Aqui as rotinas e Openers antigos porem eficazes!

Criador do tópico

Celta Ferraro - MEMBRO EXCLUSIVO
#822661 [justify]Olá, PUAs!

Estou pensando em postar todas as rotinas em português do livro Routines Manual, produzido pela Love Systems. O intuito é contribuir com o material para o site. Se assim o desejarem, e se já não o tiver, traduzirei as rotinas e postarei aqui. As rotinas são de grande qualidade e foram testados por todos os grandes mestres PUAs.

Segue abaixo uma rotina clássica do Style, extraída do livro Routines Manual, da Love Systems:


[font=Arial,sans-serif]Exemplo de Transição Observacional: O Teste das Melhores Amigas

[/font]

[font=Arial,sans-serif]Se eu abordei um grupo de duas mulheres, então geralmente vou usar o Teste das Melhores Amigas. Crédito ao “Style”. Minha versão evoluiu da dele, não necessariamente melhor ou pior. Com o repetido uso, sua versão de qualquer rotina deve evoluir para uma que seja mais confortável e natural para você. Então se concentre no direcionamento implícito dessa rotina em vez de memorizá-la palavra por palavra. O texto em colchetes [como esse] se refere às explicações sobre o que está acontecendo, ou o que posso estar pensando no momento.[/font]

[font=Arial,sans-serif][/font]

[font=Arial,sans-serif]Eu: [interrompendo em algum ponto do abridor] Vocês se conhecem já há um bom tempo, né?[/font]

[font=Arial,sans-serif][/font]

[font=Arial,sans-serif]Elas: [é irrelevante qualquer resposta que eles deem, a menos que eu queira usá-la para uma Transição com o Próprio Conteúdo].[/font]

[font=Arial,sans-serif][/font]

[font=Arial,sans-serif]Eu: Eu notei que vocês têm [ligeira pausa] exatamente o mesmo sorriso.[/font]

[font=Arial,sans-serif][/font]

[font=Arial,sans-serif]Elas: risadas [se elas não estiverem rindo, sua maneira de se expressar foi equivocada].[/font]

[font=Arial,sans-serif][/font]

[font=Arial,sans-serif]Eu: Ah, eu vou mostrar pra vocês uma coisa bem legal... Vocês [pausa] usam o mesmo xampu?/têm a mesma cor favorita?/[algo que tenha a ver com alguma coisa em comum]. [Precisamos explorar algumas contingências aqui, já que as mulheres normalmente fazem, nesse ponto, uma dessas três coisas: ambas vão olhar uma para a outra. Ou apenas uma vai olhar para a outra. Ou ambas vão continuar olhando para frente diretamente para mim].[/font]

[font=Arial,sans-serif]Se elas olharem uma para a outra...

[/font]


[font=Arial,sans-serif]Eu: [Passe a mão entre elas na altura do olho para conseguir a atenção delas]. Vocês se olharam antes mesmo de responderem a pergunta [pausa – elas vão se virar para olhar uma para outra de novo]. Aí, vocês acabaram de fazer de novo! [elas riem e vão olhar uma para a outra de novo]. E de novo! [elas ainda vão se olhar novamente e rir. Você pode fazer isso vária vezes se você realmente quiser, mas uma ou duas vezes já são o suficiente]. Vocês veem as pessoas que têm uma conexão emocional forte vão se virar para olharem uma para a outra quando são perguntadas sobre experiências compartilhadas, mesmo quando se trata de alguma coisa comum como xampu [ou cores].[/font]

[font=Arial,sans-serif]
Se apenas uma olha para a outra:

[/font]


[font=Arial,sans-serif]Eu: Está vendo, ela é a dominante nessa relação de amizade porque você [indicando a que olhou para a outra] olhou pra ela primeiro. [elas vão quase que certamente rir ou conversar aqui. Deixe-as continuar por um segundo e então se vire para a “dominante”]. [/font]

[font=Arial,sans-serif]Então, se ela estiver saindo da linha, eu vou trazê-la para você. [a propósito, essa não é uma maneira especialmente precisa para prognosticar a dominância social entre duas mulheres. Eu inventei isso alguns anos atrás e naquela época funcionava aproximadamente em uns dois terços das vezes. Trate isso como diversão, não como um teste psicológico significativo].[/font]

[font=Arial,sans-serif]
Se ambas olharem para você:

[/font]


[font=Arial,sans-serif]Eu: Interessante. Normalmente as pessoas que têm uma conexão emocional se viram para olharem umas para as outras quando são perguntadas sobre experiências compartilhadas. Ou vocês duas são pessoas bem únicas e independentes, ou vocês na verdade não se gostam muito. [normalmente nesse momento elas olham uma para a outra e daí eu as pego nisso, e brinco com elas com alguma coisa do tipo:] “eu sabia que vocês tinham a conexão!”, ou “eu sabia que vocês se gostavam profundamente”.[/font]

[font=Arial,sans-serif][/font]

[font=Arial,sans-serif]Notas avançadas para o Teste das Melhores Amigas:

[/font]


[font=Arial,sans-serif]Você ainda pode conseguir se dar bem dizendo que alguma ou ambas as mulheres estão olhando uma para a outra mesmo quando elas não estão. Ou ainda se elas apenas se olharem rapidamente com o canto dos olhos, não mexendo suas cabeças. Eu até já me dei bem dizendo que elas estavam se olhando quando nenhuma das mulheres nem havia mexido os olhos; mas essa nem sempre funciona. Essa é a razão pela qual eu criei as contingências para quando alguma delas, ou ambas, não se vira para olhar para a amiga.[/font]

[font=Arial,sans-serif]Logo após o “Ah, eu vou mostrar pra vocês uma coisa bem legal” há uma oportunidade excelente para mandar uma falsa restrição de tempo (Capítulo 5) como, por exemplo, “e depois eu preciso voltar lá com meus amigos”. É também uma boa oportunidade para rearranjar sua dinâmica física. Habitualmente nesse ponto, assim que eu digo que vou mostrar a elas “uma coisa bem legal”, eu as desloco para que elas fiquem lado a lado, de frente para mim, e eu fico confortavelmente em pé ou me apoiando em uma parede, bar, balcão, etc. Chamamos isso de “tranca” e a discutimos mais adiante no Capítulo 18.

Abraço,
Celta Ferraro
[/font][/justify]

ANÚNCIOS