O crescimento pessoal é fundamental para se ter uma vida melhor, considera tão ou mais importante quantos o estudo da sedução. Educação Financeira.
Vamos deixar de ser focados só em mulheres!
Avatar pua
.dot

Aprendiz

#845292 Interessante, alguns dos livros aí eu já li e outros lerei (tirando as partes totalmente dispensáveis como O segredo e afins).

Entrei em um emprego novo e agora tenho alguns objetivos, vou reservar 20% da minha renda para o futuro, e aprender a utilizar minha cabeça e atitude para ganhar dinheiro.

Minha meta é elevar ao mais alto nivel meus relacionamentos, finanças e saude. Tudo ao mesmo tempo, estou bastante confiante de que dará tudo certo.

ANÚNCIOS

Avatar pua

Criador do tópico

Crassio

Veterano - nível 9

#845764
fretyu escreveu:Muito bom o tópico, agradeço por disponibilizar tantos materiais !


Estamos aqui pra isso amigo, um ajudando o outro, qualquer coisa fala conosco ae, abraços


Crassio.
Avatar pua

Criador do tópico

Crassio

Veterano - nível 9

#852802 [highlight=#000000][highlight=#ffffff][color=#3366FF]20 Maneiras de fazer as pessoas gostarem mais de você.[/highlight]


Excelente texto, segue o LINK.[/highlight][/color]







http://administradores.com.br/artigos/c ... oce/73483/


.
Avatar pua

Criador do tópico

Crassio

Veterano - nível 9

#878736 Um pedaço de nós começa a morrer quando…

1 – Paramos de sonhar

2 – Perdemos a vontade de recomeçar

3 – Permitimos que frustrações alterem nossa ousadia

4 – Não acreditamos mais nas pessoas porque alguém nos decepcionou

5 – Reclamações tomam o lugar da gratidão

6 – Esquecemos que somos autores e passamos a nos comportar como vítimas

7 – Acordar de manhã se torna mais difícil do que vencer a insônia

8 – Somos mais atraídos pelo passado do que pelo futuro

9 – Acreditamos que estamos aqui por acaso

10 – A consciência fica cauterizada e nos tornamos insensíveis aos valores que um dia fizeram todo sentido

Um pedaço de nós revive quando tomamos a decisão de viver, de sairmos de cima da cama, de olharmos para a frente, de perdoarmos, de perdoarmos a nós mesmos, quando paramos de olhar para o próprio umbigo e descobrimos que somos úteis e capazes de fazer a diferença.

Não é necessário ser enterrado para morrer, mas é fundamental tomarmos uma decisão de lutarmos por um ideal a fim de vivermos de verdade.

Eu acredito em você e por isso estou aqui todos os dias.

Fonte GV.
Avatar pua
Dr. Cafajeste

PUA Avançado

#886924 Educação financeira é algo que influencia em todas as áreas da vida. Faz-se necessário ter a devida atenção ao assunto, pesquisar e ler bons livros, até mesmo fazer cursos, e colocar o conhecimento aprendido em prática.

Indiferente da sua atual situação financeira, sempre poderá melhorar e ter mais prosperidade. Seu presente e futuro depende desta atitude inteligente voltada as finanças.

Abraços!
Avatar pua

Criador do tópico

Crassio

Veterano - nível 9

#890192
Dr. Cafajeste escreveu:Educação financeira é algo que influencia em todas as áreas da vida. Faz-se necessário ter a devida atenção ao assunto, pesquisar e ler bons livros, até mesmo fazer cursos, e colocar o conhecimento aprendido em prática.

Indiferente da sua atual situação financeira, sempre poderá melhorar e ter mais prosperidade. Seu presente e futuro depende desta atitude inteligente voltada as finanças.

Abraços!


Realmente, acho que era algo que tinha que acompanhar nós desde a escola, tinha que ter desde da pré escola, com certeza 50% a mais de pessoas iriam prosperar, e é algo que temos que sempre estar aprendendo, mas não ficar só no aprendizado, ter atitude e colocar em prática.

Obrigado pelo feed Dr. Cafajeste.


Att Crassio.
Avatar pua
danilosl

Aprendiz

#939042 Pensei em escrever um post, mas desisti e resolvi apenas ler o fórum. Foi quando me deparei com esta área, mais especificamente com este post.

Quero então contar um pouco de mim. Praqueles que se sentem como eu se identifiquem e porque quero desabafar sabendo que há respeito mútuo aqui. Será extenso, quem não quiser ler, já para por aqui.

Pois bem.
Minha infância foi saudável.
Então com 16 anos namorei por três anos e meio, queria casar e ter filhos. Piegas, mas era meu sonho e no fundo ainda é. Fui fiel e leal, jamais traí. No meio do meu namoro meu pai faleceu de câncer. Parei o ensino médio e ficávamos minha mãe e eu em casa cuidando do meu pai que tinha convulsões e sentia dores. Ele teve câncer na faringe (ou laringe, nunca lembro), fígado, pulmão, uma ferida no cérebro de 1,5 cm e outra de três, trombose e atrofia do lado esquerdo do corpo, isso de Dezembro de 2005 à Junho de 2006. Essa namorada me traía tanto e de tal forma que até hoje ainda fico sabendo. Meus amigos me contam até hoje pensando que eu já sabia e, de fato, eu sabia só de algumas, mas sempre perdoando e voltando, porque precisava me agarrar em algo. De certa forma sou grato a ela porque hoje sou muito mais duro e suporto qualquer coisa, até com certa frieza, embora eu queira ser um cara positivo e não melancólico. Entrei em depressão que, segundo a psicóloga, era de 4º grau - se me lembro bem como chamam. Tentei me matar. Cortei os pulsos e por vezes tomei uma quantidade exacerbada de certos comprimidos querendo acabar com isso de uma vez. Não só quis como agi. Nada nunca aconteceu. Nenhuma sequela. Ergui-me um pouco e passei a namorar sério pela segunda vez. Ficamos por quatro anos e meio juntos. Esta também (cômico, não?) me traiu horrores e eu sempre acreditando que daria certo. Sem entrar em detalhes, terminamos. Se desse uma nota a mim mesmo diria 7,5. As garotas dizem coisas que não vou dizer por respeito à vocês, mas sempre coisas boas e que me arrancam sorrisos de satisfação por dias. Após terminar com essa segunda namorada tentei me lançar na "putaria". Várias mulheres me queriam pra minha surpresa... mas eu não conseguia pegar nenhuma. Uma delas me disse (sobre a amiga que também me queria) que eu deveria dar mais atenção às mulheres. Foi quando fiquei puto e pesquisei algo sobre "getting laid with girls". Pesquisando por dias terminei aqui. Li, reli e li mais uma vez. Almocei e jantei o fórum por duas semanas e fui lá praticar. Brothers, peguei tanta mulher que me esqueço de algumas. Relacionei-me sério com duas e a última ainda estou com ela.

E o problema começa aqui.
Eu não sabia que sentia e pensava tudo isso a meu respeito. Até o trecho acima foram coisas que me dediquei a superar e superei.

Eu conheci essa mulher. Ela veio da lama. Lutou; esbravejou; decretou; xingou; odiou; caiu; levantou; caiu; caiu; caiu; se levantou; venceu; venceu; e vence sem parar. Hoje mora num dos melhores condomínios da cidade e come nos melhores restaurantes. Até tento acompanhar ela, mas a conta fica pra lá de R$ 300,00. Dia desses eu até disse "vamos dividir a conta". Hahahaha. PQP?!?! Que homem em sua plena virilidade perguntaria isso?! Ele paga! Escuta só (eu racho de mim), ela disse assim "moça, passa R$ 250,00 aqui e R$ 50,00 no dele". Se fosse um desenho animado me mostrariam bem pequeno e diminuindo e e ela grande como uma titã.

Eu tenho 25 anos. Sou moto entregador em dois lugares. ganho lá seus R$ 2.100,00, 2.400,00 livre, mas chego ao final do mês usando cartão de crédito. Moro com minha mãe num quartinho (edícula) do fundo. Gasto 25% com despesas da casa e torro irresponsávelmente todo o resto, mas não consigo parar; melhorar; mudar.
Essa mulher se apaixonou por mim sem que eu fizesse nada e por ser um PUA ao meu estilo a ignorei por sete meses. Se eu a perdesse, não me importaria, eu tinha muitos "esquemas", por assim dizer. Talvez eu não fosse esse PUA, mas eu sei colocar uma máscara.
E a conhecendo, comecei a olhar pra mim. Fiz uma leitura de mim por uma ou duas semanas e comecei a me sentir tão lixo. Mas não falo de se sentir um bosta e retomar a vida. Falo de se sentir assim e se perder. Caras, eu comecei a fumar tanto arguile que não sei como não morri ainda. Bebo cerveja todos os dias pra dormir porque não suporto rolar de um lado pro outro pensando em mim. De dia é fácil porque estou ocupado trabalhando e fim de semana igual. Estava mais fácil há um mês atrás porque havia começado a faculdade, era menos tempo pra pensar, mas o FIES não deu certo, vocês devem ter acompanhado as notícias a respeito. Agora voltei a beber muito de segunda a quinta e menos (mas o suficiente pra dormir em paz) nos dias que trabalho de noite.

Eu sou extremamente inteligente. Inteligência todo mundo tem. A diferença é que alguns a desenvolvem mais e outros menos. Não existe burro.
E eu sou tão inteligente. Minha cabeça trabalha a mil. Eu penso em tudo, calculo tudo, projeto tudo, mas não sei usar isso a meu favor.
Mas a única coisa que sei é falar inglês fluentemente.
Só.
E é incrível como me culpo tanto por não ter, de fato, uma profissão; por ser um zé ninguém; por ter tanto potencial e continuar aqui, me vendo morrer.
Vocês devem pensar e eu penso também, tenho tanto potencial assim e não faço nada... a inércia me destroi. Eu vejo tudo e calculo um milhão de trajetórias, mas não decido nenhuma.

(desculpa, não sei em qual ordem colocar, só estou escrevendo à vontade)

A questão não é nem tanto o que passei, mas como me sinto agora. Esse perfeccionismo me leva à loucura.
Várias vezes este mês (já me relaciono, de fato, com essa mulher há uns três meses, imagino) eu googlei "i feel so tired", "i am my own worst enemy", "i feel like i shouldn't be here", "there's no reason to live for" (em inglês porque lhe dá resultados mais específicos). Lia tudo e via que era só gente mais do mesmo; igual a mim. Quando na verdade queria uma resposta; um caminho.

Leio muito, escrevo bem, escrevi um livro (nem tentei enviar pra editora alguma justamente porque eu sei que não vai rolar), assisto séries sem legenda porque entendo cada vírgula, resolvo problemas com meu gerente do trabalho, fui promovido de moto entregador à alguma coisa em alguns trabalhos, a dona de cinco lojas e um frigorífico onde eu trabalho atualmente me convidou pra um jantar com a família dela e degustação de vinhos no dia seguinte, mas eu simplesmente continuo me sentindo um lixo, dia após dia.
E, embora eu lhes diga tudo em que sou bom ou poderia ter sido, todos os dias eu acordo me autodestruindo.
Acho que tenho essa personalidade autodestrutiva mesmo, já pensei a respeito, não há outra resposta.

Mas eu não aceito!
E eu escrevo pra que cada um leia e veja.
Eu vou vencer isso. A área de desenvolvimento do PUABASE vai ser o primeiro degrau. Já me ajudou uma vez, vai ajudar uma segunda.

Enfim, foi mal o prolongamento, não sabia em qual ordem escrever e nem verifiquei gramática, mas está aí.
Quis compartilhar pressa irmandade aqui ver como ou voarei alto (ou baixo) e aprender.

Abraços.