. Isso é possível sim, mas não será o foco das minhas postagens. A PNL é aplicável à todas as áreas da vida, então não vamos nos restringir com apenas um foco. Se tiverem dúvidas posteriores de como usar aplicando ao PUA, faremos outro tópico posteriormente sobre isso.


O que é PNL.



Programação Neurolinguística (PNL) é muito mais do que uma maneira de falar ou de pensar positivamente, este sistema
de conhecimentos, surgido na Califórnia (EUA) no início dos anos 70, e que se mantém em desenvolvimento até hoje, vem revolucionando os métodos de comunicação e desenvolvimento humano, sendo largamente procurado por pessoas das áreas de terapia, gestão de pessoas, vendas, treinamento, educação e comunicação, entre outras.

É desafiante definir de forma concisa o que é PNL, porque ela é muitas coisas ao mesmo tempo e traz resultados surpreendentes, sendo usada por pessoas com diferentes finalidades. Resumidamente, como Richard Bandler, um dos criadores da PNL, diz “a Programação Neurolingüística é um processo educacional sobre como usar melhor o nosso cérebro”.

Ela é exatamente isso. Talvez a coisa mais importante saber sobre a PNL é que através dela é possível utilizar o cérebro para alcançar quaisquer resultados que desejamos, tornando possível conseguir excelência em qualquer campo de interesse.
Também pode ser definida como o estudo da experiência subjetiva humana. De uma forma mais ilustrativa, podemos considerá-la como o manual de instrução do funcionamento do cérebro humano, ou seja, de como o cérebro capta e registra informações através dos 5 sentidos, de como estrutura e processa estas informações e a partir disso mantém e produz padrões de pensamentos, padrões emocionais, comportamentais e comunicacionais que se apresentam de forma consciente ou inconsciente em nosso dia a dia. Com as ferramentas da PNL é possível obter as mudanças que queremos em nossas vidas de maneira rápida e precisa.

A PNL é hoje considerada um dos modelos mais eficientes em processos de mudanças breves e objetivas. Pode ser utilizada tanto para questões emocionalmente complexas como depressão, pânico, vícios, fobias, timidez e insegurança, como para questões comportamentais mais simples como uma dificuldade de estudar ou resistência para praticar exercícios. Também é um modelo poderoso de comunicação que traz resultados altamente positivos nos relacionamentos e na aprendizagem.


“Neuro” – Como o cérebro funciona

“Linguística” – Operar através da linguagem e comunicação não-verbal

“Programação” – Você pode programar isso.



Vou listar aqui os principais pressupostos da PNL. Existem muito mais do que estes citados abaixo, mas estes são aqueles fundamentais:


1) O Mapa não é o território.



Ela representa o fato de que não temos acesso direto à realidade em si, mas sim às percepções da realidade em que vivemos. A nossa percepção da realidade é o "mapa mental" que construímos para descrever o território em que vivemos. Esta representação é formada por aquilo que vemos, ouvimos e sentimos. Também filtramos essa realidade através de nossas crenças e experiências, assim como o que nos foi dito pelos nossos pais, professores, mestres, amigos. Todos nós formamos mapas diferentes da mesma realidade. Portanto, o mapa não é o território. Nenhum mapa é completo, pois ninguém sabe de tudo. Os melhores mapas são aqueles que mais se aproximam do território, mas como não sabemos o que é o território, podemos apenas mensurar isso pelos resultados que se atingem.


2) Todo Comportamento tem uma intenção positiva.


Sempre que alguém faz algo, existe uma intenção positiva. Mesmo que seja algo considerado errado, aquela pessoa tinha uma intenção quando o fez. É importante separar o comportamento da intenção, assim é possível compreender o outro. Se for ensinado a essa pessoa outro comportamento que também satisfaça essa intenção, ela o seguirá.



3) O significado da comunicação é a resposta que se obtêm.


Mesmo que não seja a resposta que você quer, é a resposta que você obteve se comunicando dessa maneira. Se não estiver obtendo o resultado que deseja, mude o que está fazendo, e vá testando os resultados.



4) Se fizer o que sempre fez, obterá o que sempre obteve.



Muitas pessoas estão buscando mudanças nas suas vidas, mas não percebem que querer resultados diferentes fazendo a mesma coisa, segundo Einstein, é a definição de loucura. É necessário ter flexibilidade e saber avaliar quando o que fazemos não está dando o resultado que desejamos.


5) Não existe Fracasso, apenas feedback.



Muitos tem medo de fazer o que desejam por medo do fracasso. Na PNL fracasso não existe. Se você faz algo que não dá o resultado esperado, você tem aprendizado, aprendeu como não fazer. Basta tentar de outras formas e inevitavelmente vai acabar conseguindo o que deseja.


6) Já temos todos os recursos que precisamos.


Basta apenas saber acessar esses recursos. O cérebro do mendigo passando fome na rua é igual ao do Einstein. A diferença é o conhecimento de como usar ele.


7) É impossível não comunicar.



Mesmo que uma pessoa não queria se comunicar, o silêncio é uma forma de comunicação. Assim como a comunicação não-verbal.

Passei aqui resumidamente os pressupostos que julgo os mais importantes. Existem muitos outros, esta é apenas a minha percepção do que seria mais útil. Para encerrar o tópico, vou falar sobre filtros mentais:


Filtros mentais:


Nem percebemos, mas tudo que vemos, ouvimos e sentimos, antes de chegar ao nosso cérebro, passa por filtros mentais, que podem no fortalecer ou limitar:


Generalização
– Habilidade de aprender rápido com poucas experiências. Se você quando criança bateu no seu irmão, e apanhou da sua mãe, aprendeu que sempre que bater nele vai apanhar. Essa generalização que você fez pode evitar que apanhe no futuro.


Mas a generalização pode te atrapalhar também. Um homem traído pela mulher pode generalizar que toda mulher é assim, e isso pode comprometer seus relacionamentos no futuro.


Omissão ou Deleção -
Filtro que seleciona onde vamos focar nossa atenção, o que realmente nos interessa, para evitar sobrecarga de informação. Ao fazer isso deletamos outras informações que julgamos menos importante. Enquanto você lê isso, talvez tenha deletados os sons do ambiente onde você está, sua respiração, e até a temperatura do seu corpo. Do contrário você ficaria atordoado com a quantidade de informação que receberia.


O lado negativo desse filtro é quando deletamos alguma informação que pode ser importante.


Distorção
– Habilidade criativa de remover ou acrescentar partes para dar sentido lógico ou ético à experiência. É positivo para planejar o futuro, sonhar. É negativo quando gera sofrimento ou medo. Quando uma pessoa tem medo de falar em público, ela pode estar imaginando o que vão pensar dela, ou que não vão com a cara dela. E isso é uma distorção.



Concluindo, toda a nossa percepção passa por esses filtros, e é isso que determina qual o nosso mapa mental.

Hoje encerro por aqui, e no próximo tópico vou falar sobre sistemas representacionais.

Agradeço a todos que estão acompanhando, e me coloco à disposição para esclarecer eventuais dúvidas.

Abraço a todos.

ANÚNCIOS

Avatar pua
delimas

Aprendiz

#953294 Interessante iniciativa! Ainda estou procurando aprender mais sobre PNL então com certeza vou acompanhar!

Abraço!
Avatar pua

Criador do tópico

CoachCosta

Aprendiz

#953655 Oi pessoal. Gostaria de saber de restou alguma dúvida, antes de avançar para o próximo tema.
Avatar pua
thegreys1

PUA Avançado

#953674 Muito legal CoachCosta! Apenas lhe recomendo que deixe os próximos tópicos mais "Bonitos"...assim cansa menos de ler!(Apenas..esteticamente!)

Abraços!!
Vanni
Avatar pua
Divine

Aprendiz

#953783 Excelente iniciativa, amigo! Tenho lido os relatos do Jahpz ( acho que é assim) com entusiasmo e tá surgindo uma vontade enorme de estudar PNL afundo. Acompanhando seus posts sobre o assunto. Grande abraço

Divine